Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Agropecuária

IBGE: Recenseadores iniciam coleta de dados em Parauapebas e região para o Censo Agropecuário 2017

Este ano, a novidade é confirmar pelo celular, através do QR Code, a identificação do recenseador

Começou esta semana na região de Parauapebas a realização do Censo Agropecuário 2017 pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – que tem o objetivo de mostrar a realidade da produção agropecuária brasileira. Os dados levantados no Censo Agro servem como base para a construção de estatísticas relevantes à população brasileira e ao planejamento de políticas públicas.

Para a realização do Censo, o estado é dividido em subáreas, como Parauapebas que também engloba os municípios de Eldorado do Carajás, Curionópolis e Canaã dos Carajás. No Brasil, a expectativa é visitar 5,3 milhões de propriedades. O trabalho de coleta das informações será realizado entre os meses de outubro de 2017 e fevereiro de 2018. Na subárea de Parauapebas há 21 recenseadores e 4 supervisores que fazem a coleta especial nas maiores propriedades que demandam uma atenção.

No Brasil, são mais de 18 mil recenseadores contratados pelo IBGE.

Para Gabrielle Costa, Agente Censitário Regional, responsável pela subárea de Parauapebas, é necessário que as informações sejam completas e precisas, para atualizar os dados do último censo. “Os censos agropecuários são realizados a cada 10 anos, e considerando também que vivemos em uma região que cresceu muito nos últimos tempos, a pesquisa é de grande importância para a localidade, podendo assim retratar a realidade rural local”, destacou Gabrielle.

O IBGE faz levantamentos como a produção da pecuária municipal, a produção agrícola municipal e as trimestrais da agropecuária. No Censo Agropecuário de 2006, o rebanho de bovinos era:

   – Parauapebas: 90.499 cabeças
– Canaã dos Carajás: 209.264 cabeças
– Curionópolis: 228.457 cabeças
– Eldorado do Carajás: 251.339 cabeças

Uma das novidades do Censo Agro é a possibilidade de confirmar a identidade do recenseador através do QR Code que há no crachá, localizado no lado esquerdo do colete. O código pode ser lido pelo celular que redirecionará diretamente para o site do IBGE que fará a checagem. Existem também outras duas formas de confirmar a matrícula do recenseador que é através do site do IBGE ou pelo telefone 0800 721 8181. As medidas são para reforçar a segurança de produtores rurais na hora de repassar as informações.

Site do IBGE : https://censos.ibge.gov.br/agro/2017/coleta-censo- agro-2017/identificacao- do-recenseador-censo- agro-2017.html

Formação de Praças

Polícia Militar de Parauapebas vai receber 90 alunos para a formação de novos soldados

Depois de formados, os policias militares vão ser distribuídos entre Parauapebas, Eldorado do Carajás, Curionópolis e Canaã dos Carajás.

Por Dayse Gomes

O curso começa na próxima terça-feira, dia 10, no 23º Batalhão da Polícia Militar de Parauapebas. São 90 alunos que foram aprovados no concurso público para admissão ao Curso de Formação de Praças (CFP) da Polícia Militar do Pará.  A primeira fase do concurso foi realizada em julho de 2016, com a oferta de 2.194 vagas para todo o Estado.

No curso de formação de praças, o aluno soldado recebe a remuneração de R$ 788,00 e após a conclusão do curso, receberá R$ 2.836,80. Já para o aluno oficial, a remuneração é de R$ 1.005,71, e após o curso, passará para R$ 5.781,31. Todos os cargos receberão auxílio alimentação de R$ 650,00. A turma destinada ao Batalhão de Parauapebas é formada apenas por alunos soldados, sendo que entre os 90 alunos, há 1 mulher.

O Comandante e Tenente-Coronel, José Luiz Vallinoto de Souza, da Policia Militar de Parauapebas informou que os alunos serão distribuídos em duas turmas que vão passar pelo treinamento físico militar, armamento e tiros, noções de direito e abordagem, entre outras matérias práticas e teóricas. O curso terá duração de 8 meses e será coordenado pelo Major Sergio Pastana, com a previsão de conclusão, em junho de 2018, quando os soldados estarão aptos a fazer o policiamento nas ruas.

