Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
comércio

Black Friday leva milhares às compras em Marabá e traz a reboque o Uber para a cidade

Consumidor lota lojas, forma extensas filas nos caixas e faz a alegria dos comerciantes
Por Eleutério Gomes

O assunto de hoje em Marabá é Black Friday. O dia de descontos no comércio, considerado como a abertura das vendas natalinas, está em todas as bocas nos quatro cantos da cidade. Logo cedo, no maior Centro Comercial urbano, a Avenida Antônio Maia, no Núcleo Pioneiro, a data parecia que não ia decolar. Só os grandes magazines estavam com bastante consumidores interessados nas ofertas. Porém, depois da 11h e a partir do início da tarde as vendas esquentaram e explodiram.

As lojas começaram a receber mais clientes e o movimento passou a exigir mais esforço de vendedores e gerentes no atendimento à clientela. Todo se desdobrando para não deixar o consumidor escapar, pois as ofertas estavam em todo canto do comércio. Vários colocaram até música ao vivo para agradar mais ainda os clientes.

Edvan Vasconcelos, gerente da filial de uma loja de móveis e eletrodomésticos e eletroeletrônicos da Marabá Pioneira, falou com a Reportagem do Blog às pressas, entre um atendimento e outro. “O movimento está muito bom, muito bom mesmo, começamos ontem, quinta-feira, hoje esquentou mais ainda e vamos estender até o sábado”, comemorou, acrescentando que os descontos na loja dele alcançam até 50% sobre o preço da mercadoria.

Em outra loja, esta de departamentos, com matriz no shopping e filial na Antônio Maia, foi impossível conversar com as duas supervisoras. Abas estavam literalmente espremidas pela multidão que lotava o estabelecimento e não conseguiam sequer sair do lugar.

Em outra loja de departamentos, com matriz no Nordeste e quatro filiais em Marabá, o gerente Rodrigo Araújo da Silva disse que o dia, desde o momento em que abriu o estabelecimento, estava sendo de grande movimento. “Nos parece que o cliente estava mesmo esperando por essa data. Então estamos prontos para atender a todos”, disse ele, acrescentando que os descontos chegavam a até 70%, sobretudo nos setores de confecções e calçados.

Para o diretor-técnico do Sindicom (Sindicato do Comércio Varejista de Marabá), Raimundo Alves da Costa Neto, a data foi muito proveitosa e mais uma oportunidade para aquecer as vendas. “Percorri todos os núcleos da cidade e constatei que hoje todos estão vendendo mais. Do grande estabelecimento até aquele pequeno que aderiram ao Black Friday. Isso é bom para comércio, isso é bom para Marabá”, comemorou, antecipando que em muitos estabelecimentos os descontos vão até o final de novembro.

Para Antenor Araújo Neto, aposentado que estava na extensa fila de um supermercado da Nova Marabá, “a oportunidade é muito boa e esse Black Friday é um negócio da China”. Ele comprou dois televisores de LED, de 32 polegadas, que normalmente custam R$ 1.400,00, por R$1.100,00 cada um. “Economizei R$600,00 e vou acabar comprando mais alguma coisa”, disse.

Raimunda Gomes da Costa, dona de casa, comprou vários utensílios como ferro elétrico, batedeira, sanduicheira e disse que gastou muito pouco. Sem citar o valor, calculou que fora do Black Friday “isso tudo sairia pelo dobro”. “Fiquei duas horas da fila, mas fiz um bom negócio”, avaliou.

Quem também ficou duas horas na fila do caixa, foi o correspondente do Blog, que entrou no mesmo supermercado apenas para colher dados para esta matéria e acabou fisgado pelos preços do Black Friday. Levou dois pequenos eletrodomésticos para casa com uma diferença de 90% a menos em reação ao preço normal. Valeu, portanto, a espera.

No Shopping Pátio Marabá filas se formaram na entrada antes mesmo das 10 horas, horário de abertura. E também na porta de diversas lojas que, como para fazer suspense, abriram um pouquinho depois das 10.

Uber
E, como numa celebração ao Black Friday, o serviço de transportes de passageiros Uber passou a funcionar oficialmente na tarde desta sexta-feira (24), em Marabá, deixando taxistas, taxistas-lotadores e mototaxistas apreensivos, mas muitos usuários do transporte alternativo bem satisfeitos. Basta baixar o aplicativo, abrir uma conta e pronto. O preço-base é R$ 1,50 mais R$ 1,15 por quilômetro percorrido e R$ 0,15 por minuto parado.

O que é Black-Friday?

Tradicionalmente, ocorre no dia seguinte à quinta-feira de Ação de Graças, data religiosa em que os norte-americanos celebram a gratidão pelos bons acontecimentos ocorridos durante o ano. Na prática, o dia de descontos é realizado na última sexta-feira do mês de novembro.

A Black Friday chegou ao Brasil no ano de 2010 e foi organizada pelo Busca Descontos, site que reúne cupons de descontos das principais lojas virtuais do país. Naquele ano, o evento reuniu apenas ofertas de varejistas virtuais. Em 2011, o Extra, no Rio, estendeu as grandes ofertas para as lojas físicas e, desde então, a data ganhou força no varejo físico brasileiro.

Uma das explicações para o Black Friday demorar a emplacar no Brasil é a resistência de varejistas brasileiros. Eles tinham receio em oferecer promoções antes do Natal. Tradicionalmente, os saldões de fim de ano ocorrem em janeiro.

Neste ano, o comércio brasileiro vivencia sua oitava Black Friday. A Ebit, empresa de informações sobre o comércio eletrônico brasileiro, estima que as vendas deste ano deverão atingir R$2,185 bilhões, alta de 15% na comparação com a Black Friday de 2016.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!