Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Efemérides

25 de Abril – Dia do Profissional de Contabilidade

Conheça a trajetória de Maria Onilce, profissional contábil de sucesso em Parauapebas

Em 25 de Abril é comemorado o Dia do Profissional da Contabilidade, e para homenagear quem atua na área, o Blog fez uma entrevista de perfil com Maria Onilce, que administra um dos escritórios de contabilidade mais famosos de Parauapebas, a Pillares  Contabilidade.

Onilce conduz brilhantemente o seu negócio, ela é contadora, mas começou a atuar no segmento contábil a partir da sua formação no curso técnico de contabilidade. Durante a entrevista ela compartilhou conosco um pouco da sua inspiradora história de vida e falou sobre como foi o processo para conquistar o seu espaço em um mercado tão competitivo.

“Eu pisei na escola pela primeira vez com 11 anos. Era muito humilhada por outros alunos por esse atraso, vim da roça, fui alfabetizada praticamente ao 15 anos”, relatou Maria Onilce, que driblou essa dificuldade e avançou anos luz em conhecimento e crescimento profissional, sempre com uma enorme força de vontade para vencer grandes obstáculos e alcançar resultados expressivos. “Eu sempre tive comigo as seguintes palavras: eu quero, eu posso, eu consigo!”,  afirmou Onilce.

Depois do ensino fundamental, por uma questão de mercado de trabalho, ela optou por fazer magistério em vez de técnico em contabilidade, sua paixão. “Eu precisava muito trabalhar e naquela época o magistério era o caminho mais rápido para conseguir um emprego”, mas, o desejo de fazer contabilidade não foi esquecido.

Ao concluir o magistério, Onilce começou a ministrar aulas, e em 1994 passou em um concurso público para professora, realizou um trabalho diferenciado, que lhe proporcionou crescimento na carreira. “Lembro que, enquanto professora, quando eu chamava os pais dos meus alunos na escola e eles não compareciam, eu ia bater na casa deles e na maioria das vezes encontrava situações lastimáveis”. Essa atuação diferenciada de Onilce foi vista e ela começou a assumir cargos de liderança e de gestão na área de educação.

Com o passar do tempo Onilce conseguiu fazer o tão sonhado curso técnico de contabilidade e por conta da sua formação teve a oportunidade de ser transferida para o setor de Contabilidade da secretaria de Educação.  “Entendo que sucesso é quando a preparação encontra a oportunidade. Eu sempre busquei me qualificar e a contabilidade sempre foi a minha paixão, não desisti do meu sonho”.

Depois vieram as graduações em Filosofia, Gestão Empresarial e Contabilidade. Onilce fez parte da primeira turma desse curso ofertado pela Universidade Federal do Pará (UFPA) em Parauapebas, mais um grande sonho realizado com muito esforço, dedicação, suor, lágrimas derramadas e noites mal dormidas.

“Algumas pessoas me perguntam como eu fiz para chegar até aqui. Quando eu conto a minha trajetória sempre se emocionam”. Em 2013 Onilce se lançou em um desafio maior, abriu mão da estabilidade proporcionada pelo concurso público e iniciou os trabalhos com seu escritório de contabilidade, com foco diferenciado de atuação na área pública, sua grande expertise, acumulada ao longo de 20 anos de dedicação ao serviço público e também graças ao seu investimento na carreira com cursos, pós-graduação e participação em eventos a nível de Brasil, na área contábil.

Seu escritório de contabilidade atende o segmento público e privado, sempre pautado na transparência e na busca do melhor resultado para o cliente. Recentemente Maria Onilce foi homenageada com o título de “Mulher Destaque do Pará 2017”, honraria conferida pelo Conselho de Eventos do Estado, presidido pela procuradora Gal Fernandes.

“O contador tem uma grande responsabilidade, ele pode ajudar o cliente a alavancar um sonho ou pode contribuir para sua destruição. É preciso ser claro, realista, falar às vezes o que cliente não quer ouvir, porém, o que ele precisa ouvir”, destacou Onilce, finalizando com uma mensagem especial para todos que desejam sucesso em sua carreira profissional:

“É preciso ter dedicação, foco, compromisso e automotivação e, principalmente, ter sonhos. Foi o que aprendi com meu pai. Ele sempre me disse que quando a gente deixa de sonhar, a gente morre”.

Contador

O que faz – Os contadores, também conhecidos como contabilistas,  fazem os registros contábeis das empresas, cuidam de documentação, abertura e fechamento de empresas, prestam assessoria, fazem declarações de imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas, escriturações, demonstrações contábeis, análises de balanços, etc.

Características profissionais importantes (aptidões, habilidades e competências) – Conhecimentos avançados de matemática financeira, organização, precisão, conhecimentos de leis tributárias, vontade de manter-se atualizado (em função da mudança rápida de leis e tributos).

Mercado de Trabalho – Empresas privadas e públicas, escritórios de contabilidade, órgãos públicos.

Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (final)

Saiba quem são Cláudio Moraes (PGM), Maria Ivani (Sehab), Eurival Martins Carvalho (Sempror) e Jorge Guerreiro (Semas)

Desde  o início do ano, o Blog vem publicando uma séria de matérias com o perfil dos novos gestores municipais. Nessa última, apresenta os titulares das seguintes pastas: Procuradoria Geral do Município (PGM), Secretaria Municipal de Habitação (Sehab); Secretaria de Produção Rural (Sempror) e Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

Apesar de inúmeras tentativas de adequar à agenda do secretário de saúde, Dr. Francisco Segundo, não foi possível entrevistá-lo, e tampouco houve interesse por parte da assessoria dele em responder as perguntas via WhatsApp, talvez por não ter muito o que falar em virtude da dificuldade com que passa a área da saúde em Parauapebas. Outro que preferiu não participar foi o Assessor de Comunicação, Laércio de Casto. Este alegando que preferia não aparecer, já que sua função é fazer com que as ações do governo apareçam.

PGM

Advogado e eterno estudante, como ele afirma ser, Cláudio Moraes, de 36 anos foi o escolhido para ocupar uma posição estratégica e de confiança no governo Darci Lermen, a de Procurador Geral do Município. Residente em Parauapebas desde 2013, o novo gestor da PGM começou a atuar pelo PMDB no início de 2016, quando intensificou o seu envolvimento com o grupo político que venceu as eleições em Parauapebas no último pleito.

Sua especialidade é direito eleitoral e público. Natural de Belém, Cláudio Moraes é casado, não tem filhos, e deixou a capital do Estado para se instalar na região sul e sudeste do Pará, implantando no início de 2010 um escritório de advocacia em Redenção. A partir de então, percorreu dezenas de municípios durante os períodos pré-eleitorais e de campanhas, advogando, na maior parte desse tempo, pelo PTB. Já atuou como procurador da Adepará e em assessorias jurídicas para alguns municípios.

De origem humilde, Cláudio Moraes morou em palafitas no bairro Marambaia, em Belém, durante a infância, e diz que se surpreendeu com a indicação para o cargo. Será a primeira vez que irá ocupar um cargo de gestão. Sobre a pasta, Moraes diz ter recebido a Procuradoria altamente organizada e com um corpo técnico excelente. Ele pretende trabalhar de forma integrada com a equipe e dar autonomia para que os procuradores responsáveis pelos setores que integram a PGM (administrativo, fiscal e judicial) montem suas equipes de trabalho. Sua filosofia é: ninguém faz sucesso sozinho.

SEHAB

A nova ocupante da pasta da Habitação é gestora empresarial e tem uma forte atuação em trabalhos sociais desenvolvidos na comunidade em que participa por meio da Igreja do Evangelho Quadrangular. Maria Vani Caetanto Alves, de 45 anos, tem dois filhos e uma neta, reside em Parauapebas há 30 anos e é filiada ao PTB, partido que a indicou para o cargo.

Com experiência profissional restrita à área privada, principalmente na área financeira, Maria Vani tem como principal desafio, nesta primeira oportunidade de atuação no setor público, trabalhar para reduzir o déficit habitacional do município. A secretária diz que recebeu uma pasta organizada e enxuta, com apenas 64 servidores, o que a impressionou diante do intenso trabalho que é desenvolvido e dos grandiosos projetos habitacionais como, por exemplo, o Residencial Alto Bonito.

De acordo com a gestora, neste semestre serão entregues os 1.008 apartamentos da 1° fase do Alto Bonito e também 301 casas do Residencial Vila Nova, 76 delas construídas exclusivamente com recursos municipais. Com relação ao Residencial Nova Carajás XI, que está parado, a secretária afirma que está tomando conhecimento da situação para só então o município decidir os encaminhamentos com relação ao projeto, que é financiado pelo Banco do Brasil. Uma equipe da Sehab também está sendo formada para ir em busca de mais recursos para que novos projetos habitacionais sejam desenvolvidos no município, já que essa é uma área que integra o social e deve ser alvo de forte atuação do governo municipal.

SEMPROR

Eurival Martins Carvalho, mais conhecido como Totô, apelido que ganhou na infância, é o responsável pela pasta da produção rural. Com 49 anos, solteiro, pai de cinco filhos, provavelmente foi escolhido para ocupar o cargo por conta da sua longa experiência com o campo e com os movimentos sociais, principalmente o MST. Já atuou também pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Parauapebas. Totô é filiado ao PT, partido que não apoio Darci Lermen, e conhece o atual prefeito desde a época das cantinas comunitárias e da implantação da Cooper – Cooperativa Mista de Produtores Rurais da Região de Carajás.

É a primeira vez que Totô atuará no serviço público. Segundo o novo gestor, a Sempror é uma secretaria organizada e sem dívidas, tem uma equipe técnica competente e apenas melhorias no prédio precisam ser feitas.

Totô pretende continuar e aperfeiçoar a dinâmica de trabalho implantada na última gestão no que diz respeito ao trabalho da equipe técnica junto aos produtores rurais. A Zona Rural foi dividia em seis regiões, que contam cada uma com uma equipe multiprofissional integrada por: zootecnista, médicos veterinários, técnicos agrícolas, entre outros.

Com um orçamento ampliado para R$40 milhões, a Sempror terá condições de dar mais suporte ao homem do campo. Totô afirma que vai investir pesado para que os pequenos produtores tenham condições de desenvolver em larga escala a produção de frutas (fruticultura), e vai dar o suporte que for possível, principalmente com sistemas de irrigação. A meta é que a produção rural do município se potencialize, abasteça o mercado consumidor interno e transforme-se paulatinamente em alternativa econômica para a cidade.

