Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Cursos

Parauapebas: Empreendedores de Palmares Sul avançam na capacidade de gerir pequenos negócios

Iniciativa conta com o apoio da Vale e do Sebrae

Cooperar, gerenciar e empreender. Essas são algumas das principais dificuldades encontradas para a manutenção ou expansão de projetos sociais capitaneados por associações comunitárias. Para desenvolver a capacidade de gerir pequenos negócios, a  Associação de Moradores de Palmares Sul promoveu um curso de empreendedorismo e cooperativismo. O apoio veio por meio de uma parceria entre a Vale, a associação de moradores e do e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O treinamento é um dos 29 projetos com investimento da Vale este ano em Parauapebas. O objetivo é apoiar o município quanto a diversificação econômica. Os projetos são indicados pela própria comunidade dentro de plano do relacionamento realizado em localidades próximas a operação da empresa envolvendo visitas, reuniões e a construção conjunta de projetos sociais.

Para o presidente da associação, Evaldo Fideles, essa capacitação vai  contribuir com a cooperativa de costureiras da comunidade. “Nossa região não tem a cultura do cooperativismo e todo curso que vem para fazer esse trabalho de formação e capacitar as pessoas para que elas entendam como ele funciona e sobre a importância de engajamento para o mercado de trabalho é de suma importância. Esse trabalho vem para somar e fazer com que a cooperativa crie mais corpo para enfrentar o mercado de trabalho”, destaca.

A consultora do Sebrae, Tatiane Faro Noronha, destaca que a gestão pode ser o diferencial de sucesso para pequenos empreendimentos.  “A gente sabe que um dos gargalos da maioria dos pequenos negócios é a gestão. O empreendedor acaba misturando as despesas pessoais com a do negócio. E a associação, por mais que seja um trabalho coletivo, não foge dessa temática, porque o negócio vai gerar renda para o grupo”.

O curso, que já foi ministrado nas comunidades de Sansão e Paulo Fonteles, trouxe informações sobre empreendedorismo, marketing, finanças e visão de mercado. “Nossa expectativa é que este grupo se aproprie desses conhecimentos e comece a aplicá-los nos seus negócios, principalmente incentivando a proatividade na busca pelo cliente”, ressalta Tatiane.

Nos próximos meses, o Sebrae segue com consultoria direta junto à cooperativa das costureiras de Palmares Sul nas áreas de marketing, avaliação de mercado e também de vendas.

Eventos

Sebrae promove hoje (28) rodada de negócios para o setor varejista de Marabá

O evento será às 18h30, no Senai Marabá.

O Sebrae no Pará e a Universidade Martins de Varejo realizarão nesta quinta-feira, 28, o Workshop “Tributação” em Marabá, trazendo a palestra com o especialista, Rafael Linhares, que tem vasta experiência em rotinas ficais e tributárias, voltada ao setor varejista. O evento será às 18h30, no Senai Marabá.

Após a palestra, haverá uma rodada de negócios entre as empresas fornecedoras de produtos e clientes do segmento de varejo, com o objetivo de aproximar empresários e fornecedores do setor, por meio de uma rodada e negócios como forma de facilitar a aquisição direta de produtos e serviços.

O evento pensado pelo Sebrae e o Grupo Martins (voltado especialmente aos empreendimentos do setor de varejo) e que conta com o apoio do Senai de Marabá, tem a proposta de apresentar informações sobre as questões tributárias no Brasil e no Pará, entre outros assuntos fundamentais que serão abordados na palestra do especialista na área, Rafael Linhares, que tem uma vasta atuação em rotinas fiscais e tributárias no setor varejista.

Edital

Pará: Sebrae abre inscrições para credenciamento de empresas prestadoras de serviços de consultoria e instrutoria

Reunião com interessados em Parauapebas acontece no dia 27.09, às 19 horas, na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL Parauapebas), Rua Ceará, 35. Bairro: Rio Verde.

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae no Pará está com inscrições abertas para o credenciamento de empresas prestadoras de serviços de consultoria e instrutoria. O edital com as informações da seleção está disponível no portal da instituição (pa.sebrae.com.br). Para esclarecer dúvidas, o Sebrae vai realizar uma reunião com empresários nesta quarta-feira, 27, às 19h, na Câmara dos Dirigentes Lojistas de Parauapebas.

