Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Sequestro trovão em Redenção deixa casal de amantes atrás das grades

Mulher gasta dinheiro com amante e liga para marido informando que foi sequestrada e precisava de dois mil reais, para pagar o resgate.

Continuam nos compartimentos do Centro de Recuperação de Redenção (CRR), o Tó e Ângela Maria de Freitas. Para a polícia, eles são amantes e foram presos na última quinta-feira (12), acusados de forjar um sequestro.

De acordo com o delegado Ricard Ribeiro, da delegacia de Polícia Civil de Redenção, Ângela havia ligado para o marido e pediu dois mil reais reais, pois a mesma tinha sido sequestrada. Preocupado com a esposa, o marido traído procurou a delegacia, que de imediato chegou ate Ângela Maria. Minutos depois, após a polícia fazer contato com os sequestradores, a suposta vítima retornou a ligação informando que já tinha sido liberada e que estava no setor Parque dos Buritis III. Ela foi encaminhada para a delegacia onde prestou depoimento.

 Ainda de acordo com o delegado, após várias horas de depoimento, Ângela revelou que tudo se tratava de um golpe, pois ela havia gasto o dinheiro com o amante, identificado como Tó e precisava ajudar o amante nas despesas da casa, daí que juntos tiveram a ideia que os levaram para o presidio.

Até à tarde desta-sexta feira (13), o casal continuava preso e o crime é inafiançável.

Canaã dos Carajás

Polícia Militar prende assaltante que fez família refém em Canaã dos Carajás

PM também recuperou caminhonete roubada que estava carregada com pertences da família. Outros quatro envolvidos no crime continuam foragidos

Por volta das 20 horas deste sábado (24), uma casa, localizada na rua Muracatiara, bairro Novo Horizonte, foi invadida por criminosos. Na ação, os bandidos renderam e prenderam a família em um dos quartos da casa. Logo depois, encheram uma caminhonete Mitsubishi Triton L200, de propriedade da família, com diversos pertences, como TV’s e micro-ondas, e fugiram do local. De acordo com informações, os bandidos seguiram rumo ao município de Parauapebas.

Um vigilante de uma empresa particular da cidade passava pela rua quando tudo aconteceu. Ele conseguiu flagrar o momento em que o carro deixou a residência. Desconfiando do que havia acontecido, ele entrou no local e libertou a família presa. Depois disso, a Polícia Militar foi acionada e as viaturas começaram as buscas pelos criminosos em toda a cidade e nas estradas de saída do município.

A Polícia Militar, que monitorava os bandidos através do GPS de um dos celulares roubados, montou uma barreira na PA-160 a espera dos bandidos. Enquanto isso, outro grupamento ia ao encontro deles orientado pelo GPS.

Por volta das 21:30, a PM conseguiu localizar os criminosos na localidade conhecida por Bom Jardim, no município de Canaã dos Carajás. Segundo as informações da própria polícia, cinco homens estavam na caminhonete. Quando a viatura se aproximou, o carro foi abandonado e cada um dos bandidos fugiu para um lado. A PM conseguiu capturar um deles, recuperar o veículo e todos os objetos frutos do assalto.

Até o fechamento da matéria as buscas pelos outros quatro assaltantes continuavam e a Polícia Militar ainda não tinha novas informações. O assaltante preso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia.

Particxiparam da ocorrência os PM Sargento Azevedo, Sargento A. Silva, Sargento R. Matos, Sargento Magalhães, Cabo Holanda, Cabo Lobo, Cabo Barbosa, Cabo J. Santos, e Cabo Sena, além dos soldados Lázaro e Washington.

Curionópolis

Homens sequestram e matam fazendeiro em Vicinal próxima à Serra Pelada

Família foi ameaçada e algemada pelos bandidos que buscavam dinheiro escondido

A Policia Civil de Curionópolis procura por três homens acusados de matar Gastão Ribeiro de Souza, de 74 anos, depois de invadirem a casa da família em busca de dinheiro escondido em Serra Grande, vicinal localizada a uns 20 quilômetros do Distrito de Serra Pelada.

O filho de gastão, Galmone Oliveira de Souza filho conversou com o Blog e contou como a sexta-feira (27) foi uma noite de terror: “os três homens estava encapuzados e chegaram na noite de sexta-feira, por volta das 21h30, dizendo que eram policiais. Eles invadiram a casa e começaram a busca por dinheiro e arma. Estávamos todos em casa: eu, mãe, pai e o trabalhador que vive conosco. Os marginais queriam o dinheiro. Ameaçavam matar meu pai se não mostrássemos  o dinheiro,  e ele (pai) dizendo a todo momento que não tinha nenhum dinheiro em casa. Então eles começaram a arrebentar guarda-roupa e arrombaram as portas das dispensas procurando por arma também. Eles algemaram a mim e ao trabalhador e nesse momento minha mãe conseguiu fugir para a casa do meu primo. Em seguida os bandidos levaram meu pai para o quarto, o algemaram e depois saíram de carro. Sequestraram meu pai!”.

