Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Eventos

Combate ao Aedes Aegypti terá apoio do exército em Parauapebas

A Ascom da Prefeitura de Parauapebas informa que mais de 50 homens do 52° Batalhão de Infantaria de Selva do Exército estarão em Parauapebas, entre os dias 9 e 13 de maio, para contribuir no combate ao mosquito Aedes Aegypti. A ação faz parte da Operação Norte Unido e o apoio do Exército foi solicitado pela Secretara Municipal de Saúde (Semsa).

Dentre as ações de sensibilização serão realizadas palestras nas escolas municipais Mário Lago, dia 11 de maio, e Eunice Moreira, dia 12, além disso, os militares farão distribuição de panfletos educativos sobre o combate ao mosquito, acompanhamento dos agentes de endemias nas residências e uma Ação Cívica Social (Aciso) dia 13 de maio, na Escola Municipal Faruk Salmen, com a oferta de consultas médicas e odontológicas, e atividades lúdicas na pista de combate ao mosquito.

Vários serviços de saúde, assistência social, emissão de documentos, entre outros também serão ofertados para a população pela Prefeitura de Parauapebas, que apoia totalmente o evento do dia 13. O bairro Guanabara foi escolhido para sediar a ação em função do número de infestação do mosquito Aedes Aegypti na localidade e adjacências.

Toda a ação do Exército na cidade foi alinhada com o chefe de gabinete, Wanterlor Bandeira e também com representantes das secretarias de Saúde, Segurança, Educação e Departamento de Relações com a Comunidade, durante uma reunião realizada no dia 19 de abril.

Serviço: Ação de combate ao Aedes Aegypti com apoio do Exército

Data: 9 a 13 de maio

Local: Escolas Públicas / Bairros com maiores índices do mosquito

 

Jovens de nove estados podem fazer o alistamento militar pela internet

NOV

De acordo com o Exército, 1,7 milhão de jovens que completam 18 anos este ano têm que se alistar no país. Prazo vai até 30 de junho.A partir de agora os jovens podem fazer o alistamento militar pela internet em nove estados do Brasil.

O alistamento online é um projeto piloto e por enquanto vale para o Maranhão e mais 8 estados brasileiros: Amapá, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Santa Catarina e Sergipe. Começou no dia primeiro e vai até 30 de junho.

De acordo com o Exército, 1,7 milhão de jovens que completam 18 anos este ano têm que se alistar no país. Os jovens convocados precisam apresentar os seguintes documentos: certidão de nascimento ou equivalente, como identidade, carteira de motorista ou de trabalho, entre outros.

Fonte: Eb.mil

Educação

Governo e Exército estreitam parceria para a construção do Colégio Militar de Belém

O governador do Estado, Simão Jatene, recebeu na manhã desta segunda-feira, 2 de março, o Comandante Militar do Norte (CMN) do Exército, general Oswaldo Ferreira, juntamente com o chefe do Estado Maior do Comando, general César Rocha, para planejar a implantação do Colégio Militar de Belém. O Governo do Estado e o Exército já desenvolvem esse projeto desde 2011 e agora com todos os levantamentos e estudos concluídos, os projetos executivos começarão. O colégio será construído em um espaço na avenida Augusto Montenegro, em uma área da Marinha.

O governador Simão Jatene recebeu o general Oswaldo Ferreira  e general Cesar Rocha

A reunião garantiu a elaboração de um convênio para garantir aporte financeiro para a realização dos projetos executivos do Colégio, que começam neste ano. “Prioridade é prioridade. Educação é prioridade. E essa será uma instituição que tem como foco valores e princípios que consideramos fundamentais para a sociedade e a criação do Comando Militar Norte, tenho certeza que foi decisivo para a execução desse projeto”, ressaltou o governador.

A obra toda é orçada em R$ 130 milhões. Ainda que a construção completa do Colégio deva ser concluída em 2020, as aulas da instituição estão planejadas para iniciar em 2016, em espaço provisório. O Comando e o Governo estudam espaços que garantam a boa estadia dos alunos que ingressarem no ano que vem.

A Escola terá capacidade para atender até mil alunos, no Ensino Fundamental e Médio, para militares e filhos de civis que passarem por um processo seletivo anual. De acordo com o comandante, general Oswaldo Ferreira, esse é um compromisso pessoal. “Eu tenho um compromisso com Belém, que é criar esse Colégio Militar, o nosso colégio. Já temos os estudos topográficos e ambientais, o planejamento do espaço, que deve ser construído por fases. A primeira e maior fase será inaugurada ainda em 2018. Mas como uma escola não é feita apenas de muros, vamos começar provisoriamente em outra instalação, por que este é um produto que pode mudar a educação”, afirma.

O Comando Militar Norte foi criado pela portaria nº 142, de 13 de março de 2013, e ativado no dia 26 de junho de 2013. O CMN é o oitavo Comando Militar de Área do Exército e abrange os Estados do Amapá, do Maranhão e do Pará. (APN)

Pará

Exército é acionado em instalação de ponte no Pará

Equipe do Exército verificará medidas necessárias para colocação da ponte metálica de 37 metros de extensão na BR-230.

A ponte liga os municípios de Pacajá e Novo Repartimento, no ParáO Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) acionou o Exército para proceder trabalhos de implantação de ponte metálica em caráter emergencial no quilômetro 391 da rodovia BR-230, no Pará.

Nesta sexta-feira (8), uma equipe do Exército verificará no local as medidas necessárias para a colocação da ponte metálica. Devido à interdição da ponte sobre o rio Arataú,  o tráfego na BR-230 foi interrompido entre os municípios de Pacajá e Novo Repartimento, no sudeste do do Pará.

