Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Tecnologia

Grupo de WhatsApp “Umbora” propõe mais atividades presenciais e menos interação virtual

Três amigos criaram o “Umbora”, grupo de WhatsApp que ironicamente promove a diminuição do uso do aplicativo.

O WhatsApp é o aplicativo de interação social mais famoso dos últimos tempos, considerado como umas das mais poderosas ferramentas de mídia social. A maior parte dos seus usuários utiliza grupos criados no aplicativo com assuntos específicos para se comunicar, trocar informações, comprar, entreter-se, trabalhar, e assim, cumprir com o objetivo principal de um grupo, que é a interação, e isto faz com que as pessoas fiquem ligadas, uma boa parte do seu tempo, no WhatsApp.

Indo na contramão deste objetivo e com uma proposta de fazer com que as pessoas se desconectem um pouco do mundo virtual e vivenciem mais a interação presencial, três amigos criaram o “Umbora”, grupo de WhatsApp que ironicamente promove a diminuição do uso do aplicativo.

“Estávamos voltando de um passeio em uma cachoeira, na Vila Sanção. A experiência foi tão boa. Daí, durante as nossas conversas sobre como deveríamos fazer isso mais vezes, o Carlos teve a ideia de criar o grupo”, disse Wesley de Almeida Guedes, um dos idealizadores do grupo.

“Percebemos que quando a gente sai, todo mundo fica ligado no WhatsApp. A ideia foi criar um grupo que pudesse estimular as pessoas a se desconectar um pouco mais desse mundo virtual, a se movimentar, e assim, promover mais interação presencial”, disse Carlos Alessander, criador do grupo. Atualmente são 45 integrantes do Umbora, e o detalhe interessante é que todos são administradores.

Praticamente todo grupo tem regras de participação. No Umbora, os integrantes não devem: cumprimentar, apresentar-se, postar correntes ou informações comerciais. Somente enviar convites para eventos, passeios, viagens ou mesmo para uma caminhada ou para ajudar em uma mudança de casa.

O convite para eventos ou qualquer tipo de atividade deve ser feito a partir da criação de um subgrupo, desta forma já foram criados o Umbora para o cinema, Umbora para a cachoeira, Umbora na roça, Umbora para Belém, Umbora fazer uma mudança, Umbora caminhar, entre outros subgrupos desde a criação do grupo principal, em 28 de agosto de 2015. Não importa o tipo de atividade, o objetivo é tirar os integrantes do WhatsApp por um período e proporcionar mais contato presencial.

No início de janeiro deste ano teve o Umbora Docenorte, clube de esporte e lazer localizado em Carajás e, recentemente, foi criado o Umbora Rio de Janeiro, uma viagem que promete muitas aventuras e um belo passeio pela cidade maravilhosa à um custo impressionantemente baixo.

“Eu encontrei passagens à R$ 250,00, ida e volta, de Carajás para o Rio de Janeiro. Logo que postei essa informação no grupo o pessoal se interessou e agente começou a organizar a viagem. Conseguimos também um hotel, em Copacabana, por R$ 225,00 para cada pessoa, sete dias de hospedagem”, comemorou Wesley Guedes. Onze pessoas estão programadas para o Umbora Rio de Janeiro, que será entre os dias 8 e 15 de março.

“Conheci a ideia do grupo através de uma boa e velha carona do Carlos. Me interessei principalmente porque estava há apenas dois meses na cidade e queria me enturmar. Participei de várias atividades. Muita gente entrou e depois saiu por não compreender a metodologia. Hoje posso dizer que o Umbora é o melhor grupo do meu aplicativo, não é chato. Sei que quando começa a chegar mensagens é por que vai rolar algo, daí eu opto por participar ou não, sem estresse, sem cobranças. Com o grupo conheci mais pessoas, lugares e comidas diferentes”, disse a enfermeira Lígia Miranda.

O jovem servidor público Abimael Oliveira Sousa mora sozinho em Parauapebas e também esteve envolvido na criação do grupo. Ele conta que a partir de sua participação conseguiu estabelecer novas amizades na cidade, “achei uma ideia inovadora, pois tira as pessoas do ‘zap’ e faz a gente ter experiências legais”, acrescentou.

