Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Polícia de Parauapebas flagra bandidos a caminho de “casinha”

Um dos suspeitos foi interceptado e faleceu a caminho do Hospital Municipal
Continua depois da publicidade

Nesta quinta-feira (14), por volta das 11h30, uma guarnição do 23º Batalhão da Polícia Militar de Parauapebas foi avisada de que dois homens em uma moto estavam armando uma “casinha” para executar alguém. O informante deu a localização dos suspeitos e a equipe policial, em carro descaracterizado, seguiu para o ponto da emboscada. No morro Nova Vitória avistou dois suspeitos em uma motocicleta, na Avenida Faruk Salmen, mais precisamente no cruzamento com a Rua Inglaterra.

Ao perceber que o passageiro estava armado, a guarnição seguiu a motos, mas, os homens perceberam e passaram a atirar nos PMs, que responderam à altura, atingindo um deles. Durante a confusão, o outro abandonou a moto na Rua Tocantins e conseguiu fugir pelos fundos de uma das residências da rua.

Já o baleado, Landison Lisboa de Oliveira, foragido do Crama (Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes), de Marabá, foi removido ao Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Com Landison, foram encontradas uma pistola de brinquedo e uma escopeta calibre 12.

Pará

Número de roubos teve queda de 50,52% na área de atuação do CPR II

Para o comando da Polícia Militar na região essa redução acentuada é motivo de comemoração
Continua depois da publicidade

O número de casos de roubo, na área de abrangência do Comando de Policiamento Regional II (CPR II) teve queda de 50,52% em maio deste ano, em comparação com o mesmo mês de 2017. No raio de atuação do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), que compreende Marabá, Brejo Grande do Araguaia, Itupiranga, Nova Ipixuna, Palestina do Pará, Piçarra, São Domingos, São Geraldo e São João do Araguaia, esse tipo de crime teve redução de 45,31%. Na área do 23º BPM, que abrange Parauapebas, Curionópolis, Eldorado do Carajás e Canaã dos Carajás, a queda foi de 24%.

Nos municípios protegidos pela 11ª Companhia Independente de Polícia Militar (11ª CIPM), Rondon do Pará. Abel Figueiredo e Bom Jesus do Tocantins, os roubos diminuíram em 15,4%.

Segundo o comandante do CPR II, tenente-coronel Mauro Sérgio, esses números são motivos de comemoração: “O resultado do CPR II é o melhor dos últimos dois anos e meio e Marabá, nos últimos sete meses teve a maior queda no número de roubos, quanto a Parauapebas, este teve o melhor resultado dos últimos dois anos”, destaca ele.

Os números do roubo

Maio 2017

Marabá = 390

Parauapebas = 348

Canaã = 50

Eldorado = 16

Itupiranga = 14

Rondon do Pará = 13

São João = 9

São Domingos = 7

Curionópolis = 7

São Geraldo = 3

Nova Ipixuna = 2

Brejo Grande = 1

Palestina = 0

Piçarra = 0

Maio 2018

Marabá = 219

Parauapebas = 230

Canaã = 76

Rondon do Pará = 11

Eldorado = 8

Itupiranga = 7

Curionópolis = 6

São Domingos = 3

Brejo Grande = 1

Piçarra = 1

São Geraldo = 1

São João = 1

Nova Ipixuna = 0

Palestina = 0

Abel Figueiredo

Em Abel Figueiredo, assaltantes mantêm reféns em van

A PM cerca os bandidos com 16 homens em quatro viaturas. Para se render, eles exigem a presença da Imprensa e dos parentes
Continua depois da publicidade

Quatro assaltantes que atacaram uma van na Rodovia BR-222 estão cercados pela Polícia Militar, na Vicinal do Lixão, em Abel Figueiredo, mas mantêm três pessoas reféns neste momento. O caso começou quando eles entraram no veículo para assaltar motorista e passageiros. A PM, entretanto, foi avisada e, com quatro viaturas e 16 policiais, fez o cerco. Neste momento, o sargento Moraes negocia a rendição do quarteto criminoso, que exige a presença da Imprensa e dos familiares para se entregar.