Ponte metálica
Com 37 metros de extensão, a ponte é composta por módulos pré-moldados de aço. Eles são montados manualmente pelos soldados do Exército. A estrutura metálica é uma das sete que o Dnit importou da Inglaterra em 2010 para atender situações emergenciais. Elas ficam sob a guarda do Exército, cujos soldados são treinados para montá-las de acordo com a necessidade.

As pontes metálicas já foram utilizadas pelo Dnit em outras situações emergenciais: para liberar o tráfego na BR-381/MG, sobre o rio das Velhas; na BR-101 próximo a Palmares, em Pernambuco; na BR-364, em Rondônia.

Fonte: Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes

Pará

Exército confirma instalação de colégio militar no Pará

ResizeO comandante militar do Norte, General Oswaldo Ferreira, confirmou nesta quarta-feira (9), em audiência com o governador Simão Jatene, que será instalado na capital do Estado um colégio militar. A reivindicação foi tema de diversas reuniões já realizadas em Belém e Brasília e, segundo o comandante, o projeto será concluído até o final deste ano. De acordo com Ferreira, o comandante do Exército Brasileiro, General Enzo Peri, já deu autorização para a construção da escola. “A nossa ideia é que a construção comece no verão do ano que vem”, informou.

O governador Simão Jatene comentou que a confirmação é resultado de um trabalho conjunto. “Ficamos felizes por saber que se trata de uma instituição respeitada, que tem como foco valores e princípios que consideramos fundamentais para a sociedade como um todo”, ressaltou.

O general Oswaldo Ferreira também agradeceu o Governo do Estado pelo apoio no processo de ativação do Comando Militar do Norte (CMN), concretizado há exatamente um ano. “Hoje podemos dizer que o comando está consolidado e é respeitado em todo o País”, disse.

Criado pela portaria nº 142, de 13 de março de 2013, do comandante do Exército, e ativado no dia 26 de junho de 2013, o CMN é o oitavo Comando Militar de Área do Exército e abrange os Estados do Amapá, do Maranhão e do Pará.

Já o Colégio Militar de Belém integrará o sistema de Colégios Militares do Exército Brasileiro, que tem hoje 12 unidades hoje no país.

Agenda – Também na manhã desta quarta-feira, o governador Simão Jatene reuniu-se na sede do Comando da Polícia Militar do Estado com o arcebispo de Belém, dom Alberto Taveira, e membros da Diretoria da Festa de Nazaré para tratar de assuntos referentes às negociações com o Exército Brasileiro para a cessão do terreno de dez mil metros quadrados, localizado ao lado da Basílica, para a Arquidiocese de Belém, e a realização do Congresso Eucarístico Nacional, que ocorrerá na capital paraense, em 2016. (Secom)

Vale

Curionópolis: ações Cívico-Sociais na Vila de Serra Pelada

imageNesta sexta-feira (13), o Exército, com apoio da Vale e da Prefeitura de Curionópolis, realizará Ações Cívico-Sociais na Vila de Serra Pelada. A comunidade local terá acesso a atendimento médico nas especialidades de Clínica Geral, Pediatria e Ginecologia, medicamentos gratuitos e palestras sobre saúde.

Também será disponibilizado atendimento odontológico, incluindo aplicação de flúor.

Os serviços serão realizados de 8h às 12h e de 13h30 às 16h30, na Escola Municipal Ângela Bezerra, que fica atrás da Casa do Professor e ao lado do Ginásio da Praça da Juventude. Serão distribuídas senhas a partir das 7h.

As Ações Cívico-Sociais ou ACISO são atividades realizadas pelo Exército Brasileiro para prover assistência e auxílio a comunidades, desenvolvendo o espírito cívico e comunitário dos cidadãos, no país ou no exterior, para resolver problemas imediatos e prementes.

·

Apreendidos 250 Kg de material explosivo em Belém.

(15341) Explosivos encontrados em residencia BelémDuzentos e cinquenta quilos de material utilizados para a fabricação de explosivos foram apreendidos nesta terça-feira (26) em uma residência localizada no bairro de Canudos, em Belém. De acordo com oficiais do Exército que participaram da ação junto com a Polícia Civil, o material é altamente explosivo e representava risco para a vizinhança.

Foto: Antônio Cicero

Marabá

52º Batalhão de Infantaria de Selva, em Marabá, completa hoje 40 anos

image

No dia 31 de Janeiro de 1973, há 40 anos, chegava a Marabá, por via aérea, um pelotão da 3ª Cia do 2º BIS, sediado na Cidade de Belém, caracterizando, efetivamente, a criação do 52º BIS. Em junho do mesmo ano, chegaram a Marabá os outros dois pelotões.

Assim, através da Portaria Ministerial Reservada Nº 022, de 10 Julho de 1973, foi a 3ª Cia do 2º BIS transformada em 1ª Cia do 52º BIS. Nesse período, tanto a incorporação do ano de 1974, destinada à 1ª/52º BIS, quanto a de 1975, já para o 52º BIS, foram realizadas com jovens recrutas da região de Marabá.

Através da Portaria Nº 205, de 04 de abril de 2005, o Comandante do Exército brasileiro concedeu ao 52º BIS a denominação histórica “BATALHÂO CAPITÃO-MOR CALDEIRA CASTELO BRANCO”.

O 52º BIS está situado na Rodovia Transamazônica, a 8 Km da cidade de Marabá em magnífico conjunto arquitetônico constituído por pavilhões de linhas arrojadas, onde destacam-se o pavilhão de comando, os pavilhões das companhias de fuzileiros, da Companhia de Comando e Apoio, da Base Administrativa e do Pelotão de Saúde.

error: Conteúdo protegido contra cópia!