“Fico sem palavras ao refletir sobre todas as histórias do grupo e ver que o objetivo foi cumprido: de sair do isolamento da vida moderna e usar a tecnologia para juntar as pessoas, fazendo com que todos se percebam numa grande família”, relatou Carlos Alessander.

Emprego

Pelo menos 38 classificados no concurso do Saaep devem ser convocados até sexta-feira (03)

Essa já é a segunda data que a gestão do órgão deu para iniciar a convocação dos classificados.

O compromisso de convocar até sexta-feira (3) pelo menos 38 candidatos classificados no concurso do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep), realizado em 2016, foi firmado durante uma reunião que ocorreu na manhã desta quarta-feira (1°), entre a gestora do órgão Claudenir Rocha, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Parauapebas (Sinseppar) Carlos Alessander e a comissão dos classificados e aprovados no concurso.

Essa já é a segunda data que a gestão do órgão deu para iniciar a convocação dos classificados, que estão ansiosos desde o ano passado para tomarem posse nos seus respectivos cargos. A última data dada para convocação foi 24 de janeiro, conforme publicado pelo Blog.

Dificuldades de ordem administrativa, em função da situação caótica em que a gestão recebeu a autarquia, impediram a realização da convocação até então, essa foi a justificativa dada ao sindicato e à comissão. Inclusive, o pagamento dos servidores do Saaep referente ao mês de janeiro só deveria ocorrer hoje, em função desses problemas administrativos.

“Creio que o fato da administração se comprometer em fazer a primeira convocação até sexta-feira já é um avanço, mas creio que o Saaep deve melhorar esse vínculo com os aprovados e classificados no concurso”, afirmou um dos candidatos que também integra a comissão.

O Sinseppar fará uma reunião nesta quinta-feira (2) para apresentar aos candidatos que foram aprovados e classificados no concurso o resultado da reunião e deliberarem quais as próximas ações. “Estamos aguardando a folha de pagamento do mês de dezembro e de janeiro do Saaep para fazermos um comparativo. Essa informação é importante para embasar nossas ações”, informou Carlos Alessander.

Os dados fiscais, contábeis e de pessoal do Saaep não estão disponíveis no Portal da Transparência há muito tempo, por isso o Sindicato depende que a autarquia envie esses dados para as devidas análises.

A gestora do Saaep informou em reunião, ainda, que precisa de pelo menos 90 dias para colocar a casa em ordem e que dentro desse prazo entregará um cronograma com a convocação dos demais classificados, que foram 85 no total. Para que o serviço de tratamento e distribuição da água não parasse no município, a autarquia precisou realizar contratações temporárias de caráter emergencial. Com a ciência do sindicato, os ocupantes das vagas que foram ofertadas em concurso serão paulatinamente substituídos por servidores efetivos.

Classificados no concurso da Prefeitura

Outro grupo que está ansioso para ser convocado é composto pelos aprovados no concurso da Prefeitura, realizado em 2014. A comissão que os representa aguarda agendamento de reunião com o executivo para deliberarem o processo.

De acordo com o titular da Coordenadoria de Treinamento de Recursos Humanos (CTRH), José Roberto Marques Vieira, a convocação dos candidatos para ocupar as 116 vagas (em realidade, são 117, mas no levantamento inicial não foi contabilizada vaga para portador de necessidades especiais) ocorrerá até março, já que em abril encerra o prazo do concurso, e para realizar tal ato de forma mais eficiente possível, foi enviado um memorando para todas as secretarias e departamentos da Prefeitura, solicitando suas respectivas demandas de pessoal.

Em documento enviado semana passada para o Gabinete do Prefeito, o Ministério Público (MP) recomendou que a gestão pública municipal “se abstenha de realizar contratação de servidores temporários em detrimento de candidatos que estão aprovados e/ou classificados em concurso público vigente no município”.

No documento o MP solicita o quantitativo de pessoal contratado e seus respectivos cargos. O pagamento dos servidores da Prefeitura, referente a janeiro, já foi realizado, porém, os dados ainda não foram publicados no Portal da Transparência. O último registro lá é o da Folha de Pagamento de dezembro de 2016.

Comunidade

Diretoria do Conselho da Comunidade é empossada para o biênio 2017/2019

O prefeito Darci Lermen compareceu à solenidade de posse do Conselho da Comunidade.

