Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Ação do Parauapebas contra o Paragominas pode rebaixar o Jacaré e manter o Gigante de Aço na elite do futebol paraense

Os bastidores esquentaram antes da última rodada, quando o Parauapebas acusa a irregularidade do atacante Fidélis do Jacaré
Continua depois da publicidade

A décima e última rodada do Campeonato Paraense de 2018 promete ser agitada, não somente dentro de campo, mas também fora das quatro linhas. Os bastidores começaram a esquentar na tarde desta quarta-feira (14), quando o Parauapebas Futebol Clube (PFC), através de seu departamento jurídico, entrou com uma ação na Federação Paraense de Futebol (FPF), alegando que o atacante Fidélis do Paragominas Futebol Clube estaria atuando de forma irregular no Parazão.

A denúncia do Parauapebas, que briga diretamente com o Paragominas na luta contra o rebaixamento, foi protocolada na sede da FPF, na capital Belém, e será analisada pelo presidente do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-PA), Dilson José Bastos de Lemos. Se confirmar a irregularidade do atleta do Jacaré, o Paragominas perderia pontos e seria rebaixado para a Segundinha do Parazão.

A suposta irregularidade do atacante Fidélis do Paragominas foi na partida da primeira rodada do Campeonato Paraense, no dia 13 de janeiro, quando o Jacaré entrou em campo diante do Independente no Estádio Navengantão, em Tucuruí, e perdeu por 1 a 0. O jogador foi escalado como titular pelo até então técnico Cacaio, que iniciou no comando da equipe.

“Em relação a essa petição que o PFC entrou denunciando o Paragominas por irregularidade do atleta Fidélis, isso realmente procede. Nós recebemos essa informação de uma fonte que só trabalha com o departamento jurídico e fomos atrás. O atleta Fidélis jogou irregular. Ele tinha levado uma suspensão pelo TJD-PA com duas partidas, porém ele só cumpriu uma e jogou a outra” afirmou Pedro Neto, vice- presidente do Parauapebas.

O atacante Fidélis foi expulso ainda quando defendia o Carajás Esporte Clube na Segundinha do Parazão. O atleta foi julgado e punido com duas partidas de suspensão, mas quando foi contratado pelo Paragominas, a diretoria o Jacaré não se atentou para a situação do jogador, que acabou entrando de maneira irregular diante do Galo Elétrico em Tucuruí. O Paragominas, inclusive, não escalou Fidélis na partida seguinte diante do Águia de Marabá, na Arena Verde.

“Foi essa informação que recebemos e pedimos para o nosso advogado, Eric Bittencourt de Almeida, que está lá em Belém, averiguar essa situação e já foi constatado que o Paragominas realmente utilizou um atleta suspenso, então o regulamento é bem claro: nenhuma equipe pode utilizar atleta que tenha sido punido ou suspenso. O PFC só procedeu, buscou seus direitos e agora cabe ao  TJD-PA julgar esse caso. A denúncia foi feita por parte do Parauapebas”, finalizou Pedro Neto.

A Federação Paraense de Futebol se pronunciou afirmando que a décima rodada do Campeonato Paraense de 2018 vai seguir normalmente com todos os jogos no próximo domingo (18), às 16h. Até mesmo o jogo do Clube do Remo diante do Cametá, que seria no sábado no Mangueirão, em Belém, vai seguir como na tabela anterior.

“Em virtude das especulações dos clubes, a gente resolveu manter a tabela do Campeonato Paraense com todos os jogos sendo realizados no domingo, às 16h, e o Clube do Remo indo até Cametá jogando no Parque do Bacurau”, disse Paulo Romano, diretor de competições da FPF.

Por Fábio Relvas