Já houve reunião em Belém, Abaetetuba, Castanhal, Altamira, Itaituba, Paragominas, Capanema e Redenção. Depois de Parauapebas, a agenda segue em Marabá (29.09). Santarém, a data está sendo definida.

Podem ser inscritas empresas de Belém e do interior do Pará, para a realização de trabalhos em todo o estado, sendo sociedades empresariais e sociedades simples, constituídas há, no mínimo, dois meses, retroativos à data de publicação do edital, e que prestem serviços nas áreas de recursos humanos, empreendedorismo, educação, serviços financeiros e contábeis, marketing e vendas, negócios internacionais, planejamento empresarial, gestão da produção de qualidade, legislação aplicada aos pequenos negócios, sustentabilidade, inovação, tecnologia da informação, desenvolvimento territorial, associativismo, cooperativismo e políticas públicas.

Sebrae

Mulher de Negócios premia empreendedoras do interior do Pará

Premiação reconhece o talento e as histórias de empreendedorismo feminino em todo o país

Três mulheres paraenses foram premiadas no dia 17, em Belém, como vencedoras da etapa estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. A premiação é realizada nacionalmente desde 2004, como forma de reconhecer a trajetória de vida das mulheres e suas histórias de luta e conquistas, com base em critérios de excelência na gestão, da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). As vencedoras, todas do interior do estado, receberam troféu, certificado e o direito de participação em uma capacitação do Sebrae e de uso do selo de vencedora.

Na categoria Pequenos Negócios a vencedora foi a empresária Jocélia Montelo, de Redenção, município do sudoeste do estado. Determinada a transformar o ofício de cabeleireira em principal fonte de renda, a empreendedora busca sempre aprimorar seus conhecimentos e trazer as mais diversas novidades do mercado para seu salão de beleza. Além de se destacar pela qualidade do serviço, a empresária se dedica ao trabalho voluntário, ajudando na doação de cabelos às vítimas de escalpelamento.

“Estou muito feliz porque esse prêmio é o reconhecimento do meu trabalho. São quinze anos de muito trabalho e muita dedicação na minha área. Ser reconhecida pelo que eu faço não tem preço que alcance essa conquista”, disse a empresária.

Amanda Franzoni, do município de Itaituba, também no sudoeste paraense, venceu na categoria Microempreendedora Individual. A empresária decidiu transformar o hobby de produzir bijuterias, que mantém desde os 13 anos de idade, em negócio. Desde então, usa seu talento criativo para fazer peças únicas e promover seu produto com grande sucesso nas redes sociais, conquistando clientes de todo o Brasil, de outros países, entre eles famosos. “É o reconhecimento de todo esforço, de todas as superações. É uma emoção que eu nunca tinha sentido na minha vida, algo que eu nunca vou esquecer”, contou.

Também é de Itaituba a vencedora na categoria Produtora Rural. Cleane Martins, que é da comunidade de Igarapé Preto, aprendeu a cultivar mandioca com os pais e buscou formas inovadoras para produzir e comercializar uma farinha de qualidade, diferenciada no sabor. Com o apoio do Sebrae, descobriu formas de agregar mais valor a seu produto, passando a produzir tapiocas, conquistando grande clientela na cidade com seus mais de 70 sabores.

Como líder comunitária, dissemina seus conhecimentos e conseguiu implantar uma agroindústria de processamento da mandioca, melhorando a renda e trazendo benefícios a outros empreendedores do município. “Eu estou com o prêmio na mão, mas a ficha ainda não caiu, porque o que se ouve falar é que, primeiro, mulheres quase não recebem destaque no mercado, e ser produtora rural quase não tem reconhecimento, mas isso é uma prova de que existem instituições no estado, como o Sebrae, que, além de premiar a mulher, valoriza o nosso trabalho.”

Seleção

As candidatas foram avaliadas em aspectos de gestão relativos, como marketing e vendas, finanças, gestão de pessoas e inovação, além do relato de vida das empreendedoras que colaboram efetivamente com o engrandecimento da atividade empresarial no Pará.

