Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 3)

Saiba quem são João Corrêa (Seplan), Isaías de Queiroz (Seden) e Rafael Ribeiro (CMJ)

Os titulares das secretarias municipais de Planejamento e Desenvolvimento e da Coordenadoria Municipal de Juventude são apresentados nesta terceira matéria de perfil dos gestores municipais.

Seplan

O novo ocupante da pasta de Planejamento é João José Corrêa, 52 anos, casado há 33 anos, pai de dois filhos e avô de dois netos. Nascido em Barbacena Minas Gerais, atuou em Parauapebas e região desde a época das cantinas comunitárias, na década de 90, mas tem residência fixa no município desde 2010.

Pedagogo, com uma pós-graduação em História da Educação, outra em Cooperativismo, João Corrêa cursa agora sua terceira pós, na área de Economia Solidária. Em seu histórico profissional consta seu trabalho na FUNAI, nas áreas de desenvolvimento econômico, contabilidade e finanças e Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (FASE), como Técnico em Educação não formal, Coordenador da Equipe Local de Marabá, Coordenador de Núcleo do Programa regional Amazônia e Coordenador Adjunto do Programa Amazônia. Atuou como Assessor Parlamentar na ALEPA e na Câmara Municipal de Marabá.

Atualmente sem partido, João Corrêa aponta os seguintes desafios à frente da Seplan: reorganizar a secretaria de Planejamento e Gestão; articular as diversas secretarias em metas e ações; construir coletivamente um processo de planejamento, monitoramento e avaliação do orçamento e das ações desenvolvidas pelo governo; oportunizar a participação dos conselhos e organizações sociais; fortalecer a relação com a Câmara Municipal.

Seden

O empresário Isaías de Queiroz França, conhecido como Isaías da Pioneira foi o escolhido para assumir a Secretaria de Desenvolvimento. Natural de Itaituba, no Pará, reside há 15 anos em Parauapebas, onde atua no segmento de auto escola. Tem 40 anos, é casado e pai de dois filhos. Iniciará agora um curso superior na área de administração.

Em função dos resultados alcançados nas urnas durante as últimas eleições, Isaías foi o indicado pelo PEN, seu partido, para ocupar a pasta. Ele se candidatou a vereador e obteve 1.370 votos em sua primeira tentativa para conseguir uma vaga na Câmara Municipal.

Seu principal desafio à frente da pasta é trabalhar na contribuição do desenvolvimento de novas matrizes econômicas para o município. Para alcançar tal objetivo, o novo gestor tem visitado o Pólo Moveleiro, de Gemas e Jóias e o Distrito Industrial para entender como estão os trabalhos e levantar as principais carências. Já identificou, por exemplo, a urgência em retomar a parceria com a Vale, que tem madeira para ser destinada gratuitamente aos empreendedores do Pólo Moveleiro.

O Plano Municipal de Turismo, que a gestão passada deixou encaminhado, também deverá ser retomado para que esse segmento seja fortalecido na cidade, com o objetivo de gerar emprego e renda. E a meta do novo gestor é também fortalecer o Banco do Povo e aumentar ainda mais os incentivos aos pequenos empreendedores.

CMJ

A Coordenadoria Municipal da Juventude (CMJ) é um órgão que se perdeu ao longo dos últimos anos. Prova disso é que por falta de projetos, os recursos do seu orçamento foram devolvidos ao gabinete, pasta à qual é vinculado, e decresceu vertiginosamente. Em 2012 o orçamento da CMJ era de R$ 2,7 milhões já para 2017 está previsto um orçamento de R$ 311 mil.

E quem tem o desafio de resgatar o órgão e fazer com que desenvolva um papel social importante voltado para a juventude é o jovem Rafael Ribeiro Oliveira, que, apesar de ter apenas 23 anos, tem uma história de vida impressionante. Nascido em Parauapebas, casado e com um filho, Rafael Ribeiro cursa graduação em administração.

