Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Vale e empresários participam do 2º encontro de negócios promovido pela ACIP

O presidente da Acip, Humberto Costa comemorou os resultados da segunda edição
Continua depois da publicidade

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Parauapebas (Acip) realizou hoje, 22/5, o 2º Encontro de Negócios. O evento, que conta com a participação da Vale, teve a presença de 10 empresas, que apresentaram seu portfólio de serviços e produtos e conversaram diretamente com os profissionais de suprimentos da empresa. O gerente do Sebrae, Raimundo Nonato, também parceiro da iniciativa, dá dicas aos empreendedores para ampliar seu potencial de fornecedor.

O presidente da Acip, Humberto Costa comemorou os resultados da segunda edição. “Hoje nós fomos prestigiados por mais empresas, o objetivo está no caminho de ser alcançado e essa aproximação será contínua, nós sempre vamos procurar aproximar quem vende de quem compra. Estamos muito felizes, vamos continuar trabalhando e preparar a terceira edição”. O próximo evento deve ocorrer em agosto, reunindo os setores de engenharia e obras civis.

Com 10 anos de atuação em Parauapebas no mercado de peças para tratores e área de solda, o empresário Anderson Luiz de Sousa, destacou a importância dos associados participarem dessas iniciativas. “Digo para os associados: – venham, porque é muito positivo! É através destas iniciativas que a empresa fica sabendo de nossa capacidade de atendimento. O diálogo com a Vale foi muito bom, produtivo e esclarecedor”.

Abaixo, confira dicas gerais do gerente do Sebrae, Raimundo Nonato de Oliveira, para ampliar o potencial do empresário em ser fornecedor.
1) Prepare-se com foco nas necessidades do cliente: informe-se sobre o mercado; exigências legais, segurança no trabalho e meio ambiente;
2) Tenha uma organização mínima financeira e conhecimento total sobre seu escopo de atuação, capacidade de atendimento e de formar preço;
3) Valorize oportunidades como as rodadas, em que se fica frente a frente com o cliente;
4) Mantenha sua documentação atualizada e
5) Tenha um portfólio atualizado sobre seu potencial de fornecimento

Parauapebas

2º Encontro de Negócios da ACIP já tem data marcada

Evento oferece a chance de networking entre empresários parauapebenses
Continua depois da publicidade

Com o objetivo de criar uma oportunidade de networking entre os empresários parauapebenses, ocorre, na próxima terça-feira (22), a segunda edição do Encontro de Negócios promovido pela Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip), em parceria com a Vale.

O evento possui entrada gratuita e pretende abrir espaço para o desenvolvimento do networking, através das trocas de contatos, experiências e possíveis negociações de contratos futuros. A colaboração entre a Vale e a ACIP objetiva ainda a identificação de fornecedores locais capacitados para atender às demandas dos projetos industriais sediados no município, através da presença de representantes de compras e suprimentos da Vale.

Nessa ocasião, a confraternização se concentra nos seguintes segmentos: aferição de tacógrafos; reforma de equipamentos de médio e grande porte (tapeçaria e higienização); reforma de cilindros; reforma de ferramentas hidráulicas, pneumáticas e elétricas; reformas de bicos de combustível; manutenção de tendas e galpões; manutenção de empilhadeiras, máquinas de solda, motores elétricos, componentes e equipamentos.

O convite se estende também aos empresários que não trabalham com os serviços citados, como parte do esforço de potencializar o relacionamento entre os empreendedores locais e grandes projetos industriais sediados no municípios.

O 2º Encontro de Negócios ocorre na terça-feira, dia 22 de maio, das 8:30h às 10:30h, no Auditório da ACIP. As inscrições para o evento podem ser realizadas através dos telefones (94) 99239-2558 e 3356-1871, além do e-mail gerencia@acipparauapebas.com.br.

Por Anna Vale
Parauapebas

Em parceria com o Rotary, Acip promove galinhada beneficente em Parauapebas

A entidade beneficiada foi a Sorri Parauapebas, que passa por dificuldades e necessita de recursos financeiros para seguir com seu trabalho humanitário
Continua depois da publicidade

Em parceria com o Rotary Club de Parauapebas, a Acip (Associação Comercial e Industrial de Parauapebas) realizou no sábado (21), na sede do clube de serviços, na Estrada Paulo Fonteles, uma galinhada beneficente cujo objetivo foi arrecadar fundos para ajudar na obra da ONG Sorri Parauapebas.

