Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Canaã dos Carajás

Governo destina R$ 6,5 milhões para asfalto, drenagem e calçamento em Canaã

O convênio foi assinado na sexta-feira (11), com a presença da titular da Semsu, Izabela Jatene; do presidente da Alepa, Márcio Miranda; e do prefeito Jeová Andrade

Canaã dos Carajás, a Terra Prometida, receberá, nos próximos meses, mais 10 quilômetros de asfalto, drenagem e calçamento de vias. O avanço na infraestrutura chega ao município por meio de convênio com a Semsu (Secretaria Extraordinária de Municípios Sustentáveis). À frente da pasta, Izabela Jatene esteve presente na cidade na tarde de sexta-feira (11) e assinou, junto com o prefeito Jeová Andrade e o presidente da Alepa (Assembleia Legislativa do Pará), deputado Márcio Miranda, o tratado que possibilitará o início das obras. O recurso é de R$ 6,5 milhões, oriundo do Programa Asfalto na Cidade, e atende a uma das principais demandas da prefeitura.

O evento aconteceu no auditório do Centro de Formação dos Profissionais da Educação, que esteve lotado para receber as autoridades. Além de Izabela, Márcio e Jeová, o senador Flexa Ribeiro, os deputados estaduais Celso Sabino e Miro Sanova, o secretário Regional de Governo, Jorge Bittencourt, e o prefeito de Água Azul do Norte, Renan Lopes Souto, também estiveram presentes na ocasião.

Segundo Izabela, os benefícios contribuirão para o bem-estar da população local: “Com as pessoas que moram aqui ficando mais felizes, Canaã será uma terra cada vez mais próspera. Acredito que
todos nós temos uma só bandeira, que é o Pará e o Brasil. Precisamos trabalhar cada vez mais para o bem-comum”.

Márcio Miranda, por sua vez, destacou o potencial que Canaã possui: “Canaã dos Carajás é um verdadeiro fenômeno. Nenhuma cidade no Brasil cresce nessa proporção. Por conta disso, parabenizo a gestão pelo esforço para lidar com esses problemas. Todos nós sabemos da importância do asfalto para o bem-estar da população e também para a saúde pública. Acredito que isso é um grande avanço para o município”.

Jeová Andrade lembrou que o município avançou bastante nos últimos anos com a expansão do Programa Asfalta Canaã e que o convênio é de grande valia para a cidade: “Essa parceria nossa com
o governo do Estado é bastante positiva. Fico muito feliz por isso e Canaã dos Carajás só tem a ganhar. Hoje são 10 quilômetros de asfalto, posteriormente será a nossa tão sonhada Transcarajás, que trará benefícios ao nosso povo”.

Transcarajás

O asfaltamento da estrada do Posto 70, que ligará Canaã dos Carajás, no Pará, a Araguaína, no Tocantins, também esteve na pauta da comitiva. Segundo o senador Flexa Ribeiro, a obra trará uma nova cara para toda a região: “Essa estrada é de grande importância para toda a população. Vai encurtar mais de 200 quilômetros no trajeto até o Tocantins. Isso será positivo para as pessoas e para os empresários que virão investir aqui. A economia local avançará com certeza”.

Jeová Andrade também destacou a importância da futura obra: “Essa estrada vai alavancar o nosso desenvolvimento e vai tirar a região sudeste do isolamento”.

Segurança Pública 

Márcio Miranda, presidente da Alepa, por seu turno falou sobre Segurança Pública. Comentou a respeito da necessidade de reforçar esse setor em todo o Estado e lembrou que esse é um problema que hoje afeta todo o País: “Precisamos nos unir para vencer essa guerra. Precisamos intensificar o combate às drogas nas fronteiras. Além disso, acredito no incentivo à Educação e aos pequenos negócios. Canaã está de parabéns por isso. Precisamos pregar a cultura de paz; sou do time que quer fazer a união”.

O deputado Celso Sabino destacou o fato de que Canaã receberá, a pedido do gestor municipal e de vereadores, um reforço na segurança: “Conseguimos, com o governo do Estado, que Canaã receba mais uma viatura para o patrulhamento de ruas. Além disso, o batalhão de Polícia Militar local será transformado em Companhia Independente, o que representará mais autonomia nas decisões e melhor cobertura policial para o município”, anunciou.