As vencedoras da etapa estadual seguem para a fase nacional do prêmio, cujo resultado será divulgado em outubro, em Brasília. “Temos uma grande representatividade de mulheres nesse universo empreendedor, que vem se destacando cada vez mais, dando importante contribuição para o fortalecimento da economia do Pará”, observou o diretor-superintendente do Sebrae no Pará, Fabrizio Guaglianone. “Foi nossa melhor participação, com 587 inscrições, o maior número em nível nacional. Vale ressaltar a participação das mulheres do interior do estado, provando que a premiação não está restrita à capital, mas chega a todas as empreendedoras paraenses”, reforçou.

O Prêmio Sebrae Mulher de Negócios é uma parceria entre Sebrae, a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e a Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW). A premiação tem apoio técnico da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).

Mais de três mil mulheres se inscreveram em todo o país. Serão selecionadas até 81 candidatas, três por estado mais o Distrito Federal, que participarão da etapa nacional. As ganhadoras nacionais serão conhecidas em outubro, durante solenidade na sede do Sebrae Nacional, em Brasília (DF). Elas terão direito a uma viagem nacional para participar de uma missão técnica com foco em capacitação, a um certificado, ao selo de vencedora e ao troféu.

SEBRAE 45 ANOS

O Sebrae comemora este ano quatro décadas e meia de atuação em defesa dos pequenos negócios. As micro e pequenas empresas representam 98,5% do total de empreendedores no Brasil, respondem por 27% do Produto Interno Bruto (PIB) e geram mais da metade dos empregos no país. Formalização, inovação, redução da burocracia, ampliação do acesso ao crédito e melhoria do ambiente legal fazem parte do compromisso do Sebrae com os pequenos negócios. Conheça no portal Sebrae os números e a história do empreendedorismo no Brasil: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae.

Sebrae

SEBRAE presta consultoria aos moveleiros de Parauapebas

A consultoria serviu para que os cooperados saiam da informalidade

Com o objetivo de instruir os empresários que estão instalados no Polo Moveleiro sobre os meios de formalização dos empreendimentos, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) reuniu com a categoria durante a manhã de quinta-feira (13), na sede da Cooperativa da Indústria Moveleira e Serradores de Parauapebas (Coopmasp).

A gestora de projetos do SEBRAE, Tatiane Fard explicou por meio de gráficos todos os caminhos a serem seguidos para regularização das empresas. “Esse encontro foi bem produtivo, pois todos puderam ver as possibilidades de formalização tanto para o microempreendedor individual, quanto para o microempresa. Esperamos que eles possam sair da informalidade e busquem ampliar o mercado para os consumidores”, disse.

O microempresário Dionatas Sousa ficou atento a cada informação. “Muito bom. Estão nos dando toda a bagagem de conhecimento para que possamos prosseguir e reerguer nossa empresa”, declarou.

De acordo com o presidente da Coopmasp, Sérgio Ferreira, a ideia é que os moveleiros sejam acompanhados sempre que possível. “O SEBRAE se disponibilizou em nos auxiliar na medida em que forem surgindo as demandas. Tudo faz parte do processo para que todos nós possamos trabalhar dentro da legalidade”, afirmou.

Toda a movimentação foi acompanhada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento de Parauapebas (Seden), que possui um coordenador responsável pelo Polo Moveleiro.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Coopmasp

Leia também Polo Moveleiro

Comércio

Ainda é viável investir em Parauapebas? O Sebrae responde.

É necessário que o empresário se prepare bem para conseguir entregar um produto ou serviço com diferenciação, seja no preço ou na qualidade, diz diretor do Sebrae em Parauapebas

O fluxo de abertura e fechamento de empresas sempre foi intenso em Parauapebas, de acordo com o gerente da agência do Sebrae na cidade, Raimundo Nonato de Oliveira. Mas, parece que com o aumento do desemprego e a escassez de oferta de vagas de trabalho em Parauapebas, tem crescido o movimento de abertura de novos negócios, principalmente no ramo de alimentação e desenvolvidos na informalidade.

