Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Eleições 2018

Geraldo Alckmin conhece a realidade de Curionópolis

Em Serra Pelada, Alckmin assumiu o compromisso de retomar os investimentos na extração legal do ouro em Serra Pelada e dar condições jurídicas para que a cooperativa possa realizar o trabalho.
Continua depois da publicidade

Primeiro pré-candidato a presidência da república a visitar o município de Curionópolis, o presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, conheceu a realidade da região de Carajás na tarde deste sábado (07), após visitar o distrito de Serra Pelada, mundialmente conhecida pela extração do ouro.

O prefeito Adonei Aguiar acompanhou a ilustre visita do presidenciável, Geraldo Alckmin, e apresentou a realidade do município e mostrou seu empenho em atrair os olhares do poder público para Curionópolis com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento do município.

Ao visitar as estruturas para extração de ouro inoperantes, Geraldo Alckmin, reconheceu que o governo federal tem uma dívida com a região e assumiu o compromisso de retomar os investimentos na extração legal do ouro em Serra Pelada e dar condições jurídicas para que a cooperativa possa realizar o trabalho e assim melhorar a qualidade de vida daquela comunidade, também falou sobre outros investimentos, como fomentar a agricultura.

“Quero agradecer essa oportunidade de conhecer Serra Pelada e ouvir a comunidade. Ver esse investimento gigantesco que foi feito aqui na extração e ver que temos uma riqueza enorme debaixo desse solo, mas que a população está passando dificuldades. É nosso dever, unir o governo federal, com o Estado, o município e a comunidade encontrarmos uma solução economicamente e juridicamente viável para formar a cooperativa, poder receber investimentos e melhorar a vida da nossa população”, disse Geraldo Alckmin.

O compromisso de Adonei em buscar investimentos para Curionópolis tem sido uma prioridade em sua gestão. As parcerias firmadas com o governo do Estado, abriu portas para a execução de obras importantes, como a implantação do asfalto em Serra Pelada e a recente inauguração da Escola Estadual Joaquina Diamantina.

“É uma satisfação saber que um pré-candidato a presidência da república realmente está se propondo a ajudar-nos. Juntamente com o governo do Estado e a força do município, é possível retomar esse importante projeto de ouro de forma mecanizada trazendo renda, emprego e melhor qualidade de vida para nossa gente”, expressou o prefeito Adonei Aguiar.

Fonte: ASCOM PMC

 

Canaã dos Carajás

Geraldo Alckmin participa de congresso evangélico em Canaã

Ainda no sábado, o pré-candidato à Presidência da República esteve em Marabá, Curionópolis e Parauapebas
Continua depois da publicidade

Com o pré-candidato à Presidência da República também estiveram na cidade o senador Flexa Ribeiro (PSDB/PA), o deputado estadual Celso Sabino (PSDB), e o pré-candidato ao governo do Estado, deputado Márcio Miranda (DEM), que chegou mais cedo ao município. Ao chegar a Canaã dos Carajás, o que ocorreu por volta das 21h de sábado (7), o ex-governador de São Paulo se deslocou para um espaço de eventos onde foi recepcionado por milhares de pessoas que participavam do 25º Congresso de Senhoras da Nação Madureira (Consadem-PA).

Em breve pronunciamento, Geraldo Alckmin (PSDB) aproveitou para apresentar sua pré-candidatura, relembrar o atual cenário político brasileiro, suas necessidades e que é necessário valorizar mais a produtividade paraense, além de repensar sobre a geração de emprego e renda.

Depois do encontro com a comunidade evangélica, Alckmin se dirigiu até a Igreja Madureira Matriz, localizada no centro da cidade, onde participou de jantar reservado, junto com sua comitiva, com empresários, lideranças políticas e membros da organização do evento. Mais cedo, o pré-candidato esteve nos municípios de Marabá, Curionópolis e Parauapebas.

