Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Conjove

7º Feirão do Imposto em Marabá, com o tema “Chega de Mão Grande”, acontece de 25 a 27 deste mês

Iniciativa do Conjove tem o objetivo de conscientizar a população sobre o peso da carga tributária brasileira, que quase nunca retorna em benefícios

Por Eleutério Gomes – de Marabá    

O presidente do Conjove (Conselho dos Jovens Empresários) de Marabá, Caetano Reis Neto, anunciou hoje (17), na Câmara Municipal, a realização local do 7º Feirão do Imposto Nacional, que acontece em mais de 100 cidades do País, de 25 a 27 deste mês. O objetivo é educar a população a respeito do quanto se paga em impostos. “A partir dessa mobilização, o feirão se tornou uma ação muito importante para Marabá, com o foco na conscientização de quanto se paga em impostos e no acompanhamento da destinação dos tributos recolhidos”, explicou ele ao blog, acrescentando que o tema deste ano é “Chega de Mão Grande”.

Nesses três dias, as empresas parcerias no Feirão vão comercializar seus produtos ou serviços pelo preço sem imposto, para que a população perceba o quanto paga se carga tributária e quase nunca recebe esse retorno em obras públicas, sobretudo, na Educação, na Saúde ou em Segurança.

“Isso não significa que esses empresários não vão pagar o imposto. Eles vão recolher sim, porém não vão repassá-lo ao consumidor”, explica Caetano Reis, informando que, em 2016, foi fechado um montante de R$ 400 mil e negócios pelas empresas que participaram. “Teve empresário que viu suas vendas aumentarem em até 50% suas vendas durante o Feirão”, observou ele.

Este ano as empresas parceiras serão Turbilhão Parque e Restaurante, na quinta-feira (25); Cine A e Churrascaria Tertúlia, na sexta-feira (26); e Posto Vitória de combustíveis, Loja de Conveniência AM/PM, anexa ao posto, e Companhia Paulista de Pizza (à noite), no sábado (27).

Durante sua explanação, Caetano mostrou alguns números alarmantes sobre a carga tributária que sai do bolso do brasileiro. “Quando você acorda pela manhã, acende a luz, são 45% de impostos na energia; vai ao banheiro, abre a torneira, 45% de impostos; escova os dentes, 42% de impostos na pasta; e 48% da escova de dentes. Depois disso, vai tomar um café, 36% de impostos; coloca açúcar, 40%: pega um pão, 25%; com manteiga 37%. Se prepara para sair, pega a roupa, 37%, liga o carro 45%, faz uma ligação de celular, 41%; e abastece o carro 57% de impostos, isso só no desjejum. Esse brasileiro é um herói”.

O lançamento oficial do 7º Feirão do Imposto acontece nesta quinta-feira (18), a partir das 18 horas no auditório da Acim (Associação Comercial e Industrial de Marabá).

Parauapebas

Apesar da boa estrutura, feirinha do Shopping do bairro Cidade Nova não apresenta viabilidade para feirantes

Implantada há 24 anos, a feirinha parece ter caído no esquecimento dos clientes e do poder público

A chamada Feirinha do Shopping do bairro Cidade Nova, localizada entre as ruas A e B, implantada há 24 anos, parece ter caído no esquecimento, não apenas dos clientes, que não mais visitam o local, mas também do poder público, que literalmente não tem gerenciado o espaço. De acordo com as informações colhidas pelo Blog, até existe uma sala reservada para a administração do local, porém, há muito tempo ninguém a ocupa.

“Estamos esquecidos aqui. A maioria do pessoal desistiu porque não consegue vender. Se fosse para depender só daqui eu passava fome. Hoje, por exemplo, só consegui dez reais com a venda de um pouco de farinha. O que me salva é o meu aposento”, disse Edite Vieira, de 66 anos, que atua na Feirinha há 18 anos vendendo secos e molhados, frutas, legumes e verduras.

A também aposentada Cesária dos Santos, de 65 anos, trabalha há 15 anos na Feirinha e diz que nos últimos anos a situação tem piorado. “Antes eu até conseguia vender um pouco mais e conseguia uma rendinha, mas, do ano passado para cá, parece que os clientes sumiram”.

