Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Leitura

23 de Abril – Dia Mundial do Livro: conheça as bibliotecas públicas de Parauapebas

Nesta data em que se comemora o Dia Mundial do Livro, o Blog fez um levantamento das principais bibliotecas públicas da cidade e informa os dias e horários de funcionamento.

Neste domingo (23) foi comemorado o Dia Mundial do Livro, data do falecimento de grandes escritores como Miguel de Cervantes, Josep Pla e William Shakespeare. A data foi escolhida pela Unesco para lembrar a importância do livro.

Aproveitando a data, o Blog fez um levantamento das bibliotecas públicas disponíveis em Parauapebas.

A primeira e mais antiga é a Biblioteca Pública Municipal Professor Hernani Guimarães Teixeira, localizada à Rua D, quadra especial (nos fundos da Escola Municipal Chico Mendes). O acervo da biblioteca é de aproximadamente 10 mil livros. O local atende uma média de 1.800 usuários mensalmente e cerca de 60% desse público é formado por estudantes de escolas próximas, segundo o coordenador da biblioteca, Marcelo Paiva. A maior demanda da biblioteca municipal ocorre no período da tarde. O espaço disponibiliza também 20 computadores com internet e funciona de segunda à sexta, das 8 às 19 horas.

A Câmara Municipal também conta com uma biblioteca bem estruturada. O acervo atual é composto por 17.444 exemplares, sendo 5.097 títulos. A Biblioteca Legislativa Sônia Cortez recebe em média 100 pessoas por semana e há 350 usuários cadastrados para realização de empréstimos. Segundo a Coordenadora da pasta, a bibliotecária Cristiane Carvalho há pessoas que frequentam a biblioteca todos os dias. “Elas até se queixam quando fechamos nos feriados”. A Biblioteca Legislativa fica aberta de segunda-feira a sexta-feira, das 8 às 18 horas, sem intervalo para almoço.

Outra biblioteca que tem alcançado um público diferenciado é a que fica localizada no Residencial dos Minérios, inaugurada dia 20 de abril do ano passado. A Biblioteca Comunitária foi uma das últimas ações do Projeto de Trabalho Social (PTS), realizado pela equipe da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) na comunidade. O PTS tem por objetivo desenvolver ações sociais para o convívio em comunidade, proporcionando aos moradores informações e orientações sobre organização e mobilização comunitária, geração de trabalho e renda, educação sanitária, ambiental e patrimonial.

Com a Biblioteca Comunitária, as crianças do Residencial passaram a ter acesso a um acervo de livros infantis que despertam o gosto pela leitura. “Eu estou sempre pegando livros na biblioteca aqui do bairro, gosto muito de ler”, disse a adolescente Késia Viviane Ferreira, de 14 anos, que tem inspirado sua irmã caçula no gosto pela leitura. “Eu estou muito feliz com esse interesse novo da Vitória por livros, a irmã dela incentiva muito e facilita também ter uma biblioteca aqui no bairro”, disse a mãe das garotas, Clarice Ferreira. O espaço fica aberto das 8 às 14 horas.

Outro espaço que trabalha o incentivo à leitura é a Casa do Aprender, localizado na Rua, D, entre ruas 15 e 16, departamento vinculado à Secretaria Municipal de Educação (Semed), e utilizado por professores e alunos para aprendizagem, troca de experiências e integração social. O local conta com Cyber Café, Brinquedoteca e uma Biblioteca, que possui um acervo de mais de 4 mil livros. No dia 4 de março os alunos da Escola Municipal Josias Leão realizaram uma visita especial ao local.

“É a primeira vez que venho aqui. Gostei de tudo, da biblioteca, da brinquedoteca, do Cyber. Aqui a gente aprende brincando”, relatou a aluna Keyla Evillen Nascimento, 8 anos, sobre a visita. Kassiano Enzo Barros foi outro aluno que participou da visita, mas já conhecia o espaço. “Venho aqui quase todos os dias, me divirto e aprendo muito”.

“Nós promovemos atividades diversificadas com foco no incentivo à leitura, como por exemplo, roda de leitura, roda de conversa, cine pipoca, leituras dramatizadas, além de realizarmos empréstimos de livros. As atividades são destinadas a diversos públicos, inclusive à comunidade”, informou a coordenadora da Casa do Aprender, Rosieth Rebouças, acrescentando que o horário de atendimento ao público é das 8 às 18 horas.

Deixe uma resposta