O 23º BPM tem um efetivo de 240 policiais militares que cobre além de Parauapebas, os municípios de Eldorado do Carajás, Curionópolis e Canaã dos Carajás. Todas essas cidades receberão os novos policiais militares e a distribuição deles, dependerá de um levantamento da violência feito nessas regiões. “Nós trabalhamos com uma mancha criminal e por isso, é importante fazer um estudo e verificar onde a violência está mais migrando para que possamos alocar para Parauapebas e as nossas circunscrições, o quantitativo possível de policiais militares formados para somar o efetivo nesse local”, explicou o comandante.

Com a formação de novos soldados, o batalhão deve receber até o próximo ano, mais armamentos e viaturas. Atualmente, em Parauapebas, há 6 motocicletas utilizadas pela equipe da ROCAM e 8 viaturas. “É uma soma satisfatória que possamos lançar mais policiais em campo e combater a criminalidade. A gente vê que a criminalidade está migrando para certos locais e não temos pernas para combatê-la. E a gente também pretende colocar um policiamento ostensivo a pé e não só em viatura. O bairro do comércio, por exemplo, é um bairro que precisa de um policiamento ostensivo a pé, para a prevenção. A polícia militar não está só para reprimir. A base do policiamento primeiro é a prevenção. Quem ganha é a sociedade porque a população vai se sentir mais segura”, destacou o José Vallinoto.

O comandante também anunciou que no 23º BPM, já está em processo de instalação o telefone 190, que é exclusivo da Polícia Militar e que vai ajudar no combate a criminalidade. “Hoje, quem liga para esse número cai na PM de Marabá”, informou o comandante que também divulgou os números 181 do disque-denúncia e o Whatzapp (94) 98402-9995. Vallinoto chamou atenção para a importância de registrar o boletim de ocorrência para a atuação da PM. “É importante quem as vítimas de assalto, roubos e furtos, compareçam à delegacia de polícia para fazer o registro porque nós trabalhamos através de estatística. Naquela área que a pessoa diz que está tendo muita violência e eu puxar os números da estatística e não visualizar isso, não tem como migrar o policiamento para esse lugar”, concluiu Vallinoto.

gestão pública

TCM capacita durante três dias, em Marabá, prefeitos, secretários e servidores dos 12 municípios da Região Carajás

O objetivo do Tribunal de Contas dos Municípios do Pará é ensinar para não punir

Por Eleutério Gomes – de Marabá

Começou na manhã desta segunda-feira (2) e vai até quarta-feira (4), na Câmara Municipal de Marabá (CMM), o Projeto Capacitação, promovido pelo TCM/PA (Tribunal de Contas dos Municípios do Pará), por meio da Escola de Contas Públicas “Conselheiro Irawaldyr Rocha”. O objetivo é ensinar para não punir. Além do prefeito Sebastião Miranda Filho (Tião Miranda), secretários municipais e técnicos da Prefeitura de Marabá, participam gestores e servidores de outras 11 prefeituras da Região Carajás: Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado do Carajás, Palestina do Pará, Parauapebas, Piçarra, São Domingos do Araguaia, São Geraldo do Araguaia e São João do Araguaia.

Fizeram parte da solenidade de abertura Mara Lúcia Barbalho da Cruz, vice-presidente do TCM e diretora-geral da Escola de Contas, representando o presidente do Tribunal, conselheiro Luiz Daniel Lavareda Reis Filho; o prefeito Tião Miranda; deputado Márcio Miranda, presidente da Assembleia Legislativa do Pará; vereador Pedro Correa Lima, presidente da CMM; conselheiro Aloisio Chaves, ouvidor do TCM; e Elizabete Salame da Silva, procuradora do Ministério Público de Contas dos Municípios (MPCM), representando a procuradora-geral Maria Regina Franco Cunha.

Para a vice-presidente do TCM, esse tipo de capacitação é uma forma de dizer aos gestores, secretários e servidores públicos que tenham a consciência de que os tempos mudaram, o foco na transparência está elevadíssimo. Ela afirma que todos são parte – independentemente de qualquer função que exerçam na administração pública -, e constroem essa administração que será apreciada pelo tribunal “e, fundamentalmente, pela sociedade”.

