Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!

Parauapebas terá três desfalques para o duelo diante do Paysandu no Estádio Rosenão

André Ribeiro, Max Carrasco e Wellington Cabeça, cumprirão suspensão automática devido aos cartões
Por Fábio Relvas

Depois de duas semanas só de treinamentos, o Parauapebas Futebol Clube (PFC), volta a campo pelo Campeonato Paraense de 2018. O Gigante de Aço encara o Paysandu Sport Club na tarde deste sábado (17), às 16h, no Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão. A partida é válida pela sexta rodada da competição estadual e com as duas equipes precisando pontuar.

O tempo foi precioso para o time do PFC, que conseguiu recuperar jogadores lesionados, é o caso do zagueiro Cris e dos volantes Gilberto e Augusto Recife, que estavam no Departamento Médico (DM), e se tornaram opção para o técnico Léo Goiano. A diretoria aproveitou a pausa do campeonato devido ao carnaval para fortalecer o elenco, depois da derrota na última partida diante do Bragantino. Foram contratados para o time, o meio-campo Djalma (ex-Paysandu), os atacantes Jhon Lennon (ex-ABC-RN) e Léo Paraíba (ex-Clube do Remo).

O certo é que o time não vai contar com três jogadores considerados titulares como: o zagueiro André Ribeiro e o volante Max Carrasco, que levaram o terceiro cartão amarelo e o meio-campo Wellington Cabeça, expulso na última partida. O trio vai cumprir suspensão automática. A diretoria ainda aguarda por regularizações de jogadores com transferência internacional, como a do atacante Tiago Pedra, que iniciou os trabalhos desde a pré-temporada e ainda não conseguiu estrear com a camisa do PFC.

Com vários treinamentos variando do complexo esportivo para o Estádio Rosenão, o técnico Léo Goiano segue fazendo mistério quanto à onzena titular que vai encarar o Papão da Curuzu. O comandante segura ao máximo a escalação e só divulga minutos antes da bola rolar. Mas no decorrer da semana, o time formou com: Bruno; Rodrigo, Lucas, Cris e Rafinha; Gilberto, Augusto Recife, Djalma e Luiz Fernando; Monga e Jhon Lennon.

“Nós vamos enfrentar uma grande equipe, uma equipe muito poderosa e que vem muito motivada com mudança de comando, mas queremos vencer dentro de casa até porque a nossa condição dentro do campeonato não é muito boa e nos faz ligar o alerta e irmos com tudo e fazer um grande resultado aqui dentro do Rosenão. Esperamos que a arbitragem não possa influenciar no resultado, porque isso foi recorrente em outros jogos onde fomos prejudicados, mas isso é passado e vamos pensar no presente e no futuro”, disse Léo Goiano, técnico do PFC.

Serviço

Os ingressos para a partida entre Parauapebas e Paysandu já estão disponíveis no Estádio Rosenão e nas farmácias Zero Hora (Cidade Nova, Cidade Jardim, Novo Horizonte e bairro da Paz). Os valores custam antecipadamente até sexta-feira (16) – R$ 15 geral (arredores do alambrado) e R$ 25 arquibancada. No sábado (17), dia do jogo, os ingressos custarão R$ 20 e R$ 30, respectivamente.

A Federação Paraense de Futebol (FPF) realizou o sorteio da arbitragem para o duelo entre Parauapebas e Paysandu. Apita o jogo, Gustavo Ramos Melo, sendo auxiliado por Hélcio Araújo Neves e José Ricardo Guimarães Coimbra. O quarto-árbitro fica por conta de Raimundo Gilson Brito.

Futebol

Após vexame dentro de casa, a diretoria do Parauapebas anunciou a dispensa de cinco jogadores

Tiago Baiano, Ângelo, Will, João Grilo e Helinton, foram dispensados do plantel do Gigante de Aço

Por Fábio Relvas

O clima não é o dos melhores no Parauapebas Futebol Clube (PFC). Após o vexame do último domingo (4), quando o Gigante de Aço perdeu para o Bragantino, por 4 a 2, em pleno estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, a diretoria anunciou uma lista de dispensas com nomes de cinco atletas, são eles: Tiago Baiano (lateral-direito), Ângelo, Will e João Grilo
(meias) e Helinton (atacante).