SEMAS

Jorge Antônio Benício, mais conhecido como pastor Jorge Guerreiro, é o titular da Assistência Social. Casado, com 47 anos de idade, pai de dois filhos e avô de quatro netos, residente em Parauapebas há dois anos. Jorge Antônio é líder religioso na Igreja Universal. Sua indicação ao cargo se deu pelo partido ao qual é vinculado, o PRB.

Já atuou como chefe de gabinete de vereador no Maranhão e em empresas de segurança privada. Dentre os principais desafios que aponta à frente da pasta está a necessidade de organização administrativa da Semas, tendo em vista que na última gestão vários projetos sociais ficaram comprometidos.

Trabalhar eficientemente com o orçamento da pasta, apenas R$ 20 milhões é também um grande desafio, já que, só com folha de pagamento, a previsão é que se gaste cerca de R$ 17,8 milhões em 2017. Para tentar resolver essa equação e fazer com que os projetos sociais sejam continuados no município, uma equipe técnica está sendo formada para buscar novos recursos junto ao governo federal.

Leia também:

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 2)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 3)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 4)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 5)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 6)

 

Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 6)

Saiba quem são José Roberto (CTRH), Dion Leno (Semma) e Laoreci Diniz (Semel)

Nesta matéria da série que apresenta o perfil dos gestores públicos municipais, o Blog entrevistou os titulares da Coordenadoria de Treinamento e Recursos Humanos (CTRH), Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).

CTRH

José Roberto Marques Vieira, 46 anos, casado, pai de quatro filhos e avô de um neto, natural de Breves, no Pará, foi o escolhido por Darci Lermen para cuidar da CTRH, setor ligado à Secretaria Municipal de Administração (Semad) e que tem como foco os assuntos que envolvem os servidores da Prefeitura. José Roberto reside em Parauapebas há 26 anos e desde então atua no serviço público municipal. É servidor efetivo e já passou por diversos setores ao longo desse período.

Graduado em Administração, filiado ao PSOL, partido que não apoiou a candidatura do prefeito eleito, José Roberto teve como principal peso para sua indicação a grande experiência na área de administração da Prefeitura. Já atuou na Semad durante a primeira gestão de Darci Lermen e foi o responsável pela implantação do PAD, departamento que atua na elaboração e acompanhamento dos Processos Administrativos Disciplinares dos servidores efetivos.

De acordo com o entrevistado, a CRTH evoluiu muito nos últimos quatro anos, quanto às suas atribuições. Seu principal desafio é conduzir todo o processo de reforma administrativa da Prefeitura. Esta foi a principal missão dada pelo Prefeito e, para alcançar tal objetivo, José Roberto diz que serão revistos todos os processos de trabalho, fluxogramas e organogramas funcionais de todas as secretarias, setores, órgãos e departamentos da administração municipal, para só então verificar quais os cargos e quantidade necessária de servidores são realmente necessários. A previsão é que esse processo seja concluído até o final do ano.

José Roberto acredita que o número de servidores efetivos no município hoje, 4.107, somado à quantidade de cargos comissionados e de assessoria seja o suficiente para fazer a máquina pública funcionar, sendo necessários ajustes que serão apontados pela reforma administrativa, que deverá resultar também na atualização do Plano Cargos e Salários e do Estatuto do Servidor Público Municipal. Possíveis concursos, se de fato houver necessidade, só deverão ser ofertados a partir de 2018.

Com relação à continuidade da Mostra de Artes dos Servidores Públicos (MASPP), projeto encabeçado pela CTRH e iniciado na primeira gestão do Darci e que perdeu força no último governo, tanto que em 2016 não foi realizado, José Roberto disse que terá dificuldade para realizá-la neste ano em função de falta de orçamento para esta ação, porém, ainda não foi definido pelo governo se terá ou não a programação em 2017.

Semel

O novo titular da pasta que cuida do esporte no município é Laoreci Diniz Faleiro. Ele já tem atuação no segmento esportivo. Foi vice-presidente do Parauapebas Futebol Clube (PFC), desde a sua criação, e se tornou presidente em 2012. Atuou também na Liga Esportiva de Parauapebas (LEP), como presidente, nos anos 2011 e 2012.

Casado, pai de três filhos, formado em filosofia, natural de Tucunduva, no Rio Grande do Sul, Laoreci Diniz reside em Parauapebas desde 1999 e veio para cidade a passeio. Atuou por 15 anos como encarregado administrativo na empresa Rede Engenharia e se tornou empresário do ramo de locação de máquinas, a partir de 2009.

Sem vínculo partidário no momento, Laoreci Diniz foi indicado para o cargo por seu envolvimento com o esporte e por ser conhecido do prefeito há muito tempo. Segundo o novo gestor, seu principal desafio à frente da pasta é resgatar o esporte na cidade e a credibilidade da secretaria junto aos desportistas.

