Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Curso técnico

Campus do IFPA em Parauapebas recebe autorização para ofertar cursos técnicos de Eletromecânica e Meio Ambiente.

Desde que foi inaugurado, em 2014, a unidade de ensino federal tem agregado na formação de mão-de-obra especializada para a região.

Dia 6 de março foi publicada portarias que autorizam o Campus do Instituto Federal do Pará (IFPA), em Parauapebas, ofertar os cursos técnicos de Eletromecânica e Meio Ambiente. Os editais dos processos seletivos para os referidos cursos ainda serão elaborados e divulgados posteriormente pela instituição de ensino.

Desde que foi inaugurado, em 2014, a unidade de ensino federal tem agregado na formação de mão-de-obra especializada para a região. Na última sexta-feira (17) ocorreu formatura da primeira turma do curso técnico de Mecânica. Na oportunidade, 13 alunos receberam a titulação.

“É uma sensação de dever cumprido quando devolvemos à comunidade profissionais habilitados, competentes para atuar no mercado de trabalho de maneira eficiente. Com isso, estamos criando um novo tempo para impulsionar ainda mais a qualificação da mão-de-obra local, já que o setor exige uma demanda crescente por profissionais capacitados”, destacou Rubens Chaves, diretor-geral do Campus Parauapebas do IFPA, durante a cerimônia de formatura.

E o interesse pela formação na área técnica só tem aumentado por parte dos jovens, principalmente por conta da possibilidade de ser inserido mais rapidamente no mercado de trabalho, se comparado com uma graduação. No início deste ano, o IFPA realizou um processo seletivo que contou com a participação de 852 candidatos, disputando 40 vagas para o curso técnico em mecânica integrado ao ensino médio.

“Eu participei do processo seletivo para a turma de técnico em mecânica. A concorrência foi grande e eu infelizmente não consegui, mas vou continuar tentando. Minha família não tem recursos para bancar uma faculdade pra mim, e eu preciso trabalhar logo, até para ajudar nas despesas de casa. Vejo nos cursos técnicos esta oportunidade”, relatou a jovem Samara Ferreira, que tem 15 anos.

Curso Técnico de Eletroeletrônica

Recentemente também o Campus recebeu autorização para ofertar o curso de Eletroeletrônica, também integrado ao ensino médio, com 40 vagas. O edital do processo seletivo deve ser divulgado em breve.

“A permissão de funcionamento do curso técnico em Eletroeletrônica é uma conquista para toda população de Parauapebas, que poderá receber ensino gratuito de qualidade em nosso Instituto. Acreditamos que a Educação abre portas, e é por isso que buscamos, cada vez mais, ampliar o Ensino oferecido no IFPA, qualificando nossos jovens para ocupar as vagas no mercado de trabalho”, disse Rubens Chaves, diretor geral do campus Parauapebas.

A abertura do curso objetiva atender demanda por profissionais especializados para, assim, contribuir com o desenvolvimento econômico e social da região. O curso técnico em Eletroeletrônica será oferecido em tempo integral (manhã e tarde), com carga-horária de 3.810 horas/aula, e terá 40 vagas para ingresso anual.

Conforme especifica o Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia (CNCST), o técnico em Eletroeletrônica é o profissional que planeja e executa a instalação e manutenção de equipamentos e instalações eletroeletrônicas industriais; projeta e instala sistemas de acionamento e controle eletroeletrônicos; aplica medidas para o uso eficiente da energia elétrica e de fontes de energias alternativas, dentre outras funções.

O Projeto Pedagógico do Curso (PPC) foi elaborado por docentes da instituição e aprovado pelo Conselho Superior (Consup) e autorizado pelo reitor substituto do IFPA, André Moacir Lage Miranda. Com a permissão, foi instalada uma Comissão para dar início aos trâmites do Processo Seletivo, que deve ter edital divulgado em breve.

Participaram da Comissão de Elaboração do PPC os professores Francisco Serpa, Hélio Fernando Pessoa Bentzen, Kassio Derek Nogueira Cavalcante, Lucas Araújo do Nascimento, Maria Reinize Semblano Gonçalves, Thabatta Moreira Alves de Araújo e Waldicley da Costa Silva.

A elaboração do PPC também contou com a colaboração dos professores Alcione Santos de Sousa, David Durval de Jesus Vieira, Débora Aquino Nunes, Julianna Kelly Paulino Bezerra de Azevedo, Rafael Pires Pinheiro, Renato Araújo Costa e Sebastião Rodrigues Moura. (Com informações do Portal IFPA)

Deixe uma resposta