Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Brasil

Preso um dos maiores assaltantes de carros-fortes do N/NE

Clauton Gonçalves e seus comparsas guardavam, enterrado, um pesado arsenal empregado nos ataques; e uma frota de carros e motos também usados nos assaltos e para fugas rápidas
Continua depois da publicidade

Considerado um dos maiores e mais perigosos assaltantes do Norte e Nordeste, foi preso pela Polícia Civil maranhense, no último sábado (5), o indivíduo Clauton Barbosa Gonçalves, também conhecido no mundo do crime e nos registros policiais como Gato e Seco. Ele foi capturado em Santa Luzia (MA) a 293 km de São Luís (MA) e é acusado de ter liderado ataques a carros-fortes em 25 de julho do ano passado, em Bom Jesus das Selvas; 9 de janeiro deste ano, em São Bernardo; e em 12 de abril último, em Alto Alegre, todas cidades maranhenses.

Clauton Gonçalves já foi resgatado de uma Delegacia de Polícia e cumpriu pena em presídio federal. Junto com ele foram presos Anilson de Sousa Carlos, Dunga; e Dayane Ribeiro Carlos, que escondiam e transportavam as armas e demais objetos empregados nos crimes e trabalhavam na lavagem do dinheiro auferido nos assaltos. Com o bando foram encontrados dezenas de comprovantes bancários, mostrando que há uma intensa e frequente movimentação financeira e a quantia de R$ 68.200,00.

A prisão da quadrilha foi resultado de meses de investigações e uma intensa operação do Decrif (Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras) da Seic (Superintendência Especial de Investigações Criminais) da Polícia Civil do Maranhão, com apoio da Delegacia de Santa Luzia e outras unidades.

Também fruto da investigação, a polícia encontrou, em uma casa no Povoado Ferro-Velho, em Santa Luzia, e em uma fazenda na mesma vila, enterrado, o arsenal empregado nos ataques aos carros-fortes: quatro fuzis calibre 5.56 mm; um fuzil AK-47 calibre 7.62 x 39 mm; (uma espingarda calibre 28; uma espingarda calibre 12, roubada no ataque de Alto Alegre; duas pistolas Glock, modelo G17, 9mm; centenas de munições calibres 28, 5.56 mm, 7.62mm e 7.62 x 39 mm; uma calça camuflada; um capuz e coldres.

Também foram apreendidos: uma picape Toyota/Hilux; um automóvel GM/Prisma; um quadriciclo Honda/Fourtrax; uma moto Yamaha/XJ6N; uma moto Honda/Twister; e duas motos Honda/CRF 230 cc.

Por Eleutério Gomes – Correspondente em Marabá
Com informações da Polícia Civil do Maranhão
Redenção

População revoltada espanca assaltantes em Redenção

Dos dois elementos, um era menor de idade. Para a Polícia eles são suspeitos de provocar o terror na cidade.
Continua depois da publicidade

No início da tarde do último sábado (21), populares dos setores Planalto II e Aripuanã, por pouco não lincharam dois jovens que estavam praticando assalto em Redenção.
Revoltados com a onda crescentes da violência na região, populares com posse de pedaços de madeiras e ferros resolveram fazer justiça com as próprias mãos.

Segundo a Polícia, no início da tarde de sábado, Jheison Azevedo Jacosk, de 19 anos, na companhia de um menor de idade das iniciais B.W.R.R, de 17 anos, teriam tomado de assalto a motocicleta de uma senhora no setor Planalto I, e naquela ocasião populares perseguiram os assaltantes. Para despistar, os assaltantes se dividiram e adentraram em residências diferentes no setor Planalto II.

Após alguns minutos da ação dos criminosos, moradores conseguiram encontrar o primeiro assaltante, um menor de idade. A população começou a espancá-lo, mas por sorte a Polícia conteve o início de linchamento. Para sua segurança ele foi levado para a Delegacia.

A população, não satisfeita, começou a “caçada” pelo segundo assaltante, que foi encontrado 30 minutos depois. Jheison Azevedo, estava dentro de uma residência no setor Planalto II. Do lado de fora havia uma grande aglomeração, cerca de 250 pessoas gritavam a todo o momento as seguintes palavras: “Sai pra fora seu safado; Tu merece é morrer seu ladrãozinho”.

João Lucas, um dos moradores do setor Planalto, falou com a equipe do blog e disse: “O safado é tão sortudo que o encontramos na hora que a viatura da Polícia chegou e não deixou a gente bater. Ah, ladrãozinho de sorte. Nós queremos só que a Polícia libere somente um pouquinho para nos conversarmos com ele e ensiná-lo como se invade os setores alheios, finalizou João Lucas.

Para conter a ação da população a Polícia teve que usar spray de pimenta para resguardar a vida do preso. Foi necessário o reforço de oito Policiais Militares, alguns do Grupo Tático Operacional (GTO).

Parauapebas

Sexta-feira 13 deu certo para dupla de assaltantes: foram presos pela PM

Eles roubaram uma moto, mas não tiveram sorte. Acabaram na cadeia
Continua depois da publicidade

Graças à coragem de um mototaxista, cujo nome não foi revelado, a Polícia Militar prendeu ontem, sexta-feira (13), por volta das 20h, Eliseu Soares da Silva e Odson Gil Lima Rodrigues. Duas horas antes, na esquina das Ruas São Jorge e Daniela Perez, no Bairro Guanabara, eles roubaram a moto Honda Bros, preta, placa OFK-6900, que era pilotada por seu proprietário, Raimundo Lopes da Silva. Com a dupla foi encontrado um revólver calibre 38 usado no assalto. Também foi presa Maria de Fátima Lima Macena, tia de Odson, que estava na casa em que ele e o comparsa foram capturados.