Uma lista que surpreendeu pelo fato de ter jogadores que praticamente pouco atuaram ou até mesmo não jogaram com a camisa do PFC. O lateral-direito Tiago Baiano, chegou a jogar algumas partidas pelo fato de Rodrigo, que é titular da posição, ser improvisado em determinadas partidas como zagueiro, ou suspenso. O meia Ângelo era reserva imediato da posição, quando Léo Goiano precisava mexer no andamento dos jogos, acionava o atleta.

Will, outro meia da equipe, pouco foi utilizado pelo comandante do PFC. Em relação a João Grilo, também meio-campo, o atleta nem chegou a atuar com a camisa do clube no Parazão. O atacante Helinton, cria da base do Clube do Remo e com passagem pelo Paysandu, teve seu nome na lista da diretoria. O jogador teve pouca chance no time, sendo utilizado somente no decorrer de dois  jogos.

Apesar das dispensas, até o momento, a diretoria não confirmou a contratação de nenhum atleta.

O Parauapebas não vem bem na disputa do Campeonato Paraense de 2018. Foram cinco pontos conquistados, em 15 disputados. O time atuou em cinco jogos, com uma vitória, dois empates e duas derrotas. O PFC marcou quatro gols e sofreu seis, tendo um saldo negativo de dois tentos. O clube ocupa a quarta posição da Chave A2.

O Parauapebas volta a campo diante do Paysandu no próximo dia (18/02), às 16h, no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão. A partida será válida pela 6ª rodada do Campeonato Paraense de 2018. As duas equipes precisam pontuar para não correr risco de perder posições na tabela de classificação. O último encontro dos times ocorreu na 1ª rodada, com vitória do Papão, por 1 a 0, no estádio da Curuzu, em Belém.

Futebol

Volante Augusto Recife é o desfalque do PFC para a partida diante do Bragantino no Rosenão

O atleta segue em tratamento após lesão na posterior da coxa esquerda de grau I

Por Fábio Relvas

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) segue treinando firme visando o seu próximo compromisso no Campeonato Paraense de 2018. O Gigante de Aço volta a campo diante do Bragantino, atual campeão da Segundinha, neste domingo (04/02), às 16h, no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão. A partida é válida pela 5ª rodada do Parazão. O PFC terá uma sequência de três jogos em casa. Além de Bragantino, tem ainda contra Paysandu e diante do Cametá.

A baixa do time é o volante Augusto Recife, que se machucou diante do Águia e vai ficar de fora contra o Tubarão do Caeté. O atleta fez exames e foi constatada uma lesão na posterior da coxa esquerda de grau I. Recife já está em tratamento. O jogador que chegou um pouco antes da estreia diante do Paysandu atuou até os 36 minutos do 1º tempo, quando foi expulso. Cumpriu suspensão contra o Cametá, voltou e jogou, os 90 minutos diante do Independente e logo aos oito minutos de partida contra o Águia de Marabá, acabou sofrendo a lesão.

“É um atleta que não fez toda a pré-temporada com a gente, mas é um atleta que se cuida, um atleta de um nível profissional muito alto. Esperamos poder contar com ele o mais rápido possível e torcer para essa lesão não ser tão grave e que ele possa está à disposição novamente. Os jogos foram difíceis, onde exigiram muito do grupo e agora é trabalhar forte porque vem outra batalha contra o Bragantino”, afirmou Léo Goiano, técnico do Parauapebas.

O treinador não divulga a escalação da equipe em véspera de jogos, apenas minutos antes da bola rolar. O certo é que, além do volante Augusto Recife lesionado, o time ainda não vai poder contar com alguns jogadores que não foram regularizados como: Lucas (zagueiro), João Grilo (meio-campo) e Tiago Pedra (atacante). Sem contar com o volante Ricardo Capanema que foi até Belém operar o pé.

Com tantos desfalques, a diretoria do Parauapebas Futebol Clube não perde tempo e segue reforçando a equipe para o estadual. Nesta sexta-feira (02/02), chegou mais um atleta para o Gigante de Aço. Trata-se de Luiz Fernando, 29 anos, meia-esquerda e que estava atuando no Tombense de Minas Gerais. O jogador já está à disposição de Léo Goiano para a disputa do Parazão.

Apesar do mistério quanto à escalação da equipe, o time deverá ir a campo com: Bruno; Rodrigo, Cris, André Ribeiro e Rafinha; Max Carrasco, Wellington Kabeça, Ângelo e Evandro; Monga e Rogério Maranhão ou Maninho. No meio de semana, Léo Goiano testou Maninho ao lado de Monga no ataque, sacando Rogério Maranhão. O atacante Monga foi autor do gol da vitória diante do Águia na última partida e quer seguir se destacando na equipe.