Antes a Feirinha era toda de madeira. No final do seu segundo mandato Darci Lermen reconstruiu o local e, no início da gestão Valmir Mariano o prédio foi entregue aos feirantes, que na época atuavam no local. Porém, nunca foi inaugurado.

Atualmente a Feirinha conta com uma estrutura de qualidade e bem organizada, no entanto, isso não tem sido o suficiente para atrair os clientes, já que o prédio ficou totalmente escondido após a construção de várias obras residenciais e comerciais em sua volta. São 25 boxes e apenas oito estão realmente ocupados.

Além de ter ficado escondida, falta uma fachada e até mesmo um nome para melhor identificar a Feirinha. De acordo com os feirantes que ainda permaneceram no prédio, desde o ano passado todas as lâmpadas estão queimadas e não tem mais profissionais para cuidar da limpeza. “Ainda bem que deixaram pelo menos os vigias por aqui, para nos ajudar, mas a limpeza somos nós mesmos que estamos fazendo”, disse uma das feirantes.

Sobre a situação da Feira, o titular da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semurb), Edmar Lima, informou que ainda não foi possível se reunir com os feirantes que atuam no local, porém, já tem uma agenda marcada para a segunda quinzena de março, em que tratará das melhorias para o local. “A intenção é revitalizar e redistribuir as unidades de comercialização da Feirinha, assim como no CAP e Mercado Municipal”, acrescentou o secretário.

Inauguração

Canaã dos Carajás ganha uma das feiras mais modernas do Pará

O prédio, construído em parceria com a mineradora Vale, que destinou R$ 3,9 milhões em recursos, conta com 160 boxes

Os produtores e comerciantes de Canaã dos Carajás podem comemorar, pois poderão comercializar seus produtos em um dos prédios mais modernos do Estado do Pará para esse fim, com a inauguração da Feira do Produtor e Mercado Municipal, no último sábado (17).

A entrega da obra contou com as presenças do deputado federal Beto Salame, deputados estaduais João Chamon, Ozório Juvenil, Soldado Tércio, Sidney Rosa e Eraldo Pimenta, além de prefeitos eleitos da região, como os de Eldorado, Água Azul, Tucumã, Piçarra e Pau D’Arco.

O prédio, construído em parceria com a mineradora Vale, que destinou R$ 3,9 milhões em recursos, conta com 160 boxes, sendo 84 destinados à Feira do Produtor, que hoje ocorre no centro do município e comercializa produtos da agricultura familiar, e outros 74 destinados ao Mercado Municipal, que serão ocupados com atividades como açougue e peixaria. A estrutura também inclui um amplo estacionamento, Restaurante Popular com refeitório e cozinha industrial, e área administrativa, onde já funciona atualmente a sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Semdec).

A estrutura do local foi elogiada por todos os presentes. O deputado estadual João Chamon, por exemplo, afirmou não ser novidade “a qualidade das obras entregues em Canaã”. “Isso vai dar uma injeção fantástica no comércio do município e prova que Canaã está no caminho certo”, comentou. Já o deputado federal Beto Salame destacou que, mais do que a qualidade do prédio, é preciso festejar “que o trabalhador tenha dignidade para ganhar sua própria renda”. O prefeito Wagne Machado, de Piçarra, que representou os prefeitos presentes, afirmou que a inauguração de obras como essa “resgata a esperança de que é possível transformar e governar sem se corromper”.

Sonho da população

As autoridades municipais presentes fizeram questão de reforçar que a construção de uma feira digna para o produtor canaense era um sonho antigo no município. O secretário de Obras, Zito Augusto, definiu a construção como um “esforço extraordinário”. “Desejo que toda a população possa usufruir dessa obra tão sonhada”.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Jurandir José dos Santos, também endossou que a nova feira representa um sonho da comunidade, “que a administração conseguiu trazer para a prática”.

Representando a empresa Vale, o gerente executivo de Relações com Comunidade, João Coral, disse que a obra vai de encontro à “política social da empresa, pois beneficia o pequeno produtor, gera trabalho, renda e deixa legado”.

