Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Leitura

23 de Abril – Dia Mundial do Livro: conheça as bibliotecas públicas de Parauapebas

Nesta data em que se comemora o Dia Mundial do Livro, o Blog fez um levantamento das principais bibliotecas públicas da cidade e informa os dias e horários de funcionamento.

Neste domingo (23) foi comemorado o Dia Mundial do Livro, data do falecimento de grandes escritores como Miguel de Cervantes, Josep Pla e William Shakespeare. A data foi escolhida pela Unesco para lembrar a importância do livro.

Aproveitando a data, o Blog fez um levantamento das bibliotecas públicas disponíveis em Parauapebas.

A primeira e mais antiga é a Biblioteca Pública Municipal Professor Hernani Guimarães Teixeira, localizada à Rua D, quadra especial (nos fundos da Escola Municipal Chico Mendes). O acervo da biblioteca é de aproximadamente 10 mil livros. O local atende uma média de 1.800 usuários mensalmente e cerca de 60% desse público é formado por estudantes de escolas próximas, segundo o coordenador da biblioteca, Marcelo Paiva. A maior demanda da biblioteca municipal ocorre no período da tarde. O espaço disponibiliza também 20 computadores com internet e funciona de segunda à sexta, das 8 às 19 horas.

A Câmara Municipal também conta com uma biblioteca bem estruturada. O acervo atual é composto por 17.444 exemplares, sendo 5.097 títulos. A Biblioteca Legislativa Sônia Cortez recebe em média 100 pessoas por semana e há 350 usuários cadastrados para realização de empréstimos. Segundo a Coordenadora da pasta, a bibliotecária Cristiane Carvalho há pessoas que frequentam a biblioteca todos os dias. “Elas até se queixam quando fechamos nos feriados”. A Biblioteca Legislativa fica aberta de segunda-feira a sexta-feira, das 8 às 18 horas, sem intervalo para almoço.

Outra biblioteca que tem alcançado um público diferenciado é a que fica localizada no Residencial dos Minérios, inaugurada dia 20 de abril do ano passado. A Biblioteca Comunitária foi uma das últimas ações do Projeto de Trabalho Social (PTS), realizado pela equipe da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) na comunidade. O PTS tem por objetivo desenvolver ações sociais para o convívio em comunidade, proporcionando aos moradores informações e orientações sobre organização e mobilização comunitária, geração de trabalho e renda, educação sanitária, ambiental e patrimonial.

Com a Biblioteca Comunitária, as crianças do Residencial passaram a ter acesso a um acervo de livros infantis que despertam o gosto pela leitura. “Eu estou sempre pegando livros na biblioteca aqui do bairro, gosto muito de ler”, disse a adolescente Késia Viviane Ferreira, de 14 anos, que tem inspirado sua irmã caçula no gosto pela leitura. “Eu estou muito feliz com esse interesse novo da Vitória por livros, a irmã dela incentiva muito e facilita também ter uma biblioteca aqui no bairro”, disse a mãe das garotas, Clarice Ferreira. O espaço fica aberto das 8 às 14 horas.

Outro espaço que trabalha o incentivo à leitura é a Casa do Aprender, localizado na Rua, D, entre ruas 15 e 16, departamento vinculado à Secretaria Municipal de Educação (Semed), e utilizado por professores e alunos para aprendizagem, troca de experiências e integração social. O local conta com Cyber Café, Brinquedoteca e uma Biblioteca, que possui um acervo de mais de 4 mil livros. No dia 4 de março os alunos da Escola Municipal Josias Leão realizaram uma visita especial ao local.

“É a primeira vez que venho aqui. Gostei de tudo, da biblioteca, da brinquedoteca, do Cyber. Aqui a gente aprende brincando”, relatou a aluna Keyla Evillen Nascimento, 8 anos, sobre a visita. Kassiano Enzo Barros foi outro aluno que participou da visita, mas já conhecia o espaço. “Venho aqui quase todos os dias, me divirto e aprendo muito”.

“Nós promovemos atividades diversificadas com foco no incentivo à leitura, como por exemplo, roda de leitura, roda de conversa, cine pipoca, leituras dramatizadas, além de realizarmos empréstimos de livros. As atividades são destinadas a diversos públicos, inclusive à comunidade”, informou a coordenadora da Casa do Aprender, Rosieth Rebouças, acrescentando que o horário de atendimento ao público é das 8 às 18 horas.