“O time tá bem, está na crescente. A gente vem treinando forte e se dedicando ao máximo para cada jogo a gente dá o melhor e sair sempre com a vitória. Respeitando a equipe do Bragantino, que é uma boa equipe, a gente vai se impor e colocar nosso jogo dentro de casa e com certeza colocar tudo em prática o que a gente vem treinando e sair com a vitória”, disse Monga.

Serviço

Parauapebas e Bragantino vão se enfrentar no próximo domingo (04/02), às 16h, no estádio Rosenão. Os ingressos para o confronto já estão à disposição. Até ao meio dia de domingo, o torcedor vai pagar o valor de R$ 15, antecipado. Após às 12h no dia do jogo, o bilhete vai ser cobrado a R$ 20. Em relação à arbitragem, apita o jogo Joel Alberto Teixeira Rezende, sendo auxiliado por Jhonathan Leone Lopes e Antônio Alves Teixeira Filho. O quarto-árbitro fica por conta de André Michel Petri Galina.

esporte

Águia e Parauapebas disputam o clássico da região sudeste pela quarta rodada do Parazão 2018

Apesar do Azulão marabaense ser o mandante, a partida será realizada no estádio Rosenão
Por Fábio Relvas

A partida entre Águia e Parauapebas, na tabela, estava marcada para o estádio Zinho Oliveira, em Marabá, às 20h, deste sábado (27/01). Mas pelo motivo do estádio marabaense está passando por reformas no gramado, o jogo teve que ser alterado para o estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, em Parauapebas. Além do local, o horário também foi mudado para às 16h. A partida é válida pela quarta rodada do Parazão.

O confronto pode ser chamado de clássico, já que são duas forças do sudeste do estado do Pará, que estarão frente a frente. O Águia de Marabá, até o momento, tem quatro pontos e é o quarto colocado da Chave A1 do Campeonato Paraense de 2018. O Azulão tem uma vitória, um empate e uma derrota. Para o jogo contra o Pebas, o time deve entrar com a mesma formação da derrota, por 2 a 0, para o Clube do Remo, no Mangueirão, com apenas uma dúvida para o ataque.

O Águia deve entrar com: Bernardo; Ari, Andrey, Léo Azevedo e Rafael Vieira; Mael, Juninho, Eric Di Maria e Samuel; Joãozinho e Guga. A equipe vem treinando no município de Itupiranga, que é vizinho da cidade de Marabá, e o técnico João Galvão pode entrar com Felipinho ou Léo Pará, no posto do atacante Joãozinho. Uma caravana com torcedores do Azulão está chegando em Parauapebas para empurrar o time nas arquibancadas do Rosenão.

“O Parauapebas é uma boa equipe, bem treinada pelo Léo Goiano. A gente veio dá uma observada, foi um jogo truncado (PFC e Independente). Ambas as equipes tiveram oportunidade. Infelizmente o mando é nosso, mas vamos jogar aqui (Rosenão) contra eles, mas a gente se sente em casa em Parauapebas. Tem muitos torcedores do Águia aqui e vai vir muitos ônibus de Marabá pra cá para apoiar a nossa equipe”, afirmou João Galvão, técnico do Águia de Marabá.

Em relação ao PFC, o time ainda não conseguiu vencer no Parazão 2018. São três jogos realizados, sendo uma derrota e dois empates, estando na terceira colocação da Chave A2, com dois pontos conquistados. Para a partida contra o Águia, o técnico Léo Goiano já poderá contar com a volta do zagueiro André Ribeiro e do volante Amaral, que foram expulsos contra o Cametá e cumpriram suspensão diante do Independente Tucuruí.

A cúpula do Gigante de Aço aguarda a regularização de alguns jogadores que ainda não tiveram seus nomes no BID (Boletim Informativo Diário da CBF), entre eles o zagueiro Braga e o atacante Tiago Pedra. Em relação ao volante Ricardo Capanema, o atleta ainda não vai fazer sua estreia com a camisa do Parauapebas, devido a um problema no pé. O jogador foi para a capital Belém fazer uma cirurgia, mas vai permanecer no plantel até o final do campeonato.

O Parauapebas deve entrar em campo com: Bruno; Rodrigo, Cris, André Ribeiro e Rafinha; Max Carrasco, Wellington Kabeça, Augusto Recife e Evandro; Monga e Rogério Maranhão. Pelo menos foi essa formação do técnico Léo Goiano após o empate diante do Independente. Com isso, André Ribeiro retorna a zaga, Rodrigo volta a lateral-direita, sua posição de origem e Tiago Baiano vai para o banco de reservas.

