Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Direção da Penitenciária de Marabá abre procedimento interno para apurar morte de detento no domingo

Nickivone Santana foi enforcado pelos colegas do Pavilhão B. O corpo dele será trasladado para Redenção

Por Eleutério Gomes – de Marabá

O detendo Nickivone Santana, 30 anos, foi assassinado por enforcamento na tarde de ontem (21), no solário do CRRAMA (Centro Regional de Recuperação Agrícola “Mariano “Antunes), em Marabá. Segundo fonte da penitenciária, na hora do banho de sol, os demais detentos, que teriam prevenção contra o colega, que seria integrante do CV (Comando Vermelho) – segunda facção criminosa mais perigosa do País e a mais poderosa do Rio -, o arrastaram para um canto do muro e, com duas cordas, o enforcaram até a morte.

Nickivone estava preso na Penitenciária de Redenção, junto com outros integrantes do CV, mas foi removido para Marabá, onde estava custodiado no Pavilhão B. Ainda de acordo com a fonte, ao saber que o colega pertencia ao Comando, outros detentos teriam ficado temerosos e resolveram acabar com a vida de Santana.

Ao final do banho de sol, quando todos os 176 presos guardados no CRRAMA foram recolhidos às suas celas, o corpo de Nickivone foi encontrado já sem vida. Duas guarnições da Polícia Militar estiveram no local por volta das 16 horas, porém não houve necessidade de intervirem no pavilhão, já que tudo estava em ordem e, nessas horas “ninguém sabe, ninguém viu”. Ou seja, prevalece a lei do silêncio.

Traslado e investigação
Em declarações a uma rádio local, o diretor do CRRAMA, Antônio Araújo, coronel da reserva da PM e ex-vereador da Câmara Municipal de Marabá, disse que já ordenou a abertura de investigação interna para tentar chegar aos autores do crime, assim como vai aguardar também o resultado do inquérito aberto pela Polícia Civil.

Prometeu divulgar o resultado assim que as investigações foram concluídas e disse que já está providenciando o traslado do corpo de Nickivone Santana para Redenção, sua cidade natal. O detento assassinado cumpria pena de 19 anos por homicídio e havia sido transferido para Marabá no dia 12 deste mês.

Deixe uma resposta