Por Silvia Lopes – Correspondente em Canaã dos Carajás – Fotos: Jefferson Almeida Ascom/PMCC

Canaã dos Carajás

TJE/PA suspende decisão do juiz de Canaã e Jeová Andrade volta à prefeitura

Com o efeito suspensivo, Jeová deverá retornar ao cargo assim que o juízo for comunicado do despacho.

Em decisão monocrática, nesta tarde (20), a desembargadora Luiza Nadja Guimarães Nascimento, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, reconduz ao cargo o prefeito Jeová Gonçalves de Andrade, concedendo efeito suspensivo quanto ao afastamento dele, por 180 dias, da Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás.

A desembargadora considerou que Jeová só poderia ser afastado mediante provas de que ele estivesse dificultando a instrução do processo. Na decisão, ela cita jurisprudência que diz: “Não basta a existência de indícios ou presunções; a mera suposição de que pode ocorrer alguma dificuldade na instrução processual não justifica o afastamento do cargo”.

Jeová foi afastado em 28 de fevereiro passado, acusado de improbidade administrativa em ação ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Pará, segundo promotores Rui Barbosa e Emerson Correia, por ter firmado, com o escritório de advocacia Brasil Monteiro Advogados Associados, sucessivos contratos de prestação de serviços comuns e genéricos, no valor global de R$1.479.127,28.

Confira a decisão:

Canaã dos Carajás

Jantar da APAE movimenta a sociedade em Canaã dos Carajás

Por uma boa causa, sociedade participa de jantar promovido pela Associação Pais e Amigos dos Excepcionais. Na ocasião, o projeto da sede própria da entidade foi apresentado

A Associação Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Canaã dos Carajás realizou na noite desta sábado (17) um jantar beneficente. O evento aconteceu no Espaço São Pedro e São Paulo e reuniu centenas de pessoas. Na ocasião, a sede própria da APAE em Canaã foi apresentada a quem esteve presentes. Enquanto comiam, as pessoas puderam ouvir uma agradável música ao vivo e se servir de diversos tipos de bebida.

A entidade existe no município desde 2015. Apesar de todas as dificuldades, o trabalho de três anos começa a ser reconhecido. A entidade receberá o apoio mensal da Prefeitura Municipal ao longo do ano. O objetivo é ajudar nos custos que a entidade tem no atendimento às crianças especiais. Além disso, a associação recebeu no ano passado, através de um convênio da Câmara Municipal, um veículo próprio para o transporte dos alunos.

Quem esteve por lá aprovou a iniciativa e também a mistura de temperos: “Esse é um evento maravilhoso. Tantas pessoas ficam pensando em como contribuir com o próximo e momentos como esse são grandes oportunidades. É uma causa belíssima levantada pela APAE, que é uma instituição reconhecida e respeitada em todo o Brasil. Aqui em Canaã se faz necessário ainda mais apoio a essa instituição. Melhor ainda é colaborar para uma causa tão nobre e ser agraciado com um delicioso jantar” explicou o participante do jantar, Fabio Queiroga.

A presidente Andreia Santos falou sobre a ação: “São três anos de APAE e nós estamos muito contentes por receber todo mundo aqui. Hoje nós faremos a exposição do projeto da sede APAE e vai ficar marcado na nossa história. Esses três anos foram de muita luta e percebo que conseguimos fazer muita coisa. Queremos a cada dia fazer ainda mais por essas crianças que atendemos.”