Quando perceberam o silêncio, Galmone e o funcionário conseguiram sair a pé para pedir ajuda e procurar o pai. “Passamos a noite procurando meu pai no mato, nas redondezas, mas não achamos. Pela manhã, uma moça chegou informando que meu pai estava caído numa vicinal, uns cinco quilômetros de distância da nossa casa. Quando cheguei lá encontrei meu pai morto com quatro tiros”, relatou.

O corpo foi encaminhado para o IML de Parauapebas. Velório e enterro estão previstos para acontecer ainda hoje (29), em Serra Grande.

O filho confirmou que tinha mesmo dinheiro em casa, mas que não sabia informar a quantia que o pai guardava e não desconfiava de ninguém que frequentava a casa.

Marabá

Programa Procurados – VÔ É PROCURADO PELA POLÍCIA

O Disque Denúncia Marabá através do Programa Procurados, lança o cartaz de Sebastião Soares da Silva – ou Simplício, conhecido como “Vô” ou “Tião”, acusado de ser mandante do sequestro do menino Pedro Paulo Mellado, no município de Imperatriz. Contra ele um mandado de prisão foi expedido no dia 11 deste mês, pelo juiz Joaquim da Silva Filho, da 4ª Vara Criminal da Comarca de Imperatriz – MA.

Tião

A ficha criminal de “Vô” é extensa, que é acusado de três homicídios, tráfico de drogas, extorsão, sequestro e cárcere privado. Também estão sendo procurados Antônio Luís Martins da Silva e uma mulher ainda não identificada.

O Disque Denúncia Marabá está integrado com as centrais de Pernambuco e Maranhão, que estão disponíveis para recebimento de denúncias sobre o paradeiro do acusado. Qualquer informação deve ser repassada ao Disque Denúncia Marabá (3312 3350), o serviço funciona 24 horas e não é necessário se identificar.

Marabá

Policiais do Maranhão fazem prisão em Marabá e agem com truculência com a imprensa

Eles vieram prender dois homens que teriam participado do sequestro do garoto Pedro Paulo, em Imperatriz

Por Ulisses Pompeu – Marabá

Um grupo de policiais do Estado do Maranhão efetuou nesta ontem (11) a prisão de um homem suspeito de integrar a quadrilha que sequestrou o garoto Pedro Paulo Mendes, em Imperatriz (MA), no dia 27 de junho último. A prisão aconteceu por volta de 11h30 em via pública, na Folha 31, ao lado da Escola A Fazendinha, e um dos policiais, que não usava identificação, tomou as chaves do carro e a câmera fotográfica do repórter Ulisses Pompeu, correspondente deste blog em Marabá, que chegou na hora e começou a registrar o episódio.

O repórter disse que passava de carro pelo local e estranhou a movimentação de pessoas na rua em torno de um homem que estava algemado, sentado no meio fio. Ele parou, apresentou-se aos homens que haviam manietado o suspeito e questionou o que estava acontecendo. Como não disseram nada, Ulisses voltou ao carro, pegou sua câmera fotográfica e fez imagens do preso, o que irritou dois homens.

Eles disseram que o acusado não poderia ser fotografado e que a divulgação das imagens poderia atrapalhar as investigações, dando a entender que se tratavam de policiais. Em seguida, outras pessoas saíram de dois carros estacionados ao lado com armas de grosso calibre, e uma delas usava colete com a inscrição PMMA, uma referência de que pertenceria à Polícia Militar do Maranhão. Nesse momento, os policiais se aproximaram do veículo do repórter, retirando a chave e tomando ainda a câmera fotográfica, informando que ela estava sendo “confiscada”.

Em seguida, uma mulher também foi presa, mas momentos antes rasgou e engoliu uma fotografia. Depois dessa situação, os policiais desceram com os acusados por uma via estreita até chegar a uma casa recuada, já em frente à Rodovia Transamazônica, onde o algemado passou a utilizar um capuz para não ser reconhecido por outras pessoas e para não ter sua imagem registrada.

