Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Religião

Cantata de Páscoa da Assembleia de Deus em Belém encanta e emociona o público

Cada nota a ser tocada e as cenas teatrais representadas foram planejadas e ensaiadas durante dois meses para refletir a mensagem da Páscoa com amor e tocar o coração das pessoas.

Por Mara Barcellos – de Belém

Com o tema “Cantata Pra Viver e Pra servir”, o Templo Central da Assembleia de Deus em Belém do Pará realizou na Semana Santa um grande espetáculo de Páscoa, que incluiu apresentação teatral e musical, acompanhada pela Orquestra Sinfônica da Igreja.

O evento é tradição na igreja e tem como objetivo apresentar em forma de canto e teatro a mensagem da morte e ressurreição de Jesus Cristo, retratando a maior história de amor do universo. O evento aconteceu nos dias 14 e 16 deste mês.

“Estamos aqui celebrando um ser que foi morto, crucificado e que vive entre nós. Ele perdoou nossos pecados num gesto sublime, demonstrando o seu amor por nós. E esse momento que estamos fazendo hoje é a expressão da nossa gratidão por tudo que Deus representa na nossa vida”, destacou o Pastor Samuel Câmara, presidente da Assembleia de Deus em Belém.

A Cantata deste ano teve a participação de mais de 80 coristas e mais de 60 músicos na Orquestra. No repertório, sete hinos foram escolhidos e executados para representar musicalmente o tema do evento.

“ O critério de escolha das canções é feito de acordo com o tema. O hino “Consumado” que foi tema da abertura do espetáculo representou que o plano de Deus foi consumado. E dessa forma, acredito que conseguimos emocionar o público, porque essa história nos ensina e nos emociona”, enfatizou, Marcos Matos, maestro.

Cada nota a ser tocada e as cenas teatrais representadas foram planejadas e ensaiadas durante dois meses para refletir a mensagem da Páscoa com amor e tocar o coração das pessoas.

Para o ator Elrik Lima, que interpretou Jesus na encenação, a experiência faz compreender o sentimento de servir. “ Um dos maiores aprendizados nessa mensagem é que Jesus nos ensina a servir e amar ao próximo com humildade. E nessa hora, o Espírito Santo nos faz entender o que é o amor verdadeiro”, destacou.

Mais de três mil pessoas estiveram presentes nas noites do espetáculo. Windson Marechal Junior é um dos espectadores que aprecia a Cantata de Páscoa da Assembleia de Deus há alguns anos e sempre se encanta com a apresentação. “ Este ano o espetáculo está mais bonito e mais organizado e todos estão de parabéns. As canções foram escolhidas para emocionar e elas tocaram o meu coração”, ressaltou. “Sempre participo da Cantata e esse ano está ainda mais linda. É um convite à reflexão da mensagem e dos ensinamentos que Jesus deixou para a humanidade”, disse, Mônica Neves de Oliveira.

Organizado pelas Missões com Adultos, Jovens, Adolescentes e Surdos, ao todo, 250 pessoas estiveram envolvidas na organização e apresentação do evento.

Páscoa

Mercado em Parauapebas oferta diversidade de ovos de Páscoa

Várias escolas procuraram interagir sobre o tema Páscoa com os alunos

Grandes, médios, pequenos, de marcas conhecidas ou novas no mercado, com brinquedos ou doces dentro ou simplesmente vazios, vendido em lojas de departamento, em supermercados ou por profissionais autônomos, produzido aqui na cidade ou vindo de Gramado, sem glúter, sem lactose, doce ou amargo, é grande a variedade de opções de ovos de páscoa no mercado em Parauapebas.

A Páscoa é uma época movimentada para o mercado. As grandes redes de varejo em Parauapebas encheram as prateleiras, mas até esta quinta-feira (13) ainda tinha muito chocolate disponível para a venda. “Nossa expectativa é vender pelo menos 90% do estoque até domingo, a maioria das pessoas deixa sempre para última hora”, disse uma caixa das lojas Americanas.

