Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Publieditorial - vale

Com boas parcerias, produtores de Parauapebas dão salto de produtividade

Com o projeto Leite a Pasto, da Fundação Vale, é oferecido suporte técnico, máquinas e tecnologia.

O pasto verde durante o ano inteiro é novidade para os produtores da comunidade de Palmares Sul e Palmares II, zona rural de Parauapebas. Há três anos, o grupo de 52 agricultores da Associação dos Produtores Rurais de Parauapebas (Assopar) experimenta novas técnicas de manejo da terra e de produção de leite, principal fonte de renda local.

A associação passou a fazer parte do projeto Leite a Pasto, da Fundação Vale, que oferece suporte técnico, máquinas e tecnologia aos associados.

Luís Carlos Oliveira Campos sabe bem o valor de tudo isso. Em seu sítio, Mata Verde, as mudanças multiplicaram a produtividade. Depois da consultoria e da instalação do kit de irrigação, a produção chegou a 173 litros por dia – média de10,8 litros por animal. Melhoria que se reflete em seu sorriso.

Os associados também foram estimulados a criar uma cooperativa, que vem organizando o trabalho e facilitando o acesso aos insumos. Para o futuro, o presidente da Assopar, Luís dos Santos Ferreira, prevê aumento da produção individual de cada produtor em 500 litros de leite por dia. “Os produtores locais tomaram uma nova consciência de produção e esse é o ponto mais importante do projeto”, afirma.

O apoio também se estende à piscicultura, fruticultura e avicultura, ampliando o raio de alcance do projeto, para beneficiar os agricultores que não trabalham com rebanho.

Parcerias que vão tornando a vida no campo bem mais produtiva e boa de se viver.

Conheça esta e outras histórias no site www.vale.com/ladoalado

infraestrutura

Prefeitura investe em obras de infraestrutura na zona rural de Parauapebas

Já foram recuperados 42 quilômetros de estradas na Palmares Sul e 81 quilômetros da PA Rio Branco, que interliga diversas localidades.

As melhorias de infraestrutura chegaram às diversas localidades da zona rural de Parauapebas. Desde janeiro deste ano, o governo municipal trabalha para garantir melhorias no tráfego nas estradas vicinais. Na Palmares Sul, já foram recuperados 42 quilômetros de estradas. No total, 69 quilômetros receberão serviços de limpeza, encascalhamento e terraplanagem.

A Secretaria Municipal de Obras (Semob) também está recuperando 81 quilômetros da PA Rio Branco, que interliga diversas localidades. Essa via permite aos agricultores o escoamento de seus produtos com maior rapidez e segurança até a zona urbana.

Outra localidade que está recebendo obras é a Vila Paulo Fonteles. As vicinais Esperança, VS11 e dos Placas que estavam intrafegáveis, segundo os moradores, agora começam a mudar. “Essas estradas estavam sem condições de tráfego, principalmente nas rotas do transporte escolar. Eu ando todos os dias nessas vicinais e agora já começo a ver mudanças com essas obras”, diz Moacir Souza, morador da Vila Paulo Fonteles. Somente na região, a prefeitura vai recuperar 34 quilômetros de estradas.

Como tem sido praxe, a secretária de Obras, Silvana Faria, acompanha de perto os serviços. “Estamos com maquinários em vários pontos da zona rural. Já recuperamos mais 800 quilômetros de estradas. Estamos melhorando o acesso às comunidades mais distantes”, afirma ela.

Silvana Faria informa que as obras devem continuar. Um novo contrato já permite a colocação de aduelas, e em breve serão realizadas a reforma e a construção de pontes, vistoriadas pela secretária. “Para 2018, novas obras estão sendo estudadas para melhorar ainda mais a infraestrutura do município”.

A notícia foi bem recebida pelo motorista Francisco Nóia, 65 anos, morador da zona rural. “Nossa região já está recebendo serviços e melhorou 50% nas ladeiras e vicinais. Acredito que pode melhorar mais, com novas obras”, comenta ele.

As regiões Palmares II, Cedere, APA do Gelado, Vila Sanção, Valentim Serra, área do eixo Itacaiúnas e Beiradão também receberam os serviços da Semob.

Texto: Liliane Diniz
Fotos: Piedade Ferreira
Assessoria de Comunicação – Ascom | PMP

error: Conteúdo protegido contra cópia!