Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Estação Cidadania amplia serviços à população de Parauapebas e municípios vizinhos

Esta é a segunda Estação Cidadania da região. A primeira é a de Marabá. A iniciativa garante maior integração de serviços públicos do Governo do Estado e também conta com a presença de órgãos federais e municipais.
Continua depois da publicidade

Fiz questão de trazer minha filha para seu primeiro exercício de cidadania, que é ter uma carteira de identidade, ainda mais em um local como este, que permite resolvermos várias pendências com mais conforto e praticidade”, comemorou Genival de Oliveira, 40 anos, pai da pequena Gabrielle, de 8 anos. A família de seu Genival é uma das milhares que serão beneficiadas no município de Parauapebas, no sudeste paraense, com orientações e serviços de diversos órgãos estaduais em um único local: a Estação Cidadania. O espaço, localizado no Shopping Karajás, foi entregue oficialmente à população na manhã deste sábado, 19. A cerimônia contou com a presença de secretários de Estado e parlamentares, entre outras autoridades locais.

Esta é a segunda Estação Cidadania da região. A primeira é a de Marabá. A iniciativa garante maior integração de serviços públicos do Governo do Estado e também conta com a presença de órgãos federais e municipais. “Dez municípios da região serão atendidos com esta unidade. Nesses sete anos e meio da gestão do governador Simão Jatene, mais de 2,7 milhões de atendimentos foram realizados. É mais acesso à cidadania, facilidade na prestação de serviços, sobretudo trazendo dignidade e qualidade de atendimento ao cidadão”, afirmou Alice Viana, titular da Secretaria de Estado de Administração (Sead).

Ao todo, dez órgãos estaduais e um federal, distribuídos em uma área de 631 metros quadrados, disponibilizam atendimento no novo espaço coordenado pela Sead. Além da emissão de documentos como identidade, carteira de trabalho e primeira habilitação, a população terá acesso a serviços do Banco do Estado do Pará (Banpará), Procon/Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa), Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep), Fundação Pro Paz, Agências de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon) e de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) e Superintendência Regional do Trabalho (SRTb).

Serviço – Estações Cidadania no Estado :

Belém:

– Jurunas: Rua São Silvestre, 1330. Esquina Com Trav. Tupinambás – Atendimento: de segunda a sexta-feira – de 8h às 14h.
– Guamá: Av. José Bonifácio, 2308 – Atendimento: de segunda a sexta-feira – 8h às 14h.
– Pátio Belém: Avenida Padre Eutíquio, entre Tamandaré e Veiga Cabral – Atendimento: de segunda a sexta-feira – 8h às 18h.
– Shopping Bosque Grão Pará, Av. Centenário, 1052 – Atendimento: de segunda a sexta-feira, de 8h às 18h.

Marabá:
Shopping Pátio Marabá – Folha 32. Quadra 9. Lote 2. Nova Marabá – Atendimento: de segunda a sexta-feira – 8h às 18h.

Santarém:
Av. Rui Barbosa, 62. Prainha – Atendimento: de segunda a sexta-feira – de 8h às 14h

Parauapebas:
Shopping Karajás – Rodovia Municipal Faruk Salmem, Km 7, s/nº – bairro Cidade Nova – Atendimento de segunda a sexta – 8h às 18h.

Governo do Pará implanta governança compartilhada

De acordo com a Política Estadual de Socioeconomia, o objetivo é chamar a população a participar e contribuir nos processos decisórios do Estado
Continua depois da publicidade

Servidores do Centro Regional de Governo do Sudeste do Pará foram capacitados durante dois dias, ontem (2) e hoje (3), para a implantação do novo modelo de governança compartilhado nos municípios do Estado, a partir da Lei Estadual da Socioeconomia. A norma institui a Política Estadual de Socioeconomia como um conjunto de princípios objetivos; e instrumentos de ação para o fim de estabelecer estratégias e fomentar o desenvolvimento socioeconômico do Estado. Isso será feito por intermédio de programas e projetos que atendam as peculiaridades regionais e setoriais, observadas as demais políticas públicas e o zoneamento ecológico-econômico de cada região.

