Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
esportes

Independente vence o Rio Branco, mas está eliminado da Série D

O Galo Elétrico fez 3 a 1 em Tucuruí e perdeu em Rio Branco por 3 a 0
Continua depois da publicidade

O Independente Tucuruí está eliminado do Campeonato Brasileiro da Série D. Na tarde deste domingo (10), o Galo Elétrico venceu o Rio Branco-AC, por 3 a 1, no Estádio Navegantão, em Tucuruí, pelo jogo da volta valendo pela segunda fase. Como havia perdido em Rio Branco, por 3 a 0, na partida de ida, os acreanos levaram a melhor no placar agregado: 4 a 3. Apesar da eliminação, a torcida tucuruiense reconheceu o esforço da equipe e aplaudiu no final do jogo.

O Independente abriu o placar com o volante Dadá, logo aos três minutos de bola rolando. Só que na etapa final, o Rio Branco saiu mais para o jogo e chegou ao empate com Mateus Oliveira, aos sete minutos. O Galo Elétrico foi para a pressão e chegou a marcar duas vezes, em duas cobranças de pênaltis convertidas pelo atacante Pecel, aos 17, e aos 43 minutos. O time paraense ainda tentou o quarto gol que levaria para os pênaltis, mas não conseguiu alcançar o objetivo.

Com a classificação, o Rio Branco avançou para as oitavas de final da Série D e agora vai encarar o Manaus-AM, enquanto que o Independente com a eliminação encerrou suas atividades oficiais em 2018.

O jogo: Independente 3 x 1 Rio Branco – Galo Elétrico eliminado da Série D!

Parecia que tudo iria dar certo para o Independente que começou a partida sufocando o Rio Branco e logo foi marcando o primeiro gol. Edcleber deu passe para o volante Dadá dentro da área, que bateu para o fundo do barbante, logo aos três minutos de bola rolando, explodindo a torcida do Galo Elétrico no Estádio Navegantão, 1 a 0. O time do técnico Sinomar Naves seguiu pressionando, mas perdeu muitas chances de aumentar a vantagem.

Na etapa final, o Estrelão do Acre acordou para o jogo. Aos sete minutos, o atacante Mateus Oliveira deixou tudo igual, 1 a 1. O time paraense não desanimou com o gol de empate e seguiu atacando. O atacante Pecel entrou na área e foi derrubado, o árbitro não titubeou e assinalou pênalti. O próprio Pecel cobrou e deixou o Independente na frente outra vez, aos 17 minutos, 2 a 1.

A equipe tucuruiense foi para o abafa tentou chegar ao terceiro gol e ele veio novamente em um pênalti sofrido por Pecel. O mesmo Pecel cobrou a penalidade e converteu, aos 43 minutos, 3 a 1. O time paraense precisava de mais um gol para levar a decisão da vaga para os pênaltis. O atacante Mateus Oliveira do Estrelão foi expulso de campo. O Galo Elétrico tentou o quarto, mas esbarrou na defesa acreana. Placar final: Independente 3 x 1 Rio Branco.

FICHA TÉCNICA

INDEPENDENTE: Dida; Bruno Limão, Charles, Ezequias e João Victor; Léo Azevedo (Cabecinha), Igor João, Dadá (Leandrinho) e Edicleber; João Leonardo (Pecel) e Fidélis. Técnico: Sinomar Naves

RIO BRANCO: Hugo; Igor, Rodolfo, Patrick e Adriano Chuva; Joel, Matheus, Welton e Evair (Geovani); Mateus Oliveira e Diogo Dolem. Técnico: Raimundo Florêncio

Árbitro: Ramon Abatti Abel-SC

Assistentes: Henrique Neu Ribeiro-SC e Eder Alexandre-SC

Cartões amarelos: Charles (Independente); Adriano Chuva e Welton (Rio Branco)

Cartão vermelho: Mateus Oliveira (Rio Branco)