Laoreci Diniz pretende trabalhar como carro-chefe da Semel a escolinha de futebol cidadão do futuro, que atenderá crianças carentes e afirma que manterá a oferta de todas as modalidades esportivas disponíveis até então no Ginásio Poliesportivo, Praça da Juventude e Complexo Esportivo, espaços que devem passar por reforma brevemente. Uma meta do novo gestor é democratizar mais o acesso ao esporte e proporcionar às comunidades mais periféricas a oferta de várias modalidades.

Semma

O jovem Dion Leno dos Santos Alves, de 22 anos, nascido em Parauapebas, solteiro e sem filhos foi o escolhido para assumir a pasta do Meio Ambiente. A indicação do seu nome para ocupação da pasta foi feita pelo partido ao qual é filiado, o PV. Com formação de Técnico em Meio Ambiente, Dion Leno tem como experiência profissional a atuação nas áreas de mecânica e também no comércio local.

De acordo com o novo gestor, o principal desafio à frente da pasta é desenvolver uma gestão eficiente – mesmo com uma tímida previsão orçamentária -, melhorar os serviços prestados e enxugar os gastos. A médio prazo, Dion Leno pretende desburocratizar os processos de licenciamento das empresas ao município e consequentemente contribuir para a geração de emprego e renda na cidade.

Leia também:

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 2)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 3)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 4)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 5)

Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 5)

Saiba quem são Edmar Cruz (Semurb), Maria Silvana (Semob), Michael Jackson (Semsi) e Evaldo Cantanhede (Cooter).

Nesta quinta matéria de apresentação dos perfis dos gestores municipais, o Blog leva ao leitor um pouco mais de informações sobre os titulares da Semurb, Semob, Semsi e Coordenadoria de Terras.

Semurb

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semurb) está sob a condução do experiente engenheiro civil e gestor ambiental, Edmar Cruz Lima, que atua no serviço público há 22 anos. Casado, pai de dois filhos, 46 anos, natural de Colinas, no Maranhão, o novo titular da Semurb reside há 31 anos em Parauapebas.

Em seu currículo constam passagens pela própria secretaria de urbanismo, na época do prefeito Chico das Cortinas, Saaep, durante a gestão da Bel Mesquita, além de atuações nas secretarias de planejamento e de obras. Edmar Cruz participou diretamente da formatação do processo de coleta de lixo que substituiu as carroças, meio de transporte utilizado na década de 90 no município para coleta de lixo doméstico, por caminhões compactadores.

A coleta de lixo doméstico e sua correta destinação integram as principais atividades de responsabilidade da Semurb, assim como manutenção da iluminação pública, aplicação do código de postura do município, gerenciamento do CAP e Mercado Municipal. Destas principais atividades o novo gestor aponta a iluminação pública como o seu maior desafio à frente da pasta já que a demanda pelos serviços é enorme, são muitas ruas escuras na cidade.

Edmar Cruz informou que as equipes de manutenção da iluminação pública já estão nas ruas, atendendo as principais demandas, e que está levantando a situação relacionada ao repasse da Celpa referente aos valores da taxa de iluminação pública, paga pelo cidadão na conta de Luz. Sobre o retorno da ocupação de imediações na Praça dos Metais, o secretário foi enfático ao dizer que os ambulantes não permanecerão lá, e que o governo não vai permitir retrocesso com ocupações irregulares naquela localidade. Com relação à coleta de lixo, continua sendo realizada pelo consórcio Paracanãs.

Semob

A mineira Maria Silvana de Faria Sousa é uma das pioneiras de Parauapebas, chegou à cidade há 34 anos para trabalhar com um comércio na Mina de N5, em Carajás. Casada, mãe de três filhos e avó de dois netos, com 59 anos, ela assume o que considera o maior desafio da sua vida, gerir a Secretaria Municipal de Obras (Semob), pasta estratégica em qualquer governo. Ela é a primeira mulher a assumir esta secretaria na história do município.

Formada em Técnico em Administração, a nova gestora da Semob aposta em sua experiência de gestão, acumulada durante vários anos de atividades empreendedoras e ao longo do período em que atuou como diretora técnica da antiga Fasc – Fundação de Assistência Social. Para encarar o desafio de fazer obras de relevância para o município, Maria Silvana diz que contará com a excelente equipe técnica de servidores efetivos da Semob.

Filiada ao PROS, Maria Silvana teve o seu nome ventilado como candidata ao cargo de vice-prefeita. Trabalhou firme na campanha e acredita que o maior peso para a escolha do seu nome foi a confiança que o prefeito Darci Lermen tem em sua pessoa. Com um dos orçamentos mais gordos da Prefeitura para 2017, R$ 202 milhões, Maria Silvana terá o desafio de fazer obras com qualidade, iguais ou superiores às realizadas na gestão passada, que teve como sua principal marca de governo o grande volume de obras com estruturas de qualidade.

Semsi

Michael Jackson Correa Gomes, de 32 anos, foi o escolhido para assumir a Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi). Natural de Monção, no Maranhão, é solteiro, tem dois filhos e reside em Parauapebas há 18 anos. Formado em Teologia, o novo gestor da Semsi tem pós-graduação em gestão de segurança pública.

Na área pública, Michael Jackson já atuou nas secretarias de Produção Rural e Educação, porém nunca trabalhou diretamente na gestão de uma pasta. Já no setor privado, teve experiência no segmento de segurança patrimonial. Ele acredita que o maior desafio da Semsi é contribuir para melhorar o sentimento de segurança da sociedade.

