Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Parauapebas Futebol Clube empata sem gols contra o Gavião Kyikatejê em mais um amistoso visando a Segundinha

O PFC não conseguiu vencer em mais um jogo amistoso e agora encara a Desportiva Paraense valendo pela segunda divisão

Por Fábio Relvas –  de Parauapebas

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) voltou a campo neste sábado (07/10) para mais uma partida amistosa. Desta vez, o adversário foi o Gavião Kyikatejê no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão. O Gigante de Aço não saiu de um simples empate sem gols contra o time indígena no segundo teste visando à disputa do Campeonato Paraense da segunda divisão..

A torcida compareceu em um bom número para apoiar o time, que acabou não correspondendo às expectativas dentro de campo. No primeiro tempo, o PFC trocou bons passes, mas pouco levava perigo à meta do goleiro Robson do Gavião. As melhores jogadas saíram nos chutes de fora da área, desferidos pelo volante Matheus Moreno, que por duas vezes mandou dois balaços, um por cima e outro parando no goleiro adversário que espalmou para escanteio.

O lance mais perigoso da primeira etapa foi dos visitantes. O zagueiro Cristiano Conceição do PFC derrubou o atacante Lucão dentro da área e o árbitro José Augusto não titubeou e assinalou pênalti para o Gavião Kyikatejê. Na cobrança, o meio-campo Tafarel chamou a responsabilidade e cobrou, o goleiro Cleriston defendeu e a bola bateu na trave e na sobra o mesmo Tafarel cabeceou para outra grande defesa do arqueiro do Gigante de Aço, que recebeu os aplausos da torcida, salvando o time.

No segundo tempo, os técnicos Everton Goiano e Samuel Cândido, trocaram praticamente todos os titulares pelos reservas, o que praticamente não alterou muita coisa na partida. As duas equipes pouco chegaram às metas adversárias. Quando chegou, o PFC levou perigo com tentativas de Everson Bilau, Monga, Silvio, Danúbio e Flamel, mas todos não conseguiram acertar o alvo. Em relação ao Gavião, pouco deu trabalho ao goleiro Matheus que entrou na etapa derradeira e nem sujou o uniforme.

No final da partida, com o empate sem gols, a torcida do Parauapebas Futebol Clube vaiou e ao mesmo tempo aplaudiu a saída dos jogadores de campo. Esse foi mais um jogo amistoso do gigante de Aço sem vitória. No primeiro teste na semana passada, o time ficou no empate em 2 a 2 diante da Seleção de Canaã dos Carajás fora de casa. O técnico Everton Goiano aprovou o desempenho da equipe.

“Eu acredito que foi excelente. Estamos dando ênfase maior no aspecto físico e a partir de terça-feira, vamos diminuir essa carga e vamos começar a trabalhar mais o aspecto técnico. Amistoso é isso. É logico que entramos para ganhar e tivemos algumas oportunidades, eles também tiveram, mas o que a gente tira do amistoso, mesmo que tivesse ganhado de 5 a 0, não adianta ver as qualidades, tem que ver os defeitos aonde foi que cometeram os maiores erros para poder corrigi-los. Fizemos seis modificações, a equipe ficou um pouco mais agressiva, agrediu um pouco mais no segundo tempo. É logico que perdeu o meio-campo porque a gente estava com três enfiados. Vamos fazendo essas observações para buscar uma nova formação para o jogo de domingo”, afirmou Everton Goiano.

Um imprevisto aconteceu com o time do Gavião Kyikatejê. É que na viagem até Parauapebas, o ônibus que trouxe a delegação acabou quebrando na estrada, atrasando mais a chegada da equipe para o amistoso. Sendo assim, o time visitante chegou, almoçou e foi direto para o estádio Rosenão. Apesar do ocorrido, o técnico Samuel Cândido gostou do que viu de seu time, que também se prepara para a Segundinha do Parazão.

“Foi bastante proveitoso. Tivemos alguns contratempos na nossa vinda pra cá com os jogadores almoçando duas horas da tarde e vindo para o estádio três e quinze, mas o importante que conseguiram suportar o início da partida e a pressão do Parauapebas e conseguimos equilibrar o jogo que ficou bem disputado. Fazer jogos contra equipes profissionais é outra coisa do que ficar fazendo com amador. O amador é sempre o jogo da vida deles e o profissional não, sempre procuram trabalhar dentro de uma organização. Nós ficamos satisfeitos com empenho dos nossos aletas para esta partida, mas precisamos melhorar muito nessa semana que temos de trabalho antes da nossa partida de estreia diante do Paraense para que possamos estrear com vitória”, disse Samuel Cândido.