Seu histórico profissional inicia aos sete anos de idade quando começou a vender jornal, atividade que exerceu até os 11 anos, paralelo com a venda de picolé. O perfil de liderança também foi despertado cedo, quando na quarta série do ensino fundamental se tornou líder de turma e seguiu implantando grêmio nas escolas que estudava e lutando pelos direitos dos estudantes. Aos 18 anos se candidatou a vereador e conseguiu 518 votos. Nas últimas eleições alcançou a marca de 988 votos e é o primeiro suplente do PMDB.

Em suas propostas de trabalho está o desenvolvimento de parcerias para a criação do Centro de Referência para o Jovem e a Casa do Trabalhador Jovem, que possibilitará capacitação e qualificação profissional para inserção desse público no mercado de trabalho. Além disso, o fortalecimento de grêmios e entidades estudantis e de atividades culturais que envolvem o público juvenil, principalmente nas regiões periféricas do município.

Mas, antes disso tudo, Rafael Ribeiro terá que estruturar sua equipe de trabalho, já que recebeu um quadro de apenas nove servidores, todos efetivos no cargo de auxiliar administrativo. Segundo ele, parcerias com outras secretarias já estão sendo desenvolvidas no sentido de compor uma equipe multidisciplinar para contribuir com os trabalhos, entre eles profissionais nas áreas de assistência social, psicologia e pedagogia.

Leia também: 

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 2) 

Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 2)

Saiba quem são Kenniston (Fazenda), Ângela (Semmu) e Olinto (DAM

Dando sequência às à série de matérias que mostram o perfil dos novos gestores da Prefeitura de Parauapebas, o Blog apresenta hoje os responsáveis pelas pastas da Fazenda (Kenniston Braga), Mulher (Ângela Pereira) e Departamento de Arrecadação Municipal (Olinto Vieira).

Sefaz

Kenniston de Jesus Rego Braga, gestor da Secretaria Municipal de Fazenda (Sefaz) é natural de Abaetetuba, no Pará. Tem 49 anos, é casado, tem quatro filhos e formação em contabilidade. Há 13 anos, a pedido de Darci Lermen, veio trabalhar na Prefeitura de Parauapebas e atuou durante os oito anos de governo. Trabalhou na Sefaz e Semob como assessor e também como coordenador do Departamento de Arrecadação do Município (DAM).

É a primeira vez que Kenninston Braga assume uma pasta. Entre os desafios apontados por ele dentro da Sefaz estão a reforma da legislação tributária, antiga e obsoleta, e a busca por recursos para custear serviços que até então são bancados pelo município, mas que contam com verbas estaduais e federais, como exemplo citado por ele, os casos dos serviços de alta complexidade do hospital.

Kenniston Braga também foi responsável pela equipe de transição e disse que o governo atual recebeu o município com déficits financeiros, mas ainda não teve como precisar os valores. Para fazer uma gestão eficiente e evitar que o governo gaste mais do que arrecada, o novo gestor tem realizado reuniões constantes com os demais secretários, reforçando que o orçamento é apenas uma previsão e que não deve ser utilizado dentro de um mês e sim, gradativamente, ao longo do ano. O gestor da Sefaz também garante que irá atuar com a maior transparência possível na utilização dos recursos públicos.

Semmu

A ex-vice-prefeita de Parauapebas, Maria Ângela da Silva foi escolhida para assumir a Secretaria Municipal da Mulher (Semmu), que desenvolve um importante trabalho social por meio da rede de atendimento à mulher, acolhendo mulheres vítimas de violência, oferecendo ao público feminino capacitação profissional e apoio jurídico.

Maria Ângela, é casada com o ex-vereador Massud, tem três filhos e é natural de Bacabal-MA. Técnica de enfermagem, atuou nessa profissão por 10 anos e foi cabo eleitoral aguerrida do atual prefeito nas últimas eleições. Trabalhou muito durante a campanha e foi agraciada para assumir a pasta. Além do seu envolvimento político, as atividades sociais desenvolvidas por meio da sua ONG “Trabalha Parauapebas”, que conta com uma agência de emprego no município, também deve ter pesado na escolha do seu nome para a secretaria.