Dentre as principais ações já realizadas neste início de governo, está a retomada do funcionamento das 55 câmeras de videomonitoramento, de um total de 83, e as conversas com representantes de órgãos de segurança, o que gerou como encaminhamento a retomada do GGIM – Gabinete de Gestão Integrada Municipal, a partir de fevereiro.

O aparelhamento da Guarda Municipal, tanto no aspecto logístico quanto de armamento, para melhor contribuição na segurança pública do município, também é apontado pelo gestor como um dos grandes desafios à frente da pasta.

Cooter

O professor de ciências Evaldo Melo Catanhede, do PCdoB, foi o escolhido para assumir da Coordenadoria Municipal de Terras (Cooter). Maranhense, divorciado, sem filhos, o novo titular do setor tem 40 anos e também é presidente da Associação de Produtores Rurais do Assentamento Santa Maria do Itacaiúnas (ASTSAMI).

A regularização fundiária é o maior desafio do setor, que é vinculado à Semob. Para ajudar a gestão municipal a avançar nesta área, um projeto de georreferenciamento da cidade deverá ser contratado. As conversas para o seu financiamento já foram iniciadas junto à Caixa Econômica de Marabá.

Na Cooter são emitidas Certidões de Uso de Solo, Laudo de Alinhamento (para conferir tamanho real da área) e Título Definitivo de lotes. De acordo com Evaldo Catanhede, algumas ações para regularização fundiária já foram iniciadas e o bairro Novo Brasil deverá ser o primeiro a ser contemplado com a entrega de títulos definitivos dos lotes.

Leia também:

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 2)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 3)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 4)

Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 4)

Saiba quem são Raimundo Neto (Semed), Cássio Flausino (Semad) e Popó Costa (Secult).

Nesta quarta matéria de perfil dos gestores municipais, o Blog apresenta um pouco mais da história e dos desafios a serem enfrentados pelos ocupantes das secretarias de Educação, Administração e Cultura.

Semed

O professor e advogado Raimundo Oliveira Neto voltou a assumir a Educação, pasta que conduziu durante os primeiros dois mandatos de Darci Lermen. A sua visão estratégica e competência administrativa já agregou bastante ao setor educacional do município e a expectativa é que faça novamente um bom trabalho.

Maranhense, casado, com 52 anos de idade e residente em Parauapebas desde 1991, Raimundo Neto ainda é filiado ao PT e faz parte do grupo de secretários escolhidos diretamente pelo prefeito. Dentre os principais desafios apontados pelo novo gestor da pasta está o de trabalhar com uma demanda maior e com orçamento apertado. O número de alunos e respectivamente de servidores e de unidades educacionais ampliou consideravelmente nos últimos quatro anos.

Outro desafio que Neto aponta na gestão da pasta é a deficiência no transporte escolar por conta de vários veículos da frota adquirida em 2013 que estão com problemas de manutenção. Em decorrência disso, apenas a rota da Zona Rural estará garantida, já que somente para esses alunos o município tem a obrigação de fornecer transporte.

Sobre a construção de novas escolas, o secretário antecipou que neste ano, se houver entrada de recurso, serão construídas as escolas Nelson Mandela, no bairro Tropical, e Dorothy Stang, no Cidade Jardim. Sobre as obras das escolas de educação infantil, que estão paralisadas e que receberam recursos do governo federal para serem concluídas, Neto disse que aguarda posicionamento da Procuradoria, já que os recursos foram todos utilizados. Disponibilizar creches públicas não está nos planos do gestor, por conta do ônus que geram e de não serem de responsabilidade do município.

Semad

O titular da secretaria de administração é presidente municipal do PMDB, partido do prefeito Darci Lermen. Foi um dos braços fortes da campanha. Com 39 anos, casado e pai de dois filhos, Cássio Flausino é natural do Goiás, mas reside em Parauapebas desde os três anos de idade. Envolvido na política desde muito cedo, ele foi candidato nas eleições de 2012 a vereador, conquistou 2.533 votos, porém, não foi diplomado por que faltou uma documentação da sua candidatura junto à justiça eleitoral.

Cássio recebeu uma equipe técnica de servidores efetivos bem estruturada, que já atua no setor há vários anos, o que colabora para que os procedimentos se mantenham organizados. A folha de pagamento desse mês, por exemplo, já está praticamente toda concluída. Em função da grande demanda por empregos na Prefeitura, o gestor da pasta tem auxiliado o chefe de gabinete no atendimento à população diariamente.

De acordo com o secretário, somente servidores para cargos comissionados e de assessoria foram contratados até o presente momento. Nem mesmo para funções como auxiliar de serviços gerais e vigias a Prefeitura está contratando por força de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), com o Ministério Público (MP), firmado no fim do ano passado, que proíbe contratações de servidores temporários por um período de 90 dias. Portanto, somente a partir de março tais contratações poderão ser realizadas. Um dos desafios que o gestor enfrentará será de reduzir a folha, a pedido do prefeito. A meta é que fique entre R$ 20 e R$ 25 milhões mensais.