Homenagem

A Feira do Produtor e Mercado Municipal foi batizada com o nome de Clarindo Moraes da Silva. Um dos pioneiros de Canaã dos Carajás, ele chegou ao município em 1986, quando a região ainda era conhecida como CEDERE 2, e se instalou na vicinal da VP 12, na zona rural, onde trabalhou como lavrador, até decidir empreender e se destacar no ramo de fabricação de manilhas. O filho dele, João Elias, que discursou em nome dos familiares, lembrou a luta do pai para o crescimento e desenvolvimento do município. “Onde eu vou aqui, não sou o João Elias, mas o filho do ‘Seu Clarindo’. Tenho certeza que meu pai, onde estiver, está feliz com essa homenagem”.

Clarindo Moraes da Silva, que era natural de Rubiataba, morreu em um acidente automobilístico na BR-153, em 2009, durante viagem para visitar parentes no Estado de Goiás.

Fonte: ASCOM PMCC

Cotidiano

Feira apresenta potencial do artesanato em Parauapebas

Feira de artesanato foi de 05 a 10 de dezembro na Praça de Eventos

“Não fazia ideia que em Parauapebas tinha tanta produção de artesanato”, disse a comerciante Josiane Maria Pinheiro, que visitou a I Feira de Artesanato Estrela da Arte, no sábado (10), último dia de exposições. O evento iniciou na segunda-feira (5) e os organizadores contabilizaram um resultado de R$ 20.800 comercializados durante a feira.

“Estou muito feliz com o resultado da nossa feira, tivemos muitas dificuldades para realizar esse evento, mas vejo que valeu a pena, agora, somos mais conhecidos, ampliamos nossa rede de contatos e mostramos o potencial que o artesanato tem em Parauapebas”, destacou a organizadora da feira, Cristina Rodrigues, artesão há 30 anos.

A ideia do evento começou depois da criação de um grupo de Whatsapp composto por artesãos da cidade. Todos enfrentavam dificuldades para comercializar seus produtos, principalmente por conta de crise financeira que se instalou na cidade, mas, também por falta de divulgação dos produtos. Desse contexto, o grupo começou a discutir possíveis soluções e decidiu realizar a feira.

“Neste primeiro evento contamos com a participação de 45 artesãos e deu tão certo que já temos quase 100 pessoas interessadas em participar da próxima feira, que queremos realizar também no final do ano que vem”, acrescentou Cristina Rodrigues. Durante o evento foi montada uma praça de alimentação e organizada apresentações de atividades culturais com a presença de grupos folclóricos.

“Estou vendendo aqui as peças de madeira produzidas pelo meu marido, ele vive do artesanato. A ideia da feira foi muito boa, uma ótima inciativa. Além das vendas, já tivemos muitas encomendas. Acredito que os artesãos de Parauapebas estão ganhando muito com esse evento”, disse Lindinalva Conceição.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sebrae

Belém sedia a maior feira do empreendedorismo da Amazônia

Feira do Empreendedor, que será realizada pelo Sebrae no Pará entre os dias 16 e 19 de novembro, no Hangar.

Neste mês, Belém torna-se oficialmente a capital do empreendedorismo. De 16 a 19, o Sebrae no Pará realiza a oitava edição da Feira do Empreendedor, no Hangar Centro de Convenções da Amazônia. A grande novidade deste ano é que o empreendedor, além de ter acesso a estudos inéditos na área de mercado, poderá formalizar a sua empresa. Esse atendimento será prestado no estande Redesimples.

No total de 3.500m2 de área de exposição, a Feira será dividida em três espaços: Atendimento, Oportunidades de Negócios e Modelos de Negócios. Serão montadas Lojas modelo nos segmentos de Beleza, Alimentação Fora do Lar, Moda e Minimercado. Os espaços de modelos de negócios pretendem disponibilizar aos visitantes informações e conhecimentos que direcionem a melhor forma para abrir, melhorar e ampliar negócios em diversos segmentos.

O evento também terá a Arena do Conhecimento, onde empresários paraenses relatarão suas experiências de sucesso. Serão compartilhados cases nos segmentos de alimentação e bebida, economia criativa, empreendedorismo feminino, marketing digital, entre outros temas.