Entre os desafios que a nova gestora da Semmu terá pela frente está a necessidade de oportunizar qualificação profissional e respectivamente colocação no mercado de trabalho para o público feminino, umas das maiores demandas da cidade atualmente. E o trabalho será dobrado, já que o orçamento para 2017 da pasta é de apenas um milhão e meio de Reais. O caminho para alcançar bons resultados no trabalho, segundo ela, é buscar parcerias fortes.

DAM

O escolhido para assumir a coordenação do Departamento de Arrecadação Municipal (DAM), órgão vinculado à Sefaz foi o decano procurador do município Olinto Campos Vieira. Muito conhecido em Parauapebas, Olinto é advogado há 22 anos e morador de Parauapebas desde 1999. Mineiro, divorciado e pai de dois adolescentes que residem na cidade.

O principal objetivo do DAM é atuar na melhora da arrecadação de receitas do município e o currículo de Olinto Vieira aponta sua competência para ocupar o cargo, e esse deve ter sido o principal motivo para a escolha do seu nome. Por seis anos, entre 2003 e 2009, ele ocupou o cargo de Procurador Fiscal, atuando de forma direta na recuperação de créditos fiscais, de forma mais específica em Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), e em conjunto com o DNPM, na fiscalização da CFEM, comumente conhecido como royalties.

A necessidade de operacionalização e intensificação dos trabalhos de arrecadação do IPTU, ISSQN, regularização de Alvarás de Funcionamento e Localização de Comércios, arrecadação de recursos de maneira constante, assim como a capacitação, integração e a motivação da equipe são apontadas como os principais desafios pelo novo coordenador do DAM.

Por ser servidor de carreira, Olinto Vieira pode optar pelos vencimentos de Procurador, que é quase o dobro do salário de coordenador do DAM. Sua opção em atuar no órgão foi pautada pelo desejo de contribuir com sua experiência e conhecimento para o desenvolvimento de Parauapebas.

Leia também: Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Saiba quem são Bonetti do Gabinete, Claudia do Saaep e Cristiano da Controladoria

Com o objetivo de apresentar para a sociedade parauapebense um pouco da história dos novos gestores da Prefeitura e de que forma eles podem contribuir com o serviço público municipal, o blog levantou o perfil de cada um e apresenta, em uma série de matérias, as experiências que eles trazem consigo e os desafios que terão pela frente. Hoje apresentaremos os gestores do gabinete do prefeito, do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (SAAEP) e da Controladoria do Município.

Chefe de Gabinete

O catarinense Edson Luiz Bonetti de 36 anos, casado, foi o escolhido por Darci Lermen para assumir o gabinete. Formado em engenharia agronômica, Bonetti atuou como superintendente do INCRA, em Marabá, onde teve a oportunidade de gerenciar diversos tipos de crises. O novo chefe de gabinete é filiado ao PT, partido que não apoiou Darci durante as eleições, e reside há cinco anos em Parauapebas e sua capacidade de articulação parece ter sido o maior peso na escolha do nome para o cargo.

Bonetti foi um dos coordenadores do Plano de Governo e aponta dois desafios para a gestão, grandiosos e urgentes: a geração de emprego e renda primeiramente, e uma reforma administrativa e tributária, que deve ser realizada o mais breve possível. Já a respeito da sua pasta, ele define “o gabinete é o pára-choque do Prefeito, deve resolver os problemas, os conflitos, e eu acredito que tenho esse perfil.”

Gestor do Saaep

Chamada ultimamente de “a menina do Saaep”, por ser desconhecida no meio político, Claudenir Rocha Rodrigues assumiu uma das pastas mais complexas do governo e tem o desafio de sanar as dívidas da autarquia, mas, principalmente, de fazer a água chegar às torneiras e com qualidade para o consumo.