Quando questionado sobre o processo de negociação de reajuste salarial dos servidores públicos municipais, que tem como data base o mês de janeiro, Cássio afirma que o governo vai trabalhar para manter diálogo e bom relacionamento com os servidores públicos. Inclusive, informou que agendará junto ao prefeito reunião com sindicatos para tratar de pauta relacionada à convocação dos classificados no último concurso, que aguardam ansiosamente pela posse.

Secult

O jornalista de profissão, Wandernilson Santos Costa, mais conhecido como Popó, apelido dado pelo prefeito Darci Lermen, foi o escolhido para cuidar da Cultura do município. Presidente municipal do Rede Sustentabilidade, ele é maranhense, casado, tem um filho e reside em Parauapebas há quase 30 anos.

Popó atuou no processo de criação da Secretaria de Cultura do município e conhece bem toda a política cultural da cidade. Seu primeiro desafio é estruturar administrativamente a pasta, criar rotinas e planejamento dos trabalhos. Além disso, manter o calendário de eventos culturais da cidade e resgatar alguns que já não estavam sendo realizados, como o Festival de Cinema.

O novo gestor da pasta entende que a Cultura pode se consolidar com uma das alternativas econômicas para o município e diz que vai trabalhar neste sentido, assim como o de profissionalizar o setor. Uma das estratégias para alcançar tal objetivo é acabar com a metodologia de trabalho por meio de convênios e implantar a política de editais, assim como retomar as discussões do Sistema de Cultura, que prevê incentivos fiscais para a iniciativa privada se interessar em investir no segmento.

Para o carnaval desse ano, Popó adiantou que já conversou com representantes da Liga de Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos informando que não haverá repasse financeiro. No entanto, a Prefeitura disponibilizará toda a estrutura para a realização do evento, tais como palco, som, segurança, entre outros.

Leia também: 

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 2) 

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 3) 

Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 3)

Saiba quem são João Corrêa (Seplan), Isaías de Queiroz (Seden) e Rafael Ribeiro (CMJ)

Os titulares das secretarias municipais de Planejamento e Desenvolvimento e da Coordenadoria Municipal de Juventude são apresentados nesta terceira matéria de perfil dos gestores municipais.

Seplan

O novo ocupante da pasta de Planejamento é João José Corrêa, 52 anos, casado há 33 anos, pai de dois filhos e avô de dois netos. Nascido em Barbacena Minas Gerais, atuou em Parauapebas e região desde a época das cantinas comunitárias, na década de 90, mas tem residência fixa no município desde 2010.

Pedagogo, com uma pós-graduação em História da Educação, outra em Cooperativismo, João Corrêa cursa agora sua terceira pós, na área de Economia Solidária. Em seu histórico profissional consta seu trabalho na FUNAI, nas áreas de desenvolvimento econômico, contabilidade e finanças e Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (FASE), como Técnico em Educação não formal, Coordenador da Equipe Local de Marabá, Coordenador de Núcleo do Programa regional Amazônia e Coordenador Adjunto do Programa Amazônia. Atuou como Assessor Parlamentar na ALEPA e na Câmara Municipal de Marabá.

Atualmente sem partido, João Corrêa aponta os seguintes desafios à frente da Seplan: reorganizar a secretaria de Planejamento e Gestão; articular as diversas secretarias em metas e ações; construir coletivamente um processo de planejamento, monitoramento e avaliação do orçamento e das ações desenvolvidas pelo governo; oportunizar a participação dos conselhos e organizações sociais; fortalecer a relação com a Câmara Municipal.

Seden

O empresário Isaías de Queiroz França, conhecido como Isaías da Pioneira foi o escolhido para assumir a Secretaria de Desenvolvimento. Natural de Itaituba, no Pará, reside há 15 anos em Parauapebas, onde atua no segmento de auto escola. Tem 40 anos, é casado e pai de dois filhos. Iniciará agora um curso superior na área de administração.

Em função dos resultados alcançados nas urnas durante as últimas eleições, Isaías foi o indicado pelo PEN, seu partido, para ocupar a pasta. Ele se candidatou a vereador e obteve 1.370 votos em sua primeira tentativa para conseguir uma vaga na Câmara Municipal.

Seu principal desafio à frente da pasta é trabalhar na contribuição do desenvolvimento de novas matrizes econômicas para o município. Para alcançar tal objetivo, o novo gestor tem visitado o Pólo Moveleiro, de Gemas e Jóias e o Distrito Industrial para entender como estão os trabalhos e levantar as principais carências. Já identificou, por exemplo, a urgência em retomar a parceria com a Vale, que tem madeira para ser destinada gratuitamente aos empreendedores do Pólo Moveleiro.

O Plano Municipal de Turismo, que a gestão passada deixou encaminhado, também deverá ser retomado para que esse segmento seja fortalecido na cidade, com o objetivo de gerar emprego e renda. E a meta do novo gestor é também fortalecer o Banco do Povo e aumentar ainda mais os incentivos aos pequenos empreendedores.

CMJ

A Coordenadoria Municipal da Juventude (CMJ) é um órgão que se perdeu ao longo dos últimos anos. Prova disso é que por falta de projetos, os recursos do seu orçamento foram devolvidos ao gabinete, pasta à qual é vinculado, e decresceu vertiginosamente. Em 2012 o orçamento da CMJ era de R$ 2,7 milhões já para 2017 está previsto um orçamento de R$ 311 mil.