O volume de demissões tem só aumentado. Em janeiro desse ano pelo menos 1.531 pessoas foram demitidas contra 1.036 contratações, o que resulta em um saldo negativo de 495 postos de trabalho, conforme os dados do Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Ainda assim, até o início deste ano, Parauapebas contava com cerca de 40 mil empregos formais, o que representa um mercado consumidor potencial.

“Há um sentimento claro de que a procura por registro do Microempreendedor Individual (MEI) se intensificou nos últimos anos. Creio que há uma relação direta com o desemprego. São pessoas que pegaram um dinheiro e decidiram investir em um negócio. Também temos observado uma procura considerável por informações a respeito do agronegócio”, afirmou o gerente do Sebrae. Atualmente Parauapebas conta com 5.234 empresas cadastradas como MEI, e de acordo com o site empresômetro são 15.171 empresas formais instaladas no município.

“Antes da crise, o mercado em Parauapebas era predominantemente comprador. Quem teve dinheiro nesse período para investir e produzir teve ótimo lucro. A realidade hoje é bem diferente, temos um equilíbrio na oferta e procura. É necessário que o empresário se prepare bem para conseguir entregar um produto ou serviço com diferenciação, seja no preço ou na qualidade. É preciso também investir em atendimento”, afirma Raimundo Nonato.

Ainda é viável investir no município?

“Claro que sim! Porém, é preciso estar preparado, não dá mais para se lançar no mercado sem o conhecê-lo e sem definir uma boa estratégia. É preciso ter um plano de negócio bem estruturado e trabalhar para ser competitivo”, reforçou Raimundo Nonato, acrescentando que um grupo de empresários antigos da cidade tem reclamado muito diante das dificuldades enfrentadas para vender como antes. Já os empresários de fora, que chegam na cidade, acham que “aqui é o paraíso”.

“O empresário de fora chega com essa referência de competitividade, de tirar leite de pedra, e então consegue enxergar oportunidades de investimentos e negócios. Parauapebas é viável, tem um grande mercado consumidor e com dinheiro. Em alguns segmentos houve um equilíbrio entre oferta e procura, em outros um desequilíbrio, como no caso do setor imobiliário e de materiais de construção, o mercado saturou e quem não estava preparado teve que sair. Quando não se está em crise, o mercado esconde pontos desfavoráveis do negócio, em tempos de crise é preciso ser competitivo”, afirma o gerente do Sebrae.

No segundo semestre de 2016 o Sebrae realizou uma pesquisa nos principais municípios do Pará para identificar os segmentos mais promissores, tendo como base o comportamento dos consumidores, empresários locais e visitantes. De acordo com a pesquisa, os segmentos com maior índice de oportunidade em Parauapebas são: academias de ginástica; agência de turismo e viagens; cyber café; empresa de vigilância; curso de língua estrangeira; curso preparatório para concurso; curso profissionalizante; restaurante; transporte escolar.

No caso das academias de ginástica, por exemplo, de acordo com a pesquisa são 42 empresas na cidade, dividindo o total de habitantes pela quantidade de empresas dá um total de 4.522 pessoas para cada academia. O percentual de consumo desse serviço é bom e mais de 70% dos entrevistados na pesquisa tem interesse nele.

A pesquisa também realizou avaliação de satisfação de serviços, e nesse quesito, as 10 casas lotéricas da cidade foram muito mal avaliadas, pelo menos 32,1% das pessoas atendidas nesses locais reclamam de insatisfação no atendimento. Um dos segmentos que tem grande número de estabelecimentos é o de comércio de água mineral e bebidas, são 311 no total, já curso preparatório para concurso são apenas três na cidade.

Sebrae

Belém sedia a maior feira do empreendedorismo da Amazônia

Feira do Empreendedor, que será realizada pelo Sebrae no Pará entre os dias 16 e 19 de novembro, no Hangar.