A nova sede da instituição foi apresentada através de slides. Atualmente, a APAE atende 50 pessoas com deficiência. No entanto, a demanda da cidade é bem maior. Cerca de 300 pessoas necessitariam do olhar mais atento da instituição. Com a nova sede, o atendimento será possível a mais de 400 pessoas. A próxima meta da instituição é a construção do prédio, que deve ser concluída no ano que vem.

justiça

Canaã dos Carajás: Advogado Mario Brasil fala sobre processo judicial que afastou Jeová Andrade do poder

Apontado pela justiça como pivô do processo de improbidade administrativa sofrido pelo prefeito de Canaã e outros cinco secretários, Mario afirma que ainda não teve acesso ao processo e que entende como injustificáveis os pedidos do Ministério Público

Uma notícia bombástica chocou os moradores de Canaã dos Carajás na última quarta-feira (28). Por decisão judicial, o prefeito eleito Jeová Andrade foi afastado do cargo por suspeita de improbidade administrativa. A ação que motivou o afastamento do gestor foi ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Pará, através dos promotores Rui Barbosa e Emerson Correia. Também são réus no processo, junto a Jeová Andrade, outros cinco secretários de governo. A decisão de afastar por 180 dias o gestor do cargo veio do juiz Lauro Fontes, da 1ª Vara Cível e Empresarial de Canaã dos Carajás. Segundo o processo, o governo teria repassado o valor de R$ 1.479.127,28 (um milhão, quatrocentos e setenta e nove mil, cento e vinte e sete reais e vinte oito centavos) ao escritório de advocacia Brasil Monteiro Advogados Associados durante o período de três anos, em 84 pagamentos. O valor foi considerado exorbitante pelo Ministério e o juiz decidiu que Jeová ficaria fora do cargo durante o período de investigação.

Apontado pela justiça como pivô da trama que retirou o chefe do executivo municipal do poder, o advogado Mario Brasil foi procurado pela reportagem e decidiu falar sobre o caso. O jurista afirmou, através de nota, que ainda não teve acesso ao processo pelo qual é réu e só ficou sabendo do fato pela imprensa.

Mario afirma também que a sua profissão vem sofrendo diversos ataques de órgãos e instituições que não observam a plena igualdade profissional, liberdade de expressão e a competência dos profissionais do direito. Ainda de acordo com Mario, existe atualmente a quebra da igualdade de direitos entre promotores, magistrados e advogados.

Ainda em nota, o jurista diz que considera injustificáveis os pedidos do Ministério Público e que todos os atos realizados estavam dentro da lei. Mario também diz que toda a defesa será feita com afinco e máximo respeito ao poder judiciário, respeitando todo o processo legal. De acordo com o advogado, as circunstâncias aparentam que apenas a advocacia tem respeitado o princípio constitucional do devido processo legal.

Mario finaliza a nota dizendo que a liberdade do exercício profissional não será manchada e que é prerrogativa da classe defender a justiça como legítimos servidores do processo legal.

Confira a nota na íntegra.

Nota Pública

Tomando conhecimento, pela mídia sobre os fatos que envolvem a Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás, neste Estado do Pará, porém sem ainda ter qualquer acesso ao processo, venho à Público informar que antes de qualquer denúncia – mesmo que infundada – somos Advogados, com atividade regulamentada sob a égide da Lei Federal n. 8.906/96.

Nossa profissão vem sofrendo diversos ataques de órgãos e instituições que não observam a plena isonomia profissional, liberdade de expressão  e a expertise dos profissionais que somos. Há quebra da isonomia efetiva entre promotores, magistrados e advogados a qual apesar de legal inexiste na prática em diversos rincões do país.

Entendo como injustificáveis os pedidos do MP vez que ciente de todos os documentos de contratação ignora a própria corte máxima federal que têm a matéria sub judice. Reitero, todos atos realizados possuem plena conformidade legal, respeitam os primados constitucionais, tendo sido pautados em especial no art. 133.

Toda defesa será processada com afinco e máximo respeito aos primados de Direito, em especial o Devido Processo Legal, vez que há muito aparenta a classe da advocacia ser a única que preza por tal Princípio Constitucional.

Por fim, reitero, a liberdade do exercício profissional não será maculada sendo prerrogativa de toda classe a defender como servidores essenciais da justiça que somos.

Mário Brasil Monteiro

Política

Em coletiva, prefeito Alexandre Pereira fala sobre desafios e prioridades de sua gestão em Canaã dos Carajás

Atual gestor de Canaã dos Carajás, Alexandre falou sobre cautela nas decisões governamentais e se mostrou aberto ao diálogo

Alexandre Pereira (PT) assumiu nesta quarta-feira (28) a árdua missão de substituir Jeová Andrade (PMDB) em um momento de crise política no município. Jeová foi afastado do cargo máximo do executivo municipal por decisão judicial, após denúncia do Ministério Público por improbidade administrativa. Segundo a decisão expedida, o peemedebista ficará afastado por até 180 dias do cargo. Por conta disso, Alexandre, vice-prefeito eleito, é o responsável pela gestão municipal de Canaã dos Carajás.

