Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Conjove lança hoje em Marabá o 8º Feirão do Imposto

Durante três dias, empresas que aderiram à ação venderão produtos e serviços sem impostos, com o objetivo de conscientizar a comunidade em geral sobre a pesada carga tributária do País
Continua depois da publicidade

O Conjove (Conselho de Jovens Empresários de Marabá), órgão da Acim (Associação Comercial e Industrial de Marabá), lança nesta quarta-feira (6), a partir das 18h, no auditório do Senai, o 8º Feirão do Imposto, cujo objetivo é aumentar a conscientização da sociedade quanto à carga tributária do Brasil, com relação aos impostos e, principalmente, à percepção do quanto o consumidor paga de tributos sobre tudo o que adquire, como bens de consumo, produtos e serviços.

“O nosso objetivo, nesse sentido, como uma das missões do Conjove, é, por meio da cidadania fiscal, capacitar, aperfeiçoar os jovens empresários e a comunidade com relação aos impostos e a respeito das políticas tributárias do País”, afirma Caetano Reis Neto, presidente do Conjove, complementando que existem diversos regime de tributação para empresas assim como há vários regimes de estabelecimento de preços com relação aos impostos.

Nos dias do Feirão tudo isso é demonstrado oferecendo à população produtos e serviços sem a incidência de impostos, os quais são retirados pelas empresas participantes da ação. “Esses impostos são recolhidos normalmente pelos empreendedores, porém, nos dias do Feirão, não são repassados aos consumidores”, explica Caetano, acrescentando que, logo, o objetivo é conscientizar a população, na prática, do impacto que esses impostos causam nos preços dos produtos e serviços.

O presidente do Conjove esclarece que o Feirão do Imposto é uma iniciativa da Conaje (Confederação Nacional dos Jovens Empresários) e acontece em várias cidades do País, já tendo colhido disso uma grande conquista: a criação de uma lei que obriga o fornecedor de produtos ou serviços a discriminar, no cupom fiscal, os percentuais de impostos embutidos no preço do que o consumidor está adquirindo, assim como valor correspondente a esses percentuais.

“Então, no Feirão do Imposto, a gente tenta informar que ali não é o empresário que é o vilão, muito menos o consumidor. O estado é fantástico para arrecadar impostos. O Brasil faz parte do ranking dos 30 maiores países em arrecadação no mundo. Porém está em último lugar quando se trata de devolver à população, sob forma de benefícios, o que foi arrecadado”, explica Caetano Reis, que desataca nesse tipo de ação a parceria do Sindicom (Sindicato Patronal do Comércio Varejista de Marabá), “entre outros parceiros igualmente importantes”.

Programação
Amanhã (7), no Cine A, no Shopping Verdes Mares, haverá sessão de cinema com o ingresso vendido com 58% de desconto. Ou seja, sem imposto; na sexta-feira (8), como parte da ação social do Feirão, acontece doação de sangue, no Hemopa, das 8h até as 12h.

Veja também:  Cinco tributos pagos pela Vale geraram arrecadação de R$4 bi aos governos

No sábado (9), último e grande dia do 8º Feirão do Imposto, quem for abastecer no Posto Tida, de bandeira Ipiranga, localizado na rotatória do Km 6, pagará R$ 3,30 pelo litro da gasolina, com uma redução de 30% no imposto. Se fosse cobrado o valor com o tributo, o litro sairia por R$ 4,72.  Serão vendidos, das 8h às 11h30, 3 mil litros de gasolina, sendo 20 litros para cada carro e 5 litros para cada moto.

No Shopping do Pão do Posto Tida, haverá pão e buffet também sem impostos, com 20% de desconto, das 8h às 18h.

O almoço sem impostos será na Tertúlia Churrascaria, com 25% de desconto, de 11h30 às 15h; o buffet a quilo, de R$ 59,90, sairá por R$ 44,90.

E a pizza e o chope sem impostos poderão ser encontrados no Turbilhão Park, com 20% de desconto na pizza e 40% de desconto no chope, a partir das 19h. Serão disponibilizados durante toda a noite o cardápio de pizzas e o chope de 300 ml, sem impostos, de R$ 5,00 por R$ 3,00.

Veja como os impostos estão pressentes no seu dia a dia
Quando você acorda e liga a lâmpada, já paga 37,84% no preço dela; e 48% na conta de energia. Quando parte para a primeira higiene do dia paga 34% no preço da escova dentes, 31,37% no valor da pasta e 37,88% na conta da água. Você vai ao vaso sanitário e já está contribuindo com 32,55% no imposto do papel higiênico.

Ao fazer a barba, lá vão 40,78% de impostos no preço do barbeador e 57,05% no do creme de barbear. Você entra embaixo do chuveiro e já vai pagando 31,13% no valor do sabonete. Acaba o banho e se enxuga com uma toalha que traz embutidos no preço 26,05% de impostos.

Entra no quarto, usa o desodorante e paga 37,37% de imposto. Veste cueca, 34,57%; calça, 37,67%; e camisa, 34,67%. Calça meias, 34,567%; e sapatos, 36,17%.

Na cozinha toma um café, 16,52%; com leite, 28,17; e adoça com açúcar, 30,60%. Pega um pãozinho francês, 16,86%; e passa manteiga, 33,77% de imposto.

E isso tudo ainda sem colocar os pés para fora de casa nem ligar o celular…

Por Eleutério Gomes – Correspondente em Marabá

Deixe uma resposta