E quem tem o desafio de resgatar o órgão e fazer com que desenvolva um papel social importante voltado para a juventude é o jovem Rafael Ribeiro Oliveira, que, apesar de ter apenas 23 anos, tem uma história de vida impressionante. Nascido em Parauapebas, casado e com um filho, Rafael Ribeiro cursa graduação em administração.

Seu histórico profissional inicia aos sete anos de idade quando começou a vender jornal, atividade que exerceu até os 11 anos, paralelo com a venda de picolé. O perfil de liderança também foi despertado cedo, quando na quarta série do ensino fundamental se tornou líder de turma e seguiu implantando grêmio nas escolas que estudava e lutando pelos direitos dos estudantes. Aos 18 anos se candidatou a vereador e conseguiu 518 votos. Nas últimas eleições alcançou a marca de 988 votos e é o primeiro suplente do PMDB.

Em suas propostas de trabalho está o desenvolvimento de parcerias para a criação do Centro de Referência para o Jovem e a Casa do Trabalhador Jovem, que possibilitará capacitação e qualificação profissional para inserção desse público no mercado de trabalho. Além disso, o fortalecimento de grêmios e entidades estudantis e de atividades culturais que envolvem o público juvenil, principalmente nas regiões periféricas do município.

Mas, antes disso tudo, Rafael Ribeiro terá que estruturar sua equipe de trabalho, já que recebeu um quadro de apenas nove servidores, todos efetivos no cargo de auxiliar administrativo. Segundo ele, parcerias com outras secretarias já estão sendo desenvolvidas no sentido de compor uma equipe multidisciplinar para contribuir com os trabalhos, entre eles profissionais nas áreas de assistência social, psicologia e pedagogia.

Leia também: 

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 2) 

Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 2)

Saiba quem são Kenniston (Fazenda), Ângela (Semmu) e Olinto (DAM

Dando sequência às à série de matérias que mostram o perfil dos novos gestores da Prefeitura de Parauapebas, o Blog apresenta hoje os responsáveis pelas pastas da Fazenda (Kenniston Braga), Mulher (Ângela Pereira) e Departamento de Arrecadação Municipal (Olinto Vieira).

Sefaz

Kenniston de Jesus Rego Braga, gestor da Secretaria Municipal de Fazenda (Sefaz) é natural de Abaetetuba, no Pará. Tem 49 anos, é casado, tem quatro filhos e formação em contabilidade. Há 13 anos, a pedido de Darci Lermen, veio trabalhar na Prefeitura de Parauapebas e atuou durante os oito anos de governo. Trabalhou na Sefaz e Semob como assessor e também como coordenador do Departamento de Arrecadação do Município (DAM).

É a primeira vez que Kenninston Braga assume uma pasta. Entre os desafios apontados por ele dentro da Sefaz estão a reforma da legislação tributária, antiga e obsoleta, e a busca por recursos para custear serviços que até então são bancados pelo município, mas que contam com verbas estaduais e federais, como exemplo citado por ele, os casos dos serviços de alta complexidade do hospital.

Kenniston Braga também foi responsável pela equipe de transição e disse que o governo atual recebeu o município com déficits financeiros, mas ainda não teve como precisar os valores. Para fazer uma gestão eficiente e evitar que o governo gaste mais do que arrecada, o novo gestor tem realizado reuniões constantes com os demais secretários, reforçando que o orçamento é apenas uma previsão e que não deve ser utilizado dentro de um mês e sim, gradativamente, ao longo do ano. O gestor da Sefaz também garante que irá atuar com a maior transparência possível na utilização dos recursos públicos.

Semmu

A ex-vice-prefeita de Parauapebas, Maria Ângela da Silva foi escolhida para assumir a Secretaria Municipal da Mulher (Semmu), que desenvolve um importante trabalho social por meio da rede de atendimento à mulher, acolhendo mulheres vítimas de violência, oferecendo ao público feminino capacitação profissional e apoio jurídico.

Maria Ângela, é casada com o ex-vereador Massud, tem três filhos e é natural de Bacabal-MA. Técnica de enfermagem, atuou nessa profissão por 10 anos e foi cabo eleitoral aguerrida do atual prefeito nas últimas eleições. Trabalhou muito durante a campanha e foi agraciada para assumir a pasta. Além do seu envolvimento político, as atividades sociais desenvolvidas por meio da sua ONG “Trabalha Parauapebas”, que conta com uma agência de emprego no município, também deve ter pesado na escolha do seu nome para a secretaria.

Entre os desafios que a nova gestora da Semmu terá pela frente está a necessidade de oportunizar qualificação profissional e respectivamente colocação no mercado de trabalho para o público feminino, umas das maiores demandas da cidade atualmente. E o trabalho será dobrado, já que o orçamento para 2017 da pasta é de apenas um milhão e meio de Reais. O caminho para alcançar bons resultados no trabalho, segundo ela, é buscar parcerias fortes.

DAM

O escolhido para assumir a coordenação do Departamento de Arrecadação Municipal (DAM), órgão vinculado à Sefaz foi o decano procurador do município Olinto Campos Vieira. Muito conhecido em Parauapebas, Olinto é advogado há 22 anos e morador de Parauapebas desde 1999. Mineiro, divorciado e pai de dois adolescentes que residem na cidade.

