Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Pará

Grávidas relatam violência obstétrica durante trabalho de parto, no Pará.

Um relatório da Secretaria de Saúde Pública do Estado do Pará (Sespa) aponta que a maior parte dos partos no primeiro quadrimeste de 2015 foram cirúrgicos. Segundo a secretaria, foram realizados 3.215 partos em todo estado, sendo que 1.507 foram normais e 1.708 cesáreos. O fenômeno se repete em todo o Brasil: Segundo a  Fundação Oswaldo Cruz , cerca de 50% dos partos no país são cirúrgicos, sendo que organização mundial de saúde sugere um índice máximo de 15%.

A opção do parto normal deve ser apresentada à gestante como primeira opção durante o pré-natal.  “Este é um fenômeno fisiológico, então pensar primeiramente em um trabalho de parto, normal como escolha. Sabendo que existem alterações que podem acontecer durante o pré-natal fazendo com que a cesárea seja necessária, mas logicamente não a primeira escolha”, explica o obstetra Diego Santiago.

Violência obstétrica
Com o aumento siginificativo no número de cesarianas, os relatos de mães que passaram por violência obstétrica no momento do parto também aumentaram. Impedir a permanência de acompanhantes, colocar a mãe em situações de constrangimento, deixar a paciente acuada ou com medo e afastar o bebê impedindo a amamentação e o contato com a mãe são situações consideradas como violência.

Em Parauapebas, mesmo com os recursos oferecidos pela maternidade do município, o trabalho das chamadas parteiras ainda é muito procurado. Em 2015, o hospital público realizou 440 partos normais a mais do que os cirúrgicos.

Fonte g1

MEC divulga gabarito oficial do ENEM; confira

O MEC (Ministério da Educação) divulgou nesta quarta-­feira (28) o gabarito oficial das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2015, realizadas no último fim de semana. Os candidatos só terão acesso às notas individuais na primeira semana de janeiro, quando será lançado o edital com as vagas do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Confira o gabarito clicando nos links:

Sábado: AzulAmareloBrancoRosa

Domingo: AmareloCinzaAzulRosa

De acordo com o Ministério da Educação, as provas digitais serão disponibilizadas no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão que organiza o exame, na próxima sexta-­feira (30). A edição deste ano teve 7,7 milhões de inscritos, com taxa de abstenção de 25,5% (o que corresponde a cerca de 1,9 milhão de pessoas).

Fonte: Folha de São Paulo

Reunião discute fim de greve e bancos podem reabrir nesta terça-feira.

Comando Nacional recomendou o fim da greve, que começou no dia 6. Bancos ofereceram reajuste de 10% e alta de 14% no vale-refeição.

Agências na Capital mantém apenas serviço de caixas eletrônicos, que funcionam com deficiências. (Foto:Arquivo/Fernando Antunes)

Os bancários realizam no final da tarde desta segunda-feira (26) assembleias em todo o país para decidir se encerram a greve da categoria, iniciada no dia 6 de outubro. Na capital paulista, os funcionários dos bancos públicos e privados se reúnem a partir das 17h.

A recomendação do comando nacional da greve é pela aceitação da última proposta feita pelos bancos no sábado e pela volta ao trabalho a partir de terça-feira (27). Mas a decisão de cada assembleia regional é soberana.

A última proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenabam) oferece reajuste salarial de 10%, aplicáveis aos salários, benefícios e participação nos lucros, além de correção de 14% no vale-refeição e no vale-alimentação.

Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), no final de semana os bancos aceitaram também abonar 63% das horas dos trabalhadores de 6 horas, de um total de 84 horas, e 72% para os trabalhadores de 8 horas, de um total de 112 horas. Assim, após a volta ao trabalho, os bancários compensariam, no máximo, uma hora por dia útil, até o dia 15 de dezembro.

Inicialmente, os bancos ofereceram um reajuste de 5,5%, enquanto os bancários reivindicavam uma correção de 16% nos salários.