Raimundo conta que havia saído para comprar milho e, na volta, ao trafegar pela Rua São Jorge, viu um vizinho dele e parou para dar carona. Foi quando outra moto encostou do lado e o homem da garupa, depois identificado como Eliseu (de camisa branca na foto), mandou que ele entregasse a moto. “No momento eu até pensei que era brincadeira e cheguei a conversar com os caras, mas o que estava armado disse, ‘desce, desce, desce’ e eu desci”, conta o dono da moto.

Segundo Raimundo, após ele ter entregado o veículo, Eliseu montou na moto e os dois seguiram para rumo ignorado. O que eles não sabiam é que seriam seguidos. “Um sobrinho meu, que é mototaxista e filho de uma prima minha, assistiu a tudo e, quando virei de frente, sob a mira da arma, ele me reconheceu. E, assim que os bandidos saíram, seguimos os dois”, conta ele.

Ao chegarem ao Bairro dos Minérios, a dupla de assaltantes entrou em uma casa da Rua 26, sendo o tempo todo observada por Raimundo e o sobrinho, que ligaram para a Polícia Militar, pedindo ajuda.

Após algum tempo, a guarnição formada pelos sargentos F. Menezes e Erivaldo e pelo cabo Gama, entrou na casa e efetuou as prisões, recuperando a moto roubada. Segundo o sargento F. Menezes, ambos são reincidentes no crime: Eliseu já esteve preso em Marabá durante quatro anos, por roubo; e Odson já cumpriu em Parauapebas, por roubo e tráfico. “Quanto a Maria de Fátima, a situação dela será decidida pelo delegado: se a indicia como testemunha ou a acusa por associação criminosa”, disse o policial militar à Reportagem do Blog.

Reportagem: Ronaldo Modesto
Parauapebas

Agência dos Correios do Bairro Cidade Nova é atacada por trio de assaltantes

Eles roubaram os caixas e tentaram abrir o cofre. A ação, porém, não se concretizou porque o gerente fugiu e deu o alarme, colocando os bandidos para correr
Continua depois da publicidade

Usuários e funcionários da agência dos Correios do Bairro Cidade Nova, em Parauapebas, passaram momentos de susto na manhã desta quarta-feira (21), quando três indivíduos assaltaram os caixas e tentaram assaltar o cofre da repartição. O “serviço”, porém, ficou pela metade, porque o gerente José Augusto Lopes Ferreira, aproveitando um momento de distração dos assaltantes, conseguiu fugir e gritou por socorro, fazendo com que eles saíssem imediatamente, sem disparar as armas ou ferir alguém.

José Augusto conta que o expediente transcorria normalmente, quando os dois primeiros chegaram e sentaram nas cadeiras do atendimento, como se fossem usuários normais. Logo depois chegou o terceiro, caminhou pela agência, sondando o ambiente e, em seguida, puxou a arma da cintura e anunciou o assalto, gesto imitado pelos outros dois, que também estavam armados.

Dos caixas, segundo o gerente, pouco levaram, sem que os funcionários que trabalham ao fundo da agência percebessem.

Em seguida, se dirigiram à tesouraria, onde o funcionário responsável pelo setor trabalhava a portas fechadas. Bateram, anunciaram o assalto, ele abriu e os assaltantes perguntaram pela combinação da fechadura do cofre.

Nesse momento Augusto conseguiu escapar e, ao perceberem que ele deu o alarme, abandonaram a agência rapidamente, não se sabe se de carro ou moto. Segundo o gerente, que registrou Boletim de Ocorrência na Polícia Civil, eles agiram de cara limpa, sem capacetes ou máscaras, somente de óculos escuros, e podem ser identificados pelas imagens das câmeras de monitoramento, que registaram toda a movimentação.

Ninguém foi molestado ou saiu ferido. A única ocorrência foi de uma funcionária que sofre de hipertensão, que ficou muito nervosa e com a pressão alta, a qual depois foi controlada e ela ficou mais calma.

Reportagem: Ronaldo Modesto
Polícia

GPS de celular aponta endereço de assaltantes e PM prende a dupla

O caso aconteceu em Curionópolis, onde os acusados estavam “metendo o bicho” próximo de Serra Pelada e no Km 18
Continua depois da publicidade

Acusados de cometer vários assaltos em Curionópolis, foram presos na madrugada do dia 19, pela Polícia Militar, Ray Silva dos Santos e Acelino Teófilo da Silva dos Santos. A localização rápida da dupla foi possível porque o GPS e um dos celulares que eles roubaram estava ligado. O aparelho, assim como outros e uma camionete Hilux prata, com placa de São Félix do Xingu, foi levado de uma fazenda próximo de Serra Pelada e da localidade conhecida como Km 16.

Várias vítimas procuraram o Posto de Polícia Destacada de Curionópolis para denunciar os ladrões e, imediatamente a guarnição formada pelos sargentos Mesquita e Williamar, cabos Macedo e Morais e soldado Gomes, se dirigiu ao local indicado pelo GPS, com o apoio de uma Guarnição do Tático, integrada pelo sargento J. Ricardo, cabo P. Silva e soldado Oliveira.

No ponto indicado ocorreu o cerco policial e os dois indivíduos, cujas características conferiam com as descritas pelas vítimas, foram capturados. Na casa em que eles estavam a PM encontrou um revólver calibre 38 e três celulares.

Ray dos Santos assumiu ter participado do roubo, mas o outro, Acelino negou participação no crime. Ambos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Curionópolis, onde passaram pelos procedimentos de praxe e foram colocados à disposição da Justiça. 

Reportagem: Ronaldo Modesto