Na tarde desta quinta-feira, a capacitação aconteceu no auditório da Escola Anísio Teixeira, para os representantes da sociedade civil organizada e suas instituições.

Marcus Vinícius Ataíde Costa, assessor técnico da Secretaria Extraordinária de Municípios Sustentáveis, ouvido pelo Blog, informou que, para esse trabalho, o governo do Estado buscou a parceria da ONU (Organização das Nações Unidas), por meio do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento).

“Estamos mobilizando a sociedade civil, para que tenhamos uma primeira conversa a fim de, primeiramente mostrar, o que está sendo feito aqui, o trabalho que estamos desenvolvendo, e para implantar o modelo de governança”, detalhou ele.

A partir da implantação do novo modelo, virá a implantação dos fóruns municipais e, consequentemente, do conselho regional. “Isso tudo faz parte desse modelo de governança, faz parte de um grande guarda-chuva chamado Pará Sustentável, onde há três grandes eixos: econômico, social e ambiental”, enumerou.

O Programa Municípios Sustentáveis entra com algumas frentes no Pará Sustentável e institui um novo modelo de desenvolvimento harmônico para o Estado. “A implementação desse modelo de governança é no entendimento que a gente possa aproximar o governo do Estado das regiões, fazer com ele esteja mais presente a atuante no estado todo”, resumiu Marcus Vinícius.

Laís Cardoso, da Secretaria Extraordinária de Gestão Estratégica, disse que o objetivo é mostrar para a população que, com a implantação da Lei da Socioeconomia, a participação popular virou um direito e temos colocado isso em prática, pela realização dos fóruns nos quatro municípios-polo que foram estrategicamente pensados para atender diferentes regiões: Santarém, Marabá, Xinguara e Rondon do Pará.

“Então, a gente vai fazer esse trabalho com a implantação dos fóruns, dos quais vão sair representantes para participarem dos Conselhos Regionais. Isso já é a prática da governança compartilhada, da participação popular, do que está realmente dito em lei”, antecipou ela.

Concluiu afirmando que o Estado está acompanhando isso e reforçando a proximidade com a população para fazer com que esta se sinta parte integrante de tudo isso: “Vamos chamar a população para os processos decisórios do Estado, explicando e fazendo com que ela contribua”.

Oscar Fernando Marmolejo Roldan, consultor do PNUD, com atuação na ONU há 22 anos, que trabalhou na África, Ásia, Europa e América Latina, tem 17 anos de experiência na área de política pública e governança pública compartilhada.

Disse que o PNUD está junto com a Semsu e a Segest, de mãos dadas, para chamar a sociedade civil organizada a fim de que participe das políticas públicas do Estado. “É uma iniciativa pioneira no Pará e no Brasil. A partir desta experiência piloto, o objetivo é implantá-la em todos os municípios do Pará e até em outros Estados”, avaliou ele, afirmando que no Chile, Colômbia, Equador, México trabalhou na implantação de projeto semelhante, afirmando a governança compartilhada foi muito importante e bastante positiva nesses países.

Por Eleutério Gomes – Correspondente em Marabá
esporte

Governo do Estado do Pará assina contrato para a realização do Campeonato Paraense de 2018

Serão investidos mais de R$ 6 milhões no “Banparazão 2018”. O Parauapebas Futebol Clube vai receber uma boa cota pela sua participação
Continua depois da publicidade

Representantes do Governo do Estado do Pará, dos dez clubes que irão participar do Parazão 2018, da Federação Paraense de Futebol (FPF) e Cultura Rede de Comunicação (Funtelpa) assinaram na manhã desta segunda-feira (08/01), no Palácio do Governo, que fica localizado na capital Belém, o contrato para a realização do Campeonato Paraense de Futebol Profissional de 2018. Serão investidos mais de R$ 6 milhões no “Banparazão 2018”.

