Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Com direito a apagão, Paysandu vence o Londrina e segue 100% na Série B

O gol único do jogo foi assinalado pelo atacante Mike e, com a vitória, o time bicolor ficou na vice-liderança do Brasileirão
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas
Foto: Fernando Torres / Ascom Paysandu

O Paysandu Sport Club voltou a vencer pelo Campeonato Brasileiro da Série B, em jogo válido pela segunda rodada da competição nacional. O Papão passou pelo Londrina-PR, por 1 a 0, na noite desta sexta-feira (20), e assumiu a vice-liderança, com seis pontos, em dois jogos disputados. A partida foi realizada no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém.

O jogo ficou paralisado por 32 minutos, após um apagão dos refletores do Estádio da Curuzu. O único gol da partida foi assinalado pelo atacante Mike, após falha do goleiro Vagner e da defesa do Tubarão paranaense, em um cruzamento que chegou do atacante Moisés pela esquerda, aos 62 minutos do primeiro tempo.

O Paysandu volta a campo diante do Atlético-ES, na próxima quarta-feira (25), às 21h30, no Estádio Kléber Andrade, em Cariacica, pelo jogo de ida da grande final da Copa Verde de 2018.

O jogo: Papão 1 x 0 Tubarão

As duas equipes entraram em campo motivadas, já que estrearam com vitória na Série B do Campeonato Brasileiro. O Londrina chegou primeiro: em cobrança de falta, o goleiro Renan Rocha pegou bem no centro do gol. Outra vez o Tubarão, Marcelinho chegou até a linha de fundo e cruzou, o zagueiro Edimar se esticou e cortou de cabeça. Nando Carandina arriscou de longe, mas a bola passou sem susto para a meta do goleiro Vagner.

Melhor na partida, a equipe paranaense chegou com perigo outra vez, quando Moisés Gaúcho deu um belo lançamento para o atacante Marcelinho, que entrou livre para marcar, mas arbitragem assinalou impedimento; lance no mínimo duvidoso. Em uma falta frontal à meta bicolor, Thiago Primão cobrou na barreira e, na sobra, tocou na frente para Marcelinho, mas outra vez a arbitragem parou o ataque do Tubarão e marcou impedimento.

O Papão reagiu quando Renato Augusto mandou um chutaço de fora da área e a bola passou raspando o travessão do goleiro Vagner. Novamente, o Paysandu: Cassiano em jogada individual chutou para o gol, a bola desviou na zaga e, na sobra, Mike disparou sem muita força para a defesa de Vagner. Os jogadores do time paraense foram para cima da arbitragem pedindo pênalti no primeiro lance.

Imediatamente o Londrina respondeu com Marcelinho, que recebeu passe e, na hora de finalizar, acabou escorregando, mas, mesmo assim, a bola passou assustando a meta defendida por Renan Rocha. Roberto avançou bem pela esquerda e foi derrubado pelo zagueiro Perema, do Paysandu. A turma paranaense ficou na bronca com a arbitragem, pelo fato do defensor já ter recebido um cartão amarelo; apenas a falta foi marcada.

Aos 29 minutos do primeiro tempo, uma parte da iluminação do Estádio da Curuzu apagou e o árbitro Dênis da Silva Ribeiro Serafim, de Alagoas, paralisou a partida. Após muita espera das equipes, os refletores foram acessos e a partida reiniciou aos 61 minutos, ou seja, 32 minutos depois. Melhor para o time bicolor, que chegou ao gol logo em seguida: após bola alçada na área, a zaga do Londrina bateu cabeça e o atacante Mike, sozinho, apenas teve o trabalho de empurrar para o fundo do barbante: 1 a 0 Papão, aos 62 minutos.

Depois do gol, a Fiel Bicolor se animou nas arquibancadas e começou a empurrar mais o time. Cassiano roubou a bola e foi para cima da marcação, recebendo uma falta. Após cobrança da falta, o goleiro Vagner cortou mal e a bola caiu nos pés de Moisés, mas o chute do atacante bicolor passou longe. O Tubarão respondeu quando Reginaldo cruzou na cabeça de Alisson Safira, que testou firme para a defesa quase que milagrosa do goleiro Renan Rocha, que
espalmou para escanteio.