Cláudia, como geralmente é chamada, tem 35 anos, é casada, tem uma filha e mora em Parauapebas há 17 anos. Formada em gestão empresarial, ela faz atualmente MBA em Direito Tributário e Contabilidade. Seu histórico profissional na cidade é marcado por boas atuações nas áreas de gestão, seja financeira, de qualidade, comercial ou operacional. Atuou no ramo de alimentação e em seguida foi para a Anagráfica, onde trabalhou por sete anos.

Filiada ao PSB, mesmo partido do vice-prefeito, Sérgio Balduíno, Cláudia não tem expertise política, mas, possui competência técnica de gestão e habilidade de estabelecer relacionamentos. “Os problemas emergenciais já estamos resolvendo, como por exemplo, o abastecimento dos bairros Tropical e Ipiranga, que já foi restabelecido provisoriamente com caminhão pipa. Porém, temos projetos audaciosos para acabar com as dificuldades relacionadas ao abastecimento de água e ao tratamento de esgoto em nossa cidade”, reforçou.

Controlador Municipal

O administrador de empresas Cristiano César de Souza, de 36 anos, nascido em Itabira, Minas Gerais, mora em Parauapebas há 11 anos e veio para a região trabalhar na Vale, onde atuou por cinco anos e em seguida montou uma empresa no ramo de manutenção. Em função da crise, em meados de 2016, Cristiano César decidiu fechar as portas da empresa. Foi então que entrou de cabeça no processo eleitoral. Na oportunidade ele era presidente do PTC, partido que apoiou a candidatura de Darci Lermen.

Cristiano César faz pós-graduação em Contabilidade e Direito Tributário, ele assumiu a Controladoria Municipal, órgão da Prefeitura responsável por acompanhar todos os processos licitatórios e de fornecer parecer sobre a legalidade deles. Além dessa grande missão, é de responsabilidade da controladoria também realizar auditoria interna nos diversos processos.

O novo gestor da pasta diz que para conseguir realizar todas as atividades atribuídas à Controladoria será necessário ampliar o quadro de servidores que atualmente conta com apenas 13 profissionais.

Câmara Municipal

Conheça o perfil dos quinze vereadores eleitos em Parauapebas

Eles serão os representantes do povo na gestão 2017/2020

Zacarias Assunção Vieira Marques

Votos 2.963
Partido PSDB
Apelido Zacarias
Idade 51 anos
Natural Araguacema – GO
Estado Civil Casado
Formação Contabilidade
Ocupação Contador

Ivanaldo Braz Silva Simplicio

Votos 2.893
Partido PSDB
Apelido Braz
Idade 39 anos
Natural Presidente Dutra – MA
Estado Civil União Estável
Formação Ensino Médio
Ocupação Vereador

José Marcelo Alves Filgueira

Votos 2.859
Partido PSC
Apelido Parcerinho
Idade 43 anos
Natural Fortaleza – CE
Estado Civil Casado
Formação Ensino Mèdio
Ocupação Vereador

Elias Ferreira de Almeida Filho

Votos 2.186
Partido PSB
Apelido Elias da Construforte
Idade 45 anos
Natural Timbiras – MA
Estado Civil Casado
Formação Ensino Fundamental
Ocupação Agricultor

Joel Pedro Alves

Votos 2.156
Partido DEM
Apelido Joel do Sindicato
Idade 46 anos
Natural Goianésia – GO
Estado Civil Casado
Formação Ensino Mèdio
Ocupação Administrador

João Assi

Votos 2.093
Partido PV
Apelido João do Feijão
Idade 55 anos
Natural Quatingá – PR
Estado Civil Casado
Formação Ensino Fundamental
Ocupação Comerciante

José Franscisco Amaral Pavão

Votos 2.026
Partido PSDB
Apelido Pavão
Idade 53 anos
Natural São Luiz – MA
Estado Civil Casado
Formação Ensino Médio
Ocupação Vereador

Joelma de Moura Leite

Votos 1.720
Partido PSD
Apelido Joelma
Idade 36 anos
Natural Tucuruí – PA
Estado Civil Divorciada
Formação Economista
Ocupação Vereadora