Pará

PT Pará lança biblioteca nesta quinta-feira (05)

211O PT Pará lança nesta quinta-feira (05), às 18h, a abertura de sua biblioteca, denominada de “Isa Cunha”, em homenagem a Isabel Marques Tavares da Cunha (foto), militante que se tornou símbolo das lutas pelos direitos humanos na época da ditadura militar.

Ao todo, dois mil livros estarão disponíveis aos amantes da boa leitura. O acervo é composto de temáticas de diversas áreas como  gestão pública, combate ao racismo, protagonismo juvenil, igualdade de gênero, ideologia, sociologia, ecologia, desenvolvimento sustentável, dentre outras. A história do surgimento do Partido dos Trabalhadores e dos demais partidos de esquerda também integram a coleção de obras literárias do espaço.

Para o presidente do PT Pará, Milton Zimmer, esse é um momento de valorização do conhecimento e incentivo à leitura. “Nosso objetivo é facilitar à todas as pessoas e não somente aos filiados do partido, o acesso às obras literárias para que possam realizar pesquisas e aprofundar os conhecimentos”, destaca.     

Biblio PT

O serviço de empréstimo será destinado a qualquer pessoa interessada em ter acesso aos livros.

O funcionamento será na sede do Diretório Regional do PT Pará (Rua Gaspar Viana nº 206 – Bairro: Campina), de segunda a sexta-feira, no horário comercial.

Parauapebas

Crianças se encantam com histórias contadas no estande da Biblioteca Legislativa de Parauapebas

De chapéu de pirata, bruxa ou califa, a criançada mergulhou no mundo da fantasia. Ao cantar “quem quer casar com a dona baratinha”, eles desvendaram os contos de Ana Maria Machado, uma das autoras homenageadas durante o encerramento do projeto Nas Páginas Literárias do Sul e Sudeste do Brasil.

Os pequenos atentos às histórias

O projeto trabalhado durante o primeiro semestre do ano letivo na Escola Municipal de Educação Fundamental Dorothy Stang tinha o objetivo de incentivar as crianças a lerem os contos das regiões Sul e Sudeste do país. Além da leitura das histórias realizada pelo professor em sala de aula, os pequenos tinham contato com os livros e ainda recontavam as obras de autores como José Roberto Torero Fernandes Júnior e Ricardo Sérgio Rocha Azevedo. Para complementar a fixação e a aprendizagem, os alunos do 1º ao 5º ano faziam ilustrações e apresentações.

Layna Ingred, de 9 anos, cursa o 4º ano do ensino fundamental e teve o primeiro contato com o conto Chapeuzinhos Coloridos durante o projeto. Junto com os colegas de classe, ela preparou uma peça teatral da história, que foi apresentada a todos na manhã desta quinta-feira (18). “Achei interessante, engraçado e divertido. No teatro eu sou a vovozinha e danço muito durante a apresentação”, contou.

Professora Luzia HelenaA professora da sala de leitura, Luzia Helena, contou que as atividades realizadas durante o semestre ampliou o conhecimento dos alunos e proporcionou-lhes desenvolvimento. “O foco era o estimulo à leitura e o contato com a obra destes autores. O crescimento do repertório é notório e a apresentação é um exercício de desenvolvimento para as crianças que muitas vezes não estão acostumadas com estas atividades”, revelou a professora.

Nessa programação, recheada de tantas histórias, não poderia faltar a participação da Biblioteca Legislativa Sônia Cortêz. Grande incentivadora da leitura no município, a biblioteca foi a grande atração do evento. Ao tirar do universo da leitura a boneca Ângela, a criançada se encantou de vez com os livros. A boneca, representada pela professora Ângela Colognesi, foi uma das surpresas da biblioteca para o evento. A peruca loira e o gliter atraíram a atenção das crianças, que não piscaram enquanto ouviam o conto Dia de Chuva.

Ônibus para itinerância da Biblioteca Legislativa

O evento inaugurou, ainda, o ônibus da Biblioteca Legislativa, meio de transporte que a biblioteca utilizará para intensificar a itinerância pela zona urbana e rural, proporcionando a outras crianças a mesma alegria e diversão.

Texto: Josiane Quintino – Fotos: Coletivo Dois.8

error: Conteúdo protegido contra cópia!