Afirmou que nesses três dias os técnicos estarão à disposição para tirar dúvidas de quem queira obter esclarecimentos. Desejou que o encontro seja proveitoso e exitoso, tanto aos que fazem o controle quanto aos controlados. “Essa relação tem de ser respeitosa, não no sentido de hierarquia, mas para entender a função, tanto do tribunal quanto dos jurisdicionados. Não fiquem tímidos, não percam tempo, não adianta nos procurar no final da gestão”, alertou, colocando o TCM e a Escola de Contas à disposição de todos os que fazem a administração municipal nos 12 municípios.

A procuradora Elizabete Salame da Silva manifestou a alegria de estar de volta a Marabá e desejou a todos os participantes que aproveitem os ensinamentos que serão expostos para fazer as prestações de contas de “forma correta, transparente e exitosa”.

O vereador Pedro Correa Lima, que é servidor público há 25 anos, lembrou que antes o TCM era visto como um órgão punitivo e disse que, agora, ver o Tribunal ir aos municípios qualificar os servidores o deixa muito alegre. “Muitas vezes o servidor erra muito por falta de conhecimento, sem má intenção”, destacou.

O deputado Márcio Miranda ressaltou o fato de a Assembleia Legislativa ser parceria no projeto e lembrou que o TCM não quer punir, quer prevenir, orientar, levar informação, conhecimento e capacitação. “Isso é muito importante, nos dias de hoje a lei muda com muita rapidez, todo dia tem lei nova, quem não se capacita vai ficando para trás e não cabe a nenhum de nós dizer que não sabia que não conhecia”, alertou, informando em seguida, que, na última gestão municipal, dos 144 prefeitos do Estado do Pará, 75 tiveram problemas com licitações e 45 “amanheceram com o Ministério Público e a polícia na porta da casa deles”.

“Nós queremos que agora seja diferente, que o gestor saiba que não dá mais para fazer o que se fazia antes, mesmo uma simples transferência de recursos, de pasta ou de programa”, acentuou.

Último a discursar, o prefeito Tião Miranda disse que o “o melhor jeito de administrar é a transparência”, reforçando o que disse o presidente da Câmara: “Muitas vezes o erro acontece por falta de conhecimento”.

O TCM pretende levar o Projeto Capacitação a todos os municípios do Estado, repassando informações sobre prestação de contas e gestão de recursos públicos de forma transparente e didática.

PROGRAMAÇÃO

Segunda-feira (2)

Palestras:

Função Fiscalizadora do TCM-PA, por Rafael Maués, diretor jurídico do TCM;

Ouvidoria – Instrumento de Interação do TCM com a sociedade, por Marcus Vinícius Goes Monteiro, coordenador da Ouvidoria do TCM;

Funcionalidades do Integrador Pará, por Cilene Moreira Sabino de Oliveira, presidente da Jucepa (Junta Comercial do Estado do Pará);

Política Pública de Apoio aos Pequenos Negócios, por Roberto Bellucci, Sebrae; e

Desafios da Gestão Ambiental, por Susany de Sena Nery, Ibam.

Terça-feira (3)  

8h às 18h

Turma 1 – Gestão de Fundos Municipais: Educação, Saúde e Assistência Social, por Ticianna Sauma Gontijo Saraiva, analista do TCM-PA.

8h às 18h

Turma 2 – Atos de Pessoal, por Romeu Romanholy Ferreira, analista do TCM-PA.

Quarta-feira (4)

8h às 12h

Turma 1 – Controle Interno, por Débora Moraes Gomes, secretária de Controle Interno do TJE/PA (Tribunal de Justiça do Estado do Pará).

8h às 12h

Turma 2 – Receitas Próprias Municipais, por Luiz Fernando Costa, analista do TCM-PA.

14h às 16h

Turmas 1 e 2 – Prestação de Contas ao TCM-PA, UNICAD, SPE e Mural de Licitações, por Marcus Antônio de Souza e Sebastião Mauro Rabelo, analistas do TCM-PA.