De acordo com Hipólito Gomes, do Conjove (Conselho de Jovens Empresários), que representou a diretoria da Acip na manhã alegre, todos os meses a  Associação Comercial escolhe uma entidade assistencial para ser beneficiada de alguma forma e, neste mês de abril, a Sorriso foi a contemplada. Hipólito destacou que, nessas iniciativas, o Rotary tem se tornado um grande parceiro, ao ceder suas instalações sem custo algum, engajando-se assim na ação humanitária. Reticlyvy Barbosa de
Oliveira, presidente do Rotary de Parauapebas, confirma o que diz o representante da Acic e afirma que é uma satisfação ajudar em empreitadas como essa de sábado.

Ele afirma ainda que, embora, o comparecimento das pessoas que compraram os tíquetes não tenha sido grande, o resultado foi muito positivo, pois muitas preferiram levar a galinhada para casa em  embalagens descartáveis a comer no clube.

Valdemar Brito foi uma das pessoas que preferiu saborear a iguaria lá mesmo. “O espaço aqui é muito bom, muito organizado e eu fiz questão de comprar quatro tíquetes para ajudar a Sorri Parauapebas. Está tudo muito bom”, avaliou ele.

Lourdes Pereira Câmara de Souza, presidente da Sorri Parauapebas. sócia-fundadora da instituição, que está completando 23 anos de existência, contou que a Acip a procurou e perguntou o que a Sorri Parauapebas mais precisava. “Como estamos passando por um momento delicado, pedimos ajuda financeira e eles nos propuseram fazer uma galinhada”, contou ela.

A Sorri Parauapebas é resultado da união de professores e outras pessoas, diante da necessidade de auxiliar alunos com deficiência auditiva. Porém, essa assistência se estendeu para outros deficientes a agora a instituição atende também deficientes físicos, intelectuais e com baixa visão.

Reportagem: Ronaldo Modesto
Parauapebas

Primeiro café de negócios da ACIP reúne Vale e fornecedores locais

Fornecedores locais tiveram oportunidade de conversar com a equipe de suprimentos da Vale
Continua depois da publicidade

A Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip), em parceria com o Sebrae, promoveu nesta terça-feira, a primeira edição do “Café de Negócios”. Durante o encontro, equipe de Suprimentos da Vale e fornecedores falaram sobre demandas e serviços oferecidos. Uma agenda de encontros, neste formato, deve continuar a acontecer ao longo do ano com diferentes setores.

Para o presidente da associação, Humberto Costa, esse tipo de encontro, reunindo compradores e fornecedores locais, é muito importante. “Essa atividade faz parte de um programa maior que a ACIP tem, outros cafés como este serão realizados e nós esperamos uma participação cada vez maior do empresariado local. Nós agradecemos a participação da Vale e esperamos que ela esteja sempre com a gente”.

De acordo com o Gerente de Relações Institucionais, Luiz Veloso, a contratação de fornecedores locais faz parte da estratégia da Vale para contribuir com o desenvolvimento econômico da região. “Estamos juntos participando dessa ação da ACIP e o Sebrae, com a equipe de Suprimentos da Vale, para que os fornecedores locais possam esclarecer dúvidas em relação às demandas e processos da Vale e também oferecer seus serviços. Assim, nós criamos um ambiente de prospecção para possíveis parcerias e ampliação de nosso quadro de fornecedores”, explica.

A ACIP deve seguir uma agenda de encontros em parceria com Sebrae. “Começamos e começamos bem. Conseguimos trazer empresas e daqui para frente é fazer melhor”, comenta o gerente de Sebrae, Raimundo Nonato de Oliveira.

Parauapebas

Acip realiza o 1º Café de Negócios em Parauapebas

O objetivo é facilitar a interação entre fornecedores e compradores para a realização de negócios
Continua depois da publicidade

Quem faz parte do mundo dos negócios provavelmente já ouviu falar em Networking. Caso contrário, podemos dizer que se trata no desenvolvimento de uma rede de contatos formada por pessoas ligadas ao seu campo de atuação.

Pensando nisso, a Associação Comercial e Industrial de Parauapebas (Acip) vai realizar na próxima terça-feira, 17, o 1º Café de Negócios. O intuito é fomentar o Networking criando novas oportunidades de negócios.

