Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Pará

Celpa alerta que 53 mil famílias podem perder descontos na conta de energia no Pará

Beneficiários do Programa Tarifa Social de Energia Elétrica devem atualizar os dados sociais até o final de junho, para não perder o benefício

Cerca de 53 mil famílias em todo o Pará podem deixar de fazer parte do Programa Tarifa Social de Energia Elétrica no final deste mês de junho. O Tarifa Social concede descontos de 10% a 65% na conta de energia e a perda do benefício ocorrerá caso os usuários não atualizem os dados sociais do Cadastro Único (CadÚnico) junto aos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS). De acordo com a Celpa, esses dados devem ser atualizados a cada dois anos pelos beneficiários, até para que continuem usufruindo de outros programas sociais oferecidos à população de baixa renda.

Conforme explica a gestora do processo na Celpa, Ana Paula Barbosa, os cidadãos devem verificar se precisam fazer a atualização do Cadastro Único.  “Eles podem fazer isso entrando em contato com a central de relacionamento do Ministério do Desenvolvimento Social, pelo número 0800 707 2003. Caso os dados não estejam atualizados, devem procurar o CRAS. Após a atualização, é só entrar em contato com a Celpa por meio do 0800 091 0196 e informar. E se o cliente ainda não for beneficiário e possua o NIS (Número de Identificação Social), ele pode ligar para a central de atendimento da empresa ou ir até uma agência de atendimento da Celpa inscrever-se no Programa Tarifa Social”, orienta.

A Celpa alerta ainda às famílias que já perderam o benefício, por não terem atualizado seus dados junto ao CRAS, que elas podem recuperá-lo a qualquer tempo. Estes usuários podem procurar o CRAS mais próximo de sua residência para efetivar a atualização cadastral, assim o benefício poderá retornar. É importante lembrar que o benefício virá no ciclo seguinte do cadastro ou da atualização.

A dona de casa Rita Morais, moradora do bairro do Coqueiro, em Ananindeua, é beneficiária do Programa há cinco anos e conta o quanto já foi possível economizar. “Eu lembro que a minha conta de energia vinha muito alta e desde que eu comecei a fazer a parte da Tarifa Social consegui economizar bastante nos gastos aqui de casa. Consigo ter uma economia de uns 30% na minha conta e esse dinheiro dá para usar com outras coisas”, diz Rita.

Segundo dados da Celpa, o benefício da Tarifa Social é capaz de alavancar uma economia de mais de R$ 400 durante o ano. Em uma conta de energia cujo consumo contabilizado seja de 230kW, a economia chega a ser de R$ 42,85 por mês. Anualmente, isso chega a R$ 514,20. Já em uma família que o consumo é de 123kW, a economia mensal será de R$40,15. No final de 12 meses, é uma enxugada de R$481,80 no orçamento familiar.

Requisitos para fazer parte do Programa:

  • Possuir o NIS (Número de Inscrição Social);
  • Ter renda familiar mensal menor que meio salário mínimo por pessoa;
  • Data de última atualização cadastral junto ao CRAS deve ser inferior a dois anos;
  • Receber o benefício da Tarifa Social em apenas uma conta contrato (antiga unidade consumidora);
  • O endereço de cadastro do beneficiário do CadÚnico deve estar localizado em um dos municípios do estado do Pará.

Para atualizar os dados e se (re)cadastrar, os beneficiários devem procurar o CRAS do seu município ou bairro, munidos dos documentos de todas as pessoas que residem no imóvel:

  • Comprovante de residência;
  • RG;
  • CPF;
  • e em casos que há crianças na família é necessário levar Certidão de nascimento dos filhos beneficiados e carteira de vacinação das crianças menores de 5 anos.

Confira, por município, o número de famílias que podem perder o benefício até o final deste mês: Belém (9.340), Ananindeua (3539), Marabá (2.786), Castanhal (2.059), Santarém (1.320), Itaituba (1.254), Parauapebas (978), Paragominas (862), Abaetetuba (856), Altamira (542), Canaã dos Carajás (183).

 

Deixe uma resposta