A solenidade de posse dos integrantes do Conselho da Comunidade que atuarão no biênio 2017/2019 foi realizada na tarde desta sexta-feira (27), no Salão do Tribunal de Júri do Fórum de Parauapebas. O evento contou com a presença do prefeito Darci Lermen, da juíza responsável pela segunda vara criminal, Alessandra Rocha da Silva Souza, do vice-presidente da OAB/PA subseção Parauapebas, Guilherme Lima Carvalho, e do atual presidente do conselho, que foi reeleito para mais um mandato, Helder Igor Sousa Gonçalves.

Contribuir com o judiciário e o Ministério Público (MP) quanto à execução e aplicação da lei penal, assim como colaborar para o desenvolvimento de ações que auxiliem no processo de reinserção dos presos na sociedade, faz parte das atribuições de um conselho da comunidade, que deve ser estruturado com base na Lei 7.210, de 1984 – Lei de Execução Penal. Em Parauapebas, o Conselho da Comunidade foi criado em 2007, pela juíza Andreia Brito, e reativado a partir de 2010, pelo juiz Líbio Moura.

Antes das autoridades se pronunciarem, foi apresentada uma sequência de fotos registradas pelos conselheiros que apresentavam as condições precárias da cadeia pública do município e a situação da obra do novo presídio, paralisada há anos. “A violência tem sido crescente em nossa cidade. Vamos continuar trabalhando e unindo forças para que esses índices sejam reduzidos”, afirmou o presidente reeleito do Conselho, o advogado Helder Igor Sousa Gonçalves, que solicitou apoio ao prefeito para que contribua na cobrança, junto ao governo estadual, para a retomada da obra do novo presídio.

“Sabemos que o governo estadual não tem dado a atenção devida à nossa região. Além do abandono da obra do presídio, tem prédios de escolas estaduais que não foram concluídos também. Vamos cobrar sim, pois entendemos que cada um tem que fazer o seu papel para que a população seja beneficiada”, reforçou Darci Lermen.

“As cadeias têm sido escolas do crime, é lá que se aprende a ser bandido. Espero que não chegue o ponto de dizerem que esta geração está perdida. Para que isso não aconteça precisamos reagir, e assim o Conselho tem uma missão árdua. Se não tivermos atividades que envolvam essas pessoas, eles voltarão ao crime. Precisamos promover, além de ações sociais, oportunidade de trabalho”, declarou o prefeito.

A importância do Conselho foi reforçada pela juíza Alessandra Rocha. “A violência cresce a passos largos. A participação da sociedade se faz essencial por meio do Conselho, principalmente por seu caráter educacional e informacional, tendo em vista que, se a sociedade for mais informada, terá mais condições de cobrar quem de fato tem a responsabilidade de desenvolver determinados projetos”, afirmou a juíza.

A composição do Conselho conta com representantes das seguintes entidades, setores da Prefeitura e organizações: OAB-Sub Seção de Parauapebas; Comissão de Articulação Intermunicipal de Assistência Social de Parauapebas (CAI); Associação Comercial e Industrial de Parauapebas (ACIP); Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas); Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi); Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas (Aicop); Pastoral Carcerária; Sindicato dos Servidores Públicos de Parauapebas (Sinseppar); Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdcap); Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas (Siproduz).

Emprego

Saaep deve iniciar convocação dos aprovados em concurso na próxima terça-feira (24)

Ao todo são 85 profissionais que aguardam ansiosamente pela posse do cargo.

De acordo com Carlos Alessander, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Parauapebas (Sinseppar), a convocação dos classificados no concurso do Saaep deve iniciar na próxima terça-feira (24). Até então estava previsto para que essa convocação ocorresse dia 20, porém, por questões burocráticas, não foi possível realização do ato nesta data.

Ao todo são 85 profissionais que aguardam ansiosamente pela posse do cargo. Para que os serviços da autarquia não ficassem paralisados neste início de mandato, foram realizadas contratações temporárias de pessoal, em caráter emergencial, com o conhecimento do Sinseppar. Esses servidores temporários deixarão os cargos paulatinamente, à medida com que os concursados forem sendo empossados. De acordo com a Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura, em 90 dias, 40% dos classificados serão convocados.