Gols: Dadá, aos três minutos do 1° tempo para o Independente; Mateus Oliveira, aos sete minutos do 2° tempo para o Rio Branco; Pecel, duas vezes cobrando pênalti, aos 17 e aos 43 minutos do 2° tempo para o Independente

Local: Estádio Navegantão, em Tucuruí

esportes

Independente fica no empate e São Raimundo é eliminado da Série D

O Galo Elétrico ficou no 0 a 0 contra o Barcelona-RO, enquanto que o São Raimundo empatou em 1 a 1 diante do Real Ariquemes-RO e deu adeus a competição.
Continua depois da publicidade

A bola rolou na noite deste domingo (27), valendo pela sexta e última rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. O Independente entrou em campo contra o Barcelona-RO, no Estádio Navegantão, em Tucuruí, pelo Grupo A2, já classificado para a segunda fase.

A partida terminou empata sem gols fechando o Grupo A2 com o Independente em primeiro lugar com 12 pontos, seguido pelo Santos-AP que terminou em segundo lugar com oito pontos, o Barcelona-RO ficou com os mesmos oito pontos e terminou em terceiro, o Plácido de Castro-AC acabou em quarto com apenas quatro pontos.

Já o São Raimundo encarou o Real Ariquemes-RO, no Estádio Gentil Valério, o Valerião, precisando somente da vitória para avançar no Grupo A3 da Série D. A partida terminou empatada em 1 a 1, e as duas equipes morreram abraçadas. Os gols só saíram no 2° tempo, com o Real Ariquemes marcando com Vagner Júnior, aos 39 minutos, e logo depois o Pantera deixou tudo igual, com Alan, aos 42 minutos.

O Grupo A3 terminou com o Nacional-AM em primeiro lugar com 10 pontos, em segundo o São Raimundo-RR com oito, o São Raimundo-PA de Santarém terminou também com oito pontos ficando em terceiro e o lanterna foi o Real Ariquemes-RO com apenas seis pontos.

O jogo: Independente 0 x 0 Barcelona

O independente só administrou a vantagem que tinha sobre os adversários  e acabou ficando no empate sem gols diante do Barcelona de Rondônia, no Estádio Navegantão, em Tucuruí. O Galo Elétrico já entrou classificado e em primeiro lugar do Grupo A2 da Série D do Campeonato Brasileiro.

O adversário do Independente na segunda fase da competição será o Rio Branco-AC, com o primeiro jogo marcado para o próximo domingo (3), no Estádio Arena da Floresta, em Rio Branco, no Acre.

O jogo: Real Ariquemes 1 x 1 São Raimundo

O São Raimundo de Santarém buscava sua classificação no Grupo A3 e encarou o Real Ariquemes-RO, no Estádio Gentil Valério, o Valerião, que não recebeu público por falta de um laudo técnico. Com protões fechados, o time paraense não pegou pressão da torcida adversária, mas sim do time do Real Ariquemes, que também tinha chance de classificação. O atacante Pretinho entrou na área e caiu, o árbitro mandou seguir e a turma de Rondônia pediu pênalti.

Pretinho estava infernizando a zaga do Pantera, em outra tentativa, o atacante disparou e a bola passou tirando a tinta da trave. O São Raimundo respondeu em cobrança de escanteio, a bola foi para área, o goleiro Gil defendeu no primeiro chute e na sobra, a zaga do Real aliviou o perigo. O Pantera chegou depois da tabelinha, Hebert Chocolate deixou Marcos na boa para marcar, mas o goleiro Gil defendeu.

O Furacão de Rondônia chegou no escanteio cobrado por Geovane, Vanderson tentou marcar, mas perdeu o gol para o time da casa. Marcos fez boa jogada para o time paraense e chutou para área na direção de Hebert Chocolate, o goleiro Gil se antecipou e fez a defesa. O atacante Marcos levou perigo outra vez e mandou um balaço, a bola foi para fora assustando a turma do Real.

