Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Polícia Civil do Pará

Deflagrada operação de combate ao desvio de recursos públicos em Santarém Novo-PA.

A "Operação Rochedo do Caranguejo", da Polícia Civil, investiga desvio de recursos e corrupção através da Folha de Pagamento. Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Belém, Santarém Novo e Capanema.
Continua depois da publicidade

Na manhã de hoje, quarta-feira, 11/07/2018, A Polícia Civil do Estado do Pará, por meio da Delegacia de Repressão a Defraudações Públicas – DRDP, unidade vinculada a DRCO, deflagrou a Primeira Fase da “Operação Rochedo do Caranguejo”, que busca reprimir desvios de recursos públicos e corrupção na gestão pública anterior na prefeitura do município de Santarém Novo, na região Nordeste do Pará, no período que vai até o ano de 2016.

A fraude investigada consiste na contratação dos chamados “funcionários fantasmas“, quando pessoas eram inseridas irregularmente na folha de pagamento dos servidores contratados pela secretaria municipal de saúde daquele município, mas terceiros recebiam os valores a título de rendimentos, sem haver contraprestação de trabalho em favor da municipalidade.

O caso passou a ser descoberto por meio de denúncias feitas ao Ministério Público do Estado, que requisitou a instauração de inquérito policial pela unidade especializada da Polícia Civil na investigação dessa matéria.

O Delegado Tarsio Martins, presidente do inquérito, representou por medidas cautelares de busca e apreensão perante a Comarca do município, que foram deferidas pela juíza Roberta Carneiro, titular do município .

Nesta fase, cerca de trinta policiais civis da Diretoria de Polícia Especializada DPE e Diretoria de Polícia do Interior DPI estão dando cumprimento aos mandados judiciais deferidos. As ações da PC acontecem simultaneamente nas cidades de Belém, Capanema e Santarém Novo. Entre os alvos estão órgãos públicos da prefeitura de Santarém Novo e residências de agentes públicos da gestão anterior, entre eles casas do ex-prefeito, ex-vice prefeito e ex secretário de saúde.

O cumprimento das ordens judiciais tem por objetivo “colher elementos de prova a serem utilizados nas investigações, o que subsidiará o entendimento da autoridade policial acerca da materialidade e autoria do delito que se investiga, bem como a participação de associação ou até mesmo de organização criminosa na atuação criminosa na administração pública”, esclarece o Delegado Carlos Vieira, Diretor da Delegacia de Defraudações Públicas – DRDP, acrescentando que “outras fases da Operação podem ser desencadeadas”.

A Polícia Civil não tem ainda o total desviado no município através da Folha de Pagamento, mas o delegado acredita que chegará a um montante após a análise da documentação apreendida durante a ação de hoje .

O nome da operação Rochedo do Caranguejo” se dá ao fato do município ter sido administrado por grupos políticos que se alternaram com chefes do Executivo que são conhecidos pelo nome de PEDRO e pelo fato da cidade ser conhecida por Terra do Caranguejo.