“A nova proposta da Fenaban, apresentada no 19º dia da greve, significa a manutenção do modelo que vinha sendo colocado em prática nos últimos anos, de reposição integral da inflação mais aumento real e abono parcial dos dias parados”, informou a Contraf, em nota.

A greve da categoria entrou nesta segunda-feira em seu 21º dia. Durante a paralisação, mais de 12 mil das 22.975 agências instaladas no país chegaram a fechar as portas para o público.

Os bancos não fizeram levantamentos sobre o impacto da paralisação, mas destacam que as instituições oferecem diversos canais alternativos para a realização de transações financeiras.

De acordo com a Febraban, os clientes poderão fazer saques, transferências e outras operações por canais alternativos de atendimento, como caixas eletrônicos, internet banking, aplicativos no celular (mobile banking), telefone, além de casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos credenciados.

Greves em 2013 e em 2014
No ano passado, os bancários fizeram uma greve entre 30 de setembro e 06 de outubro. Os trabalhadores pediam em reivindicação inicial reajuste salarial de 12,5%, além de piso salarial de R$ 2.979,25, PLR de três salários mais parcela adicional de R$ 6.247 e 14º salário. A categoria também pedia aumento nos valores de benefícios como vale-refeição, auxílio-creche, gratificação de caixa, entre outros. A greve foi encerrada após proposta da Fenaban de reajuste de 8,5% nos salários e demais verbas salariais, de 9% nos pisos e 12,2% no vale-refeição.

Em 2013, os trabalhadores do setor promoveram uma greve de 23 dias, que foi encerrada após os bancos oferecerem reajuste de 8%, com ganho real de 1,82%. A duração da greve na época fez a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) pedir um acordo para o fim da paralisação, temendo perdas de até 30% nas vendas do varejo do início de outubro.

Brasil

Horário de verão começa domingo (18)

No próximo sábado (18), à meia-noite, milhões de brasileiros terão que adiantar os relógios em uma hora. É o início da temporada 2015/2016 do horário de verão nos estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná, de São Paulo, do Rio de Janeiro, Espírito Santo,de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

A estratégia é aproveitar a intensificação da luz natural ao longo do dia durante o verão para reduzir o gasto de energia. Entre os meses de outubro e fevereiro, os dias têm maior duração em algumas regiões, por causa da posição da Terra em relação ao Sol, e a luminosidade natural pode ser melhor aproveitada.

horário de verão 2015 estados que fazem parte

Segundo dados do Ministério de Minas e Energia (MME), o horário de verão representa uma redução da demanda, em média, de 4% a 5% e poupa o país de sofrer as consequências da sobrecarga na rede durante a estação mais quente do ano, onde o uso de eletricidade para refrigeração, condicionamento de ar e ventilação atinge o pico.

De acordo com o MME, quando a demanda diminui, as empresas que operam o sistema conseguem prestar um serviço melhor ao consumidor, porque as linhas de transmissão ficam menos sobrecarregadas. Para as hidrelétricas, a água conservada nos reservatórios pode ser importante no caso de uma estiagem futura. Para os consumidores em geral, o combustível ou o carvão mineral que não precisou ser usado nas termelétricas evita ajustes tarifários.

Segundo o ONS, no horário de verão 2014/2015, a redução da demanda no horário de ponta foi cerca de 2.035 megawatts (MW) no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, equivalente ao dobro do consumo de Brasília em todo o período em que esteve em vigor. No Subsistema Sul, a redução foi 645 MW, correspondendo a uma economia de 4,5%.

Os ganhos obtidos pela redução do consumo de energia global, que leva em conta todas as horas do dia, foram de cerca de 200 MW médios no Subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o que equivale ao consumo mensal da cidade de Brasília, e 65 MW médios no Subsistema Sul, equivalente ao consumo mensal de Florianópolis.

