Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Primos são encontrados mortos com 13 tiros em Cumaru do Norte

Os dois jovens eram de Redenção e a família acredita que eles tenham sido vítima de uma emboscada
Continua depois da publicidade

José Roberto Barbosa, de 22 anos, e Carlos Eduardo Barbosa Lima de 21, ambos naturais de Redenção, foram assassinados na noite do último sábado (14).  Os corpos estavam jogados à margem de uma mata na estrada que dá acesso à Fazenda Cumaru do Sul, município de Cumaru do Norte. A propriedade fica localizada às proximidades do vilarejo conhecido como Trairão.

Os dois jovens são primos e segundo informações de familiares, eles estavam residindo em Cumaru do Norte e consideram que Roberto e Carlos e Eduardo tenham sido vítimas de uma emboscada.

Ainda de acordo com familiares, no dia do crime os dois tinham saído para trabalhar em uma área de garimpo. Os corpos foram encontrados com várias perfurações de bala. O corpo de Carlos Eduardo tinha oito marcas de tiros nas costelas, enquanto no de Roberto foram encontradas cinco perfurações nas costas, além do rosto ter ficado praticamente irreconhecível.

A Polícia Civil de Cumaru do Norte segue investigando para tentar descobrir a motivação do crime e os responsáveis pelo duplo homicídio, uma vez que os corpos foram encontrados sem roupas.

Na manhã do último domingo (15), as famílias dos jovens saíram de Redenção para fazer o sepultamento dos jovens, que ocorrerá na tarde desta segunda-feira (16), na mesma cidade onde o crime aconteceu.

Parauapebas

Dois homicídios, um suicídio e “Tolerância Zero” no fim de semana

Rapaz se enforca por causa da namorada, sucateiro executado por dedurar desmanche e jovem encontrado sem vida na margem da Rodovia PA-275
Continua depois da publicidade

Marcado por dois assassinatos e um suicídio, o final de semana foi trágico em Parauapebas, onde a Polícia Militar, o Departamento Municipal de Trânsito, da Guarda Municipal, os Bombeiros e o pessoal da Secretaria de Meio Ambiente se uniram e deflagraram a Operação Tolerância Zero. O resultado foram 318 abordagens, 17 autos de infração de trânsito, seis motocicletas e dois carros apreendidos, seis notificações da Semma, quatro notificações dos Bombeiros e 14 estabelecimentos fechados por não terem Licença de Funcionamento.

Ainda conforme o balanço da operação, 81 pessoas, sem documentos, foram conduzidas à Delegacia de Polícia Civil para averiguação, uma pessoa foi presa por estar dirigindo bêbada, duas, por estarem brigando e um dono de bar, por suspeita de tráfico de cocaína.

A primeira morte ocorreu no sábado (14), na Rua10 do Bairro dos Minérios, quando Jerllison Wallyth Andrade Fonseca, 20 anos, se enforcou no início da noite. Segundo um amigo do rapaz, Silas Silva Júnior, desde a manhã daquele dia ele já estava falando em tirar a própria vida porque a namorada, Tamires Oliveira, havia colocado um fim na relação.

Na madrugada de domingo (15), o corpo de Joberth Cleison Rodrigues Mendes, 19 anos, foi encontrado numa das margens da Rodovia PA-275, de bruços, dentro de uma lagoa. No acostamento, estava estacionada a moto do rapaz e o celular dele jogado ao lado. O Boletim de Ocorrência não relata de que forma Joberth foi assassinado.

O segundo homicídio aconteceu por volta das 20h de domingo (15), quando Farildo Nogueira da Silva, 56 anos, natural de Brejo do Maranhão (MA), conhecido como Negão do Ferro velho Boa Esperança, foi executado com três tiros, dois na boca e um na barriga, na casa dele, na Rua A do Bairro Jardim Tropical II.

Por trás da casa de Farildo há um desmanche de carros e motos roubados, fato que ele não aceitava e já havia, inclusive, reclamado com os donos do local, não sendo atendido.

Por esse motivo, ele sempre avisava à polícia quando via movimentação estranha por lá, o que ajudou várias vezes na recuperação de veículos roubados ou furtados. Pessoas próximas a Negão dizem que esse pode ter sido o motivo pelo qual ele foi assassinado.

Tolerância Zero

A Operação Tolerância Zero teve a participação de 35 policiais militares, 15 guardas municipais, seis agentes de trânsito, quatro fiscais da Semma e dois homens dos Bombeiros, totalizando 62 agentes de segurança, e empregou 13 veículos.

Durante a operação, que ocorreu na noite de sábado (14), os agentes de segurança percorreram locais de diversão dos quatro cantos da cidade, como bares, boates, danceterias e lanchonetes com grande fluxo de pessoas; e também os locais considerados áreas vermelhas para a criminalidade.