O principal objetivo do DAM é atuar na melhora da arrecadação de receitas do município e o currículo de Olinto Vieira aponta sua competência para ocupar o cargo, e esse deve ter sido o principal motivo para a escolha do seu nome. Por seis anos, entre 2003 e 2009, ele ocupou o cargo de Procurador Fiscal, atuando de forma direta na recuperação de créditos fiscais, de forma mais específica em Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), e em conjunto com o DNPM, na fiscalização da CFEM, comumente conhecido como royalties.

A necessidade de operacionalização e intensificação dos trabalhos de arrecadação do IPTU, ISSQN, regularização de Alvarás de Funcionamento e Localização de Comércios, arrecadação de recursos de maneira constante, assim como a capacitação, integração e a motivação da equipe são apontadas como os principais desafios pelo novo coordenador do DAM.

Por ser servidor de carreira, Olinto Vieira pode optar pelos vencimentos de Procurador, que é quase o dobro do salário de coordenador do DAM. Sua opção em atuar no órgão foi pautada pelo desejo de contribuir com sua experiência e conhecimento para o desenvolvimento de Parauapebas.

Leia também: Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Saiba quem são Bonetti do Gabinete, Claudia do Saaep e Cristiano da Controladoria

Com o objetivo de apresentar para a sociedade parauapebense um pouco da história dos novos gestores da Prefeitura e de que forma eles podem contribuir com o serviço público municipal, o blog levantou o perfil de cada um e apresenta, em uma série de matérias, as experiências que eles trazem consigo e os desafios que terão pela frente. Hoje apresentaremos os gestores do gabinete do prefeito, do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (SAAEP) e da Controladoria do Município.

Chefe de Gabinete

O catarinense Edson Luiz Bonetti de 36 anos, casado, foi o escolhido por Darci Lermen para assumir o gabinete. Formado em engenharia agronômica, Bonetti atuou como superintendente do INCRA, em Marabá, onde teve a oportunidade de gerenciar diversos tipos de crises. O novo chefe de gabinete é filiado ao PT, partido que não apoiou Darci durante as eleições, e reside há cinco anos em Parauapebas e sua capacidade de articulação parece ter sido o maior peso na escolha do nome para o cargo.

Bonetti foi um dos coordenadores do Plano de Governo e aponta dois desafios para a gestão, grandiosos e urgentes: a geração de emprego e renda primeiramente, e uma reforma administrativa e tributária, que deve ser realizada o mais breve possível. Já a respeito da sua pasta, ele define “o gabinete é o pára-choque do Prefeito, deve resolver os problemas, os conflitos, e eu acredito que tenho esse perfil.”

Gestor do Saaep

Chamada ultimamente de “a menina do Saaep”, por ser desconhecida no meio político, Claudenir Rocha Rodrigues assumiu uma das pastas mais complexas do governo e tem o desafio de sanar as dívidas da autarquia, mas, principalmente, de fazer a água chegar às torneiras e com qualidade para o consumo.

Cláudia, como geralmente é chamada, tem 35 anos, é casada, tem uma filha e mora em Parauapebas há 17 anos. Formada em gestão empresarial, ela faz atualmente MBA em Direito Tributário e Contabilidade. Seu histórico profissional na cidade é marcado por boas atuações nas áreas de gestão, seja financeira, de qualidade, comercial ou operacional. Atuou no ramo de alimentação e em seguida foi para a Anagráfica, onde trabalhou por sete anos.

Filiada ao PSB, mesmo partido do vice-prefeito, Sérgio Balduíno, Cláudia não tem expertise política, mas, possui competência técnica de gestão e habilidade de estabelecer relacionamentos. “Os problemas emergenciais já estamos resolvendo, como por exemplo, o abastecimento dos bairros Tropical e Ipiranga, que já foi restabelecido provisoriamente com caminhão pipa. Porém, temos projetos audaciosos para acabar com as dificuldades relacionadas ao abastecimento de água e ao tratamento de esgoto em nossa cidade”, reforçou.

Controlador Municipal

O administrador de empresas Cristiano César de Souza, de 36 anos, nascido em Itabira, Minas Gerais, mora em Parauapebas há 11 anos e veio para a região trabalhar na Vale, onde atuou por cinco anos e em seguida montou uma empresa no ramo de manutenção. Em função da crise, em meados de 2016, Cristiano César decidiu fechar as portas da empresa. Foi então que entrou de cabeça no processo eleitoral. Na oportunidade ele era presidente do PTC, partido que apoiou a candidatura de Darci Lermen.

Cristiano César faz pós-graduação em Contabilidade e Direito Tributário, ele assumiu a Controladoria Municipal, órgão da Prefeitura responsável por acompanhar todos os processos licitatórios e de fornecer parecer sobre a legalidade deles. Além dessa grande missão, é de responsabilidade da controladoria também realizar auditoria interna nos diversos processos.

O novo gestor da pasta diz que para conseguir realizar todas as atividades atribuídas à Controladoria será necessário ampliar o quadro de servidores que atualmente conta com apenas 13 profissionais.

error: Conteúdo protegido contra cópia!