Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Eventos

Coletiva: Fecomércio e entidades vão explicar impasse para assinatura de acordo com trabalhadores em Parauapebas

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Pará (Fecomércio); a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL); a Associação Comercial e Industrial de Parauapebas (ACIP); o Sindicato do Comércio Varejista e de Serviços de Parauapebas (Sindcomp) e Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios (Sincovaga) agendaram para o dia 4 de julho, às 18 horas, no auditório da ACIP (Rua 24 de Março nº 2, no Rio Verde, em Parauapebas), uma  entrevista coletiva com o objetivo de prestar esclarecimentos à sociedade parauapebense e da região sobre o impasse provocado pelo Sindicato dos Comerciários de Parauapebas para a assinatura do acordo coletivo entre a Fecomércio (entidade que representa a classe patronal do comércio e serviço) e o sindicato dos trabalhadores do comércio local.

Vale lembrar que em praticamente todo o Estado do Pará as convenções já foram assinadas entre as partes para o período de março de 2016 a fevereiro de 2017, mas em nossa cidade isto não ocorreu ainda por intransigência do Sindicato dos Comerciários, que representa os trabalhadores do comércio e da área de serviços locais.

Este impasse vem prejudicando a atuação dos trabalhadores que desejam atuar nos feriados. Os empresários temem serem multados pelo Ministério do Trabalho, e com isso ficam impedidos de convocar seus funcionários para o trabalho nos feriado, além de causar impacto negativo na economia do município, com o fechamento de centenas de lojas nos feriados oficiais nacionais e do município no calendário de 2016.

Estarão presentes à coletiva de imprensa, além do presidente da Fecomércio, Sebastião Campos, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Marksan Gomes; o presidente da ACIP, Humberto Costa; o presidente do Sindcomp, Rooselvet Pinheiro; o presidente do Sincovaga, Edmundo Nascimento, e representantes da Associação de Lojistas do Partage Shopping Parauapebas.

Seja o primeiro a escrever um comentário

  1. Esses sindicados contribuem para o quê mesmo.
    Quero ver um desempregado na porta deles para ver o que tem a oferecer…

    Sabem mesmo é reivindicar e cobrar, e o que oferecem é insignificativo ao que arrecadam/cobram/faturam de milhares e milhares de trabalhadores que nem sabem onde é este sindicato e nem para o que serve…

    Eles querem é faturar na alta…e reclamar…dificultar para o empregador…é fácil…qual proposta e vantagem que oferecem aos empregados e empregadores…é insignificativo…

    Vejam o faturamento/arrecadação deste sindicado e o salários da diretoria e por onde vão suas contribuições com trabalhador………..

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!