Jacundá

Major Fábio Rayol assume 18ª CIPM de Jacundá

Após quase 10 anos na cidade, o major Rogério Pereira assume o 7º batalhão da Polícia Militar, em Redenção
Continua depois da publicidade

Após nove anos à frente da Companhia Independente da Polícia Militar 18ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), com sede em Jacundá, o recém-nomeado major Rogério Pereira deixa o comando da companhia, e assume o Subcomando do 7º Batalhão da PM de Redenção, sul do Pará. Em seu lugar assumiu o também major Fábio Rayol, 46 anos, 27 dos quais a serviço da Polícia Militar do Pará. A troca de comando aconteceu na manhã desta quarta-feira (11), na Câmara Municipal, com a presença de policiais militares e civis, vereadores, prefeito e lideranças da sociedade civil de Jacundá.

Bastante elogiado pela atuação durante quase uma década à frente do policiamento militar, Rogério deixa o município com os menores índices de violência. “Obrigado por retirar nossa cidade das páginas policiais, pelo empenho e dedicação prestados à nossa Jacundá”, mencionava uma faixa em agradecimento.

Aos 40 anos de idade, Rogério chegou ao município de Jacundá no dia 23 de novembro de 2009 e ocupava o posto de primeiro-tenente. “Tenho um marco de história aqui, onde cresci profissionalmente, constitui família e conheci a Deus. Hoje sou um homem evangélico. E aqui quero morar após minha aposentadoria”, destacou o major.

A cerimônia de transmissão de cargo foi comandada pelo coronel André Gustavo, responsável pelo CPR 4 (Comando de Policiamento Regional 4)  de Tucuruí. Já o novo comandante da PM loca, major Fábio, assume a companhia com 45 policiais e viaturas novas.

Marabá

Na véspera de formatura de novos policiais, PMs são presos por assalto ao Banpará

Dois sargentos e um cabo serão levados ainda hoje para audiência de custódia no Fórum de Marabá, acusados de dar fuga a 3 assaltantes em Bom Jesus
Continua depois da publicidade

Amanhã, quinta-feira, 12, o Comando da Polícia Militar do Pará realiza formatura de 100 novos policiais militares em Marabá. Todavia, 24 horas antes, três representantes da mesma corporação foram presos nesta quarta-feira e trazidos para o prédio onde funciona o CPR-II, na Folha 31, ao lado do escritório da Cosanpa. Dois sargentos e um cabo da PM são acusados de ajudar a dar fuga aos participantes do assalto que aconteceu na madrugada de ontem à agência do Banpará de Bom Jesus do Tocantins, a 66 km de Marabá.

O trio seria lotado no Destacamento de Nova Ipixuna e teria dado suporte ao roubo que se deu com explosão de caixas eletrônicos na madrugada. Os nomes dos três PM’s ainda não foram divulgados para a Imprensa e o comandante do CPR, coronel Mauro Sérgio, promete uma entrevista coletiva para a tarde desta quarta-feira com a presença de oficiais do Comando Geral da PM, vindos de Belém.

Os três policiais são acusados de dar apoio logístico aos demais membros do bando. Equipes de policiais seguem na região de Bom Jesus, na mata, ainda tentando prender parte da quadrilha.

Junto com os militares, outras três pessoas também foram detidas. Os policiais, sendo dois sargentos e um cabo, são lotados na cidade de Nova Ipixuna. A equipe da Polícia Civil de Bom Jesus do Tocantins deu início às investigações que foram assumidas pela Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos (DRRB) e Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

O advogado Genésio Queiroga Neto, da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar, confirmou a prisão dos três militares. “Em relação ao auto de prisão em flagrante, dado o caráter sigiloso da investigação policial, a gente não vai se manifestar, mas de fato tem três policiais no CPR II em Marabá, mas que não cometeram delito algum, conforme vai ficar provado na instrução criminal”, defendeu.

NOTA PM

No início da tarde de hoje, a Polícia Militar divulgou a seguinte nota sobre a detenção dos três policiais militares:

“O Comando de Policiamento Regional (CPR) 2 da Polícia Militar, com sede em Marabá, já acompanha o caso da detenção de três policiais militares, sendo dois sargentos e um cabo, por suposto envolvimento na fuga de três criminosos que teriam participado do assalto, ocorrido ontem, à agência do Banco do Estado do Pará em Bom Jesus do Tocantins. Os militares, lotados em Nova Ipixuna, estão detidos na Superintendência de Polícia Civil de Marabá e devem passar por audiência de custódia ainda nesta quarta-feira, 11.