Serviço

Águia de Marabá e Parauapebas jogam neste sábado (27/01), às 16h, no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, em Parauapebas. Ingressos para o confronto estão custando R$ 20 nas bilheterias do Rosenão.

esporte

Parauapebas empata sem gols contra o Independente Tucuruí no estádio Rosenão e segue sem vencer no Parazão

O jogo foi válido pela terceira rodada do Campeonato Paraense de 2018
Por Fábio Relvas

O Parauapebas Futebol Clube (FFC) entrou em campo na noite desta quarta-feira (24/01) valendo pela terceira rodada do Parazão 2018. Apesar da partida ser no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, o PFC não conseguir marcar e ficou no empate sem gols diante da boa equipe do Independente Tucuruí. Com o resultado, o Gigante de Aço foi a dois pontos na Chave A2, ficando na terceira colocação, enquanto que o Galo Elétrico segue invicto com sete pontos na Chave A1, em segundo lugar.

O Parauapebas volta a campo contra o Águia de Marabá, no próximo sábado (27/01), às 16h, no estádio Rosenão. Já o Independente encara o São Raimundo no próximo domingo (28/01), às 18h, no estádio Jader Barbalho, o Barbalhão, em Santarém.

O jogo: Parauapebas 0 x 0 Independente

Afim de buscar a primeira vitória no Parazão 2018, o PFC se atirou no ataque no início de partida. Em uma bola alçada na área, o atacante Monga trombou com a zaga e pediu pênalti no lance, o árbitro Rafael Rodrigues da Silva mandou seguir a jogada. Instantes depois, em outra descida pela direita, a bola sobrou para Rafinha, que disparou e a zaga desviou para escanteio. O Independente deu troco com Léo Rosa, que avançou e disparou por cima da meta de Bruno.

Depois de mais uma tentativa do Galo Elétrico, a bola sobrou para Léo Rosa, que disparou um chute forte cruzado, ninguém alcançou, perdendo a chance. O goleiro Paulo Rafael fez uma boa reposição de bola e deixou o atacante Raygol livre na direita, mas o cruzamento saiu nas mãos de Bruno. Em uma bobeira geral da zaga do PFC, Fabricio roubou a bola e ficou de cara para marcar, o meia do Galo Elétrico chutou para fora.

Muito melhor na primeira etapa, o time de Tucuruí chegou novamente. Após chute de Alexandre Pinho, a bola sobrou no meio da área para Chaveirinho, que parou na defesa de Bruno. O goleiro Paulo Rafael do Independente deslocou o ombro, e teve que ser substituído por Dida.  No final da primeira etapa, muita confusão na beira do gramado. O chamado “Gordinho”, que faz parte da comissão do Independente, acabou expulso e se envolveu em um tumulto com a comissão do PFC.

Na etapa final, o PFC entrou com uma nova postura e tentou marcar logo no início, depois que Monga ganhou pelo alto e a bola sobrou para Wellington Kabeça, que chutou para fora. Leandrinho deu um passe errado, a bola ficou com Evandro, que chutou para a defesa do goleiro Dida. Léo Rosa respondeu e disparou por cima da meta de Bruno. Em outra tentativa do Galo Elétrico, Léo Rosa levantou na área para a cabeçada de Ezequias, que testou sozinho para fora. No último lance de perigo, Helinton pegou uma sobra, quase na pequena área, mas parou na defesa de Dida.  Placar final: Parauapebas 0 x 0 Independente.

“No geral, o jogo foi bom. Primeira meta alcançada, de nove pontos era somar sete, conseguimos. Como eu falei, não corremos risco nenhum e poderíamos ter saído com a vitória se nós tivéssemos um pouco mais de felicidade na finalização”, afirmou Júnior Amorim, técnico do Independente Tucuruí.

“A equipe adversária veio com o propósito de se defender, todo mundo atrás da linha da bola, se defendeu bem, foi eficiente, nós massacramos o adversário e infelizmente o gol não saiu. Ninguém prometeu que seria fácil e cabe a nós trabalharmos. Nós temos enfrentado maratona de jogos terríveis, viagens longas e hoje ficou nítido que no segundo tempo o nosso time cansou, em função de noites mal dormidas, viagens de ônibus. Mas vamos enfrentar isso ai porque o Campeonato Paraense é muito difícil, um campeonato muito duro, mas sabemos o caminho das pedras e a gente vai lutar muito para alcançar os objetivos que traçamos”, disse Léo Goiano, técnico do Parauapebas.