Curionópolis

Cavalgada Ruralista retorna com toda força em Curionópolis

Em sua sétima edição, o evento foi elogiado pela organização e mobilização dos participantes

No último sábado (30), amazonas e cavaleiros desfilaram pelas ruas principais de Curionópolis em um grande movimento que atraiu a atenção da população. Foi a Cavalgada Ruralista de Curionópolis que, após um hiato de três anos, voltou a ser realizada. Em sua sétima edição, o evento foi elogiado pela organização e mobilização dos participantes.

“Muitas comitivas participaram da cavalgada e tudo foi muito bem organizado. Nós fomos muito bem recebidos”, disse o representante da Comitiva ‘Unidos Pelo Leite’, Geraldo Eustáquio. “O prefeito Adonei Aguiar e sua equipe estão de parabéns por apoiar este evento. Foi tudo maravilhoso, organização perfeita”, afirmou o deputado estadual Eliel Faustino, que conduziu a cavalgada ao lado do prefeito de Curionópolis e da primeira-dama, Verônica Rabelo.

“Esse grande evento já é tradição em nosso município, mas há três anos não era realizado. Nós estamos resgatando a cavalgada porque acreditamos na força do agronegócio e sabemos da sua importância para a economia do nosso município, principalmente porque temos o maior rebanho bovino da região”, afirmou Adonei Aguiar.

O prefeito adiantou ainda que, no próximo ano, será realizada a Feira de Exposições e Agronegócios de Curionópolis. Em parceria com as entidades que representam o setor na cidade, a intenção do evento é movimentar a economia local e potencializar os investimentos no setor rural do município.

Madevab Alves Bezerra, conhecido como “Cabelinho”, é vice-presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Curionópolis (SIPROC) e destacou a importância do apoio do poder público para a realização da cavalgada: “se não fosse a prefeitura, com certeza esse evento não teria saído; foi fundamental o apoio do governo”.

Quem também prestigiou o evento foi o presidente da Câmara, o vereador Francisco Aderbal de Oliveira. “Tanto os organizadores da cavalgada quanto as comitivas estão de parabéns, foi tudo muito organizado. Nossa cidade ganhou muito com a retomada desse evento”.

Depois da cavalgada, cujo percurso foi iniciado no Posto Fiscal da PA-275 e encerrado no Galpão da Coomigasp, a programação seguiu com almoço, sorteio de brindes, premiação das comitivas que se destacaram e shows. Na competição entre as comitivas, a ‘Lagoinha’ ganhou o primeiro lugar, seguida pela ‘Unidos Pelo Leite’ em segundo, ‘Pantanal’ em terceiro e, em quarto, a Fazenda Santo Antônio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mineração

Audiência pública discute projeto de ampliação da exploração de minério pela Vale em Curionópolis

O município de Curionópolis, no sudeste do Pará, recebe hoje, dia 24, técnicos da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) para discutir com a comunidade, a expansão da Mina Serra Leste na cidade. O projeto foi implantado pela Vale e processa minério de ferro através de uma usina de beneficiamento em Curionópolis.

Na última terça-feira, técnicos da Semas realizaram uma reunião com as comunidades que podem ser influenciadas direta ou indiretamente pela ampliação da exploração de minério, que fica no distrito de Serra Pelada. A Semas apresentou o funcionamento do projeto, os benefícios e as propostas para compensar os possíveis impactos gerados na região. Além da equipe técnica, participaram representantes do Ministério Público Federal, autoridades federais, estaduais e municipais, além de instituições governamentais e ONG’s.

Projeto Serra Leste

O projeto Serra Leste 10 Mtpa está instalado no município de Curionópolis, a 550 km de Belém, inserido na Província Mineral de Carajás (PMC). Em análise está a ampliação do projeto já existente, denominado Mina Serra Leste, licenciado junto a Semas.

A ampliação do Projeto Serra Leste prevê a extração e o beneficiamento de 107 milhões de toneladas de minério de ferro, totalizando um tempo de vida útil de aproximadamente 11 anos. Para a implantação estão previstas uma série de ampliações das estruturas existentes e a abertura de novas estruturas – novas cavas para extração de minério, novas pilhas de disposição de estéril e nova usina de beneficiamento, bem como adequação e ampliação das estruturas de apoio existentes.

Mineração

Avanco inicia processo de formação profissional para jovens de Curionópolis.