Jeová teve duas chances seguidas para o São Raimundo. Na primeira, bateu forte para a defesa de Gil, a bola voltou para o jogador paraense que mandou outro chutaço e parou mais uma vez no bom goleiro Gil do Real Ariquemes. No último lance do primeiro tempo, Jeová mandou cruzamento na área e o atacante Marcelo Maciel passou da bola perdendo uma chance clara de gol.

Logo no primeiro lance do segundo tempo, o atacante Hebert Chocolate acertou a trave do goleiro Gil, que chance perdeu o São Raimundo. O time da casa respondeu bem rapidamente, em uma cobrança de falta, a bola passou na boca do gol assustando o goleiro Jader do Pantera. Jeová tentou marcar em um chute forte, mas encontrou Gil bem posicionado.  Os donos da casa reagiram com Careca, que chutou para a boa defesa de Jader.

O Pantera respondeu com Marcelo Maciel que ficou de frente, mas chutou para fora. Pretinho tentou para o Real e parou na defesa de Jader. Romário tentou marcar para o time santareno e mandou um chute muito mal, com a bola indo para lateral do campo. Maycon teve a chance para o time de Rondônia e acertou a rede, mas pelo lado de fora. Em outra tentativa, Jader defendeu salvando o alvinegro paraense.

O empate eliminaria as duas equipes que foram atrás da vitória. Maycon tentou de qualquer maneira e o goleiro Jader agradeceu defendendo sem problema. Sorbara também tentou marcar para o time da casa e mandou para fora. Marcelo Maciel entrou livre para abrir o marcador para o time paraense, mas o chute foi na trave. O Real Ariquemes conseguiu abrir o placar com gol de Vagner Júnior, aos 39 minutos. Mas não deu nem tempo para comemorar, que o São Raimundo empatou, aos 42, em um contra-ataque, Alan deixou tudo igual. No último lance da partida, o goleiro Jader salvou a pátria do Pantera. Placar final: Real Ariquemes 1 x 1 São Raimundo.

Esportes

Presidente do Galo garante que time vai subir à Série C

Invicto e classificado com uma rodada de antecipação no Campeonato Brasileiro da Série D, O Independente Tucuruí já mira o inédito acesso a Série C.
Continua depois da publicidade

Com 11 pontos e na liderança do Grupo A2, o Galo Elétrico não pode mais ser alcançado por ninguém e apenas cumpre tabela no próximo final de semana às 18 horas, pela última rodada da fase de grupos, quando recebe o Barcelona, no Navegantão.

O excelente desempenho já faz com que a diretoria do Galo sonhe com o acesso. “Estamos trabalhando para isso. Vamos garantir o inédito acesso”, afirma o presidente Deley Santos.

Hoje, o Clube do Remo é o único representante paraense na Terceira Divisão do futebol brasileiro.

A desclassificação à semifinal do Campeonato Paraense, fez com que o Independente Tucuruí voltasse o foco para a disputa da Série D do Brasileiro. Ao lado do São Raimundo, a equipe representa o Pará na competição nacional e se reestruturou para disputar o campeonato.  “Nosso principal objetivo em 2018 é conquistar o acesso para a Série C. E para isso montamos uma equipe competitiva e que tem mostrado que é uma das favoritas ao acesso”, observa Deley.

Para fazer bonito na competição nacional, a equipe repatriou o técnico campeão Sinomar Naves. O técnico é experiente em competições nacionais com Paysandu, Tuna e Ananindeua, e sabe das dificuldades da Quarta Divisão.

O Galo Elétrico não participava do Campeonato Brasileiro de Futebol desde 2012. E o Independente Tucuruí garantiu a vaga ano passado ficando entre os três primeiros colocados no Campeonato Paraense. “Essa é a segunda vez que o Galo Elétrico participa da Quarta Divisão e os investimentos não foram poucos”, diz o presidente do clube. Somente a folha salarial do clube soma quase R$ 200 mil. “Esses investimentos até agora se mostraram acertados e estamos fazendo a gestão de forma assertiva. Todos esses esforços, se Deus abençoar, e a equipe continuar rendendo 100%, vão nos levar para a Série C”, projeta Deley.