Na tarde desta quarta, o prefeito convocou toda a imprensa local para uma coletiva. Na ocasião, Alexandre falou sobre o baque da notícia e se mostrou pronto para assumir a administração da Terra Prometida. O novo gestor comentou o afastamento do amigo pessoal Jeová e disse ter recebido carta branca para fazer as mudanças que achar necessário na gestão. A coletiva durou pouco mais de 20 minutos e um resumo das metas administrativas foi passado para a imprensa.

Questionado sobre a questão da greve geral dos servidores, Alexandre foi enfático: “Estamos tranquilos, pois existe a liminar que ordena a volta deles ao trabalho. Mas queria dizer que estou aberto ao diálogo. Por ter vindo desse movimento, acredito que sou até mais aberto à conversa. Queria que os servidores compreendessem que agora é um novo momento e que eles façam uma trégua independente de qualquer decisão judicial. Espero que as categorias repensem e voltem aos trabalhos imediatamente.”

Junto a Jeová Andrade, alguns secretários de governo também são réus do processo. De acordo com Alexandre, os gestores não serão afastados neste primeiro momento: “É preciso cautela e prefiro não me precipitar. Me sinto tranquilo e confio na minha equipe. Temos sempre que partir pela legalidade, respeito muito os secretários e sei que tenho que dar essa resposta à sociedade. Vamos analisar os fatos, fazer gestão e esquecer ideologias e partidos políticos.”

Ao prefeito, também foi perguntado sobre como recebeu a notícia do afastamento de seu colega de chapa: “Eu sofri mais que ele e fiquei mais derrubado que ele. Recebi o telefonema pela manhã com ele pedindo que eu viesse urgentemente à Prefeitura. Vim e fui informado do fato. No entanto, ele me disse que fica tranquilo, pois sabe que a gestão está em boas mãos. É claro que ele vai recorrer da decisão e vamos ver o que acontece.” Sobre a defesa de Jeová, Alexandre falou: “Estou com cautela. Se eu for me preocupar com isso, não faço gestão.”

O prefeito também explicou as prioridades do seu governo: “Quero assumir o município e fazer uma gestão tranquila. Boa vontade em mim não falta. Quero afastar de Canaã o olho da justiça e entregar o cargo ‘redondinho’ para quando ele voltar. Pretendo fazer com que haja harmonia na política, gestão e na justiça. E quero manter as prioridades dele na educação, geração de emprego e renda e melhorar a saúde do município.”

polícia

PM apreende carne imprópria para o consumo que abasteceria açougues de Parauapebas

O produto saiu de Canaã dos Carajás, mas não passou pela inspeção sanitária e será destruído pela Adepará

A Polícia Militar apreendeu na manhã de domingo (25) o caminhão frigorífico de placas OSZ-5548/Eldorado dos Carajás com cinco reses abatidas e divididas para entrega em açougues de Parauapebas. Sem nota fiscal, licença sanitária ou outro documento emitido por órgão de saúde animal, a carga foi apreendida e levada para a 23ª Seccional Urbana de Polícia Civil, onde o condutor do veículo, cujo nome não foi revelado, pouco soube informar.

Comunicado, o veterinário da Adepará (Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará), Denilson Lima, afirmou que o produto será destruído ainda nesta segunda-feira (26), por ser de origem duvidosa e impróprio para o consumo. “Essa carne veio de Canaã dos Carajás para abastecer açougues de Parauapebas”, reafirmou.

Denilson Lima – Adepará

Encarregado pelo caso, o delegado Fabrício Andrade disse que agora a polícia vai investigar a procedência da carne e os estabelecimentos para os quais ela seria entregue em Parauapebas. “Todos serão indiciados por comercialização de produtos impróprios ao consumo”, antecipou ele. O condutor do veículo foi liberado após prestar depoimento.