Neste mês, Belém torna-se oficialmente a capital do empreendedorismo. De 16 a 19, o Sebrae no Pará realiza a oitava edição da Feira do Empreendedor, no Hangar Centro de Convenções da Amazônia. A grande novidade deste ano é que o empreendedor, além de ter acesso a estudos inéditos na área de mercado, poderá formalizar a sua empresa. Esse atendimento será prestado no estande Redesimples.

No total de 3.500m2 de área de exposição, a Feira será dividida em três espaços: Atendimento, Oportunidades de Negócios e Modelos de Negócios. Serão montadas Lojas modelo nos segmentos de Beleza, Alimentação Fora do Lar, Moda e Minimercado. Os espaços de modelos de negócios pretendem disponibilizar aos visitantes informações e conhecimentos que direcionem a melhor forma para abrir, melhorar e ampliar negócios em diversos segmentos.

O evento também terá a Arena do Conhecimento, onde empresários paraenses relatarão suas experiências de sucesso. Serão compartilhados cases nos segmentos de alimentação e bebida, economia criativa, empreendedorismo feminino, marketing digital, entre outros temas.

Na parte de tecnologia e inovação, a Feira do Empreendedor linka suas ferramentas a um ambiente totalmente digital. Serão utilizados Beacons – aparelhos de proximidade que emitem informações, por meio da tecnologia bluetooth, diretamente aos smartphones cadastrados. Um visitante que chegar próximo a um determinado estande, por exemplo, se tiver baixado o aplicativo, receberá as informações da programação e de todas as ferramentas que o estande oferece.

Também como destaques, a Feira oferecerá a Cozinha Show, um espaço onde chefs ministrarão aulas sobre massas, panificação, confeitaria, gelados e comestíveis, mostrando as dicas para se ter um produto com qualidade, além de levar informações sobre rendimento, custos, inovação e sustentabilidade.  Entre os temas que serão abordados na Cozinha Show, estão “Lucrando com pães integrais”, “Alimentação Fora do Lar” e a “Arte de criar sobremesas com soluções práticas e criativas”.

E para falar de empreendedorismo de uma forma divertida e interativa, o Sebrae no Pará promoverá o “Cine Sebrae”, com a exibição de filmes que fazem alusão ao comportamento e dia a dia do empresário, entre eles “O homem que mudou o jogo”, “Missão Impossível – Nação secreta”, “Mãos talentosas” e “Zootopia”.

A Feira do Empreendedor disponibilizará, ainda, 15 salas e  quatro auditórios no piso superior do Hangar, que serão dedicados à educação e orientação coletiva, por meio de palestras, seminários, workshops, encontros de negócios, rodadas e oficinas. Serão cerca de 300 eventos de capacitação e momentos para troca de experiências, que irão abordar mais de cem temas diferentes. Mais de 20 mil vagas. Tudo gratuito.

Eventos

Sebrae promove Seminário “Desafios do Crescimento” para empresários de Parauapebas

O Sebrae convida toda a classe empresarial de Parauapebas e região a participar do II Seminário Desafios do Crescimento, a se realizar na quarta-feira 21 de setembro, às 18h00 no Auditório da Câmara Municipal de Parauapebas.

O Evento é exclusivo para Pessoas Jurídicas (empresários e/ou representantes de empresas); e nesta edição será abordado o tema “Vendas: da conquista à fidelização de clientes”. Estará presente Eduardo Peres, um dos mais originais palestrantes motivacionais do Brasil; e Marcelo Ortega, palestrante internacional e um dos 5 treinadores de vendas mais requisitados do país.

As inscrições são gratuitas, limitadas a 01 inscrição para Micro Empreendedores Individuais e 02 inscrições para Micro Empresas e Empresas de Pequeno Porte.

Os representantes das empresas podem se inscrever através do site www.pa.sebrae.com.br ; ou diretamente no Sebrae, localizado na Rua E nº 399, Bairro União, Parauapebas/PA; ou ainda respondendo a este e-mail, informando os dados abaixo:

DADOS DA EMPRESA: Razão social, CNPJ, endereço, telefone.

DADOS DO REPRESENTANTE: Nome completo, CPF, data de nascimento, endereço residencial, telefone.

Mais informações: (94) 3346-1634 ou clique aqui.

error: Conteúdo protegido contra cópia!