Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Duplo homicídio em Redenção durante final de semana

A cidade lidera no ranking de homicídios no sul do Pará, elevando o município à triste posição de mais violento da região
Continua depois da publicidade

O final de semana em Redenção foi marcado por dois assassinatos. De acordo com a Polícia Civil, o duplo homicídio aconteceu por volta de 1h da madrugada do último sábado (9). As vítimas são Ueliton Rodrigues Pereira, 30 anos, e Denise Rodrigues de Sousa 14 anos. A tragédia aconteceu no Setor Marechal Rondon. Segundo a Polícia o corpo do homem tinha perfurações feitas por disparos de arma de fogo; e o da adolescente. perfurações de faca.

No local do crime a polícia encontrou alguns projéteis, uma faca e três gramas de crack, além de um cachimbo, o que leva os policiais a acreditarem que as vítimas eram usuárias de drogas e que, a principal motivação do crime, morte esteja ligada ao trafico de entorpecentes.

Até a manhã desta segunda-feira (11), ninguém tinha sido preso. A Polícia Civil segue investigando para tentar elucidar mais essas duas mortes no município. Redenção entra para a estatística da cidade mais violenta do sul do Estado, pois, em seis meses foram registradas 31 mortes violentas no munícipio.

Parauapebas

Mototaxista executado com tiros na cabeça no Beira Rio, em Parauapebas

Luciano Cardoso de Souza ainda chegou a ser removido ao hospital, mas não resistiu e morreu ao dar entrada
Continua depois da publicidade

Mais uma execução ocorreu em Parauapebas. Foi por volta das 14h30 desta terça-feira (5), na esquina das ruas Perimetral Sul e Presidente Kenedy, no Bairro Beira Rio, quando a vítima, o mototaxista Luciano Cardoso de Sousa, 29 anos, trafegava de moto, levando a esposa, grávida de sete meses. Outra moto emparelhou com a dele e, o ocupante da garupa disparou quatro tiros contra a cabeça do homem, que vestia um colete balístico. Luciano ainda chegou a ser socorrido pelo Samu, mas, morreu ao dar entrada no Hospital Geral de Parauapebas.

Ouvida pela Reportagem do Blog, Laiane da Conceição Souza, irmã do mototaxista, conta que, dias atrás, desconhecidos, haviam tentado atirar nele em frente à casa em que moram. Por esse motivo, ele pouco estava saindo de casa.

Laiane disse ainda não saber se o irmão tinha inimigos e também desconhece que ele tenha tido desavença com alguém. Afirmou que Luciano, além de mototaxista, era dono de um pequeno restaurante.

“Ele nunca conversou com a gente sobre alguma desavença. Só disse que iria comprar um colete à prova de balas. Mas isso porque, apesar de não termos armas, sempre gostamos de utensílios militares”, contou ela.

Luciano morava na Rua Nova República, no Bairro União, e a mulher dele, com quem estava havia dois anos, tem um bebê 11 meses e está grávida de sete meses.

Outra versão

Porém, segundo a polícia apurou com populares que conheciam o mototaxista, ele vendia e drogas e que tentou matar outra pessoa dias antes. O crime de hoje teria sido motivado por disputa de boca de fumo.

Polícia

Redenção: Uma pessoa é assassinada a cada 5,7 dias na cidade

O mês de junho já começou com o registro de mais duas mortes, reforçando a estatística macabra
Continua depois da publicidade

 

 

De 1º janeiro deste ano até ontem, 1º de junho, Redenção já registrou 27 casos de assassinato. Ou seja, 5,4 por mês, 1,24 por semana ou um a cada 5,7 dias. Os dois últimos aconteceram ontem, sexta-feira, quando Fernando de Paula Manete, 27 anos, conhecido como “Bob Esponja”, foi executado com três tiros na cabeça, no Setor Aeroporto; e Rosângela Lima Pereira, 29, também foi eliminada a bala, no Setor Aripauanã.

Era por volta de 14h20 quando Bob Esponja retornava de garimpo em que trabalhava e, ao chegar ao Setor Aeroporto, um desconhecido, montado em uma motocicleta Honda Pop 100, vermelha, atirou contra o crânio do rapaz, que morreu instantaneamente. Em seguida, o atirador fugiu em disparada.

As polícias Militar e Civil estiveram no local do crime e fez todos os levantamentos para tentar elucidar o crime. A Polícia acredita em um possível acerto de contas, pois nada foi levado.

Sete horas Rosângela Pereira foi assassinada a tiros na Rua do Meio, também conhecida como “cracolândia”, no Setor Aripuanã. A mulher era usuária de drogas e, segundo a mãe dela, cujo nome não foi divulgado, havia saído de casa para viver nas ruas. Ela acredita que a filha teve a vida ceifada por acerto de contas com traficantes.