O evento, que contará com a participação da mineradora Vale, é destinado às empresas que trabalham com manutenção e calibração de equipamentos de laboratório; aferição de tacógrafos; manutenção de tendas e galpões; manutenção de empilhadeiras; e com maquinas de solda.

“Queremos que as grandes empresas absorvam os produtos e serviços dos fornecedores locais, contribuindo de forma bastante significativa com a economia do município. Desta forma, buscamos facilitar a interação entre os empresários para a realização de grandes negócios”, destaca Humberto Costa, presidente da Acip.

O evento contará com ao apoio do Sebrae, que contribuirá com a condução da rodada de negócios. Segundo Raimundo Nonato, gerente do escritório do Sebrae em Parauapebas a ideia é ampliar, usar e cuidar da rede de relacionamentos, que é vital para o sucesso empresarial. Inclusive esta é uma das características empreendedoras trabalhadas no Curso EMPRETEC e nos demais cursos de empreendedorismo do Sebrae.

“É necessário que o empresário consiga identificar instituições e pessoas com conhecimentos e influência que de alguma forma possam ser úteis para o seu negócio. Além disso, planejar aproximação e manutenção de relacionamento colaborativo é fundamental. O empresário deve fazer uma boa gestão de sua rede aproveitando toda oportunidade para ativar o relacionamento, evitando passar muito tempo sem contato”, destaca Raimundo.

Participe

O 1º Café de Negócios da Acip será realizado na próxima terça-feira, 17, a partir das 08h30, no auditório da instituição que fica na Rua 24 de março, nº 2, no bairro Rio Verde.

Os empresários interessados em participar devem fazer a inscrição através do e-mail: gerencia@acipparauapebas.com.br ou pelos telefones: (94) 9 9239–2558 ou 3356- 1871.

Parauapebas

Câmara, Prefeitura, Acip e CDL buscam entendimento com a Vale para que compras sejam feitas em Parauapebas

Ao encerrar a reunião, o vereador Elias da Construforte disse que é preciso sair da fase dos discursos e partir para ação urgente.
Continua depois da publicidade

Preocupado com o desemprego, quedas das vendas e na contratação de serviços no município, o presidente da Câmara Municipal de Parauapebas, vereador Elias da Construforte (PSB), se reuniu com representantes da Prefeitura Municipal, da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip), da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e da empresa Vale, na tarde da última sexta-feira (9) na sala de reuniões da Acip, para cobrar da mineradora que o seu setor de licitação volte a atuar no município, como acontecia anos atrás, mas que atualmente está instalado no Rio de Janeiro; e também para que, apesar de não ser obrigada, por ser uma empresa privada, a Vale firme o compromisso com a Câmara e adote a Lei Municipal nº 09/2017 para a contratação de mão de obra local.

Presenças
Pela Câmara, compareceram à reunião os vereadores Elias da Construforte (presidente) e Luiz Castilho (líder do governo); Edson Costa (diretor administrativo); e José de Fátima (assessor legislativo). Pela Prefeitura, o secretário municipal de Desenvolvimento (Seden), Isaias de Queiroz; e o técnico André Victor Ferreira.

Representando a Acip, compareceram os diretores Humberto Costa (presidente), Oriosvaldo Mateus (ex-presidente) e Hipólito Gomes; enquanto que pela CDL marcou presença Euler Ronny dos Santos (presidente).

Já os representantes da mineradora Vale foram Antônio Padovezi (diretor da empresa em Carajás), Luiz Veloso (gerente de Relações com a Comunidade), Igor Póvoa e João Neto.

Abertura
Ao agradecer a presença de todos, o vereador Elias da Construforte, responsável pelo encontro, iniciou a reunião informando que o objetivo era discutir a possibilidade de a mineradora trazer o setor de licitação de volta para o município, para reaquecer a economia e ajudar a reduzir o índice de desemprego, e cobrar da Vale o compromisso de atender à Lei nº009/2016

Ainda na sua palavra, o presidente da Câmara destacou que uma das lutas do Legislativo local é tornar Parauapebas um município independente economicamente da mineração, uma vez que o minério tem prazo para terminar. “Nos últimos meses, com a intermediação da Câmara, os convênios para a construção do campus da Uepa e de outras contrapartidas resultantes dos impactos acusados pelo ramal ferroviário foram firmados, mas precisamos avançar ainda mais, pois essas obras são em longo prazo e a cidade precisa de ações imediatas”, explicou o vereador Elias.