Pressão paranaense, a defesa do Paysandu afastou mal e a bola sobrou para Diego Lorenzi, que chutou forte estourando no zagueiro Diego Ivo. Em uma cobrança de falta, o lateral-esquerdo Roberto cobrou por cima da meta de Renan Rocha. Em um contra-ataque bicolor, Moisés arrancou e cruzou para Cassiano, que, com um leve toque, tirou do goleiro Vagner, mas a bola foi para fora. No último lance perigoso no movimentado primeiro tempo, Thiago Primão lançou para Alisson Safira; a bola passou do atacante, mas sobrou para Dudu, que não conseguiu acertar a finalização.

No segundo tempo, o técnico Dado Cavalcanti mexeu no time bicolor: entrando Willyam e Alan Calbergue, saindo Matheus Silva e Renato Augusto, respectivamente. Mateus Muller cobrou falta fechada para a cabeçada de Mike, mas o goleiro Vagner espalmou para fora, salvando o Londrina. Na sequência do escanteio, o zagueiro Perema desviou e, outra vez, o goleiro Vagner apareceu bem e defendeu para o Tubarão.

O Paysandu teve outra chance, agora em cobrança de falta, mas o meia Alan Calbergue, mandou por cima da meta de Vagner. Outra vez, o bicolor estadual: Alan Calbergue deixou para Willyam, que cruzou direto para o gol e quase surpreendeu o goleiro Vagner. Pressão bicolor: Alan Calbergue cobrou um escanteio com efeito, mas a arbitragem paralisou o lance, dizendo que a bola fez a curva por fora antes de chegar na área.

Em outra roubada de bola, o atacante Cassiano avançou e chutou, mas mandou para fora a chance de ampliar para o Papão. O Paysandu pressionava a saída de bola do Londrina, mas o zagueiro Lucas Costa conseguiu dar um chapéu no atacante Mike, do time paraense. O Tubarão chegou depois que Dudu cruzou para a cabeçada de Alisson Safira; a bola passou por cima da meta de Renan Rocha.

O Londrina tentou ir para o tudo ou nada e Wesley, que tinha acabado de entrar, se livrou da marcação, mas mandou para fora, sem muito perigo. No último lance de perigo do jogo, o Tubarão teve um escanteio: a zaga do Papão cortou mal e Moisés Gaúcho, na segunda trave e sem goleiro, conseguiu mandar para fora a chance de ouro da equipe paranaense. Placar final: Paysandu 1 x 0 Londrina.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Renan Rocha; Edimar, Diego Ivo e Perema; Matheus Silva (Willyam), Nando Carandina, Renato Augusto (Alan Calbergue) e Mateus Muller; Moisés, Mike (Magno) e Cassiano.
Técnico: Dado Cavalcanti

LONDRINA: Vagner; Reginaldo, Luizão, Lucas Costa e Roberto; Moisés Gaúcho, Diego Lorenzi (Wesley), Dudu e Thiago Primão (Patrick Vieira); Marcelinho (Dalberto) e Alisson Safira.
Técnico: Marquinhos Santos

Árbitro: Dênis da Silva Ribeiro Serafim-AL
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo e Rondinelle dos Santos Tavares, ambos de Alagoas
Cartões amarelos: Perema (Paysandu); Luizão, Moisés, Marcelinho, Diego Lorenzi e Patrick Vieira (Londrina)
Gol: Mike, aos 62 minutos do 1º tempo para o Paysandu

Local: Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém
Renda: R$68.190,00
Pagantes: 4.209
Sócio Bicolor: 2.375
Credenciados: 1.438
Total: 5.647

Futebol

Paysandu perde para o Londrina no estádio do Café e cai uma posição na Série B

O time do Papão entrou apático em campo e sofreu dois gols logo no início do jogo
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas

O Paysandu Sport Club não conseguiu segurar o embalado Londrina em partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O Papão caiu para o Tubarão, por 2 a 0, na tarde deste sábado (21/10), no estádio do Café, em Londrina (PR). Os gols saíram logo no início do primeiro tempo, com o meia Negueba marcando aos dois minutos e o atacante Carlos Henrique aos 13  minutos. Com o resultado o Londrina foi para o 7º lugar com 46 pontos, já o Paysandu caiu uma posição e agora é 13º colocado com 38 pontos e apenas três da zona de rebaixamento.