Futebol

Independente e São Raimundo vencem pelo Campeonato Brasileiro da Série D

O Galo Elétrico confirmou sua vaga ao vencer o Plácido de Castro-AC, enquanto que o Pantera precisa da vitória na última rodada
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas
Fotos: Lindoberto Filho

O jogo: Plácido de Castro-AC1 x 3 Independente

Jogando no Estádio Municipal José Ferreira Lima, o Ferreirão, em Plácido de Castro, no Acre, o Independente não se intimidou e começou o jogo marcando com o zagueiro Ezequias, logo aos dois minutos de bola rolando, 1 a 0. O Plácido de Castro chegou ao empate com gol assinalado por Renato, aos seis minutos do segundo tempo. Depois daí, só deu Galo Elétrico, que chegou ao segundo com Leandrinho, aos 36 minutos, e com atacante Fidélis, aos 43, dando números finais ao jogo. Placar final: Plácido de Castro-AC 1 x 3 Independente. A partida foi válida pela quinta rodada.

Com o resultado, o Independente confirmou sua classificação para a segunda fase da competição no primeiro lugar do Grupo A2, com 11 pontos conquistados. O Galo Elétrico volta a campo contra o Barcelona-RO, no próximo domingo (27), às 18h, no Estádio Navegantão, em Tucuruí.

O jogo: São Raimundo-PA 4 x 3 São Raimundo-RR

Em um jogo dramático no Estádio Barbalhão, em Santarém, o São Raimundo se manteve vivo na disputa por uma vaga para a segunda fase da Série D. A partida contra o xará São Raimundo-RR teve dramaticidade até o fim. O time do Roraima abriu o marcador com Igor, aos 12 minutos do primeiro tempo. Só que o São Raimundo paraense foi buscar a virada ainda na primeira etapa, com gol de pênalti de Wendel, aos 21 minutos, e Romarinho, aos 37.

O time do Pantera teve outro pênalti a favor que o atacante Jefferson Monte Alegre não desperdiçou e converteu, aos 11 minutos da segunda etapa, 3 a 1. Logo em seguida, a arbitragem assinalou o terceiro pênalti na partida, desta vez para o time de Roraima: Romanele bateu e fez, aos 16 minutos. A tranquilidade para o time paraense voltou com o gol do atacante Hebert Chocolate, aos 42 minutos, 4 a 2. Mas para dar emoção até o final, Alan ainda marcou o terceiro gol para os visitantes, aos 45 minutos. Placar final: São Raimundo-PA 4 x 3 São Raimundo-RR.

Com a vitória, o São Raimundo segue com chances de avançar e chegou a sete pontos no Grupo A3 da competição, ficando na terceira colocação. O time do Pantera encara o Real Ariquemes-RO, no próximo domingo, às 18h, no Estádio Valerião, em Rondônia, precisando da vitória.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esportes

Independente empata fora e São Raimundo perde em casa pela Série D

O Galo Elétrico empatou com o Santos-AP, enquanto que o São Raimundo caiu para o Nacional-AM no Barbalhão
Continua depois da publicidade

Os dois representantes do Pará na Série D do Campeonato Brasileiro, Independente e São Raimundo, entraram em campo na tarde deste domingo (13), dia das mães, pela quarta rodada da primeira fase. Os paraenses não conseguiram vencer na rodada. O Independente ficou no empate de 1 a 1 contra o Santos de Macapá, fora de casa, enquanto que o São Raimundo perdeu em casa, em pleno Estádio Barbalhão, por 2 a 0, para o Nacional-AM.

O jogo: Santos-AP 1 x 1 Independente

O Galo Elétrico foi até o Estádio Milton de Souza Corrêa, o Zerão, em Macapá, e acabou ficando no empate contra o Peixe da Amazônia. Independente bem que saiu na frente com o gol do oportunista atacante Wegno, aos 18 minutos do 1° tempo, 1 a 0. Mas não deu nem tempo para comemorar, o Santos foi para o ataque e marcou com Tiquel, aos 20 minutos da primeira etapa, 1 a 1.