Assim como em 2017, o campeonato deste ano levará o nome do Banco do Estado do Pará (Banpará), instituição financeira que vem garantindo a realização evento, com R$ 3.400.800,00 investidos. O apoio foi ratificado por meio da Casa Civil da Governadoria, Banpará, Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e Rede Cultura, na presença de Simão Jatene, governador do estado do Pará.

Desde 2010, o Governo do estado garante a realização do Campeonato Paraense, que nesta temporada terá a participação de 10 times, sendo oito do interior e dois da capital. “Esse evento é um esforço cada vez maior de dar dinamismo ao nosso esporte, fazendo do futebol uma ferramenta de integração do estado. Isso contribui para que o Pará se conheça melhor, para que as torcidas possam se confraternizar. Essa integração dá toda a grandeza e todo o simbolismo para esse momento. Mesmo com a crise, estamos fazendo esforço para manter o apoio e utilizar o esporte como esse elemento que une os times de todas as regiões do Pará”, pontuou Simão Jatene, governador do estado do Pará.

Transmissão

Pelos direitos de transmissão exclusiva do evento, a TV Cultura do Pará vai destinar R$ 2.956.800,00. Desse total, 20% serão utilizados para premiar os melhores do Campeonato Paraense. Com isso, 115 municípios poderão assistir à transmissão dos jogos do Parazão, alcançando quase seis milhões de paraenses.

“O governo entende a importância desse apoio, está mais uma vez muito perto dos times e das torcidas, e a gente reafirma esse compromisso com a parceria com o Banpará. Iremos transmitir o campeonato este ano 100% em HD, e pra gente, vai ser uma emoção a mais”, disse Adelaide Oliveira, presidente da Cultura Rede de Comunicação.

A Federação Paraense de Futebol, também pontuou sobre a parceria. “Para nós, que gerimos o futebol paraense, é muito importante essa parceria com o Governo do Estado. As dificuldades são grandes, mas o governo vem honrando o compromisso com a gente e a população paraense, garantindo a realização do Parazão”, destacou Adelcio Torres, presidente da Federação Paraense de Futebol.

O Paysandu Sport Club, atual bicampeão estadual, também reforçou a importância do apoio do governo. “Sem esse apoio do Governo do Estado, talvez hoje o campeonato não se sustentasse. Esses investimentos possibilitam a participação dos times do interior e isso é muito bom para o campeonato. Então, só temos a agradecer ao governo e acreditamos que esse trabalho continuado vai reforçar os times do interior”, disse Tony Couceiro, presidente do Paysandu.

Há 11 anos sem disputar a primeira divisão do Campeonato Paraense, o Bragantino, time do município de Bragança, é um dos clubes mais motivados para o início do Banparazão depois da conquista do tricampeonato da Segundinha, competição que classificou as duas melhores equipes para o Parazão deste ano. Além do Bragantino, o Parauapebas também garantiu vaga após o vice-campeonato estadual. “O apoio que o governo está dando é de suma importância para os times do interior prepararem suas equipes e, principalmente pra gente, que está afastado, sem receita. Nosso município está muito motivado com o nosso retorno e só temos a agradecer ao governador Simão Jatene”, destacou Cláudio Wagner, o popular Cláudio da Van, presidente do Bragantino.

Os investimentos do governo no campeonato vêm sendo decisivos também para o Clube do Remo, que aproveita a receita para quitar algumas dívidas. “Todos esses anos estamos recebendo essa ajuda e esse dinheiro já vai direto para a Justiça do Trabalho, para ajudar a pagar nossas dívidas trabalhistas com ex-jogadores. Quando assumi o Remo, em 2015, a dívida era acima de R$ 10 milhões e hoje, está em cinco. Então, só temos a agradecer ao Governo do estado”, disse Manoel Ribeiro, presidente do Clube do Remo.