Os delgados de Polícia Civil Luciano Cunha e Marcus Camargo estiveram no local do crime, onde fizeram levantamentos preliminares e estão investigando os dois crimes.

Marabá

Em sábado macabro com 6 homicídios, grávida e pai são assassinados em Marabá

Sem nunca ter tido certidão de nascimento, Karoline morreu com filho de três meses na barriga. Matador ficou de se entregar hoje à tarde
Continua depois da publicidade

De seis assassinatos ocorridos no último sábado, 19, em Marabá, o que mais chocou as autoridades foi o triplo homicídio registrado na Folha 1, Nova Marabá, a poucos metros da Ponte Rodoferroviária.

O primeiro a tombar no sábado macabro foi Cícero Yuri Matos Torres, que sofreu golpes de faca na velha Marabá por volta de 6h30 horas da manhã no prédio em que ele morava. O rapaz ainda foi socorrido para o Hospital Municipal, mas chegou à casa de saúde já sem vida. “As diligências serão feitas a partir de hoje, segunda-feira, para tentar descobrir o autor deste crime”.

Enquanto ainda estavam no local do crime de Yuri, os policiais foram informados sobre um duplo homicídio na Folha 1, para onde foram em seguida. Chegando lá, encontraram os corpos de Carlindo de Souza Gonçalves do Nascimento e sua filha de prenome Karoline. “Durante a necropsia, foi constatado que a jovem estava grávida e a partir daí passamos a considerar um triplo homicídio”, explica a delegada Raissa.

As vítimas foram atingidas por disparo de arma de fogo na beira do Rio, na Invasão da Folha 1. Sábado ainda foram ouvidas algumas pessoas que tinham informações sobre os crimes. A expectativa da Polícia é de que o acusado se entregue espontaneamente ainda nesta segunda-feira. Na Folha 1, vizinhos informaram que o crime pode ter sido motivado por disputa por um terreno lá mesmo na área de invasão.

Segundo a delegada, como não tinha certidão de nascimento, para que o corpo de Karoline fosse liberado para velório por parte da família, teve de ser registrada uma ocorrência específica, porque a jovem nunca teve documentação.

Na noite de sábado, ocorreu uma quarta morte, desta vez na Folha 19, Nova Marabá. A vítima foi José Jeoclevane Gonçalves do Nascimento, morto com disparos de arma de fogo quando estava sentado na porta de sua casa. Ele não tinha histórico de envolvimento com a criminalidade, mas algumas pessoas de seu círculo foram intimadas para depor.

O último crime ocorreu no bairro Araguaia, por volta de 23 horas de sábado. Carlos Eduardo Silva Lima, de 18 anos, foi morto quando se dirigia a um bar, próximo a um viaduto que passa por cima da Estrada de Ferro Carajás, entre o Km 7 e o Bairro Araguaia. Dois homens chegaram em uma moto e efetuaram vários disparos. “Há informações de que outras pessoas foram atingidas, mas a vítima fatal foi Carlos Eduardo. Todos esses casos seguem sendo investigados pelo Departamento de Homicídios e não passaremos mais informações por enquanto para não atrapalhar as investigações”, disse a delegada.

Por Ulisses Pompeu – correspondente em Marabá

Floresta do Araguaia

Ex-marido mata namorado da ex-mulher em Floresta do Araguaia

Ela e o namorado foram surpreendidos quando estavam deitados em uma rede
Continua depois da publicidade

Mateus Sousa Costa, 19 anos, foi assassinado com um disparo de espingarda calibre 20, por volta de zero hora de terça-feira (8). O crime aconteceu no sítio Boa Esperança, na Colônia Travessão, distante 75 quilômetros da sede do município de Floresta do Araguaia, onde ele estava com a namorada Jéssica Borges da Silva, 27. O autor do disparo foi o ex-marido da mulher, Isaías Lima da Silva, de quem ela estava separada havia oito dias. O caso foi registrado pela Polícia Civil, que se encontra em campo para localizar e prender o homicida.

Jéssica contou que estava em uma rede com Mateus quando Isaías chegou e já foi disparando contra o peito esquerdo do rapaz, enquanto ela foi atingida em um dos braços. Em seguida, o ex-marido fugiu do local, enquanto ela, mesmo ferida conseguiu sair em busca de ajuda. Levada ao Hospital de Pau D’Arco, Jéssica foi medicada e liberada.

Na manhã de terça-feira, a Polícia Militar esteve no sítio de Isaías Lima da Silva, mas ele já havia fugido.

Redenção

Polícia Civil investiga homicídio ocorrido no final de semana em Redenção

Sobe para vinte o número de pessoas assassinadas em Redenção em 2018. A estatística coloca Redenção em 2º lugar entre os mais violentos do Sul do Pará
Continua depois da publicidade

A equipe de investigadores da Polícia Civil de Redenção está tentado desvendar um homicídio ocorrido na noite do último sábado (21). O crime ocorreu por volta das 19h40 no setor Bela Vista. A Vítima foi identificada como Luiz Henrique de Souza, de 26 anos de idade.