Com o resultado, o Independente Tucuruí segue líder do Grupo A2 do Campeonato Brasileiro da Série D, com oito pontos. O próximo desafio do Galo Elétrico será contra o Plácido de Castro-AC, no domingo (20), às 17h30, no Estádio Ferreirão, no Acre.

O jogo: São Raimundo 0 x 2 Nacional-AM

O Pantera santareno se complicou de vez no Grupo A3 do Campeonato Brasileiro da Série D. A equipe não foi bem atuando em casa contra o sempre perigoso Nacional-AM. O Naça abriu o placar com Souza, aos 24 minutos do 1° tempo. O São Raimundo foi atrás do empate, mas não conseguiu balançar as redes do adversário. Quem marcou mesmo foi à equipe de Manaus, através de Charles, em cobrança de pênalti, 2 a 0, Nacional.

O resultado deixou o São Raimundo na lanterna, com apenas quatro pontos. Já em relação ao Nacional, o time amazonense ficou em segundo lugar com seis pontos. O Pantera volta a campo contra o seu xará, o São Raimundo-RR, líder do grupo, no próximo domingo (20), às 16h, no Estádio Barbalhão, em Santarém.

Por Fábio Relvas
Fotos: Lindoberto Filho
Futebol

Independente e São Raimundo vencem pela terceira rodada do Brasileirão da Série D

O Galo Elétrico assumiu a liderança do Grupo A2, enquanto o Pantera é vice-líder do Grupo A3
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas
Fotos: Lindoberto Filho, Rauber Soares e Marcos Dantas

As duas equipes representantes do Estado do Pará na Série D do Campeonato Brasileiro entraram em campo neste domingo (6). O Independente recebeu o Santos-AP, no Estádio Navegantão, e venceu pelo placar de 2 a 0, assumindo a liderança isolada do Grupo A2, com sete pontos. Os gols do Galo Elétrico foram assinalados por Tetê, aos 44 minutos do primeiro tempo, e Dadá, de pênalti, aos 42 minutos do segundo tempo.

O Independente volta a campo contra o Santos-AP no próximo domingo (13), às 16h, no Estádio Zerão, em Macapá.

Em relação ao São Raimundo, o Pantera visitou o Nacional-AM, na Arena da Amazônia, em Manaus. O time paraense venceu por 1 a 0, com o gol assinalando pelo atacante Marcelo Maciel, de cabeça, aos 47 minutos do primeiro tempo. Com o resultado, o time de Santarém assume a vice-liderança do Grupo A3, com quatro pontos.

O São Raimundo enfrentará o mesmo Nacional-AM no próximo domingo (13), às 16h, no Estádio Colosso do Tapajós, em Santarém.

O jogo: Galo Elétrico 2 x 0 Peixe da Amazônia

O time do Independente foi em busca da vitória para assumir a liderança do Grupo A2 da Série D. Levantamento na área do Santos, o atacante Wegno se esticou, mas não alcançou a bola. Novamente Wegno, que agora chegou em velocidade e bateu cruzado; a bola passou assustando. Pressão do Galo Elétrico, Fidelis recebeu passe dentro da grande área e finalizou para fora.

O Peixe da Amazônia teve uma chance em cobrança de falta: Balão Marabá cobrou e o goleiro Dida, atento, fez a defesa. Com muito mais posse de bola, o Independente voltou ao ataque com Pecel que, em jogada individual, passou bem da marcação, mas mandou para fora. O gol era questão de tempo e saiu com o meia Tetê, que acertou um chutaço e marcou um golaço no Estádio Navegantão, aos 44 minutos, 1 a 0.