Reportagem – Ronaldo Modesto
comércio

Em Canaã dos Carajás, empresários se reúnem na sede da associação comercial para debate sobre regularização fundiária

Na ocasião, empresários debateram propostas para apresentar no seminário que será realizado no próximo dia 22

A Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Canaã dos Carajás (ACCIACA), em parceria com a Agência Canaã, reuniu na noite desta segunda-feira (19) alguns dos seus associados para um debate sobre a regularização fundiária no município. A reunião precede uma grande audiência pública sobre o tema marcada para a próxima quinta-feira (22), no ginásio Antônio Chorão. O evento contará com um ciclo de palestras e a presença de várias autoridades da região, inclusive Carmem Bueno, representante da Presidência da República.

O principal objetivo do evento realizado nesta segunda-feira era debater propostas para a classe empresarial. As ideias relacionadas à regularização fundiária no município foram discutidas e serão apresentadas durante a audiência pública. Estiveram presentes na sede da ACCIACA, Graça Reis, diretora da Agência, o vereador Wilson Leite e os representes da Vale, Fábio Queiroga e Nívia Costa.

Segundo Graça, o debate sobre a regularização é importantíssimo, já que a maioria dos empresários e dos produtores rurais locais ainda não possui título definitivo de suas propriedades. Com a aceleração do processo de regularização e a documentação em mãos, o empresário será capaz de fazer financiamentos para poder construir, reformar ou investir e isso gera, automaticamente, emprego e renda para o município.

Nívia Costa falou sobre a importância do empresariado local apresentar propostas: “O evento de hoje serve para que os comerciantes apresentem ideias, sugestões para o processo de regularização fundiária no município. O ideal é que cada setor apresente propostas. Se for deixar para pensar lá na hora, fica mais complicado. Os membros da Associação Comercial precisam pensar em propostas viáveis, já que serão bastante beneficiados com isso. O mais importante, ao fim da audiência, é deixar amarrado compromissos com os setores responsáveis.”

A audiência começará às 08 da manhã e tem programação extensa por todo o dia. Estarão presentes no evento representantes do Incra e também do Terra Legal. A entrada é gratuita e livre a quem tiver interesse em participar.

polícia

Homem é assassinado a sangue frio em Canaã dos Carajás

A principal suspeita é de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Crime aconteceu em plena luz do dia

Um cruel assassinato chocou os moradores da Vila Planalto, em Canaã dos Carajás, na tarde desta sexta-feira (16). Um homem, reconhecido como Robson, fazia compras em uma loja de sementes na entrada da vila quando foi surpreendido por dois criminosos. De acordo com informações preliminares de moradores do local, os dois bandidos informaram o assalto e disseram que queriam a motocicleta de Robson. Apavorado, o homem tentou fugir com o veículo para evitar o roubo. Foi então que o carona disparou três vezes contra Robson.

A dupla desistiu do roubo e, segundo populares, fugiu por uma estrada vicinal do município. No desespero por ter sido baleado, Robson correu para dentro do comércio e pelo quintal de casas vizinhas clamando por ajuda. Derramando muito sangue, o homem montou na moto e ignorou os pedidos do proprietário do comércio para que esperasse o socorro no local. Robson partiu em direção à saída da Vila, mas não aguentou e parou em frente a uma borracharia. Por lá, o homem deu os seus últimos suspiros de vida e morreu sem entender direito os motivos.

Acionada, a Polícia Militar esteve no local. Os policias militares explicaram a logística dos criminosos: “Os dois criminosos roubaram uma motocicleta em Canaã. No local, eles deixaram uma motocicleta. De lá, eles vieram para cá e tentaram roubar outra moto, que no caso é a do rapaz. Como ele não entregou, acabou morrendo.”

A Polícia Militar explicou ainda que a guarnição foi acionado pelo roubo em Canaã. Chegando no local, os policiais puseram a moto deixada pelos criminosos em cima da caminhonete e tomaram o rumo da Vila Planalto. Ao chegarem no local, 10 minutos depois, o assassinato já havia acontecido.

A Polícia Civil fará as investigações do crime. A principal suspeita é de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Robson tinha 28 anos.