Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Polícia Federal realiza Operação Acerto de Contas em Redenção

Quatro pessoas foram presas em flagrante ao sacarem benefícios fraudulentos de Seguro Desemprego

Redenção/PA – A Polícia Federal prendeu em flagrante, hoje (9), quatro pessoas que estavam sacando dinheiro nos caixas eletrônicos da agência da Caixa Econômica Federal, em Redenção: acontece que o dinheiro era fruto de benefícios fraudulentos de Seguro Desemprego. A Operação Acerto de Contas surgiu a partir de informações prestadas pela Caixa sobre um padrão de saques fraudulentos em datas e horas determinadas. Os policiais federais se infiltraram na agência e surpreenderam os suspeitos logo após sacarem o dinheiro das fraudes, em um flagrante esperado nas primeiras horas do dia.

Um dos criminosos é conhecido por já praticar fraudes, há anos, na cidade, além de aliciar pessoas que emprestam o nome para os benefícios ilegais em troca de um pedaço do dinheiro. Foram apreendidos celulares, cerca de R$ 9 mil em dinheiro, além de um carro e uma moto usados pelos suspeitos.

De acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego e da Força Tarefa da PF, para combater este tipo de fraudes, só no ano passado, foram evitadas irregularidades na casa de meio bilhão de reais graças a ação conjunta da PF e do MTE na identificação de padrões dos criminosos.

A Polícia Federal de Redenção vai intensificar as investigações e infiltrar agentes federais nos pontos de saques de cidades vizinhas, além de Redenção, identificando e prendendo quem tentar sacar o fruto das fraudes. A PF ainda orienta que ninguém empreste cartão e senha para terceiros, pois podem ser envolvidos nas fraudes investigadas.

DELEGACIA DA POLÍCIA FEDERAL DE REDENÇÃO
Fone: 3242 9807

Fonte: Agência de Notícias da Polícia Federal

Parauapebas

Seguro Desemprego é o serviço mais procurado no Sine de Parauapebas

O Sistema Nacional de Emprego (Sine), em Parauapebas, recebe centenas de pessoas todos os dias em busca de resolver problemas relacionados ao seguro desemprego. Segundo o coordenador do órgão, Batista Everton, em janeiro deste ano foram realizados 1.480 atendimentos de seguro desemprego, época em que muitas pessoas perderam seus empregos em razão da crise econômica.

WP_20151007_10_47_01_ProApesar de o número ter reduzido para 1.106 em setembro, ainda é bem maior que a quantidade de pessoas encaminhadas ao mercado de trabalho. “O foco da unidade é o encaminhamento do profissional ao mercado de trabalho, entretanto, o serviço mais procurado vem sendo o seguro desemprego, benefício disponível para quem foi demitido.  De janeiro a setembro, 10.319 pessoas foram atendidas para tratar do beneficio”, relata o coordenador.

Desempregado há um mês, José Marques, 43 anos, comenta que procurou o Sine para dar entrada no seguro desemprego, mas também foi na esperança de encontrar uma vaga e se candidatar. Aqui não encontramos vagas de emprego, está complicado essa crise”, disse o eletricista.

De acordo com Rejane Órfãos, do Departamento de Relações Empresarias do Sine, atualmente as vagas de trabalho ofertadas são poucas e a cada mês a situação é mais complicada. “Estamos fazendo o nosso trabalho. Temos ido até as empresas, lojas e supermercados que chegam à cidade para que todos eles façam o cadastro de forma que a seleção de candidatos seja realizada via Sine, mas esses meses foram complicados devido à crise”, destaca.

WP_20151007_10_46_16_Pro

Atualmente cerca de 200 empresas estão cadastradas no órgão. No período de janeiro a setembro de 2015, foram encaminhadas ao mercado de trabalho 3.800 pessoas. Sendo que os meses de maio, junho, julho e agosto foram os mais delicados, com menor oferta de vagas.

Durante esse período, a demanda maior foi por vagas de serviços gerais, açougueiro, atendente de supermercado e lojas.  “Hoje ainda enfrentamos dificuldade de mão de obra qualificada, por isso, estamos fechando parceria com o Sesi para curso de capacitação em diversas áreas”, complementa Batista Everton.

O coordenador comenta ainda que está com boas expectativas para o final do ano e solicita às empresas que procurem o Sine a fim de realizarem cadastro. O órgão fica localizado na Rua 10, esquina com Rua E, bairro Cidade Nova.