Até dezembro de 2016, o Saaep contava com 312 servidores, número bem superior ao total de vagas ofertadas no concurso. Isto ocorre porque a legislação que estabelece o número de vagas para a autarquia está obsoleta. É necessária uma reforma administrativa para embasar a alteração na estrutura organizacional do órgão e o respectivo aumento de vagas.

Classificados no concurso da Prefeitura

Enquanto não recebem notícias sobre sua convocação, os candidatos aprovados no concurso realizado pela Prefeitura se reuniram na última terça-feira (17), e montaram uma comissão para, junto com o Sinseppar, acompanhar todas as ações que serão desenvolvidas no sentido de sensibilizar a gestão municipal para realizar a convocação.

O grupo está preparado para fazer mobilizações: “na próxima terça vai ter uma reunião com Darci e o sindicato. Decidimos, em votação, só agir após esta reunião, pra ver o que o prefeito vai dizer. Íamos fazer manifestação na corrida de São Sebastião, nas emissoras de rádio e TV, mas decidimos ir somente após conversa com o prefeito, se caso a resposta não seja favorável ao grupo. Nossa reivindicação é que sejam chamados os candidatos para ocupar as 116 vagas que ainda estão em aberto pelo concurso”, disse Fabilson Barros, aprovado para o cargo de auxiliar administrativo.

Portos

Projeto “Belém Porto Futuro” será apresentado para a sociedade paraense

Para chegar a este resultado que será apresentado amanhã para a sociedade, diversas oficinas e audiências públicas foram realizadas durante o ano 2016, atendendo um pedido do ministro Helder Barbalho.

No próximo dia 12 de janeiro Belém completa 401 anos, e para presentear a população da cidade será apresentado amanhã (11), o Projeto Belém Porto Futuro, do governo Federal, que representará mais um importante passo para a renovação e recuperação do espaço portuário da capital.

O Projeto consiste diretamente na valorização de duas áreas. Uma é a antiga residência de Miramar, onde a população terá acesso ao Museu de Gastronomia Paraense, além de um Mirante Contemplativo, que apresentará uma nova imagem da cidade.

Já a outra área será a região portuária de Belém, que promoverá a integração do porto com a cidade a partir da criação de um novo pátio de contêineres e píeres para recepcionar moradores e visitantes. O local contará com a criação de um grande parque urbano banhado por um lago contemplativo, que vai abrigar uma praça infantil, área de convivência, área para animais de estimação, central de apoio, espaço saúde e praça de alimentação. A região terá ainda uma Feira Livre, Mercado Municipal, Centro Cultural Paraense, Museu de Arte Moderna, Museu do Círio, escritórios e um amplo estacionamento.

Projeto

O Projeto, que foi lançado em abril de 2016 pelo então ministro de Portos, Helder Barbalho – atual ministro da Integração Nacional-, pretende transformar uma área portuária de aproximadamente  2km em um polo de desenvolvimento da capital, por meio da recuperação da infraestrutura, atração de investimentos, oferta de serviços e geração de emprego e renda.

Para chegar a este resultado que será apresentado amanhã para a sociedade, diversas oficinas e audiências públicas foram realizadas durante o ano 2016, atendendo um pedido do ministro Helder feito no dia do lançamento do Projeto para que tudo fosse pensado e construído com participação direta de  empresários, órgãos públicos e sociedade.

Férias

Casa da Cultura de Canaã abre inscrições para escolas de formação

Uma programação de férias, com oficinas gratuitas e sessões de contação de história, brincadeiras infantis e cinema, também agita a Casa neste mês.

A partir de hoje, 10/1, começam as inscrições para as escolas de formação oferecidas pela Casa da Cultura de Canaã. Uma programação de férias, com oficinas gratuitas e sessões de contação de história, brincadeiras infantis e cinema, também agita a Casa neste mês.

Flauta Doce, Canto Coral, Musicalização Infantil, Violão, Balé e Capoeira estão entre as escolas oferecidas. As inscrições dos novos alunos poderão ser feitas até o dia 14 de janeiro, no horário das 10 às 18h. No dia 17, haverá o sorteio aberto ao público, às 10h,no auditório. Já no dia 18, a divulgação dos sorteados, que poderão fazer suas matriculas no período de 19 a 21 com a entrega de documentação: comprovante de residência, declaração de matrícula na escola, e xerox da certidão de nascimento ou da identidade.

