Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Presidente da Câmara de Redenção envia oficio a Secretario de Segurança Pública

O parlamentar solicitou ao Secretario, uma equipe de policial especializada em investigar crimes para diminuir os altos índices de violência que crescem na cidade de Redenção.

Nos últimos dias, moradores de Redenção tem vivenciado uma onda crescente de violência. De acordo com informações do Delegado Ricard Ribeiro, de janeiro até o presente momento, dezenove (19) pessoas foram assassinadas, destes apenas três casos foram solucionados. Com base a este assunto a Câmara Municipal de Vereadores, discutiu em sessão solene, realizado esta semana, onde o presidente da câmara de vereadores, Leonardo da saúde, através de documentos vai solicitar ao Governador Simão Jatene, a implantação da Delegacia Regional de Homicídios em Redenção. O oficio foi apresentado aos 15 vereadores que compõem o parlamento municipal.

Na manhã de hoje a equipe do Blog, falou com Leonardo, que disse que o documento seria entregue nesta quarta-feira (18), ao Secretário Estadual de Segurança Pública, Luiz Fernando Rocha.  Também em entrevista, Leonardo falou, ter pedido ao deputado Celso Sabino, que solicitasse uma reunião com o Governado Simão Jatene, para que o mesmo entregasse uma copia do oficio solicitando implantação da Delegacia Regional de Homicídios na cidade, nas mãos do próprio governador.

Vários homicídios foram registrados em Redenção e região e quase todos, não foram esclarecidos pela Polícia Civil.

Risolene Barros, de 30 anos, foi assassinada em (01) de setembro de 2017, sete meses se passaram e nada do criminoso ser preso, informou a mãe, Rosirene, que insistiu dizendo que o sentimento é de insegurança e por este motivo ela é a favor da criação de uma delegacia especializada em investigar homicídios na região do sul do Pará. “minha filha foi assassinada pelo marido, além dela, outros homicídios aconteceram em Redenção e na nossa região e poucos foram solucionados” finalizou.

De acordo com o delegado Ricard Ribeiro, A polícia tem trabalhado, mas o efetivo é pouco, os investigadores estão a campo, em prol de descobrirem quem são os assassinos misteriosos, para dar uma resposta, aos familiares das vítimas, que clamam por justiça.

Deixe uma resposta