Redenção

Polícia prende trio que roubava motos em Redenção

Os veículos tomados dos donos eram vendidos em municípios da região
Continua depois da publicidade

A Polícia Militar apresentou, na tarde de ontem, segunda-feira (11), na delegacia de Polícia Civil, um trio acusado de roubar motos em Redenção. Os acusados são: Thalison da Silva, 19 anos; Fernando Alves de Oliveira, 24; e Regis Ribeiro dos Santos. Todos foram presos em flagrante. De acordo com informações da PM, Regis comandava a parte do assalto, Thalison, se encarregava em conseguir o comprador e Fernando seria o responsável de despachar a mercadoria.

Após uma denúncia anônima realizada na tarde de segunda-feira, a Polícia Militar chegou até o trio. Regis, o primeiro a ser preso, foi flagrado em uma moto roubada, conduzido à delegacia de Polícia Civil e apresentado ao delegado de plantão. Durante interrogatório, ele delatou os outros dois comparsas, que foram capturados na rodoviária de Redenção. O trio confessou que a moto seria encaminhada para de Santana do Araguaia.

Regis havia roubado a moto na noite do último sábado (9) e a proprietária registrou o Boletim de Ocorrência na manhã de domingo (10). A moto, uma C100 Biz, vermelha, placa OBT 6725/ São Felix do Xingu, foi devolvida à dona na tarde de segunda feira.

Redenção vive momentos de terror, no que diz respeito a assaltos, roubos e mortes. Todos os dias se roubam motos em Redenção. Na manhã desta terça-feira (12), a Delegacia de Polícia Civil estava lotada de pessoas que foram registra Boletim de Ocorrência, sendo oito delas referentes a roubos de motocicletas.

Marabá

CME inicia hoje em Marabá reintegrações de três propriedades

Em quinta reintegração da fazenda Landi, juiz diz que quem não se identificar será preso e levado à delegacia. Reintegrações só voltam agora após as eleições
Continua depois da publicidade

Nesta segunda-feira, dia 11 de junho, o Comando de Missões Especiais da Polícia Militar iniciou por Marabá uma série de três reintegrações de áreas rurais determinadas pela Vara Agrária de Marabá. As propriedades que estão na lista de reintegração são a Conduru, no núcleo São Félix, em Marabá, e as fazendas Landir, em São João do Araguaia, e Santa Clara, também em Marabá, mas próximo à divisa com Parauapebas.

A pedido do juiz da 3ª Região Agrária de Marabá, Amarildo José Mazutti, a Prefeitura de Marabá disponibilizou quatro caminhões na manhã de hoje para retirada das famílias no Centro de Formação, Produção e Artes da Amazônia (Conduru), e na Santa Clara.

Em entrevista ao blog na manhã desta segunda-feira, o magistrado explicou que um grupo de 54 famílias dissidentes que estavam na fazenda Santa Tereza, acabou saindo de lá e ocupando o Conduru, um centro de formação de agricultores ligado aos movimentos sociais com área de 10 hectares. Segundo ele, a propriedade é toda documentada. “Tentamos até o último minuto fazer acordo para manter as famílias no local, mas não houve possibilidade. Não gosto de fazer desocupação, é muito ruim, mas tenho de cumprir a lei”, diz o juiz.

A desocupação da Fazenda Landi está prevista para amanhã, terça-feira, e também na quarta-feira. Trata-se de um caso incomum, porque esta será a quinta retirada de famílias da propriedade e, segundo o magistrado, a estratégia a ser usada desta vez será diferente. Todas as pessoas serão obrigadas a se identificar. Quem se omitir será preso e levado para a delegacia. “Precisamos saber quem são estas pessoas, porque senão saem hoje e amanhã voltam novamente. E como fica a Justiça, neste caso? Todos estão sujeitos à lei”.