Atualmente, o horário brasileiro de verão é regulamentado pelo Decreto 8.112, de 30 de setembro de 2013, que revisou o Decreto nº 8.556, de 8 de setembro de 2008. Ele começa sempre no terceiro domingo do mês de outubro e termina no terceiro domingo de fevereiro do ano subsequente, exceto quando coincide com o carnaval, caso em que é postergado para o domingo seguinte.

Receita Federal

Receita abre amanhã, 7 de outubro, consulta ao 5º lote de restituição do IRPF de 2015

No Pará mais de 23 mil terão direito ao 5º lote de restituição.

A partir das 9 horas de quarta-feira, 7 de outubro, estará disponível para consulta o 5º lote de restituição do IRPF de 2015, que contempla 23.338 contribuintes no Estado do Pará, totalizando  R$ 30.428.113,55.

Na 2ª Região Fiscal (AC, AM, AP, PA, RO, RR), mais de 65 milhões serão liberados para 52.012 contribuintes.

O lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física contempla também restituições dos exercícios de 2008 a 2014.

O crédito bancário para 1.264.493 contribuintes em todo o Brasil será realizado no dia 15 de outubro, totalizando o valor de R$ 1,5 bilhões. Desse total, R$ 82.762.236,51 refere-se ao quantitativo de contribuintes de que trata o Art. 69-A da Lei nº 9.784/99, sendo 19.507 contribuintes idosos e 2.527 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet (http://idg.receita.fazenda.gov.br/) ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

Restituição não creditada

Caso o valor da restituição não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Quando do contato, o contribuinte deve informar ao Banco do Brasil a conta, agência e o banco para o qual pode ser feita a transferência da restituição. A restituição ficará disponível no banco do Brasil durante um ano. Após esse prazo, quem não fizer o resgate, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Parauapebas

Prêmio Mérito Lojista 2015 será realizado em novo local

PMLA edição 2015 do Prêmio Mérito Lojista será realizada no Tatersal do Parque de Exposições Lázaro de Deus Vieira Neto. O local, utilizado tradicionalmente para a realização  da FAP, receberá a festa do mérito no dia 6 de junho, sábado.

A mudança de local ocorreu em virtude do adiamento da I FECINP – Feira do Comércio, Indústria e Negócios de Parauapebas. & A festa do Mérito no Ginásio estava totalmente adaptada ao projeto da FECINP. Com o adiamento, a mudança de local foi necessária para garantir a qualidade que todos esperam&, afirmou o Coordenador da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Cristian Félix.

Com isso, algumas adaptações foram necessárias. Serão 100 mesas à venda e somente a empresa vencedora de cada categoria receberá o troféu Deusa da Fortuna. O evento será apresentado por Carol Nakamura e a atração principal da noite será a banda Babado Novo. Além dos vencedores das 56 categorias do Mérito, serão homenageados o Jovem Empreendedor, Empresário do Ano, Empresa Amiga do Comércio, Jornalista do Ano, Mulher Empresária, Empreendimento do Ano e outras duas categorias ainda em análise.

Receita Federal

Mais de 370 mil declarações do IRPF 2015 foram entregues no Pará

IRPF 2015Até as 17 horas de hoje (27/4), mais de 863.304 declarações 
foram recebidas pela Receita Federal na
2ª Região Fiscal
(AC, AM, AP, PA, RO, RR). O prazo de entrega termina em
30 de abril.

No Estado do Pará, cerca de 370.102 contribuintes cumpriram a obrigação com o fisco federal. Em Belém foram 127.351.

A Receita alerta para o risco das pessoas deixarem para enviar a declaração nos últimos dias, pois muitos contribuintes podem encontrar dificuldades devido ao acúmulo de acessos ao endereço da Receita.