Política

Geraldo Alckmin esteve em pré-campanha em Marabá

Dali, o presidenciável do PSDB seguiu para Curionópolis, Serra Pelada, Parauapebas e Canaã dos Carajás
Continua depois da publicidade

Por Eleutério Gomes – Correspondente em Marabá

O pré-candidato à Presidência da República, pelo PSDB, Geraldo Alckmin esteve neste sábado (7), pela manhã, em Marabá. Ao chegar, ele se reuniu logo cedo com empresários do município, em encontro organizado pela Associação Comercial e Industrial de Marabá (Acim), em uma churrascaria da cidade. Cerca de cem empresários, além de políticos e autoridades como o prefeito Sebastião Miranda Filho, o vice-prefeito Antônio Carlos Sá e o secretário Regional de Governo, Jorge Bittencourt. Acompanhando Alckmin vieram o senador paraense Fernando Flexa Ribeiro e o deputado federal Nilson Pinto, ambos do PSDB do Pará.

O encontro com os empresários foi pautado por reivindicações do setor produtivo local, inclusive dos representantes do agronegócio de Marabá e região. Na ocasião, o presidente da Acim, Ítalo Ipojucan Costa, e o presidente da Associação dos Criadores do Pará (AcriPará) e também diretor do Sindicato Rural de Marabá, Maurício Fraga Filho, entregaram um documento a Geraldo Alckmin, relatando as mazelas impostas à região pelo governo federal e reivindicando tratamento justo para o Pará, sobretudo ao sudeste do estado, de onde é extraída grande parte da riqueza do subsolo nacional, porém, sem contrapartida alguma para a população.

Depois do encontro, Geraldo Alckmin e comitiva se dirigiram ao Carajás Centro de Convenções “Leonildo Borges Rocha”, onde discorreria para uma plateia de mais de 500 pessoas, formada por lideranças politicas de Marabá e região, além de prefeitos e vereadores de vários municípios que vieram à cidade prestigiar a presença do pré-candidato.

Em seu discurso, Geraldo Alckmin destacou sua preocupação com a situação com a qual a nação convive hoje, informou que nos últimos anos, “que têm sido muito duros”, o País perdeu 8% da renda nacional, empresas fecharam e o Brasil está andando para trás. Disse que seu principal desafio será fazê-lo voltar a crescer.

Afirmou que, para isso, é necessária a criação de emprego e renda, além de oportunidade de trabalho aos jovens. “Não adianta falar mal da escuridão, temos de acender a luz e o Brasil voltar a ter renda. Chamaremos os maiores economistas do país, Pérsio Arida, Edmar Bacha, José Roberto Mendonça de Barros, para nos ajudar a estabilizar a economia,” anunciou ele, destacando que foram esses três especialistas que criaram o Real e isso estabilizou a moeda fazendo com que o país crescesse forte.

Ao enumerar prioridades, Alckmin se referiu à Educação Básica, que vai desde a Educação Infantil, passando pelo Ensino Fundamental até o Ensino Médio e Técnico. “Priorizar o Ensino Infantil é o melhor investimento que existe. Para isso, teremos a parceria de estados e municípios. Se melhorar a qualidade da Educação Básica, o Brasil já cresce 1%,” disse o pré-candidato a presidente do Brasil.

Geraldo Alckmin também colocou como prioridades o investimento em Saúde, principalmente do idoso; e a segurança. “Infelizmente, o Brasil não é só passagem. O Brasil é o maior consumidor de crack e cocaína do mundo,” lamentou ele, afirmando que o combate ao tráfico de drogas e ao contrabando de armas não terão trégua.

Alckmin se referiu ainda aos problemas de logística, afirmando que é preciso recuperar as rodovias federais, investir em ferrovias e expandir o porto de Barcarena e outros da região. “A maior parte do que sai daqui é vendido para o norte do mundo, China, Ásia, Oriente Médio, Europa, Estados Unidos; e isso é mais perto do Pará. Logo, a logística tem custo muito menor,” argumentou.

O pré-candidato afirmou que é preciso agregar valor no que é produzido aqui, industrializar, verticalizar, gerando emprego e renda, em vez de só exportar. “Política é coisa boa, minha gente, quando é bem feita. Santo Agostinho disse que ‘política é amor ao próximo, é servir às pessoas’, não é para ficar rico, quem fica rico na política é o ladrão,” enfatizou Alckmin, que, de Marabá, seguiu para Curionópolis, visitando ainda a Serra Pelada, Parauapebas e Canaã dos Carajás.

Na próxima quinta-feira (12) quem deve vir a Marabá é deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência da República pelo PSL.