Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

População adere ao movimento da paralisação dos motoristas

Comerciantes liberaram seus funcionários na manhã desta segunda-feira (28) e juntos, de verde e amarelo, deram apoio aos motoristas de caminhão
Continua depois da publicidade

Na manhã desta segunda-feira (28), centenas de pessoas saíram às ruas de Redenção em apoio aos caminhoneiros que estão em greve desde a última segunda-feira (21). Comerciantes liberaram seus funcionários e fecharam as portas de seus comércios em prol dos grevistas. Todos, patrões, empregados e populares, vestiram verde e amarelo e caminharam rumo à Rodovia BR-158, local onde estão concertados os manifestantes.

“Saímos às ruas na manhã desta segunda-feira em favor dos nobres caminhoneiros que estão enfrentando o sol forte há exato sete dias. Com isso, mostramos que estamos do lado dos caminhoneiros e não do governo federal”, disse Adailton Pereira representante comercial.

O Trânsito da BR-158, saída para Santana do Araguaia, ficou interditado por cerca de 30 minutos. Na ocasião os representantes dos caminhoneiros fizeram um rápido discurso e agradeceram o apoio popular.

A greve dos caminhoneiros em Redenção persiste sem prazo para acabar. Hoje completou o sétimo dia de paralisação no município que já tem afetado todos os postos de combustível.

Na manhã desta segunda-feira, a prefeitura decretou Estado de Emergência na Saúde do Município, pois a greve afetou o abastecimento de medicamentos e insumos para o regular funcionamento da rede hospitalar do município, a circulação das ambulâncias e demais veículos essenciais.

Um dos lideres do movimento dos caminhoneiros, identificado como Nilson Barulho, disse que os caminhoneiros não estão impedindo a trafegabilidade dos caminhões carregados de medicamentos e insumos para o regular funcionamento da rede hospitalar.

Redenção

Redenção: BR-158 em direção a Santana bloqueada por caminhoneiros

Na cidade já falta combustíveis na maioria dos postos de vendas
Continua depois da publicidade

A paralisação dos caminhoneiros em chega ao terceiro dia. Os motoristas estão concentrados a cerca de 5 km do centro da cidade, na BR-158, rodovia que dá acesso à cidade de Santana do Araguaia. Eles armaram tendas às margens da rodovia, centenas de caminhões estão parados e, em muitos deles, a frase “SOS transporte, greve e paralização”.

A principal reivindicação dos caminhoneiros é a redução do preço do óleo diesel nas bombas. Segundo eles, enquanto o governo não der uma resposta satisfatória, a paralisação seguirá por tempo indeterminado. “Estamos acompanhando a paralisação nacional dos caminhoneiros, só vamos suspender quando todos resolverem suspender. Nossa cobrança é a redução real do preço do combustível na bomba e não na refinaria”, disse o caminhoneiro Edimar Guimarães.

De acordo com o caminhoneiro Gilson Alves, a categoria tem recebido apoio da população redencense. A todo o momento, comerciantes fazem doação de arroz, carne, feijão, verduras e água mineral, tudo para que movimento tenha continuidade.

Com a paralisação dos motoristas, vários postos de combustíveis em Redenção já estão com os tanques vazios. Em um posto da Avenida Rosa Lima de Almeida, no Setor Santos Dumont, os funcionários não trabalharam hoje. Segundo o proprietário, que não quis se identificar, desde ontem à noite não tem combustível para venda. Assim como esse, vários outros estão sem combustível. Ainda existe gasolina em alguns, onde o valor do litro varia entre R$ 4,88 a R$ 5,00.

Redenção

Caminhão carregado de carne tomba na BR-158, em Santana do Araguaia

Após três horas do acidente, equipes da JBS recolheram toda a carne e levaram de volta ao frigorífico
Continua depois da publicidade

Uma carreta carregada de carne tombou na entrada da cidade de Santana do Araguaia, na BR-158. O acidente aconteceu por volta das 9 horas desta quarta-feira (9), em frente ao Residencial Rio Araguaia. De acordo com informações, após o acidente uma equipe da Polícia Militara (PM) esteve no local e evitou que a população saqueasse o caminhão.

O motorista, que não teve o nome revelado, disse que não daria entrevista à imprensa por medo de represálias. Para a polícia o motorista disse que perdeu o controle da direção do caminhão, tombando-o, e toda a carga veio a baixo.

Segundo Michael Douglas, repórter de um canal de televisão de Santana do Araguaia, na entrada da cidade há muitas curvas perigosas, o que deve ter contribuído para que a carreta virasse. Ainda de acordo com Michael, a carga de carne ficou por mais de três horas espalhadas às margens da BR-158. A equipe que retirou a carga não informou qual seria o destino levaria da mercadoria.

De acordo com informações, a carreta seguia na direção de Redenção-Santana do Araguaia. A carreta e a carga ficaram fora da pista, por este motivo o trânsito continuou tranquilo durante todo o dia. A JBS não informou o valor da carga.