Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Assalto a banco

Bandidos assaltam agência do Banco do Brasil em São Felix do Xingu, no Pará (Atualizada)

Dois vigilantes ficaram feridos e cinco funcionários foram feitos reféns

Cerca de seis homens invadiram a Agência do Banco do Brasil de São Félix do Xingu durante a tarde desta sexta-feira (02). Durante a investida dos criminosos ao banco houve intensa troca de tiros e dois vigilantes da agência foram alvejados. Uma grande quantidade de dinheiro foi levada, todavia, na saída do banco o Comando de Operações Especiais da Polícia Militar do Pará estava a espera dos marginais e novamente houve troca de tiros. Com a ação da PM, parte do dinheiro foi deixada para trás.

Os bandidos saíram do banco com cinco reféns em dois carros em direção à Tucumã. Na saída da cidade atearam fogo em carros para dificultar o trabalho da Polícia. Segundo o delegado Antônio Miranda, os foragidos adentraram em mata fechada a sede do município de Ourilândia do Norte e lá se encontram até o fechamento dessa postagem.

Os vigilantes não correm risco de morte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Atualização:

Segundo o delegado Antônio Miranda, apenas 4 ou 5 elementos efetivamente adentraram ao banco e empreenderam fuga na ação do banco de SFX. Segundo o tesoureiro, que foi ferido por estilhaços de um disparo efetuado por uma arma calibre 12, algo próximo de R$400 mil foram levados do banco, sendo que esse foi o movimento do dia. O cofre principal, que fica a maior parte do dinheiro, não foi violado. Parte do dinheiro já foi recuperado e está na Depol de São Félix sendo contado, bem como alguns objetos utilizados pela quadrilha.

Os meliantes, afirmou o delegado, estão encurralados no mato e há chances de captura ainda hoje. Os feridos estão bem. Na verdade foram atingidos por estilhaços de munição calibre 12, superficialmente, e já deram algumas informações à policiais  que investigam o caso, mas comparecerão à Depol para depor formalmente ainda hoje ou amanhã pela manhã.

Polícia Civil do Pará

Polícias Civil e Militar fecham cerco a grupo criminoso que tentou assaltar empresa de segurança em Redenção

Assaltantes não conseguiram levar o dinheiro, mas população ficou assustada com o poder de fogo dos criminosos

O Sistema Estadual de Segurança Pública deslocou uma equipe de policiais civis e militares para o município de Redenção, no sudeste do Pará, para reforçar o policiamento na cidade e atuar nas investigações sobre a tentativa de assalto à sede da empresa de segurança privada Prosegur. O grupo embarcou na madrugada desta quinta-feira (01), em duas aeronaves. O efetivo reúne policiais da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e militares da Companhia Independente de Operações Especiais (COE), da PM, que atuarão junto ao efetivo da região. O helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) conduziu os militares da COE e também vai atuar no apoio às buscas aos assaltantes.

Atuam na operação, dez policiais do Comando de Operações Especiais (COE), juntamente com integrantes da PM do estado do Tocantins, policiais civis da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), além de policiais civis e militares da região.

A tentativa de assalto teve início por volta de 23h30, quando cerca de 20 homens com armas de grosso calibre usaram explosivos para tentar invadir a empresa que atua no transporte e guarda de valores em dinheiro usados para abastecer agências bancárias na região. O prédio fica no centro de Redenção. Com a explosão, parte do muro da frente do prédio foi destruído. Os bandidos também acionaram explosivos na área interna do prédio. Diversos estilhaços da explosão atingiram imóveis vizinhos. A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência e fechou a saída da cidade para evitar a fuga do grupo.

Após a explosão, os criminosos desistiram do assalto e com o apoio de seis veículos, entre carros e motos, tomaram a direção da PA-287, que dá acesso ao município de Conceição do Araguaia. Houve troca de tiros com os assaltantes por cerca de uma hora e meia ainda na saída da cidade. Para deter a ação dos policiais eles queimaram um dos carros e pegaram uma estrada vicinal, a dois quilômetros da sede de Redenção, onde outro carro foi queimado. “Eles deixaram o local sem conseguir levar dinheiro da empresa. Homens das polícias Civil e Militar estão na área fazendo o cerco para capturá-los”, informou o delegado Antônio Miranda, superintendente da Polícia Civil em Redenção.

O inquérito será presidido pela equipe da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos (DRRB), vinculada à DRCO, que vai permanecer em Redenção para apurar os fatos. A Polícia Civil já acionou a perícia criminal no local.

Este é o segundo assalto a uma unidade da empresa ocorrido no semestre. Em setembro, o prédio da Prosegur em Marabá foi alvo de bandidos armados, que conseguiram roubar valores em dinheiro. Quatro criminosos já foram presos e as investigações sobre o caso continuam.