Em seguida, fizeram uso da palavra o vereador Luiz Castilho; o titular da Seden, Isaías de Queiroz; o presidente da Acip, Humberto Costa; o presidente da CDL, Euler dos Santos; entre outros, todos lamentando as quedas das vendas e nos setores de serviços no município, e conclamando a Vale para, juntos, buscarem solução a fim de reduzir a crise.

Temas como melhorias das estruturas do Polo Moveleiro e do Distrito Industrial de Parauapebas (DIP); reativação do Centro de Recuperação de Componentes (DRC) no DIP e qualificação da mão de obra local, e outros, também foram discutidos na reunião.

Depois de ouvir atentamente os apelos, Antônio Padovezi reconheceu os pleitos como legítimos, ajustou algumas reclamações, afirmou que a Vale foi sempre parceira dos órgãos públicos e da comunidade, e assegurou que sempre que a mineradora é chamada para conversar ela atende o pedido.

Com relação ao volume de compras de mercadorias e contratação de serviços no município, o diretor da Vale revelou que 95% dos negócios efetuados pela mineradora são operacionalizados no município de Parauapebas.

Atualização de dados
Como não tinham dados oficiais desses números em mãos, os representantes da Vale prometeram marcar outra reunião, sem data ainda definida, para apresentar às autoridades e empresários dados atualizados da quantidade de empresas contratadas, número de empregados, compra de mercadorias e contratação de serviços efetuada em Parauapebas.

Ao encerrar a reunião, o vereador Elias da Construforte disse que é preciso sair da fase dos discursos e partir para ação urgente.

Texto: Waldyr Silva / Fotos: Anderson Souza

Parauapebas

ACIP contribui com o Projeto Beber Leite do Rotary Club de Parauapebas

Parceria resultou em doação de lanches e leite no mês de janeiro
Continua depois da publicidade

Ocorreu nesse final de semana, na sede do Rotary Club de Parauapebas, mais uma ação do Projeto Beber Leite, que fornece leite em pó para cerca de 53 crianças carentes entre seis meses e três anos de idade, nesse mês, contanto com a participação da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (ACIP).

O projeto nasceu há quatro anos, após visita dos membros do clube ao bairro Céu Azul, onde constataram a falta de condições de diversas famílias para sequer comprar o leite que alimentaria seus filhos. Emocionada, a presidente do Projeto Beber Leite, Raimunda Maria Pinheiro, relembra quando encontrou crianças doentes, morando em locais inapropriados e sem alimentação alguma; jovens mães, abandonadas ou cujos maridos estavam desempregados, dependendo de “bicos” para sobreviver.

Para mensalmente atender 53 crianças, o projeto fornece às mães por volta de 1600 gramas de leite em pó por criança e quando ela completa três anos de idade, sai do projeto para dar lugar a outras que estão na fila de espera. São recebidas doações em dinheiro de padrinhos do projeto, o Rotary Club também aceita doações de roupas e sapatos para a realização de bazares onde o dinheiro arrecadado é utilizado na compra do leite. Durante a ação ocorrida nesse final de semana, o projeto recebeu ainda a colaboração da ACIP, que providenciou os lanches para o mês de janeiro, além de doações de leite.

Essa parceria foi elogiada pelo atual presidente do Rotary Club, Reticlive Barbosa, afirmando seu valor para os beneficiários do projeto: “É com grande alegria que recebemos esse apoio da ACIP, que veio unir forças com o Rotary. A integração dessas entidades é de grande importância e só quem ganha com isso são as famílias carentes,” afirma ele.

Hipólito Gomes, empresário e diretor da ACIP, destaca a gratificação de poder iniciar o ano de 2018 com uma ação social, dando continuidade ao trabalho realizado no ano passado no Aconchego do Idoso. “É a forma que a diretoria da ACIP encontrou para colaborar com entidades que acolhem e ajudam famílias carentes em nosso município. Esse é um trabalho que fazemos de coração, principalmente nesse momento de crise em que se encontra o nosso país. É aí temos que participar e ajudar mesmo”, reforça o empresário.