FICHA TÉCNICA

PARAUAPEBAS: Bruno; Tiago Baiano, Cris, Rodrigo e Rafinha; Max Carrasco, Wellington Kabeça, Augusto Recife e Evandro (Ângelo); Monga (Helinton) e Rogério Maranhão (Maninho). Técnico: Léo Goiano

INDEPENDENTE: Paulo Rafael (Dida); Léo Rosa, Charles, Ezequias e Kabecinha; Alexandre Pinho, Leandrinho, Chicão e Fabrício (Guly Aguiar); Raygol e Chaverinho (Sheldon). Técnico: Júnior Amorim

Árbitro: Rafael Rodrigues da Silva

Assistentes: Ederson Brito de Albuquerque e Ivaldo Oliveira dos Santos

Quarto-árbitro: Elerson Fernandes da Silva

Cartões amarelos: Rodrigo e Augusto Recife (Parauapebas); Fabrício (Independente)

Local: Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão

ESPORTE

Águia de Marabá encara o Clube do Remo no Mangueirão e deve contar com a estreia do goleiro Bernardo

Após o confronto contra o Leão, o Águia encara o Parauapebas no estádio Rosenão
Por Fábio Relvas

Ainda invicto no Campeonato Paraense de 2018, o Águia de Marabá volta a campo contra o Clube do Remo, na noite desta terça-feira (23/01), às 20h30, no estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém, valendo pela terceira rodada da competição estadual. Até o momento, o time do técnico João Galvão, soma quatro pontos, sendo o terceiro colocado da Chave A1, após dois jogos, com uma vitória e um empate.

O time do Azulão marabaense deve entrar com a mesma formação que vem atuando na competição, com apenas uma mudança. O goleiro Gibson que foi titular nas duas primeiras rodadas deve deixar a meta para Bernardo finalmente fazer sua estreia. Portanto, o time deverá encarar o Leão Azul com: Bernardo; Ari. Andrey, Léo Azevedo e Rafael Vieira; Mael, Juninho, Eric Di Maria e Samuel; Joãzinho e Guga.

Até o momento, o estádio Zinho Oliveira, em Marabá, ainda passa por reformas no gramado e segue sem condições de jogo. Nesta segunda-feira (22/01), apesar do Águia ser mandante, a Federação Paraense de Futebol (FPF), confirmou o duelo entre Águia e Parauapebas para o próximo sábado (27/01), às 16h, no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, em Parauapebas, valendo pela quarta rodada do Parazão.

Clube do Remo

Enquanto isso, o Clube do Remo realizou treino fechado para a imprensa. O Leão Azul vem de derrota para o Independente de Tucuruí, por 2 a 0, e quer voltar a vencer na noite desta terça-feira. Ney da Matta trabalhou muito a bola parada, tanto para defender, como para atacar o adversário e por isso preferiu fechar os protões para a imprensa e para a torcida, que estava ensaiando um protesto contra os jogadores.

O treinador azulino não quis dá pista sobre o provável time titular do Clube do Remo, mas mudanças devem ocorrer, não só com a escalação da onzena titular, mas também com a postura dentro de campo, o que o time não teve na última rodada quando foi facilmente dominado pelo Galo Elétrico. Antes do trabalho, houve um puxão de orelha nos atletas azulinos. Apesar do revés no último jogo, o Remo segue líder da Chave A2 com três pontos, sendo uma vitória e uma derrota.

PFC

PFC contratou o goleiro Bruno Pianissolla e o atacante Maninho para a disputa do Parazão 2018

Os dois jogadores chegaram e já treinaram com o restante do grupo que visando o Paysandu
Por Fábio Relvas

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) segue treinando firme em busca de uma vitória na estreia do Campeonato Paraense 2018. Os trabalhos estão acontecendo em uma academia da cidade, no Complexo Esportivo e no estádio Rosenão. O primeiro adversário do Gigante de Aço será o Paysandu Sport Club, no próximo dia (17/01), às 20h30, no estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém.

Para surpreender o atual bicampeão estadual, a cúpula do PFC segue reforçando seu plantel para a disputa do Parazão. Nesta quarta-feira (10/01), chegou mais um reforço para a equipe do técnico Léo Goiano. Trata-se do goleiro Bruno Pianissolla, 30 anos, natural de Guarapari-ES, com passagens por algumas equipes do futebol brasileiro como: Cruzeiro-MG, Itaúna-MG, Santa Cruz-PE, Ipatinga-MG, Democrata GV-MG, Mixto-MT, CRB-AL e São Paulo-RS.