Nesta fase inicial, o programa irá beneficiar 20 jovens de 18 a 22 anos, que já estão recebendo transporte, uma bolsa no valor de R$ 500,50 e Vale Alimentação

A Avanco, em parceria com o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), iniciou neste mês de julho o curso de Mecânica de Manutenção Industrial em Curionópolis. Esta é a primeira turma do programa Jovem Aprendiz, cujo objetivo é contribuir para formação profissional de jovens do município.

O programa terá a duração de 12 meses, com o total de 1040 (um mil e quarenta) horas dividido em duas fases: os primeiros seis meses de aulas teóricas ocorrerão nas instalações do SENAI em Parauapebas; e na segunda fase, a prática, os treinandos aplicarão o conhecimento adquirido nas instalações da AVANCO, seguindo normas de segurança e procedimentos da empresa.

O assessor de diretoria do Senai Parauapebas, Rocha Filho, sente-se agradecido e orgulhoso por contribuir com a formação de jovens de Curionópolis. Segundo ele, mais que formar técnicos, é gratificante formar pessoas de caráter, torná-los mais do que portadores de diplomas, torná-los profissionais diferenciados.

Durante a aula inicial estiveram presentes: o Presidente da Avanco, Sr. Antony Polglase o Líder de Operações Wayne Phillips, o Gerente Geral Otávio Monteiro e o gerente da MACA Josh Redmond, que ressaltaram o quanto a empresa considera importante investir em mão de obra local, além de reafirmar o compromisso com a região na qual ela atua. Vinicius de Freitas Sena, 20 anos, aluno beneficiado pelo programa, agradeceu a oportunidade ofertada pela Avanco, a maneira como são tratados e a metodologia aplicada pelo Senai. “É uma honra ser recebido pelos diretores da empresa, isso mostra o compromisso que eles tem conosco”, disse.

Nesta fase inicial, o programa irá beneficiar 20 jovens de 18 a 22 anos, que já estão recebendo transporte, uma bolsa no valor de R$ 500,50 (Quinhentos reais e cinquenta centavos) e Vale Alimentação. Ao final do estágio, cada participante receberá um certificado emitido pelo SENAI e estará apto a exercer a função mecânico industrial dentro da empresa.

Fonte: Assessoria Avanco / Fotos: Anderson Souza

Região

Comissão de Direitos Humanos visita o Sudeste do Estado do Pará

A visita iniciará no acampamento Hugo Chávez (Fazenda Santa Tereza), no município de Marabá, e segue até o Acampamento Frei Henri (Fazenda Fazendinha), no município de Curionópolis

Nesta quinta-feira (20) chegam em Marabá os deputados Carlos Bordalo, Lelio Costa e Ozório Juvenil, integrantes da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA); e José Neto, presidente da Comissão de Direitos Humanos OAB-PA. O objetivo da comissão é visitar duas áreas de acampamento que estão sofrendo ataques incessantes por parte de pistoleiros.

A visita se iniciará no acampamento Hugo Chávez (Fazenda Santa Tereza), no município de Marabá, e segue até o Acampamento Frei Henri (Fazenda Fazendinha), no município de Curionópolis. O intuito da visita é acompanhar de perto a situação, para efetivar a investigação na área de conflito e divulgar as violações de Direitos Humanos que as famílias acampadas estão sofrendo, com o propósito de pressionar os órgãos responsáveis às devidas providências.

O Acampamento Hugo Chávez, onde vivem 300 famílias ligadas ao MST, foi palco de ataques no sábado e domingo. Nesses dois dias, pistoleiros atearam fogo em barracos e também atiraram na direção da entrada do acampamento.
Inclusive, nesta sexta-feira (21), a partir das 19 horas, acontece um manifesto solidário às famílias que vivem no acampamento. O evento será realizado no Campus I da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), em Marabá, que organiza o evento em colaboração com a Comissão Pastoral da Terra (CPT) e o Movimento Sem-terra (MST). O acampamento fica a 27 km de Marabá, na BR-155.

Fazendinha

Sobre a Fazenda Fazendinha, segundo a CPT, trata-se de uma área com cerca de 400 hectares de terra pública federal, ou seja, de jurisdição do INCRA. Em razão do acampamento montado por 200 famílias vinculadas ao MST, o ocupante Darlon Lopes ingressou com ação de reintegração de posse junto à Vara Agrária de Marabá. O pedido foi indeferido, ou seja, não foi reconhecido direito de posse ao ocupante.

