Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
AMEPA

AMEPA elege nova diretoria executiva

Nova diretoria tomará posse em fevereiro de 2017

A Associação dos Magistrados do Pará elegeu na última sexta feira, 11/11, sua nova Diretoria Executiva. A Chapa 10, liderada pelo Magistrado Silvio Cesar Maria, sagrou-se vencedora do pleito com 205 votos contra 188 da Chapa 20, comandado pelo Magistrado Adriano Seduvim.

A Chapa 10, também conhecida como Magistratura Unida, apresentou plataforma de gestão baseada em 05 vetores, quais sejam: Transparência; participação efetiva dos associados; implementação de mais atividades educacionais e sociais; valorização do Magistrado, com ênfase na defesa das prerrogativas; e descentralização administrativa.

Segundo o Presidente Eleito, Silvio César Maria, a AMEPA precisa ter papel de protagonismo na vida de seus associados, os quais devem sentir que são representados e que podem, a todo instante, contar com a Associação.

Ainda de acordo com Sílvio, várias inovações começarão a ocorrer a partir do próximo ano, como, por exemplo, o Plantão 24 horas da AMEPA, pelo qual o associado, diante de qualquer necessidade, poderá imediatamente entrar em contato com um representante da AMEPA para ser auxiliado em alguma intercorrência.

Silvio destacou que a AMEPA será mais interiorizada, buscando assim atender mais ainda aos Magistrados do Interior. Segundo o Presidente Eleito: “Essa maior interiorização já começará a ser sentida em fevereiro quando realizaremos um Encontro Regional em Santarém, com a presença já confirmada de um grande expoente do Processo Civil Brasileiro. Em seguida, a AMEPA irá até Marabá e assim por diante, até percorrermos todo o Estado do Pará a fim de sentirmos de perto a realidade do Juiz Paraense”.

Silvio afirmou que os aposentados integrar-se-ão cada vez mais à AMEPA por meio de encontros nos quais poderão dividir suas experiências com os mais jovens, além de poderem se divertir com seus colegas. “Precisamos mostrar a todos o valor do Magistrado aposentado. Eles permitiram que hoje exista a estrutura que temos. Por isso, realizaremos homenagens à essas grandes figuras e a primeira delas já ocorrerá por ocasião de nossa posse”.

A nova Diretoria Executiva da AMEPA é composta pelos seguintes Magistrados:

  • Presidente: Sílvio Cesar Maria –  Juiz de Direito da Comarca de Belém
  • Vice-presidente financeiro: Charles Menezes Barros – Juiz de Direito da 2ª Vara Cível Distrital de Icoaraci – Comarca de Belém
  • Vice-presidente de prerrogativas: André Luiz Filo-Creão G. da Fonseca – Juiz de Direito da Vra Agrária de Castanhal
  • Vice-presidente de Cultura e Publicações : Flávio de Oliveira Lauande –   Juiz de Direito Substituto respondendo pela Comarca de Prainha
  • Vice-presidente de Relações Sociais: Priscila Mamede Mousinho – juíza de Direito da Comarca de Curionópolis
  • Vice-presidente de Aposentados e Pensionistas: Raimunda do Carmo Gomes Noronha – Juíza Aposentada
  • Secretária Geral: Karise Assad –   Juíza de Direito Substituta respondendo pela Comarca de Óbidos
  • Presidente da Assembleia Geral: Nadja Nara Cobra Meda – Desembargadora do TJPA
  • Secretário da Assembleia Geral: Charbel Abdon Jeha – Juiz de Direito Substituto respondendo pela 2ª Vara da Comarca de Itaituba

Também foram eleitos para membros do Conselho Fiscal da AMEPA os magistrados: Heloísa Helena Gato, Valdeíses Bastos e Jackson Sodré (todos lotados na Comarca de Belém).

A posse da nova diretoria da AMEPA ocorrerá no início do mês de fevereiro de 2017.

Sobre a AMEPA

No final do ano de 1970, um grupo de magistrados fundou a Associação de juízes do Estado do Pará, moldes da AJURIS, do Rio Grande do Sul. No ano seguinte, no primeiro semestre, a entidade reuniu a Assembleia Geral, a qual deliberou promover greve geral para reivindicar melhoria de vencimentos para os magistrados. O movimento paredista foi um fracasso, até na Comarca da Capital, onde só existiam 7 (sete) juízes, não houve sequer uma adesão. Face a este fiasco, os magistrados abandonaram a entidade, que não mais funcionou.

Mas a luta por melhores condições de trabalho e vencimentos não parou, pois o então Pretor de Capitão Poço, Otávio Marcelino Maciel, passou a redigir requerimentos aos governadores, que iniciavam dizendo: “A Comissão de Magistrados abaixo assinada, etc”. Qualquer número de magistrados, acima de três, constituía a comissão. Ocorre que o Pretor estava se desgastando entre seus superiores, apesar dos mesmos também serem beneficiados com a conquista. Maciel resolveu então, com outros magistrados, entre os quais os Doutores Marina Macedo Azedias, Stélio Bruno de Menezes, Nelson Silvestre de Amorim, Adalberto Carvalho, fundar a ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO ESTADO DO PARÁ, no dia 08 de Dezembro de 1970. Quem também participou da fundação da AMEPA foi o juiz Silvio Hall de Moura, que dá nome ao auditório da sede social e à medalha dada pela associação.

Hoje, a Associação dos Magistrados do Estado do Pará conta com mais 400 juízes em seu quadro, entre ativos e aposentados.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!