“Muito feliz por ter me apresentado. Foi um convite do Léo que eu não pude recusar já sabendo do projeto que está acontecendo na cidade e os jogadores que estão vindo pra cá, são jogadores de qualidade, tenho certeza que vai ser uma grande temporada pra gente e vamos fazer de tudo para conseguir levar esse time muito longe. Já joguei contra o Paysandu, contra o Remo, mas com times diferentes é a primeira vez que disputo campeonato, tomara que a gente consiga começar com o pé direito”, disse  Bruno Pianissolla, goleiro do Parauapebas.

Nem bem chegou o goleiro já foi treinando com o resto do grupo. Na tarde desta quarta-feira (10/01), o técnico Léo Goiano trabalhou o time em diversas situações no estádio Rosenão. Treino técnico e tático, de finalização e ataque contra a defesa. Além do goleiro Bruno, outra novidade no PFC é o atacante Maninho, que marcou gol no último amistoso contra o PFC e acabou sendo contratado. Será a terceira passagem do atleta pelo Gigante de Aço.

“Graças a Deus a primeira passagem e a segunda foram boas aqui no Parauapebas Futebol Clube, fui muito bem, mas hoje vim de novo representar essa equipe que é muito importante fazer um bom Campeonato Paraense de novo nessa próxima temporada. Tive a felicidade de marcar um belo gol no amistoso do último final de semana contra o próprio PFC no Rosenão e fui chamado”, afirmou Maninho.

Futebol

Parauapebas Futebol Clube anunciou a contratação do volante Augusto Recife

O jogador estava no Paysandu desde 2014 e agora vai defender as cores do Gigante de Aço no Parazão 2018

Por Fábio Relvas

A diretoria do Parauapebas Futebol Clube (PFC) segue reforçando o elenco para a disputa do Campeonato Paraense de 2018. A cúpula do Gigante de Aço confirmou uma contratação de peso: trata-se do volante Augusto Recife, 34 anos, que estava desde 2014 atuando no Paysandu Sport Club, onde encerrou seu ciclo na temporada de 2017. O atleta tem chegada prevista para sexta-feira (05/01).

Augusto de Oliveira da Silva, ou simplesmente Augusto Recife, como é conhecido no futebol, é natural da cidade de Joaquim Nabuco, em Pernambuco. O atleta tem uma vasta experiência profissional, passando por diversos clubes tradicionais como: Cruzeiro-MG, Internacional-RS, Flamengo-RJ, Santa Cruz-PE, Ipatinga-MG, Náutico-PE, Botafogo-SP, ABC-RN, São Caetano-SP, Joinville-SC e Paysandu-PA.

Em relação a títulos, Augusto Recife é um multicampeão por onde passou. Conquistou campeonatos como: Supercampeonato Mineiro (2002), Copa Sul Minas (2002), Campeonato Mineiro (2003, 2004 e 2006), Copa do Brasil (2003), Campeonato Brasileiro (2003), Campeonato Gaúcho (2005), Campeonato Paulista do Interior (2010), Campeonato Paraense (2016 e 2017) e Copa Verde (2016).

Além de Augusto Recife, a diretoria do PFC anunciou outras contratações como: Rodrigo (lateral-direito), vindo do futebol mineiro, Ricardo Capanema (volante), ex-Paysandu e atuante na última Segundinha no Carajás Esporte Clube e Max Carrasco (lateral-direito e volante), que estava atuando em Belo Horizonte. Todos os atletas estão vindo com o aval do técnico Léo Goiano. O Parauapebas realiza mais um jogo treino contra a seleção local no próximo sábado (06/01), às 17h, no estádio Rosenão. O time segue treinando em dois períodos.

“Preparação forte. Nós planejamos toda a pré-temporada de forma bem sistêmica para que a gente pudesse chegar no início da competição forte e pronto para a guerra que vai ser o Campeonato Paraense de 2018. É necessário a gente ter um grupo de trabalho de 22 até 25 atletas. Estamos trabalhando forte. Tem alguns atletas que já estão contactados e possivelmente chegam na sexta-feira (5) e nós vamos fechar o elenco no final de semana”, afirmou Léo Goiano, técnico do Parauapebas.

error: Conteúdo protegido contra cópia!