Pará

FADESP divulga resultado preliminar de aprovados em concurso da PM do Pará

A FADESP, organizadora do concurso da Polícia Militar do Pará, divulgou nesta segunda-feira (29) o resultado preliminar de candidatos aprovados e classificados na 1ª Etapa – Prova de Conhecimentos (Objetiva e Redação), por curso (Feminino e Masculino). O concurso ofereceu o total de 2.194 vagas para Soldados, Oficiais e Oficiais da área da Saúde.

CLIQUE E VEJA O RESULTADO

Os cargos com as maiores concorrências nos três editais foram os de Oficial Feminino (286,94 candidatas por vaga), Praça Feminino (113,76 candidatas por vaga) e Oficial com especialidade em Fisioterapia (250 para cada vaga ofertada). (DOL)

Parauapebas

Em Parauapebas, suspeitos de tentar arrombar caixa eletrônico são presos

Sete pessoas foram presas suspeitas de participar de uma tentativa de arrombamento em um caixa-eletrônico em Parauapebas na madrugada desta sexta-feira (14). O caixa está localizado em um terminal de autoatendimento da Caixa Econômica Federal, na Rua E, bairro Cidade Nova, mas a ação foi frustrada.

Segundo a Polícia Civil, os explosivos usados pelo grupo não foram suficientes para abrir o equipamento e eles fugiram do local. Uma viatura da Polícia Militar passava pela área e prendeu um homem que confessou participação no caso, delatando em seguida outros seis comparsas, que também foram presos e levados para a delegacia de Polícia Civil de Parauapebas.

Assaltantes explodem caixas e roubam bancos durante a madrugada em Eldorado dos Carajás

Assalto a bancos em Eldorado dos CarajásDuas agências bancárias de Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará, foram alvo da ação de um grupo armado na madrugada desta quinta-feira (10). De acordo com a Polícia Civil, os  criminosos instalaram explosivos nos caixas eletrônicos e cofres para detoná-los, danificando a área interna dos bancos. Um dos vigilantes foi levado como refém durante a fuga e abandonado na rodovia BR-155, no trecho conhecido como Curva do S. Ainda não há informações sobre a quantia roubada.

Segundo a polícia, os assaltantes seguiram por uma estrada vicinal, que dá acesso às cidades de Piçarra e São Geraldo do Araguaia, no sul do Pará.

Caminhão incendiado em Eldorado dos CarajásO delegado Marcelo Delgado informou que as Polícias Civil e Militar dos municípios de Piçarra, São Geraldo do Araguaia, Redenção e Xinguara foram acionadas para montar barreiras nas estradas de acesso a essas regiões com o objetivo de interceptar o grupo. Policiais militares dos Grupamentos Táticos de Marabá e Parauapebas também foram deslocados para o município, juntamente com policiais civis da Superintendência da Região Sudeste, sediada em Marabá. O helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) de Marabá já está no apoio às buscas aos assaltantes.

Ainda segundo a polícia, pelo menos sete homens armados chegaram a Eldorado dos Carajás em três veículos por volta de 3h desta quinta-feira (10). Um caminhão foi queimado sobre uma ponte na estrada estadual, que dá acesso a Parauapebas, para impedir a passagem da PM até o centro da cidade, onde estão localizados os bancos. Os vigilantes que fazem a segurança das agências contam que o grupo chegou atirando e rapidamente os rendeu. Após explodirem os caixas, um dos vigilantes foi levado como refém e abandonado em seguida durante a fuga dos criminosos.

A unidade do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) de Parauapebas já foi acionada para periciar os bancos. A assessoria da Polícia Civil informou ainda que irá deslocar policiais da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos (DRRB) para presidir as investigações. (G1)

Parauapebas

Polícias Civil e Militar apreendem 170 quilos de maconha em Parauapebas

As polícias Civil e Militar de Parauapebas apreenderam nesta quarta-feira (21) 170 quilos de maconha prensada e prenderam duas pessoas pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

20151021145551 

A droga foi apreendida em uma fazenda localizada a 50 quilômetros do centro da cidade, onde também foram presos Ilton Carlos Martins e Djalma Coelho. Ilton Martins, conhecido como “Latrozin”, é foragido da carceragem de Pedrinhas (MA) e já responde pelos crimes de latrocínio e roubo majorado. Após o interrogatório, o acusado levou a equipe policial até o local em que foi encontrada a droga.

Lá, dando continuidade à operação, as Polícias Civil e Militar de Parauapebas prenderam em flagrante delito o nacional Antônio Paulo Rodrigues Sampaio,  que, além de participar do tráfico de drogas na região, também tem participação no último roubo a banco do Brasil em Curionópolis, que ocorreu neste último mês de agosto

Segundo informações do delegado Thiago Carneiro, essa é a maior apreensão de drogas em Parauapebas dos últimos cinco anos, e só foi possível chegar até o local após intenso trabalho de investigação. Os acusados estão recolhidos à disposição da justiça.

