Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Polícia Civil

Polícia Civil do Pará evita arrombamento de agência do BB em Parauapebas

A ação conjunta contou com agentes do DRCO, da 20ª Seccional de Parauapebas, NAI Marabá e Superintendência de Marabá
Continua depois da publicidade

Policiais da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos e Antissequestro, da Seccional de Parauapebas, NAI Marabá e Superintendência de Polícia Civil da RISP Carajás impediram na madrugada de hoje (sexta-feira, 15/06) o arrombamento a uma agência bancária do Banco do Brasil localizada no bairro Cidade Jardim, em Parauapebas.

Através de investigações, foi possível identificar que um grupo criminoso especialista em arrombamento a agências bancárias havia se organizado para praticar uma ação na cidade de Parauapebas.

De posse das informações, as equipes da DRCO se deslocaram até Parauapebas, onde em conjunto com equipes da Seccional de Parauapebas, Nai Marabá e Superintendência de Marabá fizeram a abordagem na Agência Bancária logo após a desativação do sistema de monitoramento.

Foram presos no interior da Agência os nacionais Adimur Regio Ribeiro Batista, de 42 anos, natural de Redenção/PA e Bertiê Ferreira Camargos, de 51 anos, natural de Cuiabá/MT. Dois criminosos conseguiram escapar pulando os muros da Agência e acessando uma área de mata.

No local foram apreendidos diversos materiais utilizados no arrombamento da Agência Bancária.

Os presos foram autuados em flagrante delito por Tentativa de Furto Qualificado e Associação Criminosa e já se encontram a disposição da justiça.

Essa já é a segunda ação de arrombamento de bancos evitada pela Polícia Civil do Pará em menos de um mês. No dia 28/05, de forma semelhante, as equipes policiais da DRCO conseguiram impedir uma ação de furto qualificado contra a Agência da Caixa Econômica Federal de Vila dos Cabanos, em Barcarena, ocasião em que foram presos 4 criminosos, sendo um deles do estado do Paraná.

Fotos: Polícia Civil do Pará

Parauapebas

No Maranhão, polícia prende mais dois acusados de envolvimento na morte de Altamiro Soares.

Continua depois da publicidade

image

Uma ação conjunta do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) da Polícia Civil de Marabá e da Polícia do Maranhão prendeu ontem (27) em Balsas, Maranhão, os foragidos Ailton Pereira Lima, o Bazuca e Ricardo Soares da Silva. Os dois estavam com mandados de prisão expedidos  pela justiça paraense pois são acusados de participação na morte do empresário Altamiro Borba Soares, em 22 de julho passado quando o mesmo entrava em uma agência da Caixa Econômica Federal, em Parauapebas, para efetuar um depósito bancário.

As primeiras informações dão conta que com os presos foi apreendida uma pistola 380 que pode ter sido usada no latrocínio do empresário, todavia, informou o delegado Thiago Carneiro, será necessário uma perícia na arma apreendida para confirmar a informação.

“Bazuca” e Ricardo são considerados os mentores intelectuais do latrocínio de Altamiro e eram os últimos foragidos entre os envolvidos no caso. Eles foram recambiados para Marabá e aguardam posicionamento do juiz da Vara Penal de Parauapebas, Líbio Moura, para serem transferidos para a capital paraense, onde aguardarão à disposição da justiça.

Parabéns às polícias Civil e Militar do Pará que, em noventa dias efetuou a prisão de todos os envolvidos nessa ação que tanto comoveu a população de Parauapebas. Agora aguardaremos a conclusão do inquérito policial para que os presos possam ser julgados com a mesma celeridade para que a justiça seja feita.