Na segunda etapa, a partida caiu muito e os times pouco chegaram com perigo. A equipe amapaense teve a chance do empate com Tikel, que mandou chute colocado, mas o goleiro Dida salvou o Galo Elétrico. O lateral-direito Bruno Limão, do Independente, avançou e chutou longe da meta do goleiro Axel. Em uma bola na área do Santos, o zagueiro Igor João foi derrubado e o árbitro assinalou pênalti.

O volante Dadá pediu preferência e cobrou com muita categoria, sem chance para o goleiro Axel: 2 a 0, aos 42 minutos, para a festa da torcida do Galo Elétrico no Estádio Navegantão. Placar final: Independente 2 x 0 Santos-AP. Com a vitória, a equipe de Tucuruí assumiu a liderança do Grupo A2 do Campeonato Brasileiro da Série D, com sete pontos.

O jogo: Leão 0 x 1 Pantera

Precisando da vitória para continuar com chances de classificação no Grupo A3 da Série D, o São Raimundo jogou com cautela contra o até então favorito Nacional-AM, na Arena da Amazônia. O Naça chegou primeiro com Charles, mas a arbitragem viu impedimento no lance. Novamente o Nacional: após cobrança de falta de Souza, o atacante Danilo Galvão cabeceou para a boa defesa do goleiro Jader, que espalmou mandando para escanteio.

Só dava Leão: Pedro Balú avançou bem pela direita e cruzou na medida para Danilo Galvão, o goleiro Jader salvou com o pé. Quando o Pantera santareno finalmente chegou, a arbitragem assinalou impedimento de Vinícius. Jailton recebeu passe em profundidade pela direita e, mesmo com marcação, conseguiu bater de primeira, mas parou no paredão chamado Jader, que salvou os santarenos mais uma vez.

O São Raimundo tentou surpreender com o chute de Léo, que mandou forte da intermediária, mas a bola passou para fora. Com 30 minutos de bola rolando, a arbitragem paralisou o jogo e deu tempo técnico para hidratação dos jogadores na Arena da Amazônia. Na volta para a partida, o time paraense quase marcou com Marcelo Maciel, que recebeu na frente e mandou um balaço; a bola passou assustando o goleiro Marcelo Valverde.

O Nacional reagiu com Pedro Balú, que chegou em velocidade pela direita e bateu forte na rede pelo lado de fora. Quem marcou mesmo foi o Pantera: Vinícius avançou pela direita e cruzou na medida para o atacante Marcelo Maciel, que cabeceou forte; a bola bateu no travessão e entrou, 1 a 0, aos 47 minutos. Na segunda etapa, o time da casa quase empatou logo no primeiro lance, quando Zé Antônio cobrou falta direto para o gol, e o inspirado goleiro Jader espalmou outra vez.

Pressão do Naça. Charles cobrou falta para o toque de cabeça de Jefferson Siqueira, mas a bola vai pela linha de fundo. Jailton recebeu passe na frente e bateu forte, o goleiro Jader defendeu de novo. O São Raimundo quase surpreendeu outra vez: em cobrança de escanteio, Marcelo Maciel cabeceou e Pedro Balú afastou em cima da linha. O desespero começava a bater no Nacional, quando Raylson pegou uma bola de frente e mandou por cima da meta adversária.

Em outra chance do time da casa, Charles também resolveu arriscar e mandou pela linha de fundo. Em um contra-ataque, Marcelo Maciel partiu em velocidade, do jeito que ele gosta, mas na hora da finalização, Pedro Balú conseguiu travar a jogada. Charles, um dos jogadores mais perigosos do Naça no jogo, bateu rasteiro e Jader, o nome do Pantera, salvou para escanteio. Na segunda etapa, a arbitragem também paralisou a partida e deu o tempo técnico, aos 29 minutos.

