Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Debate

Curionópolis: roda de conversa discute políticas públicas para juventude

Entre os pontos mais debatidos pelos jovens esteve a qualificação profissional para a juventude

Foi graças à parceria entre Fundação Pro Paz e Prefeitura Municipal de Curionópolis, através da SEMAS – Secretaria Municipal de Assistência Social -, que diversos adolescentes e jovens puderam participar da palestra proferida pelo coordenador e gestor dos programas Pro Paz Juventude e Pro Paz Escola, Raimundo Rodrigues da Silva, que entre outros pontos tratou das seguintes questões:

 –  Cenário das políticas públicas para a juventude no Pará e no Brasil;
–  Estatuto da Juventude (SINAJUVE/FUNAJUVE);
–  Controle Social das Políticas Públicas para a juventude e o papel do município nesse contexto;
–  Protagonismo juvenil;
–  Qualificação profissional para a juventude.

Ato ocorrido no plenário da Câmara Municipal de Curionópolis as 15 horas desta terça-feira, 12, quando diversos estudantes se reuniram em uma RODA DE CONVERSA e, além de ouvir o palestrante, expuseram suas ansiedades, necessidades e apresentaram as demandas específicas de cada comunidade.

Entre os pontos mais debatidos pelos jovens esteve a qualificação profissional para a juventude, tendo como questionamento a falta de oportunidade no mercado do trabalho, levando em conta a falta de experiência do jovem.

O tópico foi seguido pelo cenário das políticas públicas para a juventude no Pará e no Brasil, ponto um tanto questionado pois, segundo muitos jovens, não se vê ações públicas diretas para a juventude. “Primeiro se criou políticas públicas para as crianças, para as mulheres e para os idosos, deixando de fora, só no Pará, cerca de 2 milhões de jovens”, critica Raimundo Rodrigues, dando conta de que no Brasil, bem como no Pará, 25% da população é composta por jovens entre 15 e 29 anos de idade.

Raimundo alertou aos jovens que é esta imensa massa jovem que tem o poder de eleger também de ser eleita, mas também tem o poder de reivindicar e direcionar as políticas públicas para que estas venham de encontro com as legitimas demandas da juventude.

Texto: Francesco Costa, com fotos de Anderson Sousa – ASCOM/PMC

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!