A Landi é de propriedade de José Miranda Agroindustrial Ltda., Fernandes Miranda Ltda., Lúcio Fernandes de Miranda e João Oscar Fernandes de Miranda e foi invadida pela primeira vez em 2003 e mais de dois anos depois, em 26 de julho de 2015, a Justiça determinou a reintegração de posse. Menos de um mês depois, em 4 de agosto daquele ano, nova ocupação aconteceu e outra reintegração foi decretada em 8 de setembro, também em 2005. Três meses depois, em 7 de dezembro, a Fazenda Landy foi novamente invadida o os invasores retirados da área, conforme decisão judicial, em 11 de abril de 2006, quando a ação foi julgada favorável aos proprietários e transitada em julgado. Ou seja, sem mais recursos. Entretanto, mesmo assim, novamente a fazenda foi invadida e, em 29 e 30 de junho de 2016 mais uma vez desocupada e o processo arquivado.

Menos de um ano depois, em 10 de maio de 2017 os proprietários da Fazenda Landi ingressaram com a ação na Vara Agrária informando a ocupação da área com em 23 de março de 2017, juntando Boletim de Ocorrência Policial.

Há ainda a fazenda Santa Clara, entre Parauapebas e Marabá, que está sendo ocupada por 200 famílias. A retirada de todas elas está prevista para os dias 14 a 16 deste mês. O proprietário trabalhou por muitos anos como caseiro de um fazendeiro rico na região e acabou adquirindo essa fazenda. Depois que faleceu, seus filhos passaram a produzir na terra, que posteriormente foi invadida.

O juiz fez audiência do caso em Parauapebas, pela proximidade da propriedade com a sede daquele município. Vários atores foram convidados, inclusive representantes do Poder Executivo municipal, mas este retirou-se por entender que não tem responsabilidades sobre aquela comunidade. “Só pedimos ajuda das prefeituras quando os autores da ação – proprietários – são pobres, como ocorre neste caso da fazenda Santa Clara”, diz.

O juiz destaca que antes de autorizar uma reintegração de posse, realiza várias audiências, todos os órgãos são convidados para discutir o assunto, entre eles Incra, Ministério Público, Ouvidoria Agrária. Depois, dá 10 dias para sair, marca outra audiência e dá mais um prazo. “Em três anos que estou nesta Vara, nunca tivemos conflito. Não tomo partido, não me envolve com um lado ou outro. Sou um juiz caseiro, quando chega o final de semana me tranco em casa. Não basta eu ser honesto, preciso parecer honesto, porque recebemos salário do povo para isso”.

O juiz Mazutti pondera que não é porque uma pessoa ou famílias ocuparam uma área que têm de ser tratados com selvageria, mas como cidadãos, porque por meio daquele ato estão reivindicando às autoridades um pedaço de terra para viver. “Para mim, a palavra de ordem tem de ser de respeito às pessoas”.

Por fim, o magistrado revela que esta será última reintegração de posse antes das eleições de outubro deste ano, por entender que o pelotão especial da Polícia Militar que faz cumprimento das determinações judiciais estará direcionado para apoiar as ações relacionadas à Justiça Eleitoral. “Temos outras áreas para desocupação, mas isso só deve ocorrer no final do ano”, avisa.

Ulisses Pompeu – de Marabá
Redenção

Duplo homicídio em Redenção durante final de semana

A cidade lidera no ranking de homicídios no sul do Pará, elevando o município à triste posição de mais violento da região
Continua depois da publicidade

O final de semana em Redenção foi marcado por dois assassinatos. De acordo com a Polícia Civil, o duplo homicídio aconteceu por volta de 1h da madrugada do último sábado (9). As vítimas são Ueliton Rodrigues Pereira, 30 anos, e Denise Rodrigues de Sousa 14 anos. A tragédia aconteceu no Setor Marechal Rondon. Segundo a Polícia o corpo do homem tinha perfurações feitas por disparos de arma de fogo; e o da adolescente. perfurações de faca.

No local do crime a polícia encontrou alguns projéteis, uma faca e três gramas de crack, além de um cachimbo, o que leva os policiais a acreditarem que as vítimas eram usuárias de drogas e que, a principal motivação do crime, morte esteja ligada ao trafico de entorpecentes.

Até a manhã desta segunda-feira (11), ninguém tinha sido preso. A Polícia Civil segue investigando para tentar elucidar mais essas duas mortes no município. Redenção entra para a estatística da cidade mais violenta do sul do Estado, pois, em seis meses foram registradas 31 mortes violentas no munícipio.

