Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Roubo de motos já chega a 180 só este ano em Redenção

Entretanto, apenas 80 foram recuperadas pelas polícias. Delegado de Policia Civil recomenda cautela aos donos desses veículos
Continua depois da publicidade

Diariamente a Delegacia de Polícia Civil de Redenção registra Boletins de Ocorrência referentes a roubos a motocicletas. Segundo o Delegado Ricard Ribeiro, o crescimento desse tipo de crime está alarmante no município. “É importante que a população tome cuidados, tais como: evitar sair altas horas da noite, não ficar parado sentado na moto em frente às residências e evitar locais de menor aglomeração. Tudo isso chama atenção dos delinquentes que, de repente, estejam passando por ali”, aconselha. De janeiro até o presente momento foram registrados 180 roubos de motos, destas, 80 foram recuperadas, pelas polícias Militar e Civil.

Jhessica Soares teve sua moto levada por dois assaltantes quando saía da escola no início de fevereiro. Segundo ela, dois homens em uma motocicleta Honda Fan 125 se aproximaram e exigiram que entregasse a moto. Ela conta anda que, além de ser assaltada, apanhou dos criminosos.

Já o Adailton Gomes da Silva teve sua moto roubada na madrugada do último sábado (12), quando saía de uma casa de shows, porém, em menos de 24 horas, conseguiu recuperar o veículo. Ele teve mais sorte que Jhessica e outras vítimas, que perdem suas motos para sempre.

O pátio da Delegacia de Polícia Civil de Redenção está lotado de motos recuperadas, a maioria apreendida pela Polícia Militar, quando em operação nas ruas, criminosos usando esse tipo de veículo para cometer delitos. Porém, quando, com o número da placa ou do chassi, é feita busca no Sistema Nacional e Segurança Pública, a grande maioria consta como produto de roubo.

Segundo a Polícia Civil, quem compra uma dessas motos roubadas, pode responder pelo crime de receptação.

Redenção

PM recupera moto roubada de mototaxista em menos de 24h em Redenção

Mototaxistas se reúnem em frente ao Fórum na manhã desta segunda-feira a fim de apelarem para que o assaltante não saia livre da Audiência de Custódia
Continua depois da publicidade

Por volta das 23h da última sexta-feira (4), o mototaxista Douglas Sales da Silva teve sua moto tomada de assalto. Ele chegava em casa, no Setor Serrinha, quando foi abordado por dois desconhecidos armados que o obrigaram a deitar no chão e entregar carteira contendo documentos pessoais, celular e as chaves do veículo, uma Honda Titan, azul, placa HPP-1835. Menos de 24 horas depois, a motocicleta foi recuperada pela Polícia Militar, por volta das 20h30 de sábado (5), no Setor Santos Dumont, abandonada nas proximidades do Copo de Bombeiros.

Isso foi possível a partir da prisão, na tarde de sábado, de duas pessoas no Setor Jardim América I, acusadas de roubo de celular. Uma delas é João Vitor Gonçalves da Silva, considerado o principal suspeito de ter tomado a moto de Douglas.

Interrogado na Delegacia de Polícia Civil, ele informou que a moto já estaria com uma terceira pessoa, no Setor Vila Maria, para onde os policiais se deslocaram, acompanhados der cerca de 20 mototaxistas, que entrarem em uma reserva florestal à procura do veículo, que estava escondido ali.

O presidente do Sindicato dos Mototaxista, Richard Nicson, informou ao Blog que durante todo o dia de sábado a classe estava empenhada a encontrar a moto de Douglas. “Nossa classe é unida, entramos nesta mata com a polícia para tentar encontrar a moto do nosso colega de profissão. Nós somos uma família mexeu com um mexeu com todos”, disse.

Richard Nicson antecipou que, na manhã desta segunda-feira (7), os mototaxistas de Redenção vão se reunir em frente ao Fórum, em apelo, para que o acusado não ganhe liberdade na Audiência de Custódia. A equipe que trabalhou na prisão do suspeito e na recuperação da moto era formada pelos policiais militares cabo Adonis e cabo Jerry, ambos da Rocam.

Parauapebas

PM tira das ruas mais uma quadrilha que roubava motos em Parauapebas

O bando, formado por cinco adolescentes, combinava as ações pelo Facebook e intimidava as vítimas com uma pistola de plástico
Continua depois da publicidade

Mais uma quadrilha de roubo de motos foi retirada das ruas de Parauapebas, na noite de ontem (15), pela ação da Polícia Militar.  A partir de denúncias de pessoas atacadas pelo bando, que agia portando uma pistola de plástico, com a qual intimidava as vítimas, como se fosse de verdade, tomando-lhes os veículos. A guarnição de policias em motos, formada pelo cabo S. Barros e soldados Denis e Rafael Lima, apoiada pela equipe do Tático, composta pelo sargento J. Ricardo, cabo P. Silva e soldado Oliveira chegou a um endereço na Rua Tom Jobim, Bairro Nova Vida.

Porém, ao incursionar no local, o bando já havia fugido. Nos fundos da casa, os PMs encontraram uma moto Pop, branca, placa NXN-0993, já desmanchada. Sem se dar por vencidas, as duas equipes se dividiram em fizeram um cerco nas principais ruas do bairro, tendo êxito ao apreender um adolescente em uma Honda Biz, cinza, placa JVN-8084, também roubada, e com ele a arma de imitação.

Sem saída e por não querer responder à bronca sozinho, ele, imediatamente, abriu o bico e entregou os outros quatro comparsas, também adolescentes, informando o nome e endereço de cada um. O garoto revelou ainda que as ações eram combinadas pela rede social Facebook.  Todos foram apreendidos e levados à 23ª Seccional Urbana de Polícia Civil, onde foram colocadas à disposição da Promotoria da Infância e da Juventude.

Reportagem: Ronaldo Modesto