Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Credibilidade

Prefeito Tião Miranda comemora a recuperação da credibilidade de Marabá

Em entrevista, o gestor municipal afirma que hoje o município está muito mais organizado, com muitas obras e honrando os compromissos financeiros
Por Eleutério Gomes – de Marabá  

O prefeito de Marabá, Sebastião Miranda Filho (PTB) – Tião Miranda – concedeu entrevista na tarde desta sexta-feira (29) para falar sobre o primeiro ano de sua administração. Ele começou discorrendo sobre os muitos desafios que teve de enfrentar ao assumir. Afinal, como foi amplamente noticiado, o município estava mergulhado em problemas: endividado, com pagamentos de salários atrasados e negativado na CAUC (Central Única de Convênios) do governo federal, uma espécie de SPC das prefeituras, entre outras dificuldades.

Para Tião, entretanto, o importante é que o município chegou ao final de 2017 muito mais organizado, com muitas obras, como pavimentação de ruas, reformas de escolas, drenagem, reformas dos postos de saúde, reformas nos hospitais e recuperação de praças, entre outras.

“Estamos trabalhando direto, mas, eu acho que a maior obra mesmo foi equilibrar receita com despesa e recuperar a capacidade de investimento do município. Hoje Marabá tem capacidade de investir na Infraestrutura, na Educação, na Saúde, na Zona Rural e na Zona Urbana e está com suas contas equilibradas, pagando os salários no fim do mês, pagando o fornecedor e o empreiteiro”, relacionou Miranda, que considera o saldo de 2017 positivo.

Para ele, essa condição é um ganho muito grande para a cidade. “Marabá também voltou a ter vida, a autoestima da cidade melhorou e esse é um legado muito importante para quem é gestor público, ver a recuperação da cidade. Esperamos que 2018 seja um ano muito melhor para Marabá, com mais esperança e com mais investimentos”, disse.

Efeito positivo

Sobre as perspectivas para 2018, Tião Miranda disse que há em andamento vários projetos originados de emendas parlamentares que já estão em fase de concorrência e haverá muito mais investimentos na Saúde, na Educação e na Infraestrutura.

“Dois mil e dezoito vai ser um ano realmente bem melhor. E vamos continuar sempre com o nosso compromisso: só se comprometer com o que a gente pode cumprir. Todas as contas da prefeitura têm de ser pagas. A palavra certa foi a recuperação da credibilidade da Prefeitura de Marabá”, acentua o prefeito.

Acerca do que a Administração Municipal tem em mente para minimizar o desemprego em Marabá – com cerca de 30 mil desempregados – e aumentar a geração de emprego e renda, o gestor municipal afirma que o município gera emprego e renda a partir do momento em que faz investimentos na infraestrutura, paga o comércio, o fornecedor, o empreiteiro e o prestador de serviços em dia.

“Marabá foi um dos poucos municípios do Pará que geraram empregos e em que o desemprego diminuiu. Essa filosofia de pagar as contas, pagar os compromissos, pagar o funcionário em dia, gera um efeito muito positivo na economia do município”, pondera Miranda, acrescentando: “É lógico que a gente não vai resolver o problema do desemprego, que é nacional, mas fazemos a nossa parte, investir bem o dinheiro público, que assim retorna para a sociedade e gera muito emprego na iniciativa privada”.

Arrecadação melhorou

Sobre a arrecadação do município, o prefeito disse que melhorou e atualmente está em torno de R$ 50 milhões mensais, isso falando só de recursos próprios, sem incluir as verbas de convênios, as quais são temporais, dependendo de prazos e objetivos dos convênios.

“Hoje Marabá tem uma arrecadação razoável, a arrecadação própria melhorou. Na medida em que se organiza o município, que se investe no município, acontece esse retorno. Diminuiu a inadimplência e a nossa arrecadação foi bem melhor que em 2016. E eu acredito que em 2018 essa arrecadação será bem melhor”, destaca Tião.

Ele atesta que, na medida em que o setor de Tributação ganha melhorias, se moderniza e avança cada vez mais para a informatização, a arrecadação melhora. “E a própria população, quando constata que o dinheiro público está sendo bem investido, dá a contrapartida pagando seus impostos, que estão sendo bem aplicados. Hoje a população é parceira do município”, avalia.

Saúde

Em relação ao tratamento dado à Saúde – um dos calcanhares de Aquiles de quase toda prefeitura – pela gestão, Tião Miranda disse que está reformando todas as Unidades Básicas, porque, valorizando a atenção básica, evita a busca pelo Hospital Municipal, uma vez que na UBS acontece a medicina preventiva.

“Nós voltamos a fazer as cirurgias eletivas. Neste mês de dezembro vamos fechar mais de 700, em regime de mutirão. Cirurgias de catarata, de vesícula, etc. Eu acho isso muito importante porque o nosso objetivo em 2018 é zerar as cirurgias eletivas, demanda que está acumulada há vários anos, e fortalecer os hospitais Municipal e Materno-Infantil”, informa, destacando que “a Saúde tem sido olhada com muito carinho, com a inauguração do Laboratório Municipal, do Centro de Especialidades, com os dentistas trabalhando e a tendência é só melhorar”.

Amor pela cidade

Sobre o que sonha para Marabá, Tião Miranda, 60 anos, conta que seus pais vieram de fora. O pai, Sebastião, de Vigia, no nordeste do Pará; e a mãe, Ana, de Filadélfia (TO), mas ele e os irmãos são de Marabá, nasceram aqui, e tem compromisso, amor pela cidade. “Eu tenho a felicidade de estar administrando Marabá pela terceira vez e tenho o compromisso cada dia mais forte com ela. Quero deixar o legado de ser uma cidade melhor para se viver”, afirma o prefeito.

Ele reconhece que Marabá ainda tem muitos problemas, pois cresceu rapidamente. Na década de 1980 tinha 20 mil habitantes, hoje tem aproximadamente 280 mil caminhando para os 300 mil, ultrapassando Imperatriz (MA) – com 255 mil habitantes.

“É importante dizer que nós, os marabaenses – e quando eu digo marabaenses, me refiro aos nascidos e aos adotivos que escolheram a cidade para morar -, termos essa consciência que nós podemos melhorar a nossa Marabá. Quem vai resolver os nossos problemas somos nós mesmos, tendo mais compromisso com a cidade. Então, como prefeito, eu digo para a minha equipe que sou apenas o capitão do barco, que preciso dela para trabalhar e do apoio da comunidade para melhorar a nossa Marabá”, concluiu.

error: Conteúdo protegido contra cópia!