Confira a 1ª rodada do Banparazão 2018, que começa no próximo dia (13/01).

Independente x Paragominas – sábado (13/01), às 20h, no estádio Navegantão, em Tucuruí

Águia x Castanhal – domingo (14/01), às 16h, no estádio Rosenão, em Parauapebas

Remo x Bragantino – domingo (14/01), às 16h, no estádio Mangueirão, em Belém

São Raimundo x Cametá – domingo (14/01), às 16h, no estádio Barbalhão, em Santarém

Paysandu x Parauapebas – quarta-feira (17/01), às 20h30, no estádio da Curuzu, em Belém

esporte

Escola Estadual Eduardo Angelim vai realizar o 1º torneio de futsal com alunos do Projeto Mundiar

O projeto visa à integração dos estudantes por meio da prática esportiva
Continua depois da publicidade
Por Fábio Relvas

Através de uma parceria com o Governo do Estado do Pará, a Escola Estadual Eduardo Angelim, em Parauapebas, vai promover o 1º torneio de futebol de salão dos alunos do Projeto Mundiar. A competição de futsal seria realizada nesta segunda-feira (18/12), na quadra da escola, mas teve que ser adiada devido ao falecimento do professor Izaías Lima, que era ligado ao projeto.

“O Projeto Mundiar na verdade é uma ação do Governo do Estado, que objetiva diminuir a distorção idade e série. A Escola Eduardo Angelim é um dos núcleos do projeto aqui no município de Parauapebas, que tem esse objetivo e dentro desse projeto são diversas ações que ocorrem. Dentre dessas ações, nós discutimos a questão do esporte e o esporte como o meio de integração dos alunos no meio de exercício da educação, porque você sabe que esporte sem educação é violência. Nós vemos no Rio de Janeiro, nós vemos na Inglaterra, nós vemos em vários lugares do mundo como ocorre à violência dentro dos estádios”, afirmou Paulo Ribeiro, professor e um dos organizadores do torneio.

A ação que o projeto promove, vem sendo implementada dentro das escolas da cidade de Parauapebas, através da Secretaria Executiva Estadual de Educação (SEDUC), e conta com o total apoio da prefeitura municipal, discutindo o esporte a partir do valor e da integração com a educação. A ideia é ensinar desde cedo aos alunos, a maneira mais correta em se viver na sociedade, obedecendo regras necessárias.

O torneio da Escola Estadual Eduardo Angelim, está sendo organizado pelos professores Paulo Ribeiro e Sílvio Vilhena, e terá outras escolas participando da competição, que vai envolver times no masculino e feminino. Além da escola que vai sediar o evento, também participarão alunos e alunas da Escola Paulo Freire, Escola Janelas para o Mundo, Escola Cecília Meireles e Escola Luiz Magno de Araújo.

“No projeto, nós discutimos o esporte a partir do valor, da integração. Que no esporte não é necessário que se haja vencedores e derrotados, mas sim que haja competição e competição é baseada por regras e regras todo mundo tem que obedecer, e educação é que faz o individuo viver na sociedade com regras. Quero agradecer ao Zé Dudu que está dando esse espaço para gente, agradecer ao Fábio Relvas que também tem uma preocupação com a educação, com o esporte aqui em Parauapebas. Creio que vai ser uma ação de grande envergadura , uma ação que vai demostrar mais uma vez que a educação e o esporte podem caminhar lado a lado”, finalizou o professor Paulo Ribeiro.

Governo do Pará

Sete municípios da região Carajás ganham reforço na saúde básica com novas ambulâncias

Em 2017, até agosto, o Governo do Pará entregou o valor total de R$ 4.260.904,45 em equipamentos para a saúde, como resultado de emendas parlamentares de deputados estaduais.
Continua depois da publicidade

Em cerimônia realizada nesta quinta-feira (05), os municípios de Bom Jesus do Tocantins, Curionópolis, Eldorado do Carajás, Marabá, Palestina do Pará, São Domingos do Araguaia e São Geraldo do Araguaia, na região Carajás, receberam do Governo do Estado ambulâncias para reforçar a saúde básica. No total foram 46 municípios paraenses contemplados.