Os contribuintes que perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

Todas as informações sobre a declaração do IRPF 2015 estão disponíveis neste link

Receita Federal

Prazo para a declaração do Imposto de Renda 2015 inicia na próxima segunda-feira, 2 de março

Este ano cerca de 1,4 milhão de contribuintes devem prestar contas com o fisco na 2ª Região Fiscal que engloba os Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima. No Pará, a expectativa é de que mais de 600 mil cumpram a obrigação com a Receita Federal. O prazo para a entrega da declaração começa na próxima segunda-feira, 2/3, e encerra no dia 30 de abril.

Alguns limites foram corrigidos em 4,5% em relação ao ano passado:

image

Rascunho da Declaração

  • Aplicativo para que o contribuinte possa informar dados de pagamentos e recebimentos durante todo o ano. Durante o período de entrega, essas informações poderão ser importadas na DIRPF;
  • Dia 28 de fevereiro é a data limite para inserir dados no rascunho, após essa data os dados deverão ser exportados para DIRPF.

Carnê Leão 2015

  • Contribuintes que prestam serviço a pessoa física deverão informar os recebimentos por CPF;
  • Estas informações serão exportadas para a Declaração de rendimentos do IRPF em 2016;
  • Os contribuintes pessoa física nas ocupações de médico, odontólogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, advogado, psicólogo e psicanalista, nas prestações de serviço efetuadas a partir de 1º de janeiro de 2015, deverão atentar para a necessária identificação do CPF dos titulares do pagamento de cada um desses serviços. Essa informação será obrigatória no preenchimento da declaração de rendimentos das pessoas físicas em 2016. O programa Recolhimento Mensal Obrigatório (Carnê-Leão) – 2015 que será disponibilizado em janeiro de 2015 estará preparado para receber as informações. O Contribuinte que utilizar o programa (Carnê-Leão) 2015, poderá exportar esses dados para a Declaração de rendimentos do IRPF em 2016. A decisão visa a evitar a retenção em malha de milhares de declarantes que preenchem a declaração de forma correta e pelo fato de terem efetuado pagamentos de valores significativos a pessoas físicas podem precisar apresentar documentos comprobatórios à Receita Federal. A medida equipara os profissionais liberais às pessoas jurídicas da área de saúde que hoje estão obrigadas a apresentar a Demed.

m-IRPF

  • A aplicação foi atualizada com novos campos, por exemplo: Informações do Cônjuge ou Companheiro.

Declaração Online

  • Será possível fazer a declaração de modo online através do e-CAC desde que acessado com certificado digital. Declaração com as mesmas limitações do m-IRPF.

Impossibilidade de utilização do m-IRPF

1 – caso os declarantes ou seus dependentes tenham auferido pelo menos algum dos seguintes rendimentos.

Tributáveis:       
a) recebidos do exterior;
b) com exigibilidade suspensa;
c) sujeitos ao ajuste anual, cuja soma foi superior a R$ 10.000.000,00 (dez milhões de reais);

1.2 – sujeitos à tributação exclusiva /definitiva:
a) ganhos de capital na alienação de bens e /ou direitos;
b) ganhos de capital na alienação de bens, direitos e aplicações financeiras adquiridas em moeda estrangeira;
c) ganhos de capital na alienação de moeda estrangeira em espécie;
d) ganhos líquidos em renda variável (bolsa de valores, mercadorias, de futuros e assemelhados e fundos de investimento imobiliário);
e) rendimentos recebidos acumuladamente;
f) rendimentos cuja soma foi superior a R$ 10.000.000,00 (dez milhões de reais);

1.3 – rendimentos isentos e não tributáveis:
a) lucro na alienação de bens e/ou direitos de pequeno valor ou do único imóvel, lucro na venda de imóvel residencial para aquisição de outro imóvel residencial, e redução do ganho de capital.

Multa

  • A Receita Federal alerta que a multa por atraso na entrega será de 1% ao mês-calendário até 20%. O valor mínimo é de R$165,74.

error: Conteúdo protegido contra cópia!