Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Notícias

Darlane Santos, bi-campeã paraense de xadrez, disputará mundial em novembro

xadrez Darlane Santos, filha do garimpeiro Salustiano Santos, o Salú, diretor social da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp), e de Idelzuíte Brito, técnica de enfermagem, tem apenas 14 anos, mas já é bi-campeã paraense de xadrez. E um detalhe curioso: a simpática menina começou jogar xadrez há apenas um ano e meio num torneio escolar em Parauapebas, onde mora e cursa a 8ª série do ensino fundamental. Ela foi descoberta pelo professor de educação física, Paulo Rodrigues, que promoveu uma série de jogos na escola.

Torcedora do Palmeiras, Darlane nasceu em Paraíso (TO), mas chegou a Parauapebas ainda bebê, portanto, se considera uma legítima paraense. Ela disse que tudo começou quando o professor Paulo Rodrigues a inscreveu num torneio. “Achei interessante o xadrez, passei a estudar a teoria e praticar mais o esporte. Aí ganhei o torneio municipal e depois o paraense de xadrez em todas as modalidades na categoria feminina”, disse ela.

Entre os dias 17 e 27 de novembro, em Caldas Novas (GO), Darlane participará do Torneio Mundial de Xadrez. Ela está confiante e acredita que poderá ter uma boa participação no evento. No dias 8 e 9 de setembro deste ano, ela participou dos jogos escolares em João Pessoa (PB) e ficou em quarto lugar no brasileiro de xadrez, mesmo disputando o torneio com jogadores muito mais experientes do que ela.

Veja também:  Parauapebas sedia regional dos Jogos Estudantis Paraenses (Jeps)

Sobre suas dicas para quem deseja praticar xadrez, a bi-campeã paraense afirma: “a pessoa tem que ter muito esforço, dedicação e se aprofundar bastante no assunto. Sem estudo, ninguém vai a lugar algum”.

O pai de Darlane, Salustiano Santos, disse que é muito gratificante ter uma filha campeã de xadrez e defendeu mais apoio ao esporte. “Nós precisamos que os governos federal, estaduais e municipais tragam o xadrez para a sala de aula. Eu acredito que dessa forma os alunos desenvolverão suas mentes muito mais e aprenderão melhor as outras matérias”, disse ele.

A mãe da bi-campeã paraense, que também presta serviço para a Coomigasp, sente-se muito honrada e feliz em ter uma filha jogadora de xadrez. “Estou feliz e realizada por ter uma filha de apenas 14 anos sendo bi-campeã de xadrez. Ela melhorou em tudo a partir do momento em que começou a jogar xadrez”, afirmou Idelzuíte.

Darlane Santos disse que, além de desejar torna-se campeã brasileira de xadrez, sonha também formar-se em direito e passar em concurso para juíza. Pelo talento apresentado no xadrez, com certeza a jovem paraense também será uma grande juíza.

Por Lima Rodrigues – Curionópolis

Seja o primeiro a escrever um comentário

Deixe uma resposta