O próximo compromisso do Paysandu será na sexta-feira (27/10), às 20h30, no estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém, contra o Criciúma-SC.

O jogo: Londrina 2 x 0 Paysandu

Embalado atuando no estádio do Café, o Londrina começou em cima do Paysandu e foi logo abrindo o placar. Aos dois minutos de jogo, Renato Augusto fez lambança na zaga bicolor, a bola foi para área do Papão, e o meia Negueba apareceu livre na segunda trave para abrir o placar, 1 a 0 Tubarão. O time paraense tentou empatar com Caion, que chutou livre de dentro da área, o goleiro César salvou o time londrinense em uma defesa com o pé esquerdo.

Apesar do lance de perigo, o time do Paysandu entrou apático em campo e sofreu o segundo gol na sequência. Em um contra-ataque fulminante, Artur ganhou da marcação e tocou para o atacante Carlos Henrique, que chutou de primeira e ampliou para o time da casa, 2 a 0, aos 13 minutos. O Papão tentou acordar para o jogo e Fábio Matos mandou um chutaço cruzado, a bola passou assustando o goleiro César. Foi o que de melhor aconteceu no primeiro tempo.

Na etapa derradeira, o time paraense tentou marcar em bola parada. Em uma boa chance de frente para a meta adversária, o lateral-direito Ayrton cobrou falta e mandou para longe uma das poucas chances do bicolor estadual. Em mais uma chagada do Papão, o mesmo Ayrton cruzou da direita para Marcão, mas na hora do cabeceio do atleta do Paysandu, a zaga chegou cortando com Dirceu, cedendo escanteio.

Quem teve a chance de ampliar foi o Londrina. O árbitro Dyorgines José Padovani de Andrade do Espírito Santo, marcou pênalti quando Ayrton do Paysandu esbarrou no Ayrton do Londrina dentro da área, aos 15 minutos. O volante Germano cobrou, deslocou o goleiro Emerson, mas a bola caprichosamente bateu na trave. O Papão chegou três vezes perigando a meta do adversário. Na primeira delas, Welinton Júnior invadiu a área e caiu pedindo pênalti, o árbitro ignorou e ainda mostrou cartão amarelo alegando simulação do atacante bicolor. Na segunda tentativa de Welinton Júnior, o jogador apareceu livre após boa troca de passes, mas mandou
para fora. O time paraense chegou a marcar depois que Welinton Júnior cruzou da esquerda para o atacante Marcão, que dominou e chutou para o fundo do gol, só que a arbitragem deu saída de bola e anulou o lance.

Após os perigos do Papão, só deu Tubarão na sequência. Destaque para o goleiro Emerson que evitou uma goleada no estádio do Café. Em um mesmo lance, o arqueiro defendeu três tentativas do atacante Alisson Safira em defesas de cinema. Já nos acréscimos Emerson apareceu de novo, na tentativa de Alisson Safira e Bidía, mas o goleiro bicolor arrancou nos pés do volante adversário. Placar final: Londrina 2 x 0 Paysandu.

FICHA TÉCNICA

LONDRINA: César; Lucas Ramon, Dirceu, Edson Silva e Ayrton; Germano, Rômulo e Jardel (Bídia); Negueba (Patrick Vieira), Artur e Carlos Henrique (Alisson Safira). Técnico: Cláudio Tencati

PAYSANDU: Emerson; Ayrton, Perema, Diego Ivo e Peri (Lucas Taylor); Augusto Recife, Nando Carandina (Welinton Junior), Renato Augusto e Fábio Matos (Jhonnatan); Caion e Marcão. Técnico: Marquinhos Santos

Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)

Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antônio Zanotti (ES)

Cartões Amarelos: Edson Silva (Londrina); Emerson e Welinton Junior (Paysandu)

Gols: Negueba, aos dois, e Carlos Henrique, aos 13 minutos do primeiro tempo para o Londrina

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)

Público: 2.118 presentes – Renda: R$ 31.541,00