O Parauapebas Futebol Clube tem estreia marcada na Segundinha para o próximo domingo (15/10), contra a Desportiva Paraense, time da cidade de Marituba, às 16h, no estádio Rosenão.

FICHA TÉCNICA

PARAUAPEBAS: Cleriston (Matheus); Bruno Leite, Cris (Silvio), Wanderlan e Lucas Pará (Wanderson); Francesco (Gilberto), Matheus Moreno (Danúbio), Felipe Baiano e Thiago Potiguar (Flamel); Tozim (Monga) e Aleílson (Everson Bilau). Técnico Everton Goiano

GAVIÃO KYIKATEJÊ: Robson (Wirias); Serafim (Oscar), Max Melo, Ramon Baiano e Tiago Fonseca (Dawti); Alisson (Kryityi), Wallace, Tafarel (Felipinho) e Kariri (Mikini); Cristiano Tiririca (Vinícius) e Lucão (Enrico). Técnico: Samuel Cândido

Árbitro: José Augusto

Assistentes: Tânia Lopes e Antônio Pires

Quarto árbitro: Isael da Silva

Cartões amarelos: Francesco e Tozim (Parauapebas); Serafim e Lucão (Gavião Kyikatejê)

Local: Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, em Parauapebas

Futebol

Parauapebas Futebol Clube fica só no empate diante da Seleção de Canaã dos Carajás em um amistoso festivo

O PFC chegou a abrir 2 a 0 no placar, mas cedeu o empate em partida realizada no estádio Benezão, em Canaã

Por Fábio Relvas

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) realizou seu primeiro teste em preparação para a disputa do Campeonato Paraense da 2ª divisão, a chamada Segundinha. Na tarde deste domingo (01/10), o Gigante de Aço foi até a cidade de Canaã dos Carajás para atuar em um amistoso festivo contra a seleção local, no estádio Benezão. O jogo foi para comemorar o aniversário de Canaã que vai completar 23 anos no próximo dia (5).

O PFC chegou a abrir dois gols de vantagem no duelo, assinalados por Felipe Baiano e Rodrinho (contra), aos 17 e 23 minutos do primeiro. Com o início arrasador, parecia que o time do Parauapebas iria golear o adversário, mas não foi bem isso o que aconteceu. A seleção começou a reagir na partida ainda na primeira etapa e descontou com Leandro, aos 26 minutos. O curioso é que o zagueiro Leandro, capitão do time, é presidente da Liga Esportiva de Canaã dos Carajás.

No segundo tempo, tanto o técnico Everton Goiano do PFC, como Biro-Biro da Seleção de Canaã dos Carajás, fizeram algumas alterações nas equipes, o que sempre acontece em partidas amistosas. A intenção do treinador do Gigante de Aço era dá ritmo aos atletas onde alterou do goleiro até o atacante. Quem se deu bem nas substituições foi o time da casa, que chegou ao gol de empate através de Diogo, logo aos seis minutos da etapa final. As duas equipes buscaram a vitória, mas o placar terminou mesmo em 2 a 2.

Os jogadores destaques do Parauapebas Futebol Clube na partida foram o goleiro Matheus, que entrou no segundo tempo e fechou à meta, o lateral-esquerdo Neilson, que fez bons cruzamentos pelo seu setor, os meias Felipe Baiano e Thiago Potiguar, ambos carregaram o time para frente criando várias jogadas e o atacante Aleílson, marcando sempre presença de área.

O time do FPC entrou em campo com: Cleriston; Bruno Leite, Márcio, Silvio e Neilson; Wanderlan, Francesco, Felipe Baiano e Thiago Potiguar; Tozim e Aleílson. Os jogadores suplentes: Matheus, Wanderson, Cris, Everton Luis, Mateus Moreno, Lucas Pará, Mateuzinho, Talisson, Danúbio, Luciano, Victor Hugo e Marcos.

A Seleção de Canaã dos Carajás foi com: Jakson; Ozarth, Leandro, Rodriguinho e Coyote; Amaral, Sávio, Rafinha e Ivon; Maninho e Diogo. Os atletas reservas: Abraão, Kleber, Natan, Lucas, Jhonatan, Jhony e Alan.

O PFC volta a campo em outro jogo amistoso, desta vez diante do Gavião Kyikatejê, no próximo sábado (07/10), às 16h, no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão. Será a última partida amistosa antes da estreia na Segundinha contra a Desportiva Paraense, no dia (15/10), também no Rosenão.

A diretoria confirmou mais uma contratação para a Segundinha. Trata-se de Gilberto, primeiro volante, que estava jogando em Goiânia.

error: Conteúdo protegido contra cópia!