Pará

Superintendente e Comandante da PM no sul do Pará são homenageados durante solenidade do Programa de Redução a Criminalidade em Belém

Na manhã desta terça-feira, 21, gestores do Sistema de Segurança Pública realizaram homenagem a dez policiais militares e dez policiais civis, durante solenidade alusiva ao encerramento do Ciclo 2015.1 do Programa de Redução a Criminalidade (Prec), no auditório da Secretaria de Planejamento do Estado do Pará (Seplan). O evento comemorou a redução nos índices de criminalidade em dez Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs) do Estado do Pará.

Durante o evento, cerca de 400 agentes de segurança receberam certificado de participação e agradecimento dos resultados obtidos em relação a diminuição dos principais tipos de delitos como homicídio, latrocínio e roubo, nos municípios do Estado, sendo eles Soure, Paragominas, Breves, Tucuruí, Redenção, São Felix do Xingu, Abaetetuba, Capanema e Altamira.

Miranda

Entre os agraciados estavam o delegado Antônio Miranda (foto), superintendente da Polícia Civil do Araguaia Paraense, com sede em Redenção, e o Coronel Oliveira (foto), comandante regional da 13ª RISP, onde graças as ações de repressão ao tráfico de drogas, com a locação de servidores em locais estratégicos e as operações na zona rural – onde via de regra o policiamento é fraco – e reforçando o policiamento nas vilas, o crime de homicídio doloso, que serve como parâmetro para criminalidade, foi reduzido em 20% na região.

O evento contou comas as ilustres presenças do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, General Jeannot Jansen, do comandante geral da PM no Pará, coronel Campos, e do delegado geral de Polícia Civil, Rilmar Firmino de Souza, além de autoridades das polícias civil e militar e agraciados.

O Projeto Piloto 2013 do Programa de Redução da Criminalidade foi implantado em outubro de 2013, na Região Metropolitana de Belém, visando estabelecer e regular o modelo de gerenciamento para a redução da criminalidade na RMB, a ser operacionalizado pelas instituições diretamente envolvidas no programa (Segup, Polícia Militar e Polícia Civil). Em janeiro de 2014 o programa passou a funcionar em todas as regiões 15 integradas de Segurança Pública do Estado (Risps).

O programa se baseia em metas de redução de crimes (Indicadores de Criminalidade) previamente fixadas e estabelecidas para cada Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), com responsabilidade compartilhada pelas Polícias Militar e Civil, por meio das coordenadorias colegiadas.

Parauapebas

Casos de Polícia

450 caixas de remédios furtados foram apreendidos em Marabá

  • A Polícia do Pará apreendeu na última quarta-feira (8), em duas farmácias de Marabá, cerca de 450 caixas  com medicamentos desviados da Farmácia do Trabalhador do Brasil (FTB). De acordo informações divulgadas pela Polícia Civil, três homens que eram proprietários dos estabelecimentos foram presos em flagrante e estão à disposição da Justiça. “Os três presos eram sócios proprietários das farmácias onde foram encontrados os produtos desviados”, explicou o delegado Márcio Maio. Nas farmácias foram encontrados diversos medicamentos, inclusive remédios controlados. Na investigação foi descoberto que o autor do furto dos produtos é um ex-supervisor da FTB. Ele foi detido e conduzido até a delegacia, mas como não foi pego em flagrante, foi liberado e deve responder a inquérito policial pelo crime.

Preso com 19 tabletes de maconha na PA-160

  • Um fugitivo do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão foi preso durante uma operação da Polícia Civil na Rodovia PA-160, que liga Parauapebas a Canaã dos Carajás. Raimundo Nonato Silva Serra viajava em uma van com destino a Parauapebas. Ao revistarem o veículo, no município de Canaã dos Carajás, os policiais encontraram em poder dele 19 tabletes de maconha. Silva Serra, que é natural de Monção, no Maranhão  é suspeito de matar uma homem em Canaã dos Carajás no mês de março.

PC prende três acusados de saidinha bancária

  • Polícia Civil de Parauapebas cumpriu três mandados de prisão preventiva em desfavor dos nacionais Francimar Viveiros Costa, Marco Antônio da Silva Pereira e Paulo dos Santos Silva. “Os suspeitos fazem parte de uma associação criminosa especialista em saidinha bancária”, afirmou o delegado Tiago carneiro, superintendente regional de Polícia Civil em Parauapebas. De acordo as investigações, a quadrilha cometeu três saidinhas bancárias nos últimos dias, sendo que da ultima vítima levaram R$17.000,00. Com os suspeitos foram apreendidos R$2.000,00, três motocicletas e diversos aparelhos telefônicos. A investigação e a prisão foi efetuada pelo DPC Paulo e IPC’s Almeida, Bonfim e Baiano, sob coordenação da Superintendência Regional de Carajás.

error: Conteúdo protegido contra cópia!