Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
PRF

Assaltante da Prosegur em Marabá é preso – de novo – quando fugia para Goiânia

"Bin Laden" carregava R$ 160 mil em espécie, portava CNH falsa e tentou fugir de agentes da PRF. Ele era foragido do presido de Belém após rebelião no início deste ano.

Por Ulisses Pompeu – de Marabá

Conhecido no mundo do crime como “Bin Laden”, Antônio Rangel Duarte Lima é useiro e vezeiro em fugir de presídios. Em setembro do ano passado ele foi preso pela Polícia Civil do Pará em Dom Eliseu com dois fuzis, uma pistola ponto 40, R$ 300 mil em dinheiro, 120 tabletes de maconha e 5 coletes à prova de balas. Foi levado para um presídio de Belém, mas no início deste não conseguiu fugir.

Neste domingo, dia 5, mais uma vez, “Bin Laden” caiu nas mãos da polícia. Ele trafegava em um veículo pela rodovia Belém Brasília (BR-153), quando o carro foi abordado por agentes da Polícia Rodoviária Federal no município de Campinorte-GO. Ele viajava como carona e outro homem, de 29 anos, conduzia o veículo. Ambos apresentaram documentos falsos e se complicaram.

Ao realizarem a verificação, os policiais perceberam que a CNH apresentada pelo passageiro era falsa e que o condutor possuía antecedentes criminais.

Neste momento, os policiais iniciaram uma busca mais minuciosa no veículo, quando “Bin Laden”, que havia apresentado CNH falsa, empreendeu fuga pelo mato. Dois dos policiais seguiram o fugitivo e, a outra equipe, permaneceu com o condutor, algemando-o. Após alguns minutos, o fugitivo tropeçou e caiu, quando foi alcançado e algemado pelos policiais.

O homem que havia fugido relatou aos policiais que seu nome não era aquele apresentado na CNH e que ele era foragido da Justiça do Estado do Pará. Em seguida, informou que estava com alta quantia de dinheiro dentro do carro, proveniente de assalto à empresa Prosegur em Marabá, ocorrido em agosto de 2016. Ao fiscalizar o veículo, a polícia verificou que havia a quantia de R$ 149.207,00. Junto com os homens haviam ainda R$ 7.119,00, totalizando uma quantia de mais de R$ 156 mil reais. A PRF depois descobriu que o fugitivo era um criminoso conhecido no Pará por “Bin Laden”, mas cujo nome verdadeiro é Antônio Rangel Duarte Lima.

  Parte do dinheiro oriundo do assalto à empresa Prossegur e armas apreendidas em Dom Eliseu  

O assaltante preso alegava que viajava de Araguaína-TO para Goiânia, onde passaria a residir, e que, o outro homem, condutor do veículo, teria sido contratado por R$ 2 mil para fazer o traslado. A PRF posteriormente descobriu que o motorista já havia cumprido pena por tráfico de drogas em Anápolis. Quando da abordagem ele estava com pequena quantidade de cocaína e ainda conseguiu “resetar” o celular, para dificultar o encontro de informações por parte da polícia.

No celular de “Bin Laden’ foram verificadas várias fotos de pilhas de dinheiro e diversos comprovantes de depósito, pois no assalto à transportadora foram roubados milhões de reais. Quanto à CNH falsa, ele alega que a comprou em Goiânia por R$ 500,00, há dois meses. “Bin Laden” possuía contra si dois mandados de prisão em aberto, um por latrocínio e outro por roubo qualificado e também já fugiu duas vezes do presídio. Ambos foram presos e levados para a Polícia Federal de Goiânia. (Com informações do site diariodegoiania.com.br)

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!