Desde 2013, o governo já entregou 249 ambulâncias para municípios do Estado. Apenas os veículos entregues hoje representam um investimento de aproximadamente R$ 3,8 milhões e são originários de emendas de 28 deputados estaduais. Prefeitos e gestores das prefeituras contempladas estiveram na entrega, feita pelo governador Simão Jatene no Palácio do Governo.

As ambulâncias entregues são de simples remoção (tipo A), modelo 2016, zero quilômetro, tipo furgão flex, com motor mínimo de 1.6, na cor branca. Elas vêm com direção hidráulica, maca, balão de oxigênio e ar-condicionado. Para os prefeitos, a entrega representa avanços e a possibilidade de atender melhor à população. “Recebemos com gratidão esse equipamento, que é fruto do trabalho conjunto do governo e da Assembleia Legislativa. Para nós, que somos de municípios pequenos e com poucos recursos, esses veículos são muito importantes”, disse o prefeito de São Domingos do Araguaia, Pedro Paraná (PPS), presidente da Associação dos Municípios dos Municípios do Araguaia, Tocantins e Carajás (Amat Carajás).

O governador Simão Jatene destacou os avanços na saúde pública no Pará, com a construção de hospitais de alta e média complexidade em todas as regiões do Estado e o investimento maciço no aparelhamento dessas unidades. “Muitos podem pensar que uma ambulância não faz diferença, mas para quem vive a realidade do interior, esses veículos se somam à estratégia e à rede que temos construído de hospitais, destacando os regionais e que esse esforço conjunto tem como objetivo final atender as demandas da sociedade, além de salvar vidas”, afirmou. “É inegável que avançamos muito, e preciso aqui dar o crédito aos deputados, que são nossos parceiros, independente de partidos políticos”, continuou o governador.

Balanço

Em 2017, até agosto, o Governo do Pará entregou o valor total de R$ 4.260.904,45 em equipamentos para a saúde, como resultado de emendas parlamentares de deputados estaduais. Foram destinadas aos municípios 33 ambulâncias tipo A, três ambulâncias tipo B, duas ambulanchas e quatro equipamentos da área de saúde, além de quatro novos modelos de ambulâncias de alta resolução para os municípios de Pacajá, Jacundá, Xinguara e Belém.

Apenas em 2016, o Pará repassou R$ 12.709.114,45 para a área de saúde nos municípios, como resultado de emendas parlamentares de deputados estaduais. Foram entregues 119 ambulâncias a mais de 50 prefeituras do interior (cerca de R$ 8,131 milhões investidos), além de onze equipamentos de saúde (R$ 927.210) e dez ambulanchas (R$ 1.655 milhão).

Municípios contemplados nesta quinta (5):

Abaetetuba, Anapu, Augusto Corrêa (2), Bom Jesus do Tocantins, Bonito, Bragança, Breu Branco, Bujaru (2), Cametá, Capitão Poço, Curionópolis, Eldorado dos Carajás, Floresta do Araguaia, Inhangapi, Ipixuna do Pará, Irituia, Itupiranga, Jacundá, Marabá, Mãe do Rio, Marapanim, Nova Esperança do Piriá (2), Nova Timboteua, Novo Progresso, Oeiras do Pará, Ourilândia do Norte, Palestina do Pará, PauD’Arco, Prainha, Quatipuru, Rurópolis, Santa Izabel do Pará, Santa Maria das Barreiras, Santa Maria do Pará (2), Santarém (3), Santarém Novo, São Domingos do Araguaia, São Francisco do Pará, São Geraldo do Araguaia (2), São João de Pirabas, São Miguel do Guamá, Soure, Tomé-Açu, Tracuateua, Trairão e Tucumã.