Na parte de tecnologia e inovação, a Feira do Empreendedor linka suas ferramentas a um ambiente totalmente digital. Serão utilizados Beacons – aparelhos de proximidade que emitem informações, por meio da tecnologia bluetooth, diretamente aos smartphones cadastrados. Um visitante que chegar próximo a um determinado estande, por exemplo, se tiver baixado o aplicativo, receberá as informações da programação e de todas as ferramentas que o estande oferece.

Também como destaques, a Feira oferecerá a Cozinha Show, um espaço onde chefs ministrarão aulas sobre massas, panificação, confeitaria, gelados e comestíveis, mostrando as dicas para se ter um produto com qualidade, além de levar informações sobre rendimento, custos, inovação e sustentabilidade.  Entre os temas que serão abordados na Cozinha Show, estão “Lucrando com pães integrais”, “Alimentação Fora do Lar” e a “Arte de criar sobremesas com soluções práticas e criativas”.

E para falar de empreendedorismo de uma forma divertida e interativa, o Sebrae no Pará promoverá o “Cine Sebrae”, com a exibição de filmes que fazem alusão ao comportamento e dia a dia do empresário, entre eles “O homem que mudou o jogo”, “Missão Impossível – Nação secreta”, “Mãos talentosas” e “Zootopia”.

A Feira do Empreendedor disponibilizará, ainda, 15 salas e  quatro auditórios no piso superior do Hangar, que serão dedicados à educação e orientação coletiva, por meio de palestras, seminários, workshops, encontros de negócios, rodadas e oficinas. Serão cerca de 300 eventos de capacitação e momentos para troca de experiências, que irão abordar mais de cem temas diferentes. Mais de 20 mil vagas. Tudo gratuito.

Eventos

Sindifer também estará na EMINA 2016

A primeira Feira Internacional de Mineração de Parauapebas segue atraindo cada vez mais interessados em fazer negócios na região. Desta vez quem confirmou presença na EMINA 2016 foi o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e de Material Elétrico do Estado Espírito Santo (Sindifer), uma das mais eficientes entidades patronais capixabas.

“A presença da Sindifer entre os nossos participantes revela a força que a feira tem no setor. Apesar desta ainda ser a primeira edição, o fato do evento acontecer no coração da maior província mineral do mundo atrai interessados de todas as parte do Brasil e dos mais diversos segmentos”, afirma Dafne Fonseca, diretora da Formulae e organizadora do evento.

A cidade de Parauapebas, com quase 200 mil habitantes, desperta a atenção dos investidores por que conta atualmente com os maiores projetos mundiais de mineração em Ferro (Carajás e S11D), Cobre (Projeto Antas e Salobo) e Manganês (Mina do Azul). Com tanto potencial, o município foi o maior exportadora do Brasil em 2014, com US$ 7,619 bilhões, superando o Rio de Janeiro (US$ 7,489 bilhões) e São Paulo (US$ 7,322 bilhões).

Para o presidente do Sindifer, Lúcio Dalla Bernardina, a feira é de extrema importância para o setor e apoia que as industriais participem como expositores, a fim de mostrar o potencial do Estado. “Nosso setor metalmecânico é muito voltado para este setor de mineração e siderurgia. Temos empresas capacitadas para prestar serviços muito além das nossas fronteiras e esta é uma boa oportunidade para dar visibilidade aos nossos produtos e serviços”, garante.

Além da exposição, a Emina 2016 terá ainda palestras, cursos e rodadas de negócios para que os prestadores de serviço locais possam conversar de forma mais direta com as principais mineradoras. Os encontros serão reservados, com duração de 10 minutos, sempre envolvendo um vendedor e um comprador. Em breve, outras novidades deverão ser divulgadas pela organização.

“A Emina surgiu da necessidade de aproximar fornecedores das principais mineradoras da região, tendo em vista que Parauapebas possui grandes jazidas de ferro, cobre, níquel, ouro e manganês. Dessa forma, queremos garantir que todos possam se aproveitar do evento para fazerem seus negócios e movimentarem a economia da cidade”, conclui Dafne.