Durante as férias, também uma programação com oficinas livres, no horário das 15h. Às terças-feiras, haverá oficina de Abayomi , bonecas africanas feitas em tecido sem costura e sem cola. Nas quartas, confecção de brinquedos com prendedores de roupas. Nas quintas-feiras, oficina de instrumentos musicais com materiais alternativos. E nas sextas-feiras, serão ensinadas técnicas para a produção de artesanato com EVA.

A Casa da Cultura realiza ainda uma programação semanal na Biblioteca com o público infantil de forma gratuita. Toda sexta-feira tem mediação de leitura. A atividade vem apoiar a criança a interpretar textos. Toda quarta-feira tem contação de histórias. Além disso, no segundo sábado do mês tem resgate de brincadeiras infantis, às 10 e às 16h. O objetivo é resgatar velhas brincadeiras de infância; que favorecem o desenvolvimento da noção de espaço, da coordenação motora e a interação social.

Já os amantes da sétima arte podem aproveitar as sessões de cinema gratuitas mensais. Este mês terá exibição de curtas no Cine Cultura. Serão nove filmes documentários de curta duração nos dias 27 e 28, das 15 às 17h.

Confira mais informações sobre a programação deste mês:

Escolas de Formação com inscrições abertas:

Musicalização Infantil – Primeiro contato da criança com vários tipos e características de instrumentos musicais. Idade: 5 a 7 anos

Flauta Doce – Base dos instrumentos de sopro. Ensino prático aliado à teoria em partitura. Idade: 7 a 10 anos

Violão – Ensino teórico e prático do instrumento. Idade: 10 a18 anos

Canto Coral – Ensino da prática de cantar peças musicais clássicas e populares. Idade: 10 a 18 anos

Balé – Idade: a partir dos 3 anos

Capoeira – Idade: a partir das 6 anos

Público infantil

Todas as sextas-feiras – Mediação de leitura, às 10 e às 16h. Ato de ler para outras crianças e o apoio para aprender como interpretar um texto.

Todas as quartas-feiras – Contação de histórias infantis – às 10h e às 16h. A atividade tem como objetivo de instigar a imaginação, a criatividade e a oralidade, incentivando o gosto pela leitura e também contribuir na formação da personalidade da criança envolvendo o social e o afetivo.

Segundo sábado do mês – Resgate de brincadeiras, às 10 e 16h – O objetivo é resgatar velhas brincadeiras de infância; proporcionar o desenvolvimento da noção de espaço, da lateralidade, da coordenação motora, da interação com o grupo entre outras habilidades;

Oficinas Livres

Pré-requisito: ter mais de 8 anos

Todas as terças-feiras, às 15h – Oficina de Abayomi ( bonecas africanas feitas em tecido, sem costura e sem cola).

Todas as quartas-feiras, às 15h – Confecção de Brinquedos com Prendedores de roupas.

Todas as quintas-feiras, às 15h – Oficina de instrumentos musicais com materiais alternativos

Todas as sextas-feiras, às 15h – Artesanato com EVA: porta caneta; porta-retrato; flores; imã de geladeira; capa de caderno ou agenda;

Exibição de Curtas Cine Cultura

Dia 27/1/2017

15h – Gente que Brilha. Classificação livre. Documentário aborda toda a trajetória de jovens de Parauapebas que se organizam para participar da quadra junina no Festival Jeca Tatu

16h – O Filme de Carlinhos – Duração: 15 min – Livre. Sinopse: Carlinhos tem um sonho de fazer um filme e conta com a ajuda dos seus amigos

Mestre Damasceno – Duração: 20 Min – Livre. Sinopse: Documentário conta a história de um dos grandes mestres do carimbó do estado do Pará, Mestre Damasceno.

17h – A pandorga e o peixe – Duração: 17 min – Livre. Sinopse: No sul do país, os pescadores possuem uma técnica muito curiosa de pescar.

No movimento da fé – Duração: 20 min – Livre. Sinopse: Os bastidores da maior festa religiosa do estado do Pará, o Círio de Nazaré, visto do meio do povo e por aqueles que ajudam no evento.