De acordo com informações, Luiz Henrique estava no interior do seu estabelecimento comercial (Casa de carne Ki carne) quando uma dupla em uma motocicleta Shineray e de posse de uma arma de fogo entraram no comércio e efetuou cerca de 20 disparos contra Luiz Henrique, que caiu ao chão sem vida.

Um fato que intriga a polícia é que nenhuma cápsula da arma foi encontrada no local do crime.

Segundo a Polícia, a vítima era investigada pela polícia desde o ano passado, suspeito de ter mandado matar um ex-funcionário da Casa de Carne conhecido por Marcos Vinicius.

Até o momento a polícia ainda não tem pistas que levem aos executores de Luiz Henrique. Algumas pessoas que estavam no local e presenciaram o crime, ou que conheciam a vítima, foram intimadas a comparecer na Depol na tarde desta segunda-feira (23).

Violência

Com mais esse assassinato, sobe para vinte o número de pessoas assassinadas em Redenção em 2018. A estatística coloca o município em 2º lugar entre os mais violentos do Sul do Pará

Redenção

Instrução do processo da Chacina de Pau D’arco começou ontem em Redenção

A chacina ocorreu em 24 de maio do ano passado, quando dez trabalhadores rurais foram mortos após confronto com policiais civis e militares
Continua depois da publicidade

O processo de instrução do caso da chacina de Pau D’arco, no Pará, começou nesta segunda-feira (2). Serão três semanas de audiências, abertas ao público, no salão do Júri do Fórum do município de Redenção.

Segundo o Ministério Público do Estado, na primeira semana serão ouvidas 16 testemunhas do MP, entre elas, sete sobreviventes que permanecem no programa de proteção a testemunhas.

Na segunda semana, irão depor as testemunhas de defesa e na terceira, os 17 policiais envolvidos no caso, dos quais dois também estão sob proteção.

A chacina ocorreu em 24 de maio do ano passado, quando dez trabalhadores rurais foram mortos após confronto com policiais civis e militares durante o cumprimento de um mandado de reintegração de posse na fazenda Santa Lúcia, no município de Pau D´arco, no sul do Pará.

Após essa fase de instrução, o processo segue para as vistas do Ministério Público, que fará as alegações finais e posterior envio ao juízo que decidirá se pronunciará ou não os réus. Pelo Ministério Público atuarão os promotores Leonardo Jorge Lima Caldas e Alfredo Martins de Amorim.

Parauapebas

Motoqueiro executa esposa do Secretário de Desenvolvimento de Parauapebas na porta de igreja (atualizada)

Mais uma vítima da violência em Parauapebas
Continua depois da publicidade

É com profundo pesar que comunico o falecimento de Sindicléia de Carvalho Vieira Santos, 39 anos, esposa do secretário Municipal de Desenvolvimento de Parauapebas, Isaías Queiroz de França. Ela foi assassinada quando saía de um culto na Igreja Assembleia de Deus do bairro Vila Rica, em Parauapebas, no início da madrugada deste sábado (31).

Segundo as primeiras informações, um motoqueiro se aproximou dela quando ainda estava entrando em seu carro, na porta da igreja, a puxou pelo braço e atirou na cabeça da vítima. Ela ainda foi socorrida por amigos e encaminhada ao Hospital Geral de Parauapebas, mas não resistiu.

O corpo da vítima foi encaminhado ao IML de Parauapebas.

Mais informações em instantes.

NOTA DE PESAR

A Prefeitura de Parauapebas lamenta profundamente o brutal assassinato de Cidicleia Carvalho Vieira França, esposa de Isaías França de Queiroz, secretário municipal de Desenvolvimento. Cidicleia foi covardemente assassinada às primeiras horas deste sábado, depois de participar de uma vigília na Igreja Assembleia de Deus Mãe, no bairro Altamira.

A Prefeitura de Parauapebas se solidariza ao secretário Isaías de Queiroz, aos filhos e a toda família de Cidicleia neste momento de imensa dor e tristeza, quando tantas perguntas são feitas sobre a motivação para tamanha crueldade numa semana em que o mundo relembra a morte e a ressurreição de Jesus Cristo.

Companheira e amiga, Cidicleia gostava de estender as mãos aos mais humildes e distribuía alimentos em bairros carentes. Contava com apenas 42 anos de idade e teve a vida interrompida, o que deixará muitas saudades naqueles que a amavam.

A Prefeitura de Parauapebas acredita no trabalho da Polícia, para que a justiça seja feita.

O velório de Cidicleia Vieira França será a partir das 10 horas deste sábado, 31, na Igreja Mãe da Assembleia de Deus, no bairro Altamira.

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP