Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Educação

Comunidade da Palmares decide em plebiscito por eleição direta para escolha de diretoria de escola

96% dos eleitores disseram SIM à escolha para direção da escola por meio do voto

Depois da polêmica gerada a partir da suposta interferência da vereadora Eliene Soares no processo de escolha dos diretores das escolas da Palmares, conforme divulgado anteriormente aqui pelo blog, a comunidade de Palmares realizou um Plebiscito para verificar se a maioria aprovava ou não a escolha dos profissionais para direção das escolas por meio de eleição direta.

O Plebiscito ocorreu nos dias 12 e 13, e contou com a participação de 1.029 eleitores. O resultado final foi a aprovação da eleição direta por 96% dos votantes. A escolha dos profissionais para atuar nas escolas por meio do voto direto é uma tradição da comunidade, neste ano, porém, o procedimento não foi realizado desta forma.

“A vitória do SIM, do ponto de vista da comunidade da Palmares II, torna ilegítima a atual gestão da escola Crescendo na Prática, o que já vinha sendo demonstrado pela indignação de pais, alunos e educadores, com a forma arbitrária e autoritária de como se deu a intervenção”, diz um trecho do informativo assinado pela Associação Produtiva com Trabalhadores Assentamento Palmares (APROCPAR) e pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Ainda de acordo com o informativo, o resultado do Plebiscito será encaminhado para o Ministério Público, Câmara de Vereadores de Parauapebas, Secretaria de Educação do Município, ao Chefe do Executivo Municipal, a OAB e aos órgãos de defesa dos Direitos Humanos e da democracia, dentro e fora do Brasil.

Infelizmente a escolha de profissionais para atuar em cargos de gestão das escolas públicas do município por meio de critérios políticos, e não de competência, é uma realidade. São profissionais que muitas vezes não estão preparados para o cargo mas assumem porque apoiou político A ou B, e a qualidade da prestação do serviço fica em último caso, em detrimento dos interesses individuais.

A adoção de leis para que o município possa ter todas as suas escolas da rede pública participando de métodos mais democráticos de gestão nas escolas, incluindo as eleições diretas, tem sido pauta do Conselho Municipal de Educação (Comespa) e também do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp).

No caso da Palmares, localizada na zona rural do município, a comunidade tem preferência para que as vagas disponibilizadas nos serviços públicos ofertados na localidade sejam ocupadas por quem reside na comunidade, para facilitar o deslocamento desses profissionais até os postos de trabalho e também a interação com o público local.

S11D

Projetos de Associações Comunitárias de Parauapebas favorecem produção agropecuária do município

img_2679_1

O apoio  vem da Vale. Nesta sexta-feira, a comunidade de Juazeiro recebeu trator  e  equipamentos agrícolas. Cinco comunidades da zona rural de Parauapebas desenvolvem projetos capazes de alavancar a produção agropecuária no município. Com as propostas idealizadas pelas próprias associações comunitárias, cerca de 350 famílias serão beneficiadas com a geração de emprego e renda no campo. As iniciativas contam com o apoio da Vale, por meio do projeto Ramal Ferroviário S11D.

Nesta sexta-feira, 18/12, a comunidade de Fazenda Juazeiro recebeu uma patrulha mecanizada, composta por um trator e 12 equipamentos agrícolas e inaugurou a nova sede reformada e um galpão/oficina do maquinário. A proposta foi da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Acampamento Nova Esperança (Aprane) e irá contribuir para a melhoria da produção de mais de 50 famílias que fazem parte da associação. Além disso, serão implantadas na comunidade unidades de criação de frango e de peixe.

“Ao apoiar estes projetos, nosso objetivo é contribuir com a geração de emprego e renda, fornecendo a assistência necessária, para que a comunidade se desenvolva de forma independente com uma atividade econômica, que também é vocação da região e que tem capacidade de promover uma mudança de qualidade de vida para essas famílias e das gerações futuras”, diz o gerente executivo de Relacionamento com Comunidades Norte, João Coral.

Para a presidente da Aprane, Noeme Rodrigues da Silva, o conjunto de equipamentos chega para beneficiar os produtores. “Eu creio que vai gerar um agricultura familiar mais concretizada, trazer mais benefício para a nossa comunidade, porque vai ter mais plantio, vai englobar mais pessoas no trabalho, e mais renda para a população e até mesmo para o município”, declara ela.

A ideia é fomentar o desenvolvimento agropecuário do município, com a valorização do produtor local. Além da Fazenda Juazeiro, outras quatro comunidades são beneficiadas com projetos, como a Associação do Assentamento Santo Antônio, Associação do Assentamento Onalício Barros, Cooperativa dos Produtores de Alimentos de Palmares II e Associação dos produtores Rurais do Assentamento de Palmares Sul.

Produtores da comunidade de Juazeiro desenvolvem projeto com apoio da Vale para crescer a agricultura

Produto Local  –  Por meio da proposta da Cooperativa dos Produtores de Palmares II, o objetivo é fazer com que a farinha do produtor de Parauapebas se torne um item nas prateleiras do mercado local, hoje o produto presente nos supermercado é importado. A Vale entrou com o recurso financeiro para apoio na montagem de uma casa de farinha. A obra já está em construção. A previsão da Cooperativa é de que 150 produtores deverão ser beneficiados. 

Na região de Palmares Sul e II, a produção de leite também deve avançar. Projeto idealizado pela  Associação beneficiará cerca de 80 produtores, com orientação quanto ao manejo da pastagem, dos animais até o controle da produção e gerenciamento da propriedade em termos de produção e controles climático, zootécnico e financeiro.  Em alguns locais, os primeiros resultados já aparecem. A produção do leite subiu de 20 para 70 litros por dia com o mesmo rebanho.

img_2654Kit completo para o preparo do solo e o plantio foi recebido pela Associação

Resultados – Um dos exemplos de sucesso do apoio à produção local está no Laticínio Estação Conhecimento Apa do Gelado. Iniciado em 2014, o laticínio, que emprega hoje 20 pessoas, segue transformando diariamente quatro mil litros de leite, absorvidos da produção leiteira de 50 famílias, em leite integral pasteurizado, queijo muçarela e manteiga de primeira qualidade. A venda já chegou aos supermercados, que apoiam a comercialização da produção local.

Fonte: Vale

Parauapebas

Em Parauapebas, MST segue acampado próximo da Estrada de Ferro Carajás, da Mineradora Vale

Na manhã de segunda-feira, 3, cerca de 2 mil trabalhadores rurais Sem Terra acamparam nas proximidades da ferrovia da mineradora Vale, entre os bairros Palmares Sul e Palmares II, em Parauapebas. De acordo com Pablo Santiago, um dos representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Parauapebas, a mobilização faz parte da Jornada Nacional de Lutas por Reforma Agrária que está acontecendo em vários estados brasileiros.

DSC_0169

“A intenção é fazer pressão contra os cortes que o governo federal vem fazendo com a política do ministro Joaquim Levy, de tirar os direitos dos trabalhadores, recursos para a educação, saúde e recursos para o pequeno agricultor”, justifica Pablo Santiago. No entanto, segundo ele, os juros de bancos e recursos destinados à empresas como a Vale, que recebe dinheiro do BNDES, não foram alterados. “Os impostos dos brasileiros estão indo para uma empresa como essa, que demitiu cinco mil trabalhadores numa primeira crise, uma empresa que não tem compromisso com o povo brasileiro de fato. Em contrapartida, o governo corta 9 bilhões da educação e 2 bilhões da pequena agricultura”, explica.

De acordo com nota publicada no site do MST, a Vale tem se tornado uma das principais inimigas dos camponeses no Pará e já subtraiu dos cofres do estado mais de R$ 25 bilhões. A nota destaca ainda que 74% dos R$ 506,96 milhões destinados pela Superintendência de Desenvolvimento na Amazônia (SUDAM) são apropriados pela Vale em vários projetos na exploração de ferro e cobre.

DSC_0173

Em Brasília, outros 2 mil manifestantes ocuparam o prédio do Ministério da Fazenda. Segundo Alexandre Conceição, da coordenação nacional do MST, o movimento volta a denunciar a paralisação da reforma agrária no país com a realização de uma segunda Jornada de Lutas contra o ajuste fiscal do governo, que cortou quase 50% dos recursos da Reforma Agrária – de R$ 3,5 bilhões sobraram apenas R$ 1,8 bilhão. Eles pedem que seja criado um Plano de Metas para assentar, no mínimo, 50 mil famílias por ano, no período de 2016 a 2018. A previsão é que o grupo permaneça mobilizado durante toda a semana.

A mineradora Vale foi procurada para se posicionar sobre o caso e sobre as afirmações do MST, mas se limitou a dizer que a ferrovia não foi ocupada.

Parauapebas

Agricultura familiar muda a realidade de produtores rurais da Palmares I

Aumentar a renda, esse é o sonho de todo produtor rural que acorda cedo todos os dias para trabalhar. Em Parauapebas, os agricultores já vivem essa realidade. O programa de incentivo do Governo Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror), proporciona aos produtores uma mudança de vida completa.

IMG_3688llll

Raimundo Vieira, 51 anos, tem uma propriedade na área da Palmares I. O produtor que chegou a Parauapebas há 3 anos, sempre trabalhou com agricultura familiar, mas nunca teve incentivo nos negócios. “Aqui é diferente, a prefeitura nos apoia. Já recebi muitos benefícios: adubo, sementes e os técnicos da Sempror sempre estão à disposição para nos auxiliar”, comenta.

Ele trabalha com o plantio de melancia, maracujá, goiaba, milho, cheiro verde, abóbora e cebola. Para o agricultor, o conhecimento e a assistência técnica qualificada fizeram a diferença na sua plantação. Atualmente, ele consegue fazer a colheita de melancia, por exemplo, duas vezes ao ano.

A segunda colheita de melancia foi realizada na última quinta-feira (2), com a presença do secretário de Produção Rural, Horácio Martins, equipe da Sempror, e alguns produtores da região da Palmares I, que conheceram a propriedade, a plantação dos frutos e ainda as técnicas utilizadas pelo agricultor.

“Antes eu fazia o trabalho com a inchada e isso levava muitos dias. Agora é feito com as máquinas custeadas pela prefeitura, o que facilita demais nosso trabalho. A prefeitura também me concedeu o transporte da mercadoria até a cidade. Minha renda aumentou, então, estou muito feliz com esses incentivos e hoje mais ainda pela presença do secretário na minha propriedade”, completa.

IMG_3617mmm

Com uma plantação de 5 mil pés de quiabo, cheiro verde, cebolinha, feijão, pimenta de cheiro e mamão, o então produtor Leandro Batista, 35 anos, mudou sua vida quando decidiu voltar a trabalhar como agricultor. Leandro conta que atuava como assalariado na cidade e há 7 anos decidiu investir em uma propriedade na zona rural.

“Agora tenho meu próprio negócio, duas vezes por semana levo os produtos para vender na cidade. Essa é minha única fonte de renda e já tenho uma pessoa que trabalha comigo. Minha vida mudou muito com a agricultura familiar”, afirma o produtor, que já plantou mais 3 mil pés de quiabo para aumentar sua produção.

De acordo com o coordenador da região da Palmares I, Alcides de Sousa, mais de 300 produtores recebem incentivos do Governo Municipal, através da Sempror, com mecanização, distribuição de mudas, adubo, ureia, assistência técnica e construção de tanques de piscicultura.

O titular da Sempror, Horácio Martins, falou para os agricultores sobre o potencial de produção que o município possui e o trabalho que vem sendo realizado para aumentar a produtividade. “Fico feliz em constatar o sucesso de nossos agricultores. Já aumentamos a produtividade de milho e diversos produtos, e vamos continuar. Saímos de 3 % de produtos da agricultura familiar que fornecíamos para a merenda escolar, atualmente, estamos com 33% de fornecimento. O nosso município tem potencial de produção, não vamos precisar vender frutos vindo de outras regiões. Nós vamos produzir melancia suficiente para atender o nosso município e comercializar para outros também, assim como quiabo, couve, cebola, entre outros produtos”, ressalta o secretário.

Parauapebas

Semsi apresenta Projeto Vizinho Solidário aos moradores do Palmares Sul

A Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi) apresentou o Projeto Vizinho Solidário à comunidade do Bairro Palmares Sul. A proposta foi apresentada no sábado (30), na Escola Paulo Freire e tem como objetivo fortalecer a comunicação na vizinhança, fazendo com que casos suspeitos sejam informados de forma mais rápida aos órgãos de segurança pública.

IMG_8696

De acordo com a Semsi a Palmares será a primeira a desenvolver esse tipo de trabalho que servirá de referência para aplicação em outros bairros da cidade.  “Acreditamos nesta parceria, contamos com todos vocês”, destacou o secretário da Semsi, Eliésio Miranda.

Para as Polícias Militar e Civil, é muito importante esse contato direto com a população. “Nós ficaremos mais próximos de vocês e todos serão beneficiados”, ressaltou o delegado da Polícia Civil, Heitor Guimarães.

“Ficamos honrados de ter vocês cada dia mais perto”, disse o cabo da Polícia Militar, Antônio Alves da Silva, responsável pela guarnição do Palmares Sul há pelo menos quatro meses.

O presidente da Associação dos Moradores da Agrovila Palmares Sul (Amapalms), Everaldo Fidélis, acompanhou o surgimento do bairro e se sente muito feliz com a iniciativa. “Todos estão de parabéns, nossa comunidade nesse momento será o foco principal. Nós queremos a melhoria da qualidade de vida desta população e pensamos que essa é a melhor forma”, acrescentou.

IMG_8635

“Esse sistema funcionará de forma preventiva, podendo evitar roubos em nossa comunidade e até mesmo situações piores”, citou o vereador, Israel Pereira Barros, conhecido popularmente como Miquinha.

O projeto deverá ser implantado até o segundo semestre deste ano. Ainda acontecerão algumas reuniões para traçar as estratégias necessárias para o funcionamento e para que sejam esclarecidas todas as dúvidas dos participantes.

Como funciona
A comunidade vai ser organizar por distrito e os moradores deverão se reunir e eleger um representante que será o facilitador daquela área. Cada casa que aderir ao programa será identificada por um adesivo.

O facilitador passará por um treinamento junto à polícia, ele ficará responsável por receber as denuncias e passar imediatamente para a Polícia Militar ou Civil, que deverão prestar socorro imediato.

O programa tem como proposta aproximar a vizinhança ainda mais e proporcionar mais segurança aos moradores com parcerias entre população, Semsi, Conselho Tutelar, Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT), Polícia Militar e Civil.

Texto: Ascom PMP

Parauapebas

Rede municipal de saúde oferece novo serviço de odontologia à população

dentist 1A população de Parauapebas já pode contar com mais um serviço odontológico na rede municipal de saúde. Trata-se da especialidade de endodontia (tratamento de canal), que agora é realizado nos dentes posteriores, pois antes o tratamento era apenas nos dentes centrais.

Para ofertar o serviço, a rede municipal de saúde ganhou equipamentos de alta tecnologia, chamado lima rotatória, o que há de mais moderno na área de odontologia. Além de novas cadeiras odontológicas, raio x e profissionais especialistas na área. O serviço está sendo ofertado desde o mês de agosto para a população das zonas urbana e rural.

Na zona urbana, o serviço está disponível no Centro de Especialidades Integradas (CEI) e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Liberdade I, Guanabara e Casas Populares II. Na zona rural, as UBS das vilas Palmares II e Paulo Fonteles já realizam o tratamento.dent 3

A endodontista e especialista em canal, Caroline Lopes, explica que antes o tratamento de canal era demorado, realizado em várias sessões e com equipamentos manuais. O novo equipamento modernizou e agiliza o tratamento.

“Esse aparelho é o lançamento na área de odontologia, otimiza o tempo, traz conforto para o paciente e facilita o trabalho do profissional.  O tratamento de canal dos dentes posteriores é um grande ganho para os pacientes que hoje estão na faixa etária de 11 a 16 anos de idade”, destaca a especialista.

De acordo com o coordenador municipal de Saúde Bucal, Marco Aurélio, com esse novo serviço especializado a população tende a perder menos elemento dentário, pois o serviço visa recuperação ao invés da extração.  Além desse novo serviço, a população do município conta com uma rede de atendimento odontológico totalmente gratuito.

dent 2São 19 consultórios distribuídos nas Unidades Básicas de Saúde dos bairros Liberdade I e II, Guanabara, Da Paz, Altamira, Jardim Canadá, Rio Verde, Cidade Nova, Novo Brasil, Palmares Sul e Centro de Especialidades Integradas (CEI) e também nas vilas Paulo Fonteles e Palmares II. Serviços como restauração, limpeza, extração, raspagem periodontal e tratamentos de canal estão disponíveis na rede municipal de saúde.

Fonte : Ascom

Educação

Muita emoção na entrega da escola Mundo Infantil na Palmares Sul

“Obrigada, autoridades, por entregar à nossa população a mais bela escolinha dos sonhos dos pequeninos da nossa região”. Esse trecho do poema lido pela aluna Endely Keuanu, de 6 anos, durante a cerimônia de inauguração do novo prédio da escola Mundo Infantil, localizada na Palmares Sul, reflete bem o sentimento de felicidade e gratidão de toda comunidade escolar do Bairro Palmares Sul ao receber a unidade educacional.

1

Depois de 17 anos sem sede própria e funcionando em estrutura improvisada, a escola Mundo Infantil conta agora com prédio novo, moderno e com infraestrutura completa. Uma construção diferenciada e de qualidade, como relata a pedagoga Greissy Pettrucci, mãe da aluna do I período, Kamila Pettrucci.

“Ao entrar na escola e perceber que minha filha vai estudar em um ambiente bonito, climatizado, com toda essa infraestrutura, fiquei emocionada. É muito bom ver que a educação no município tem mudado para melhor, que o governo de Parauapebas tem olhado para a educação com seriedade e compromisso. Feito muita coisa boa, de primeira qualidade e que tudo isso vai refletir na educação da Kamila”, reconheceu.

5

Não foi só Geissy Pettrucci que ficou emocionada durante o evento. A cerimônia de inauguração foi toda permeada por este sentimento. Alunos, funcionários, convidados, secretários de governo e o próprio prefeito demonstraram grande felicidade na entrega da instituição de ensino.

“Estou dedicando esses quatro anos de minha vida em prol deste município. Fico muito feliz em contribuir com o desenvolvimento de Parauapebas. É gratificante inaugurar obras que trazem benefícios para toda uma comunidade, principalmente uma escola como esta. Estou emocionado”, destaca o prefeito Valmir Mariano no seu discurso.

Estrutura da escola

Antes da inauguração, os 296 alunos atendidos pela unidade educacional estudavam em um imóvel alugado, de madeira. Agora, as aulas serão ministradas em um prédio próprio, de alvenaria, adaptado para receber alunos com necessidades especiais, com 10 salas de aulas climatizadas, brinquedoteca, sala de leitura, parquinho, auditório, cozinha industrial, refeitório e bloco administrativo. O número de vagas foi ampliado para atender 500 pequenos estudantes do I e II período.

6

O secretário-adjunto de Educação, Rui Amorim, destacou em seu pronunciamento que a arquitetura e a engenharia das novas escolas contribuem com a proposta da Secretaria Municipal de Educação (Semed) em oferecer educação de qualidade para todos os estudantes da rede de ensino, como também oferecem boas condições de trabalho para os educadores.

Construções de escolas

Esta foi a 11ª escola inaugurada pela gestão do prefeito Valmir Mariano, em 19 meses, e a terceira de educação infantil. Essas construções beneficiaram mais de 10 mil alunos e possibilitaram a eliminação de 11 anexos.

Em seu discurso, o prefeito destacou que o governo já iniciou a construção de cinco creches na cidade, de onze que devem ser entregues no biênio 2014/2015, uma vez que o município não conta com nenhuma.

Texto: Karine Gomes/Messania Cardoso/ASCOM  – Fotos: Anderson Souza

Estação de Tratamento de Água na Palmares Sul será inaugurada amanhã

image

Nesta terça-feira (19), às 10h, a Prefeitura de Parauapebas realizará a inauguração da Estação de Tratamento de Água da Palmares Sul, que contará também com um laboratório e com um reservatório com capacidade para armazenar quatrocentos mil de litros de água.

Em torno de 1.700 famílias residentes na localidade serão beneficiadas e receberão água tratada diretamente em suas torneiras. A manutenção e operação do reservatório  são de responsabilidade do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep).

Serviço: Inauguração do reservatório de água
Local: Palmares Sul
Data: 19/08 (terça-feira)
Horário: 10h