“É a primeira Páscoa que estou trabalhando com chocolate de colher. Fiz uma divulgação no Facebook, também com meus amigos e tenho muitas encomendas para sábado e domingo. Estou satisfeita com o retorno. E o bom de tudo isso é que consigo fazer tudo em casa. Meu marido vai me ajudar na entrega”, disse a autônoma, Fabíola Pontes.

Comemoração da Páscoa

A professora de ensino religioso, Michele Keilla Silva Costa aproveitou o momento para trabalhar a temática do voluntariado com seus alunos. “Com minhas turmas da Escola Josias Leão, a maior parte formada por adolescentes, eu consegui organizar os alunos do sexto ao nono ano para que eles próprios organizassem atividades para as crianças das turmas da manhã. Eles compraram balinhas, confeccionaram as lembrancinhas, fizeram pintura facial nas crianças, foi bem produtivo”, informou a professora.

Já na escola municipal Olga da Silva foi realizada na quarta-feira (12) a Páscoa Solidária a partir de um trabalho interdisciplinar iniciado pela professora Michele Keila, mas que contou também com o apoio dos demais professores. “Nós organizamos uma gincana com diversas atividades para os alunos, inclusive a arrecadação de alimentos para serem doados à famílias carentes da comunidade. Os professores se juntaram e fizeram cestas de bombons para dar à equipe campeã da gincana”, relatou a professora.

Nas contas da direção da escola foram arrecadas cerca de 50 cestas básicas que serão montadas a partir de segunda-feira (17) para serem distribuídas pelos próprios alunos. Algumas crianças desta escola também ganharam chocolates. “Nós estamos muito felizes por termos ganho esse ovo de Páscoa”, disseram as irmãs Ana Paula e Ana Alice, que são alunas da escola. “Fiquei muito feliz por elas terem ganho, eu e o pai delas estamos desempregados e com certeza não daria para comprar ovos de Páscoa”, disse a mãe das meninas.

Já algumas escolas particulares, que têm uma linha mais religiosa, comemoram a Páscoa de forma diferenciada. O símbolo é uma ovelha, em vez do tradicional coelhinho, e seus alunos recebem pão e suco de uva, em vez de ovos de Páscoa para ilustrar ainda mais o significado cristão para a Páscoa, que representa a época da morte e ressurreição de Jesus.

Marabá

Semana Santa: Padre diz que solução para as angústias e atribulações está em buscar Jesus Cristo

O religioso afirma que é tempo de seguir o exemplo do Salvador, exercendo a caridade

Por Eleutério Gomes – de Marabá

“Devemos olhar para Jesus, tendo n’Ele o caminho a verdade e a vida. E ir ao encontro d’Ele, se apoiando n’Ele, na certeza de que amanhã Ele prepara um tempo de paz para nós”, assim se manifestou o padre Cleydson Fraga Lacerda, pároco do Sagrado Coração de Jesus, em Marabá, ao responder sobre como as pessoas podem, neste momento de inúmeras atribulações no Brasil e no mundo, ter alento para suas angústias.

O religioso foi procurado pelo blog, a propósito da Semana Santa, época em que o mundo cristão – sobretudo os católicos – busca o reforço da fé, relembrando a morte de Jesus Cristo, para falar sobre esse tempo de crise moral e econômica no Brasil e de ondas de terror na Europa.

Para o padre Cleydson, é tempo de celebrar a Eucaristia e seguir o exemplo de Jesus, quando lavou os pés dos discípulos, se mostrando um modelo de serviço, um modelo de caridade: “Assim como buscamos Jesus, porque necessitamos d’Ele, é hora de viver o amor, de irmos ao encontro daqueles que necessitam, praticar a caridade, como uma forma absoluta de resistir às provações”.