Com base na sentença da Vara Agrária, o INCRA ingressou com ação de reintegração de posse na Justiça Federal de Marabá contra Darlon. A Justiça Federal concedeu a reintegração de posse ao INCRA, mediante sentença publicado em agosto de 2014. Mas, contra a sentença da Justiça Federal, o fazendeiro apresentou um agravo de instrumento para suspender o efeito e cumprimento da decisão. Em análise preliminar, foi concedida a suspensão.

Todavia, contra a decisão que suspendeu a sentença, o MPF ingressou com outro recurso (agravo interno), reafirmando que se trata de terra pública. Esse último recurso foi julgado pelo desembargador Souza Prudente, em setembro do ano passado, que deferiu novamente a reintegração de posse ao INCRA e determinou a expedição de carta de ordem para reintegração de posse a favor do INCRA que fosse cumprida no prazo de 10 dias. Porém, isso ainda não aconteceu.

Curionópolis

Curionópolis: Justiça determina retorno de Adonei Aguiar ao cargo de Prefeito

"Vamos voltar ao cargo que o povo nos deu, o cargo em que nós fomos eleitos", afirma o prefeito

Afastado desde o dia 30 de junho, durante a Operação Alçapão do Ministério Público, Adonei Aguiar conquistou na justiça o direito de retornar ao cargo de prefeito de Curionópolis. A decisão foi do desembargador Roberto Gonçalves de Moura, por meio do processo de número 0009216-28.2017.8.14.0000, julgado em segunda instância e publicado nesta terça-feira (18), que anulou a sentença expedida pela juíza Priscilla Mamede Mousinho, na qual afastava o prefeito do cargo.

“Como sabido, o afastamento cautelar previsto no parágrafo único do art. 20 da Lei de Improbidade (Lei 8.429/92) deve ser visto com temperamentos, principalmente no que se refere aos agentes políticos, sendo necessário, segundo a jurisprudência e a doutrina, um real e efetivo embaraço à instrução processual, não uma hipotética interferência que poderá vir a acontecer em decorrência do exercício do cargo. Assim, a possibilidade de afastamento in limine do agente público do exercício do cargo, emprego ou função, porquanto medida extrema, exige prova incontroversa de que a permanência do Gestor poderá ensejar dano efetivo à instrução processual, o que, na hipótese, não parece ser o caso, máxime porque, in casu, a instrução processual sequer tinha iniciado”, relata trecho da decisão do desembargador.

“Meus amigos e amigas, acabamos de ganhar um agravo em Belém. Vamos voltar ao cargo que o povo nos deu, o cargo em que nós fomos eleitos, para prefeito do município de Curionópolis. Estamos aí, e viva a justiça do Pará, viva o Tribunal de Justiça do Estado do Pará que mais uma vez faz justiça aqui em Curionópolis”, declara Adonei Aguiar, em áudios espalhados em grupos de WhatsApp.

A Operação Alçapão foi iniciada pelo Ministério Público por conta de suspeitas de fraudes em processos licitatórios, entre eles, a contratação de um escritório de advocacia, por um alto valor, e a compra direta de medicamentos em uma farmácia, mesmo tendo outros fornecedores no município.

De acordo com informações apuradas pelo Blog, a defesa argumentou a necessidade da contratação do escritório de advocacia em função de sua expertise em causas como a do resgate de valores do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fudeb); a defesa parece ter usado o exemplo de Parauapebas, que contratou anos atrás serviços advocatícios especializados para conseguir o recurso, porém só agora os valores foram liberados.

Sobre a compra direta de medicamentos, conforme repassado por uma fonte ao Blog, a defesa argumentou que a nova gestão recebeu hospital e unidades de saúde sem medicamentos, afirmando que se não tivesse sido realizada compra emergencial de medicamento, vidas poderiam ser colocadas em risco.

A vice-prefeita, Quelia Rosa, que estava em exercício até então, havia exonerado recentemente todo o quadro de secretários do governo de Adonei Aguiar.

error: Conteúdo protegido contra cópia!