Por Luiz Carlos Santos/Agência Pará

Mineração

Setor mineral do Pará será destaque na Exposibram

A EXPOSIBRAM, uma das maiores feiras de mineração da América Latina, será realizada de 18 a 21 de setembro, em Belo Horizonte (MG)
Continua depois da publicidade

O Pará marcará presença na 17ª Exposição Internacional de Mineração (EXPOSIBRAM), uma das maiores feiras de mineração da América Latina, que será realizada de 18 a 21 de setembro, em Belo Horizonte (MG). O evento receberá 40 mil visitantes e 500 expositores. No estande do Governo do Estado haverá um espaço moderno e inovador para expor as cadeias produtivas da mineração e os produtos potenciais do Pará. Dados do último Anuário Mineral do Pará confirmam esse potencial: em 2016, as indústrias de mineração e transformação mineral responderam por 86,4% das exportações. O setor também é um dos mais emprega, gerando 143 mil postos de trabalho, entre diretos e indiretos.

A Imerys, maior beneficiadora de caulim do mundo, estará presente no estande do Governo do Estado. A mineradora reforçará a marca e levará ao público informações e conhecimentos sobre o caulim, minério não tóxico e amplamente utilizado em produtos como papel, cremes dentais, tintas e cosméticos. “A Imerys é comprometida com o desenvolvimento do Estado. Isso nos orgulha bastante. A Exposibram, sem dúvida, será um espaço muito bom para estreitar os laços com diversos públicos e expor nossos produtos inovadores para o mercado”, acredita Marcos Moreira, Diretor de Operações da Divisão de Caulim da Imerys.

Presente há mais de 20 anos no Pará, a empresa contribui para a geração de emprego e renda e para o desenvolvimento das comunidades onde atua. Nos últimos cinco anos, a mineradora beneficiou mais de 36 mil pessoas em seus projetos sociais, oferecendo cursos de capacitação, aulas de reforço escolar, inclusão digital e diversas atividades para promoção da saúde, educação e lazer nas comunidades onde atua.

Outra empresa que será destaque no estande do Governo do Estado será a Alubar, líder na fabricação de cabos elétricos de alumínio e produtora de condutores elétricos de cobre para média e baixa tensão. A empresa gera mais de 1.000 postos de trabalho, entre diretos e indiretos, com aproveitamento de 90% da mão de obra local. Na Exposibram, a Alubar patrocinará um jogo interativo sobre mineração, a ser desenvolvido pela RD CODE Soluções Digitais, que fará parte do estande.

“A participação do Governo do Estado na Exposibram é importante para reforçar o potencial mineral do Pará. E mais que isso, é importante mostrar para o Brasil a relevância dos seus investimentos na cadeia produtiva, na verticalização do minério. A Alubar, sendo a pioneira e única empresa a entregar produto acabado a partir de um minério extraído no Estado, fica muito feliz em participar desta exposição”, revela Maurício Gouvea, diretor executivo da Alubar Metais e Cabos.

Segundo Maurício, a Exposibram é uma grande oportunidade para mostrar os produtos fabricados com qualidade e segurança em Barcarena, a partir de investimentos sólidos. “O Pará, geralmente, é caracterizado por ser um Estado extrativista. Mas a Alubar é um exemplo de que é possível produzir produtos que tenham alcance nacional e potencial para atender o mercado externo. Isso demonstra que todo o esforço feito pela empresa para criar produtos de qualidade, para desenvolver pessoas e o nosso Estado, tem sido coroado e tido um grande êxito, pois hoje somos líder no mercado brasileiro de cabos elétricos de alumínio com 41% de market share”, destaca o diretor executivo da Alubar.