Sobre os tempos difíceis que a humanidade atravessa, o pároco do Sagrado Coração diz que são “tempos de prova tempos de guerra, tempos em que somos chamados a nos colocar de forma mais verdadeira diante de Jesus”.

O padre aconselha que todos aqueles que estiverem atribulados, devem entregar a Cristo suas causas, “pedindo a Ele, que é o justo juiz, que interceda por nós, para que estejamos firmes, suportando as dores, para um dia contemplarmos a vitória que Ele prepara para nós”.

Religião

Líder da Assembleia de Deus em Belém concorre à presidência nacional da CGADB neste domingo

Processo eleitoral vai eleger os novos dirigentes da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), a maior instituição da denominação religiosa.

O pastor Samuel Câmara, líder da Igreja Assembleia de Deus em Belém, concorre neste domingo (09), à presidência nacional da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), com sede em São Paulo.  A eleição será por meio de sistema online, onde os inscritos do Brasil e do exterior poderão votar.

Entre suas principais propostas estão à alternância de presidentes, criação da rede nacional da TV e rádio Boas Novas e a produção de materiais evangelísticos a preços populares.

Ele concorre com outros dois candidatos de São Paulo e Paraná.

A CGADB é uma instituição formada por pastores das Assembleias de Deus, com espaço para discussão de temas relevantes sobre a denominação religiosa.

Religião

Comunidade católica de Marabá se prepara para vivenciar a 32ª Via Sacra

Evento relembra a Paixão de Cristo e começou em 1986, com exposição de quadros. Hoje é encenada na Nova Marabá e já leva 15 mil fieis às ruas.

 

Por Eleutério Gomes – de Marabá

Depois do Círio de Nazaré em Marabá, realizado desde 1980 e que hoje reúne mais de 100 mil devotos em procissão no terceiro domingo de outubro, outro evento religioso ao ar livre vem ganhando corpo entre a comunidade católica local, a Via Sacra. Encenada desde 1986, na tarde da Sexta-Feira da Paixão, após as Três Horas da Agonia, reúne aproximadamente 15 mil religiosos, num percurso de 6 quilômetros, é organizada atualmente pela Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, da Folha 28 – Nova Marabá, e envolve 200 pessoas na coordenação, entre atores, produtores, maquiadores, figurinistas, diretores, técnicos de som, iluminadores pessoal de apoio e outros colaboradores, todos da comunidade.

A Via Sacra começou a ser executada por fieis da Comunidade de São José Operário, do Bairro Quilômetro Sete – Nova Marabá –, com uma peregrinação pelas ruas da cidade, cujo objetivo era relembrar a morte e ressurreição de Cristo, porém consistia na exposição de grandes quadros que retratavam o sofrimento de Jesus. Entretanto, após a Comunidade São José Operário ter sido elevada ao nível de Paróquia, a Via Sacra desvinculou-se dela, passando a ser de responsabilidade da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, “porém aberta a quem queira dela fazer parte”, como afirma a organização.

Encenação e peregrinação

A encenação se inicia no pátio da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, por volta das 16 horas, atravessa a Folha 28 e segue pela VE-02 (Folha 29), passa pelo Cemitério da Saudade, alcança a Praça da Criança, em frente ao Hospital Municipal e continua até a Escola Maria Ilan Rodrigues Jadão, Campus II da Unifesspa e encerra na Folha 5, por volta das 19 horas, com a crucificação de Jesus Cristo. Tudo seguido de perto pelo público que se desloca acompanhando as encenações.

“As pessoas aproveitam o propício momento de fé para realizarem orações, cantos e penitências, como gestos de humildade e reconhecimento da grandeza do amor de Deus por cada um de nós”, descrevem os organizadores.

Para que todas as pessoas possam ver com clareza o espetáculo teatral, são utilizados dois palcos para as cenas iniciais, caminhões para as estações, um palco e uma réplica do monte Gólgota – feita com barro e pedras – para as cenas finais.