Ulisses Pompeu – de Marabá
Ourilândia do Norte

Ourilândia: Gerente da Caixa aguarda peritos com bomba amarrada ao corpo

A notícia de um suposto assalto deixou a cidade mergulhada em tumulto a manhã toda. Em Marabá, a polícia prendeu seis dos assaltantes que atacaram o Banpará de Bom Jesus
Continua depois da publicidade

Permanece dentro da agência da Caixa Econômica Federal, em  Ourilândia do Norte, sul do Estado, o subgerente de prenome Tiago, que está com uma carga supostamente explosiva presa ao corpo. Ele foi retirado de casa na noite de ontem, terça-feira (10), por um bando de assaltantes da modalidade “sapatinho”, e levado à agência bancária. Como os bandidos não conseguiram abrir o cofre nem retirar dinheiro de alguma outra dependência do estabelecimento, deixaram o gerente amarrado e fugiram.

Os primeiros funcionários a chegarem, comunicaram o fato à Polícia Militar, que logo cercou o local. Depois se juntaram à PM policiais civis e o pessoal do Tático. Uma ambulância do Samu também foi deslocada para as proximidades e o quarteirão foi isolado.

Foi o suficiente para que várias notícias com as mais diversas informações fossem publicadas em redes sociais, dando conta de que no banco havia clientes e funcionários reféns e que os bandidos estariam negociando a rendição. A cidade ficou em polvorosa e a Rodovia PA-279 chegou a ser interditada. Porém, já por volta das 12h30 desta tarde, a polícia divulgou as informações corretas sobre o caso.

Quanto á bomba há duas informações de fontes diferentes: a primeira afirma que, como os crimes contra instituições federais, caso da Caixa, são da alçada da Polícia Federal, um perito especialista em explosivos estaria se deslocando para Ourilândia a fim de examinar e, se for o caso, desativar o artefato. Outra informação dá conta de que peritos em explosivos, da Polícia Militar, estariam vindo de Belém, de helicóptero, para verificar a suposta bomba e desarmá-la.

Bom Jesus
Em Marabá, a Polícia Militar apresentou seis dos assaltantes que atacaram e destruíram com explosivos a agência do Banpará na madrugada de ontem (10). Três deles seriam policiais militares, do Destacamento de Nova Ipixuna, que teriam dado apoio ao bando.

Bom Jesus

Campeã em assalto a banco, Bom Jesus sofre novo atentado, agora ao Banpará

Bandidos levaram como reféns o vigilante do banco e outro que trabalhava em um posto de combustível na saída da cidade
Continua depois da publicidade

Nenhuma das pequenas cidades da região sudeste do Pará registrou mais assaltos a banco do que Bom Jesus do Tocantins, na BR-222, a 66 km de Marabá. O município de 16.517 habitantes foi sacudido na madrugada desta terça-feira, 10, por tiros e bomba que destruíram parte da estrutura do Banpará, que foi inaugurado há quatro anos.

De tanto ver sua agência saqueada (três vezes), o Banco do Brasil resolveu não reabrir aquela unidade, que sofreu grande explosão com dinamites em 2011. Naquela oportunidade, uma quadrilha composta por oito bandidos derrubou a tiros de fuzil e pistola as portas de vidro do estabelecimento, entrou no banco, colocou uma carga de dinamite junto do cofre e detonou o explosivo. O prédio veio abaixo e tudo o que havia em seu interior ficou destruído. Somente a fachada e a parede dos fundos ficaram de pé.

No ano passado, com direito a filmagem à luz do dia, uma quadrilha assaltou a agência dos Correios de Bom Jesus, levando reféns e deixando a população apavorada.

Inaugurada em 2014, a agência do Banpará ainda passou quatro anos sem sofrer assaltos ou roubos. Mas na noite desta terça-feira o barulho de tiros e bombas acordou a comunidade da cidade mais uma vez.

Pelas fotos publicadas em redes sociais, dá para perceber que há um buraco no teto, cápsulas de arma pesada foram encontradas e os caixas eletrônicos foram danificados e o dinheiro que havia dentro levado.

Segundo o comandante do CPR II, coronel Mauro Sérgio, as informações não são tão precisas ainda. As primeiras notícias apuradas dão conta de que um carro pequeno (possivelmente um Palio) e três motocicletas teriam sido utilizados por cinco elementos para a prática do assalto. Logo em seguida, o bando fugiu em direção à fazenda Jaqueira.

Foram pegos de reféns um vigilante do Banpará e outro vigilante do primeiro posto de combustível na saída para o município de Abel Figueiredo, na BR-222.

A Polícia Militar faz diligências na região para tentar prender os bandidos.