28/01/2017

15hs – Minuano Kid – Duração: 10 min- Livre. Sinopse: Juninho tem um amigo que só ele ver, mas Juninho tá crescendo.

O time da Croa – Duração: 15 min – Livre. Sinopse: No litoral paraense homens pescadores aproveitam a baixa da maré para brincar com a paixão nacional, o futebol.

17h -Joaquim Bralhador – – Duração: 20 min – Livre. Sinopse: Joaquim foi criado na roça, um certo dia ele vira um cavalo bralhador.

Sapato Vermelho – Duração 20 min – 12 anos. Sinopse: Ele ganhou na loteria e ficou rico, mas um dia comete um grande vacilo.

Parauapebas

2º Salão de Artes de Parauapebas abre inscrições nesta terça-feira, 15

Após mais de 10 anos, os amantes da cultura poderão participar de um Salão de Artes em Parauapebas. Realizado pela Confraria de Artes, o evento ocorrerá no Centro de Desenvolvimento Cultural de Parauapebas, de 23 a 27 de novembro de 2015, e distribuirá uma premiação de R$ 8.500 em quatro categorias. O edital pode ser retirado a partir desta terça-feira, 15, no Centro de Desenvolvimento Cultural de Parauapebas.

Além do concurso que premiará os vencedores nas categorias de pintura (R$ 3.000,00), escultura (R$ 3.000,00), desenho (R$ 1.000,00) e fotografia (R$ 1.500,00), haverá oficinas, seminários e encontros multidisciplinares de cultura e arte. Somente poderão concorrer artistas locais com residência comprovada no município de, pelo menos, dois anos.

Segundo o artista plástico Afonso Camargo, um dos idealizadores da Confraria e do Salão de Artes, também é objetivo do evento organizar e fortalecer a classe artística local. “Temos que agregar, discutir. Também vamos nos preparar para pleitear a inclusão do Salão de Artes no PPA [Plano Plurianual de Aplicação] e torná-lo lei municipal, disse”.

A PRIMEIRA MISSA NO BRASIL, CÂNDIDO PORTINARI

Serão dois os curadores do Salão de Artes, responsáveis pelo julgamento dos trabalhos:  o artista plástico Chillon Magalhães e o pintor hiper-realista Irley Leal.

Candido Portinari foi o artista escolhido para ser patrono do evento. Nascido em 1903, em São Paulo, ele pintou quase cinco mil obras e faleceu no Rio de Janeiro em 1962. Entre suas pinturas, destacam-se “A Primeira Missa no Brasil” (imagem), “São Francisco de Assis” e Tiradentes”.

Mineração

Hydro traz grupo norueguês A-ha ao Pará em outubro. Barcarena e Paragominas receberão shows da banda

Banda se apresenta em shows para empregados da companhia de alumínio

Sucesso desde a década de 80, a banda norueguesa A-ha vem ao Pará pela primeira vez no próximo mês de outubro a convite da Hydro, empresa global de alumínio que tem no estado parte significativa de seus negócios. Os músicos visitam os municípios de Barcarena e Paragominas, onde farão shows exclusivos para os empregados da Hydro. Os eventos celebram os 110 anos de atuação da empresa, os 30 anos da Albras e os 20 anos da Hydro Alunorte, que junto com a Hydro Paragominas são um dos maiores exemplos de verticalização do estado.

A-HaA banda vem ao Pará aproveitando a passagem pelo Brasil, onde terá agenda de shows que começa com a participação no Rock in Rio, no dia 27 de setembro. No Pará, os músicos se apresentam no dia 1º de outubro em Barcarena e no dia 3 em Paragominas, sendo os dois eventos para público fechado.

Como parte das ações de parceria com o a-ha, a Hydro lançou na Apple Store um remix do maior sucesso da banda, “Take on me”, produzido pelo DJ Kygo. O jovem norueguês de 24 anos é destaque no cenário internacional da música. Sua primeira trilha original, “Firestone”, lançada em 2014 acumulou mais de 7 milhões de execuções no SoundCloud e YouTube e mais de 40 milhões de execuções no Spotify.