Igreja

Espaço Aprisco é inaugurado em Parauapebas

O nome Aprisco faz referência ao local onde ovelhas são cuidadas.

Um lugar para jovens e adolescentes serem amados e cuidados. Esse é objetivo do espaço denominado “Aprisco”, um projeto da Juventude da Primeira Igreja Batista em Parauapebas (Jupibapa) que foi inaugurado no sábado, 04 de março, na Rua 10 do bairro União.

O evento contou com a presença da juventude e adultos da igreja local, de outras igrejas e congregações da cidade, pastores, da imprensa, e com a participação musical do cantor Weudonkou e banda.

Durante a programação os participantes, com muita animação, celebraram ao som dos louvores, ouviram a mensagem bíblica e consagraram suas vidas a Deus. “Esse projeto nasceu primeiramente no coração de Deus, que colocou no coração do nosso líder de juventude, o Felipe; nossa igreja abraçou a ideia e vai apoiar. O nome Aprisco é bem apropriado porque temos o Bom Pastor que é Cristo”, disse o Pastor-presidente da Primeira Igreja Batista, José Carlos Lopes.

Adolescentes e jovens aprovaram a ideia. “É uma oportunidade que os jovens têm de estarem perto e vivendo com Deus. A nossa juventude vai ser diferenciada porque ela vai levar mais amor ao próximo”, ressaltou o adolescente Celton Duarte.

Quem também gostou do projeto foi a estudante de 16 anos, Lídia dos Santos. “É bom porque vai comover a sociedade para que ela venha buscar Deus. Com esse movimento que estamos fazendo, vamos ganhar muitas almas para Cristo”, disse ela.

O nome Aprisco faz referência ao local onde ovelhas são cuidadas. “É impossível falar de ovelhas sem falar de pastor. Jesus é o Bom Pastor que deu sua vida pelos pecados da humanidade. O Bom Pastor quer cuidar de você, explica o jovem engenheiro, Felipe Miranda, que deixou sua carreira profissional para se dedicar exclusivamente ao serviço cristão e idealizou o Aprisco.

“Tem muita gente desviada, fora da igreja. Não podemos aceitar isso. Todo dia tem gente partindo para o inferno. As ovelhas precisam ser devolvidas para a igreja”, destacou Felipe. O espaço Aprisco é destinado aos cultos, eventos, como também para o Seminário Bíblico e a Escola de Oração, voltados para o público jovem, além de projetos sociais em que a juventude é amada, cuidada e desafiada a viver um estilo de vida com propósito, aprendendo princípios e valores que transformam vidas.

O espaço Aprisco está localizado nas dependências do prédio ao lado da Primeira Igreja Batista, na Rua 10, nº 229, bairro União. Informações pelo telefone: 3346-2010.

Texto e fotos: Sara Dias

Igreja

Assembleia de Deus vai presentear Belém com oração nos 401 anos

Belém completa amanhã (12) 401 anos de fundação

A Igreja Assembleia de Deus em Belém do Pará, vai presentear a cidade com um grande abraço de oração e gratidão. A ação será no dia 12, no aniversário de Belém, data em que completa 401 anos. Aproximadamente 4 mil membros da igreja evangélica estarão unidos por amor à cidade.

De joelhos e de mãos dadas, e em orações, vão pedir a Deus  proteção para Belém e aos seus governantes.  Os evangélicos vão dar um abraço que vai alcançar a sede da prefeitura e a Praça Dom Pedro II,localizada em frente ao prédio do Executivo Municipal.

A programação está prevista para acontecer às 9h30, com encerramento às 9h45.

O projeto foi iniciado em janeiro de 2015, quando a igreja foi tocada pelo Espírito Santo a orar durante 400 dias pela cidade.

De acordo com o pastor Samuel Câmara, líder da igreja no Pará,  o objetivo é dar um grande abraço de gratidão a Belém e também celebrar os 106 anos do surgimento da Assembleia no Pará e no Brasil, a ser comemorado em junho deste ano.