Ulisses Pompeu – de Marabá
Canaã dos Carajás

Dois Josés de Ribamar morrem executados e motociclista tem o pé decepado

José Ribamar dos Santos e José de Ribamar Alves morreram com vários tiros pelo corpo em uma estrada na Zona Rural. Saniel Monteiro colidiu com um automóvel e foi parar no hospital
Continua depois da publicidade

No sábado (7), por volta de meio-dia, dois homens foram encontrados mortos em uma estrada da VP-20, Zona Rural de Canaã dos Carajás. Jogados às margens da estrada, estavam os corpos de José Ribamar de Sousa dos Santos, 25 anos, e José de Ribamar da Silva Alves, 37. Os moradores das proximidades, que encontraram os cadáveres, imediatamente, comunicaram a Polícia Militar. A Polícia Civil também esteve no local, fazendo os primeiros levantamentos do crime. Em ambos, nascidos no Maranhão, havia diversas perfurações feitas a bala.

Mais cedo, naquele mesmo dia, uma guarnição da Polícia Militar esteve no local, também chamada pelos moradores, que denunciaram a presença de dois homens suspeitos que pareciam estar em a procura de alguém naquelas redondezas. Logo em seguida, os dois, Josés de Ribamar foram encontrados mortos.

A polícia ainda não tem pistas sobre o que pode ter motivado o crime e ainda não se sabe se as vítimas tinham passagem pela polícia.

Acidente

Na tarde de domingo (8), o motociclista Saniel Ferreira Monteiro se envolveu em um acidente de trânsito em um cruzamento no Bairro Novo Brasil. Ele, que é natural de São Pedro da Água Branca (MA), conduzia uma motocicleta Pop 100 quando colidiu com o carro do tipo Sedan. Foi lançado ao chão, mas teve o pé esquerdo, decepado. O membro ficou preso entre o moto e o carro. O motociclista foi levado ao hospital.

Pará

Governo promove a formatura de quase 2 mil novos policiais militares

Em Marabá a cerimônia acontece na próxima quinta-feira (12), quando 133 PMs reforçarão o 4º BPM e 88 se somam aos colegas do 23º BPM, de Parauapebas
Continua depois da publicidade

A cerimônia de formatura dos novos praças da Polícia Militar ocorreu na manhã desta segunda-feira (9), simultaneamente, em Belém e outros seis municípios paraenses: Santa Izabel, Castanhal, Barcarena, Capanema, Bragança e Tucuruí. Em Parauapebas, Marabá, Breves, Soure e Conceição do Araguaia, a formatura será celebrada na quinta-feira, dia 12. Na sexta-feira, dia 13, é a vez de Santarém, Altamira, Paragominas e Itaituba.

O governador Simão Jatene presidiu a cerimônia de formatura no Portal da Amazônia, bairro da Cidade Velha, em Belém. Milhares de familiares dos formandos lotaram o espaço para entregar aos novos policiais militares seus diplomas de conclusão de curso.

Somente da Região Metropolitana de Belém (RMB) serão 498 policiais que irão reforçar os batalhões da capital e demais cidades da área metropolitana, como Ananindeua, Marituba e Benevides. Saindo da RMB, a regional de Castanhal será contemplada com 133 militares que, além da própria Cidade-Modelo, atenderão o município de Santa Izabel, com 88 praças.

As regiões de Santarém e Marabá serão atendidas com efetivos de 130 e 133 novos PMs, respectivamente, enquanto que Altamira, com 99, e Conceição do Araguaia com 129 praças. No Marajó, o Comando de Policiamento Regional 12, com sede no município de Breves, receberá 87 soldados PMs, enquanto que a região de Soure, no Marajó Oriental, coberta pelo CPR 11, ganhará o reforço de 49 militares.

A região do Caeté contará com 104 novos praças, sendo 77 para atender Capanema e 37 para Bragança. Próximas à capital, as cidades de Barcarena e Santa Izabel terão reforçados seus efetivos, respectivamente, com 131 e 88 policiais militares. Já no sudeste paraense, Paragominas ganha um efetivo de 88 militares, assim como Tucuruí, com 97, enquanto que Parauapebas, com o 23º Batalhão da PM, 86. Na área do CPR 10, o 15º BPM passa a contar com 89 soldados em reforço ao trabalho da PM no oeste do Pará.

Os novos praças já se apresentarão aos seus batalhões na terça-feira, 10, devendo entrar em ação imediatamente. Aprovados em concurso público, os formandos passaram por nove meses de curso, com mais de 1.800 horas de instruções, dentre elas abordagem policial; ética, cidadania e direitos humanos; treinamento físico militar; 1ª Intervenção em Crises; defesa pessoal; armamento, munição e tiro; além de seis disciplinas voltadas para a área do direito.

A disciplina estágio supervisionado representou 200 horas/aulas do curso e serviu para a vivência profissional dos então alunos na prática da atividade policial militar. A nova proposta traz uma grade curricular mais abrangente com o acréscimo de quatro disciplinas na malha: Deontologia Policial Militar, Policiamento em área de selva, Segurança Pública e Comunicação Social e Conduta Policial Defensiva.

(Pascoal Gemaque: Agência Pará/Fotos: Sidney Oliveira)