Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Religião

Parauapebas: Primeira Igreja Batista realiza mais uma edição da Maratona de Leitura da Bíblia

Em alusão ao Dia da Bíblia, a Igreja realiza a maratona na primeira semana de dezembro, com término no segundo domingo do mês, quando a data é oficialmente celebrada.

A Semana da Maratona de Leitura da Bíblia é uma manifestação pública realizada pela Primeira Igreja Batista em Parauapebas (PIB), em alusão ao Dia da Bíblia. Todos os anos, a Igreja, localizada na Rua 10 do bairro União, inicia a maratona na primeira semana de dezembro com término no segundo domingo do mês, quando a data é oficialmente celebrada.

Com caixa de som e microfone colocados na parte externa do templo, os membros e congregados da PIB revezam na leitura que começa todos os dias, ‪às 06h‬ da manhã e segue até à meia-noite. O objetivo é ler toda a Bíblia, de Gênesis a Apocalipse, e ao mesmo tempo chamar a atenção da população para a importância da Bíblia na vida do ser humano.

A maratona bíblica conta com o apoio e participação de todos os integrantes da igreja. “A Palavra de Deus precisa ser divulgada, pois ela é alimento para o nosso espírito. Acho essa uma forma de evangelizar as pessoas que passam na rua”, ressalta Maria de Carvalho Teixeira.

O pastor presidente da PIB, José Carlos Lopes, sente-se feliz com a iniciativa da Igreja e diz que todas as pessoas que queiram participar desse ato comemorativo podem juntar-se aos membros. “Venha participar da Maratona de Leitura Bíblica. Passe por aqui e leia a Bíblia”, convida.

Saiba mais

O Dia da Bíblia foi criado na Grã-Bretanha, em 1549. No Brasil, passou a ser festejado em 1850 quando os primeiros missionários cristãos evangélicos aqui chegaram, vindos da Europa e Estados Unidos. Mas foi somente em 1948 quando aconteceu a primeira manifestação pública comemorativa à data ao ser fundada a Sociedade Bíblica do Brasil, em São Paulo.

A celebração do Dia da Bíblia em todo o território nacional entrou para o calendário oficial do Brasil, em 2001, por meio da Lei Federal 10.335. Assim, passou a ser comemorado, entre os evangélicos, não só no segundo domingo de dezembro, como também no decorrer da semana antecedente.

Diferentes atividades compõe as festividades da data, que vão desde carreatas pelas cidades a distribuição de exemplares do Livro Sagrado.

Texto e fotos: Sara Dias

error: Conteúdo protegido contra cópia!