Ainda dentro da programação, a igreja vai realizar culto de homenagens às 16h, no Templo Central, em Nazaré.

O prefeito Zenaldo Coutinho confirmou presença nos eventos da igreja.

Eventos

Começa a festa de 105 anos da Assembleia de Deus em Belém

Muito louvor, apresentações de cantores evangélicos, inauguração de novos templos na capital paraense, são algumas das atrações  programadas para celebrar a comemoração dos 105 anos de fundação, pelos missionários suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, da Igreja Assembleia de Deus no Brasil, que nasceu em Belém do Pará.  A programação oficial da festa que teve início nesta sexta – feira (17), com encerramento neste sábado (18),  contará com a presença de líderes da Igreja Assembleia de Deus no Pará e de outros estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul,  Amazonas, entre outros, que estarão no Centenário Centro de Convenções, na rodovia Augusto Montenegro, região metropolitana de Belém.

Um dos destaques, será  a reconstituição que acontece neste sábado às 9:00h, com  saída próximo à escadinha (Estação das Docas), no porto de Belém, onde o Líder da Igreja, Pastor Samuel Câmara  vai recepcionar aproximadamente de 40 a 50 mil pessoas vindas de navios e todas vestidas em trajes da época, do século XX, com passagem pela presidente Vargas em direção a Praça da República, local a onde os missionários suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, sentaram – se para descansar. O evento já é uma tradição e será aberto a todos os interessados em conhecer a história da igreja.

Ainda no mesmo dia, às 10h, será inaugurado o Templo do Ver – o – Peso, que  terá funcionamento diferenciado: da meia – noite às 6h, com o objetivo de levar a mensagem de esperança aos milhares de trabalhadores, aos visitantes e àquelas  pessoas viciadas em drogas e alcoolismo que circulam no local durante a madrugada.

Esse será o primeiro templo evangélico no Complexo do Mercado do Ver – o – Peso.

À noite, às 19h, será realizado o culto de encerramento das celebrações, no Centenário Centro de Convenções.  O evento deve reunir cerca de 100 mil pessoas durante os dois dias. A igreja possui mais de 700 mil membros no Pará e 22 milhões no Brasil. No mundo todo são 50 milhões de adeptos.

A Congregação Assembleia de Deus em Belém, é muito mais além do que uma instituição religiosa que evangeliza, leva mensagem de paz e esperança às pessoas,  tem como compromisso seguir o que diz às escrituras sagradas sobre a ajuda ao próximo.  Presta relevantes serviços de assistência social, educacional e de comunicação, como distribuição diária de cestas de alimentos aos mais necessitados, alfabetização de pessoas, ajuda à creche Cordeirinho de Deus em Belém e o programa Desafio Jovem que trabalha a recuperação de dependentes químicos, dentre outras ações. Também é a fundadora da TV e Rádio Boas Novas e de instituição de ensino superior.

HISTÓRIA – No início do século XX, os suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, receberam em profecia a ordem de que tinham que pregar o evangelho num lugar chamado Pará. Ao pesquisarem num mapa, descobriram que era um local distante, localizado na Amazônia. Sem dinheiro e sem entenderem o idioma português, partiram de Nova York rumo a capital paraense. Eles desembarcaram em Belém, no dia 19 de novembro de 1910. Aqui conheceram o casal Henrique e Celina Albuquerque, que cederam sua casa para as reuniões pentecostais.

Depois de muitos encontros, finalmente, no dia 18 de junho de 1911, os dois suecos fundaram em Belém a Missão da Fé Apostólica, que sete anos depois foi registrada como Assembleia de Deus. “Eu diria que ninguém que planejasse algo tão grande escolheria uma cidade tão pequena e tão escondida da Amazônia, a não ser Deus. Isso demonstra o quanto essa cidade é amada por Ele e deve ser amada por todos nós”, ressalta o pastor da Assembleia de Deus em Belém, Samuel Câmara.