Tucuruí

Ronda escolar vai inibir violência e drogas nas escolas de Tucuruí

Projeto lançado nesta sexta-feira (8) quer coibir a ação de bandidos nas zonas próximas às escolas, dando mais proteção e segurança aos estudantes e professores
Continua depois da publicidade

Foi lançado na manhã desta sexta-feira (8) o projeto Ronda nas Escolas. A cerimônia de apresentação do projeto e do efetivo aconteceu na sede da Secretaria Municipal de Apoio à Segurança Pública e contou com a presença de autoridade e da sociedade civil.

O programa tem como objetivo prevenir atos ilícitos no interior e nas proximidades das escolas municipais e estaduais no município. Por meio da Ronda Escolar, a Prefeitura de Tucuruí pretende auxiliar as polícias Civil e Militar atuando na prevenção e coibição de ilícitos o que vai impactar de forma positiva a redução da violência escolar, além de conseguir inibir o tráfico dentro das escolas.

A intenção é dar mais proteção e segurança aos estudantes e professores do município visando coibir a ação de bandidos nas zonas próximas às escolas, explica o prefeito Artur Brito. “Este projeto já estava há algum tempo sendo planejado pela administração e agora, a Guarda Municipal vai atuar na prevenção direta dos nossos alunos. Contamos também com o apoio da população para fomentar uma maior segurança para todos”, acrescenta o prefeito.

O projeto será realizado por meio de rondas Ostensivas Periódicas, que são rondas externas e internas nas mediações de cada escola, no intuito de inibir atos ilícitos e a presença de suspeitos que não frequentam o ambiente escolar.

Edilson Braga Júnior, secretário de Apoio à Segurança Pública, diz que é um passo muito importante já que a guada municipal vai atuar ainda com patrulheiros motorizados que farão a presença ostensiva. “Queremos que esta juventude se aproxime dos agentes e que tenham a consciência que a criminalidade e as drogas só vai prejudicar a vida delas. A segurança não é responsabilidade somente das polícias Civil e Militar e com a Ronda, estamos dando uma resposta para a população de que estamos empenhados e dar segurança à comunidade”, declara o secretário.

A ação que inicia seu desenvolvimento é de extrema importância social que vai contribuir para a redução da violência além de aumentar a confiabilidade dos alunos com a polícia e os agentes de segurança. O projeto também quer ajudar os adolescentes a compreenderem o mal dos entorpecentes.

O Prefeito Artur Brito também aproveitou a oportunidade para dar a notícia que a legalização da Guarda Civil Municipal também é fará parte do projeto de proporcionar mais segurança para a população de Tucuruí. “Em breve, faremos a solicitado da implantação da Guarda Municipal, via Projeto de Lei e posterior concurso público. A Prefeitura já está com o projeto em fase final e muito em breve Tucuruí terá sua guarda municipal efetivada e adequada à lei”, enfatiza o prefeito.

Redenção

Polícia Militar prende arrombador de residências em Redenção

O ladrão chegou a quebrar a porta da casa, de onde levou joias e uma TV LCD de 32 polegadas
Continua depois da publicidade

A Polícia Militar de Redenção apresentou, na tarde da última quinta-feira (8), na delegacia de Polícia Civil, Romário da Silva Pereira, de 24 anos de idade. Ele é acusado de ter invadido uma residência na Rua 21, no setor Alto Paraná. De acordo com informações da Polícia Civil, Romário, aguardou os proprietários da residência saírem para cometer o delito. Segundo o Boletim de Ocorrência, o acusado teria arrombado a porta da casa e subtraído alguns objetos como; TV 32 polegadas LCD e joias. Após o furto Romário, saiu da residência sem visto por vizinhos.

A PM foi chamada e informada do roubo pelos proprietários da casa e, após algumas horas de varredura nas imediações, a polícia encontrou Romário Pereira, que recebeu voz de prisão. Na delegacia, após interrogatório, ele confessou ter entrado na residência. De acordo com a polícia Romário já tem outras passagens pela delegacia, por roubo.

Na manhã desta sexta-feira (8), após ser ouvido pelo delegado de plantão o acusado foi removido pela Polícia Civil para o Presidio de Redenção, onde se encontra à disposição da Justiça.