Luiz Alberto Moreira Castilho

Votos 1.640
Partido PROS
Apelido Castilho
Idade 48 anos
Natural Juiz de Fora – MG
Estado Civil Casado
Formação Gestão Pública
Ocupação Administrador

Eliene Soares de Sousa

Votos 1.600
Partido PMDB
Apelido Eliene
Idade 44 anos
Natural Gonçalves Dias – MA
Estado Civil Divorciada
Formação Pedagogia
Ocupação Vereador

Maridé Gomes da Silva

Votos 1.579
Partido PSC
Apelido Maridé
Idade 49 anos
Natural Piracuruca – PI
Estado Civil
Formação Pedagogia
Ocupação Vereador

Antonio Horacio Martins Filho

Votos 1.364
Partido PSD
Apelido Horácio
Idade 56 anos
Natural Cocorado – PR
Estado Civil Casado
Formação Ensino Médio
Ocupação Outros

Francisca Ciza Pinheiro Martins

Votos 1.353
Partido DEM
Apelido Ciza
Idade 55 anos
Natural Presidente Dutra – MA
Estado Civil Separada
Formação Professora
Ocupação Professora

Kelen Adriana Costa Coelho Mesquita

Votos 1.306
Partido PSC
Apelido Pastora Kelen
Idade 36 anos
Natural Belém – PA
Estado Civil Casado
Formação Ensino Médio
Ocupação Pastora

José das Dores Couto

Votos 1.068
Partido PMDB
Apelido Coutinho
Idade 51 anos
Natural Luz – MG
Estado Civil Divorciado
Formação Ensino Médio
Ocupação Trabalhador da Construção Civil

Pesquisa realizada pelo Disque Denúncia traça perfil de agressor nos casos de violência contra a mulher

A Violência contra Mulher é dos crimes considerado graves em nosso País. Cerca de 35% das mulheres no Brasil vivem em situação de vulnerabilidade, segundo dados da Central de Atendimento à Mulher, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, em 2014.

Na maioria dos crimes praticados contra mulher, as vítimas, são jovens que vivem em um relacionamento estável, e que mal possuem ensino fundamental completo.

Logo_Sudeste_Corte. [downloaded with 1stBrowser]

Uma pesquisa foi realizada pelo Disque Denúncia Sudeste do Pará, através do DD Mulher, que traça o verdadeiro perfil dos agressores nos casos de violência contra mulher. A Coordenadora, Hellen Araújo, afirma que o perfil do agressor se deu em função das denúncias recebidas pela central ao longo dos anos nos municípios de Marabá e Parauapebas.

O presente estudo mostra que a maioria dos crimes praticados contra mulher acontece em suas próprias residências, onde 90% dos autores da violência vivem com as vítimas; 35% das vítimas tem filhos; 80% da violência sofrida é física; onde o agressor consome algum tipo de bebida alcóolica ou drogas; a violência é praticada com frequência e no período noturno.

Hellen afirmou, ainda, que as denúncias são frequentes. “Sabemos que a Lei Maria da Penha foi um grande avanço, uma vez, que a Lei visa coibir qualquer tipo de violência familiar, seja ela causada por morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial. A violência contra mulher é, sobretudo, um problema intrafamiliar, ou seja, um agravante que acomete tanto a família, quanto é um problema de saúde pública, uma vez que gasta-se recursos públicos em tratamento dessas vítimas da violência. É um crime que atinge os aspectos físicos, emocionais e sexuais da mulher, tornando feridas difíceis de serem cicatrizadas”, finalizou, Hellen Araújo, coordenadora do Disque Denúncia.

Denuncie qualquer tipo de violência Contra Mulher! ANONIMATO GARANTIDO!

Disque Denúncia Marabá (94) 3312-3350

Disque Denúncia de Parauapebas-PA (94) 3346-2250

Whatsapp: (94) 98198-3350.