Educação

Aulão do Enem será oferecido de graça em Parauapebas

As inscrições devem ser feitas pelo site da Fundação Pro Paz Cidadania, onde, também, se baixa as apostilas.
Continua depois da publicidade

As provas do Enem 2017 serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro. Faltando dois meses para o exame nacional, a Fundação Pro Paz Cidadania, entidade que atende comunidades carentes nos municípios paraenses, com a parceria da Secretaria de Estado de Educação realizará neste fim de semana um aulão gratuito para os estudantes das escolas públicas de Parauapebas que buscam uma vaga nas universidades do país.

A cidade é um dos 13 municípios escolhidos para receber os professores de Belém, da Seduc e da Pro Paz, que através de um intensivão de oito horas, buscam preparar os estudantes com os principais temas do conteúdo programático do Enem, além de tirar dúvidas e dar dicas. O projeto, que teve início em junho, é de iniciativa do Governo do Estado e já beneficiou mais de 20 mil alunos nos últimos dois anos.

Além das aulas presenciais, a partir desse mês de setembro, um programa semanal será exibido pela TV Cultura.

Intensivão

Em Parauapebas, o Aulão do Enem vai ser realizado neste sábado, 9, no auditório da Câmara de Vereadores, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. Mas, apesar de não pagar nada, o estudante precisa fazer a inscrição pelo site da Fundação Pro Paz Cidadania: www.propaz.pa.gov.br. No site, o estudante também poderá fazer download das apostilas usadas como material suplementar.

Banda larga

Empresa vai fornecer cerca de 400 KM de fibras ópticas para levar conexão de alta velocidade a 12 municípios do estado do Pará

A rede de banda larga, que vai beneficiar cerca de 600 mil pessoas, contará com uma capacidade de 10 Gbps expansíveis. Toda a infraestrutura será compartilhada com as operadoras e provedores da região.
Continua depois da publicidade

A Prysmian Brasil, líder global em cabos e sistemas para os setores de energia e telecomunicações acaba de fechar um contrato de R$ 2,5 milhões com a Ômega para o fornecimento de fibras ópticas em um projeto que levará internet banda larga a 12 municípios do Pará, na região amazônica do Xingu.

Trata-se do projeto Xingu Conectado, desenvolvido pela Telebras e Prodepa – Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará -, em uma ação entre o governo federal e o estado do Pará para implantar uma rede de fibras ópticas de alta capacidade de cerca de 400 quilômetros, para interligar os municípios de Altamira, Anapu, Brasil Novo, Gurupá, Medicilândia, Pacajá, Placas, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará, Vitória do Xingu e São Feliz do Xingu.

A rede de banda larga, que vai beneficiar cerca de 600 mil pessoas, contará com uma capacidade de 10 Gbps expansíveis. Toda a infraestrutura será compartilhada com as operadoras e provedores da região.

Os cabos ópticos são produzidos na planta da Prysmian em Sorocaba (SP) e a entrega deverá ser concluída ainda em setembro deste ano. “A participação da Prysmian neste importante projeto reforça ainda mais nossa posição de liderança no mercado de fibras ópticas, além de ser um reconhecimento pela capacidade de inovar e entregar soluções completas aos nossos clientes”, comenta Reinaldo Jeronymo, diretor de telecomunicações da Prysmian Brasil.

O Grupo Prysmian é líder mundial na indústria de sistemas de cabos de energia e telecomunicações. Com quase 140 anos de experiência, vendas de cerca de € 7,5 bilhões em 2016, mais de 21 mil funcionários em 50 países e 82 fábricas, o Grupo está fortemente posicionado em mercados de alta tecnologia e oferece a mais ampla gama de produtos, serviços, tecnologias e know-how. Para o setor de telecomunicações, o Grupo fabrica cabos e acessórios para transmissão de voz, vídeo e dados, oferecendo uma ampla gama de fibras ópticas, cabos ópticos e cobre e sistemas de conectividade. Prysmian é uma empresa pública, listada na Bolsa de Valores italiana no índice FTSE MIB.