Providência
Depois que lhe tomaram a câmera, seu instrumento de trabalho, Ulisses ligou para a Redação do Jornal Correio do Tocantins, onde outros jornalistas imediatamente informaram o caso ao delegado José Humberto de Melo Júnior, diretor da 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, que informou desconhecer a presença de policiais de Marabá nesse caso.

Com a chegada de outra equipe da imprensa ao local, também acionada pelo repórter que teve sua câmera tomada, os policiais voltaram atrás e devolveram a chave do carro e a máquina a Ulisses, que, por entender que foi desrespeitado durante o exercício de sua profissão, registrou a situação na Delegacia da Nova Marabá. A Reportagem do CT descobriu no final da tarde de ontem que o preso em questão é Bruno Francisco Souza da Silva, um dos dois que foram presos na cidade acusados de participar do sequestro.

Ouvido pela reportagem, o superintendente de Polícia Civil do Sudeste do Pará, delegado Alberto Teixeira Barros, informou que até o momento em que o delegado José Humberto de Melo Júnior foi informado da situação pela Imprensa, a Superintendência não havia sido avisada sobre a presença dos policiais maranhenses em Marabá. “Me ligaram dez minutos depois do episódio, de Belém, informando que o pessoal estava aqui. O certo seria me informar com antecedência, até para evitar uma abordagem da nossa equipe a eles”, observou Teixeira.

O superintendente informou ainda que nenhum preso foi apresentado em Marabá e explicou que, segundo a lei, mesmo que seja no cumprimento a um mandado judicial, uma pessoa presa por uma equipe de outro Estado deve ser apresentada na delegacia da cidade para registro de ocorrência.

No final da tarde de ontem, os policiais maranhenses estavam na delegacia, em Marabá, porque pediram emprestado o espaço físico para ouvir quatro pessoas. O superintendente antecipou que poderá fazer expediente à cúpula da Polícia Civil do Pará, para que esta informe o fato ao comando da Polícia do Maranhão.

Polícia descobre que apresentador Datena seria sequestrado nesta quarta-feira (28). Carro com placa de Belém seria usado no delito

Datena no estúdio do "Brasil Urgente", na Band (agosto/2011)

A Polícia Militar descobriu, através das redes sociais, que bandidos planejavam sequestrar o apresentador José Luis Datena na noite desta quarta-feira (28). O crime aconteceria entre 20h30 e 21h, na rodovia Castelo Branco, entre os municípios de São Paulo e Osasco. Este é o caminho que o jornalista e apresentador costumeiramente faz, todas as noites, quando deixa o seu trabalho na Rádio e TV Bandeirantes em direção a sua casa.

A polícia alertou o apresentador e, através de um cruzamento de informações, chegou ao veículo que seria utilizado para o crime. É um carro Ágile preto, roubado no dia 19 de março, com placas de Belém do Pará. Preocupado, Datena já está tomando providências para deixar sua família protegida.

Fonte: Flávio Ricco – UOL

Parauapebas

Sequestro em Parauapebas

Candidato ToinzinhoComo é de conhecimento dos leitores deste Blog, não é a minha “praia” assuntos de polícia, todavia, devido a insistentes pedidos, publico esse post para informar de um contato feito agora há pouco com José Alves dos Santos, o Zezinho do PT, que teve seu irmão, Antônio Alves dos Santos (foto), levado por dois elementos quando se encontrava na residência do seu pai, no bairro Rio Verde, ontem a noite. Segundo  Zezinho, a casa foi invadida por dois elementos que atiraram no pé do seu pai e levaram um carro e Antônio.

A polícia civil em Parauapebas trabalhou a noite toda nas buscas pelo sequestrado mas sem êxito. Até às 22 horas deste domingo não haviam feito qualquer contato com a família em busca de resgate ou algo parecido.

Segundo o repórter policial do jornal Correio do Tocantins, Vela Preta, o delegado Miranda disse já ter os nomes dos dois elementos e já solicitou à justiça mandado de prisão para os mesmos. A família informou que não tem conhecimento de nenhuma ligação de Antônio, que é conhecido como “Toinzinho”, com os elementos que invadiram a casa de seus pais e não sabe de nenhuma atitude cometida por “Toizinho” que possa ter servido de motivo para a ação criminosa.

Toizinho é comerciante em Parauapebas e foi candidato a deputado estadual pelo PT do B nas eleições (2010) e não pertence ao quadro de filiados do PT como vem sendo comentado na cidade. O pai do sequestrado foi medicado no Hospital Municipal Teófilo Soares, de Parauapebas e passa bem. Zezinho disse não saber informar se “Toizinho” também levou algum tiro ou foi colocado no carro após sofrer algum tipo de ferimento.

Por hora é o que se pode informar.