Quem tiver interesse em participar da Emina basta entrar em contato com a Formulae, através do telefone (11) 3853-2118 ou do e-mail emina@formuale.co. Outras informações podem ser encontradas no endereço www.emina.show.

Sobre a Formulae

A Formulae é uma agência de eventos corporativos que, com criatividade, promove experiências genuínas traduzindo a essência das marcas e o objetivo definido de cada evento. Com sede em São Paulo (SP), a Formulae realiza eventos corporativos, feiras e congressos em todas as regiões do país, atuando na criação, desenvolvimento e produção.

Eventos

Feira internacional vai reunir principais mineradoras e grandes fornecedores em Parauapebas

A primeira feira internacional voltada para o segmento de mineração em Parauapebas (PA), no Complexo Minerador de Carajás, já tem data e local definidos. Entre os dias 23 e 26 de novembro de 2016, acontecerá a 1ª Emina – Exposição de Mineração, evento que vai reunir as principais empresas do setor, na maior província mineral do mundo.

A cidade atrai cada vez mais investidores porque conta atualmente com os maiores projetos de mineração em operação do mundo em Ferro (Carajás e S11D), Cobre (Projeto Antas e Salobo) e Manganês (Mina do Azul). Em 2014, foi a maior exportadora do Brasil, com US$ 7,619 bilhões. Para se ter uma ideia, em segundo e terceiro lugares ficaram o Rio de Janeiro (RJ), com US$ 7,489 bilhões; e São Paulo (SP), com US$ 7,322 bilhões, respectivamente.

Não à toa, Parauapebas registrou também o maior superávit comercial daquele ano, com US$ 7,488 bilhões. O montante ficou muito acima dos demais, já que Anchieta (ES) apresentou US$ 3,500 bilhões; e Santos (SP), com US$ 3,340 bilhões, foram as cidades que ficaram mais próximas.

“Com tanto potencial, a Emina surgiu da necessidade de aproximar fornecedores das principais mineradoras da região, tendo em vista que Parauapebas possui grandes jazidas de ferro, cobre, níquel, ouro e manganês”, explica Dafne Fonseca, sócia diretora da Formulae, organizadora do evento.

Além da exposição, a Emina contará também com rodada de negócios, cursos e palestrantes renomados. Entre os temas que serão abordados estão Sustentabilidade; Inovação & Novas Tecnologias; Pesquisa Mineral; Economia Mineral; Mineração Subterrânea; Barragens; Mina a Céu Aberto; Tratamento e Beneficiamento.

“A Emina chega para fomentar novidades em tecnologia, equipamentos, softwares além da discussão das perspectivas dos negócios para as próximas décadas anunciadas pelas mineradoras. Em outras palavras, será o principal evento do ano para o setor”, garante Dafne.

Sobre a Formulae

A Formulae é uma agência de eventos corporativos que, com criatividade, promove experiências genuínas traduzindo a essência das marcas e o objetivo definido de cada evento. Com sede em São Paulo (SP), a Formulae realiza eventos corporativos, feiras e congressos em todas as regiões do país, atuando na criação, desenvolvimento e produção.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Formulae

Parauapebas

Feira de Adoção de animais acontece neste domingo, 28

adoção cachorroJá pensou em adotar um amigo de quatro patas? A Associação de Protetores de Animais e do Meio Ambiente (Apama) promove neste domingo (28) mais uma Feira de Adoção de animais. A ação acontecerá a partir das 10 horas, no antigo Eva lanches, bairro Cidade Nova. 

De acordo com a coordenação da Apama, a ONG já realizou mais de 20 feiras com o objetivo de encontrar um lar para os animais resgatados das ruas de Parauapebas. São cães e gatos disponíveis para adoção, todos  saudáveis e vermifugados.

Para adotar é necessário que o interessado apresente um documento de identificação com foto, comprovante de residência e assine o termo de adoção. As feirinhas de adoção ocorrem em vários bairros, periodicamente, além disso, a Apama recebe doação de ração. 

Fundada em 2102, a Apama é uma Organização Não Governamental – ONG, formada por um grupo de protetores que resgatam os animais de rua. Levam ao veterinário, pagam o tratamento e buscam alguém que possa dar um lar temporário até que esse animal se recupere e seja adotado.