Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Tucuruí

Caso Jones William: Polícia Civil do Pará cumpre mandados de prisão em Tucuruí (Atualizada)

50 policiais civis participam da operação, que é comandada pelo Delegado-Geral da Polícia Civil do Pará, Rilmar Firmino de Souza.

A Polícia Civil do Pará está realizando neste momento uma operação em Tucuruí, no sudeste do Pará, para elucidar a morte do prefeito Jones William, que foi morto a tiros por motoqueiros enquanto inspecionava obras no município, em 25 de julho de 2017.

Segundo informações extra-oficiais, estão sendo cumpridos 13 mandados de condução coercitiva, 10 mandados de busca e apreensão, e três mandados de prisão temporária. A PC informou que 50 policiais civis participam da operação, que é comandada pelo Delegado-Geral da Polícia Civil do Pará, Rilmar Firmino de Souza.

A Polícia Civil do Pará não confirma, mas os envolvidos são: Artur Brito (atual prefeito), Josy Brito (mãe de Artur), Lucas Brito (irmão do prefeito), Comandante Wilson (amigo de Artur), Patrick  (pistoleiro e segurança de Josy), Marlon (amigo de Arthur), Birinha (pistoleiro), Tiago Canaã (motorista do Arthur), Clóvis (agiota e sócio de Artur), Cleiton (agiota e sócio de Arthur).

O prefeito Artur Brito e sua mãe, Josy, não foram encontrados até o momento. Contra eles há notificação para prestar esclarecimentos.

Todos os envolvidos serão levados para a Superintendência da Polícia Civil em Tucuruí.

Jones William foi baleado no dia 25 de julho, enquanto visitava uma obra no bairro Cristo Vive, em uma estrada que dá acesso ao aeroporto de Tucuruí. Dois homens chegaram ao local de moto, disparando diversas vezes contra o prefeito, fugindo em seguida.

Mais informações, em breve.

Atualização às 10 horas:

A Assessoria de Comunicação da prefeitura de Tucuruí informou há pouco que o prefeito Artur Brito está em Tucuruí e se apresentará à polícia para prestar os esclarecimentos necessários para o caso. Informou, ainda, que não há mandado de prisão contra Artur Brito e que, logo após seu comparecimento na Superintendência de PC de Tucuruí o prefeito cumprirá agenda normal na prefeitura.

A prefeitura de Tucuruí emitiu nota de esclarecimento. Confira a nota:

Em respeito à população de Tucuruí, e buscando esclarecer a verdade sobre o assassinato do nosso eterno ex-prefeito Jones William (PMDB), houve mais uma ação da Polícia Civil na manhã desta segunda-feira (30), com o cumprimento de mandados de busca e apreensão  de documentos e de condução coercitiva de pessoas ligadas à vítima.

Artur Brito, que assumiu com o ex-prefeito Jones William o governo de Tucuruí em 1º de Janeiro de 2017, como vice-prefeito do município foi convidado para prestar depoimento perante a autoridade policial responsável pela apuração dos fatos, assim como outras pessoas ligadas à vítima.

Prefeitura de Tucuruí esclarece que as informações divulgadas de forma inconsequente nos meios de comunicações e nas redes sociais, tentando jogar a opinião pública contra o prefeito Artur Brito, trazem grandes prejuízos para a governabilidade, mas o prefeito Artur Brito garante que vai continuar a administrar nossa cidade buscando melhores dias a nossa população, colaborando com as investigações, para que o assassinato do amigo, líder político e companheiro de gestão, sejam esclarecidos e os culpados por esta barbárie sejam identificados e colocados atrás das grades para pagar pelo crime que cometeram, extirpando a vida e os sonhos do ex-prefeito Jones William e de toda a população tucuruiense que o amava”.

Comentários ( 3 )

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!