Renovação e Meio Ambiente – A vinda dos músicos é parte das ações globais que a Hydro está realizando em 2015. O momento marca a nova campanha global da companhia: “Renove”, que diz respeito a tudo que é renovável, duradouro, transformador, como a empresa e o alumínio.  Com 110 anos de atuação, a companhia desenvolve tecnologias inovadoras por meio do alumínio, metal infinitamente reciclável e reutilizável, o metal do futuro. Esse posicionamento da empresa e a identificação com a banda justificam a escolha dos músicos para shows no estado: o a-ha se renovou ao longo de 30 anos de carreira e é reconhecidamente engajado com temas importantes como reflorestamento, reciclagem e cidadania.

Uma das marcas da empresa é o compromisso ambiental. A Hydro global tem a meta ambiciosa de se tornar carbono-neutro até 2020. E o Pará desempenha um papel de grande importância no alcance deste resultado.

Extremamente engajada em causas socioambientais, a banda norueguesa participará de dois projetos de caráter ambiental nos municípios onde ficam as instalações da Hydro. Em Barcarena, o tecladista Magne Furuholmen fará uma oficina de reaproveitamento de materiais recicláveis com um grupo de crianças do projeto Bola pra Frente, Educação pra Gente, desenvolvido pela Hydro Alunorte, em parceria com a prefeitura de Barcarena.

Além de músico, Magne tem uma carreira como artista plástico e se dedica à pintura e escultura, entre outros estilos. Com mostras realizadas principalmente na Noruega e toda a Europa, o artista vai trazer ao Brasil um de seus projetos, que será apresentado no dia 28 de setembro no Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Niterói, no Rio de Janeiro.

Em Paragominas, o vocalista Morten Harket fará o plantio de mudas na área de reflorestamento na mina de bauxita da Hydro Paragominas, que tem a meta de equilibrar 1 hectare de área reflorestada a cada hectare de área minerada até o ano de 2017. O músico vai ter a colaboração de crianças do projeto social Caseca, iniciativa desenvolvida pela Hydro no município que auxilia a aprendizagem de mais de mil crianças e adolescentes por meio do uso da tecnologia.

Concurso vai sortear ingressos pela internet

Embora os shows no Pará sejam exclusivos, fãs da banda terão oportunidade de concorrer a ingressos para assistir à primeira apresentação do grupo no estado, no dia 1º de outubro, em Barcarena. Serão premiadas 30 pessoas com acompanhante por meio do concurso cultural “Renove sua paixão pelo futuro”, realizado pela Hydro na rede social Instagram. A participação no concurso é aberta a quem tem 16 anos ou mais, mora no estado do Pará e tem um perfil válido no Instagram.

Para concorrer, o usuário deve seguir o perfil da Hydro no Instagram (@hydronobrasil) e postar uma foto mostrando uma atitude com o potencial de transformar o futuro da humanidade para melhor. A imagem deve ser acompanhada das hashtags #RENOVESUAPAIXÃO e #REPENSEOFUTURO. Uma comissão julgadora elegerá as 30 imagens vencedoras para assistir ao show, com direito a acompanhante.

O concurso será lançado no dia 28 de agosto. Concorrerão ao sorteio todos os posts realizados até às 17h do dia 20 de setembro (horário de Brasília), desde que cumpridos os requisitos do regulamento. Os vencedores serão conhecidos no dia 27 de setembro no perfil da Hydro no Instagram. O regulamento completo do concurso será disponibilizado no site www.hydro.com/brasil e na fanpage /hydronobrasil, a partir do dia 28 de agosto.

A Hydro e o Pará – Para Sempre

A Hydro é uma empresa global de alumínio, com uma história substancial no Pará. Embora sediada na Noruega, os maiores e mais importantes ativos da companhia estão aqui: em Paragominas fica a mina de bauxita e, em Barcarena, a refinaria de alumina Hydro Alunorte e a fábrica de alumínio primário Albras. Juntas, essas empresas constituem um dos exemplos mais fortes de verticalização atualmente no estado.

Em 2014, a Hydro apresentou seu posicionamento estratégico, o “Para Sempre”, e o compromisso de ficar no estado que acolheu a empresa.  A Hydro investiu cerca de R$ 8 bilhões nos últimos 10 anos no Pará, e atualmente emprega – direta e indiretamente – 8.500 pessoas nas unidades Hydro Paragominas, Hydro Alunorte e Albras.