Participante do projeto desde que ele foi iniciado, Evani Rocha Guimarães, de 25 anos, conta que fica ansiosa pela chegada do dia de receber o leite. Ela, que faz parte do projeto desde que tinha apenas um filho, e que hoje ainda é beneficiária, com seu segundo filho de um ano de idade, demonstra enorme admiração e gratidão pelo trabalho exercido pelo Rotary. “Não é todo mundo que faz o que eles fazem por nós,” explica. “No início, morávamos em uma invasão e todos sabem que não é fácil viver sem condições. Graças a Deus estamos conseguindo criar e alimentar os nossos filhos”. Evani agradece ainda os membros da ACIP pelas doações feitas em janeiro: “que isso sirva de exemplo para a sociedade, para que mais gente possa ajudar nesse projeto”.

Outra mãe participante do projeto é Auricélia Cruz Santos, que tem cinco filhos, mas apenas um beneficiado pelo Beber Leite, o qual caracteriza como “enorme ajuda”, uma vez que em alguns meses, existem várias mães sem dinheiro para alimentar seus filhos. “Eu não sei como agradecer por essa ajuda. Estão de parabéns o Rotary e a ACIP por estarem ajudando a alimentar os nossos filhos”.

A lista de espera do Projeto Beber Leite está repleta de crianças que necessitam dessa ajuda, por isso, quem quiser ser padrinho ou doar deve entrar em contato com o Rotary Club para cadastro, ou ligar para o número (94) 98168-3113. A sua ajuda é fundamental para essas crianças.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Solidariedade

Idosos de Parauapebas recebem visitas e doações da ACIP

Associação já tem planejamento para fortalecer o trabalho social em 2018
Continua depois da publicidade

A manhã desta sexta-feira (15) foi especial no Lar Aconchego do Idoso, que recebeu a visita de vários empresários filiados à Associação Comercial e Industrial de Parauapebas – ACIP – com doações de fraldas, copos, toalhas e lençóis, entre outros itens.

“Esta é uma nova ação da diretoria da ACIP, que já tem planejamento para fortalecer o trabalho social em 2018. “Queremos inovar o nosso trabalho trazendo também contribuição para a sociedade em que vivemos. Esse é o primeiro trabalho social, com o Lar Aconchego do Idoso, de muitos que virão”, explicou Hipólito Gomes, diretor da ACIP, sobre a mobilização dos diretores da Associação para arrecadar as doações.

O responsável pelo Lar Aconchego do Idoso, Sílvio Daniel confirmou que todas as doações são bem vindas, principalmente com a nova estrutura que dobrou o atendimento. “É fundamental essa ajuda, melhora a vida dos idosos que acolhemos. Estamos muito animados com o novo espaço e com a perspectiva de ampliação do atendimento. Na antiga estrutura nossa capacidade era acolher 10 idosos, mas nesse novo endereço dobramos o atendimento. Hoje chegou um idoso em situação precária e tivemos vaga para atender. Nosso coração fica em festa com esse acolhimento”, comemorou.

Quem comemora também é Sebastião Augusto de Araújo, de 85 anos, que vive há 6 anos no Lar. Cada doação recebida é oração fortalecida ao doador: “É maravilhoso o que as pessoas fazem por nós aqui e eu oro a Deus para que quem doa ter mais bênçãos em sua vida”.

E além da visita, a conversa com seu Sebastião mudou a manhã do empresário Messias Gomes. “Engana quem pensa que perdi horas vindo aqui. Eu ganhei muito mais. Fiquei encantado com o conhecimento que o Seu Sebastião tem sobre a mineração, então saio mais fortalecido por trazer alegria para cá”, relatou emocionado o empresário.

A voluntária Francisca Araújo também se emociona ao falar da dedicação como voluntária. Mesmo desempregada, ela dedica oito horas semanais e convida para que mais pessoas abracem o Aconchego do Idoso. “Quem tem amor ao próximo deixa um pouco suas atividades rotineiras para doar um abraço, um sorriso, escutar os idosos, pois para eles receber um bom dia é muito especial”, relata.

Sílvio Daniel também reforça o convite para as pessoas conhecerem a casa e colaborar como puder. “Estamos abertos à todas as pessoas que querem doar e visitar nossa casa. Cada época temos uma necessidade diferente. Tem época que precisamos de cadeira para banho, em outras lençol e fronhas”, exemplifica… “Na visita esclarecemos à necessidade do momento para quem quer nos ajudar. Então venha conhecer nosso Lar que fica na Rua A, 618 B, esquina com a Rua 16, Cidade Nova”.

Mais informações sobre o Lar Aconchego do Idoso pelo telefone (94) 99304-8886. À  título de informação, esclarecemos que as visitas ao Lar Aconchego do Idoso são agendadas.