A melhor chance de gol depois da parada foi do time paraense: em um contra-ataque, o atacante Webert Chocolate entrou livre e, sozinho, bateu para fora o que seria o segundo gol da partida. Placar final: Nacional-AM 0 x 1 São Raimundo. O Pantera conquistou a primeira vitória na Série D e assumiu a vice-liderança do Grupo A3, com quatro pontos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esportes

Independente fecha elenco para a disputa da Série D

Diretoria do Galo Elétrico anunciou quatro novos reforços e fecha elenco para disputar a Quarta Divisão do Brasileiro
Continua depois da publicidade

A diretoria do Independente de Tucuruí anunciou na tarde desta terça-feira (1), quatro novas contratações. Com a oficialização das novidades, o clube de Tucuruí fechou o elenco para os jogos da Série D do Campeonato Brasileiro. Desembarcam na “Cidade Luz” o zagueiro Léo, o meia Júlio Brasília e os atacantes João Leonardo e Edicleber.

Léo defendeu o Águia de Marabá na edição deste ano do Parazão. Já Edicleber, deixa a Tuna Luso Brasileira para defender o Galo Elétrico. João Leonardo que estava no Bragantino, que ficou com a  terceira colocação do Parazão 2018, é mais um reforço que contratado junto a outro clube paraense. Da lista, apenas Júlio Brasília não atuava em solo paraense, ele era jogador do Gama-DF.

O Independente tem quatro pontos e divide a liderança do grupo A3 na Série D com o Santos-AP. Derrotou por 1 a 0 o Plácido de Castro-AC, no domingo (29). Fidélis fez o gol da vitória aos 15 minutos do segundo tempo.

Esportes

Independente vence o Plácido de Castro no Estádio Navegantão pela Série D

O gol único do jogo foi assinalado pelo atacante Fidelis e agora o Galo Elétrico soma quatro pontos no Grupo A2
Continua depois da publicidade

Pela segunda rodada do Grupo A2 do Campeonato Brasileiro da Série D, o Independente de Tucuruí recebeu o Plácido de Castro-AC, no Estádio Municipal Antônio Dias, o Navegantão. O Galo Elétrico venceu, por 1 a 0, com o gol marcado pelo atacante Fidelis, aos 15 minutos do segundo tempo. Com o triunfo, o Independente chegou à segunda colocação, com quatro pontos.

O time do técnico Sinomar Naves volta a campo no próximo domingo (06), valendo pela terceira rodada da Série D, quando enfrenta o Santos-AP, líder do grupo com os mesmos quatro pontos do Galo Elétrico. A partida está marcada para, às 16h, no Estádio Municipal Antônio Dias, o Navegantão, em Tucuruí.

O jogo: Independente 1 x 0 Plácido de Castro

A partida começou debaixo de chuva, castigando o gramado do Estádio Navegantão. Na primeira chance do Independente, o atacante Fidélis tentou marcar, mas parou no goleiro Máximo. O Plácido de Castro respondeu em um cruzamento de David, a bola passou por toda a extensão da área e ninguém aproveitou o lance. O primeiro tempo foi equilibrado, com o Galo Elétrico tendo mais posse de bola.

A segunda etapa começou em um ritmo acelerado, com os dois times se atirando ao ataque. Quem chegou para marcar foi o Independente, após um vacilo da zaga acreana, o atacante Fidelis aproveitou a sobra e mandou para o fundo do barbante do goleiro Máximo, aos 15 minutos, 1 a 0, para a festa da torcida do Galo Elétrico. O Tigre do Abunã, como é conhecido o Plácido de Castro, tentou o empate com o atacante Marcelo Brás, mas parou na defesa do goleiro Dida.

O Galo Elétrico voltou a atacar, mas o goleiro Máximo defendeu para o time acreano. Um lance muito questionado pelo time do Plácido de Castro aconteceu aos 28 minutos, quando em uma joga na área, a bola tocou na mão de um defensor do time paraense, a arbitragem não assinalou pênalti. No finalzinho, quase o Independente ampliou, com o atacante Pecel, que acertou a trave e na sobra Fidelis mandou para fora. Nos minutos finais, ainda deu para o goleiro Dida defender um chute do adversário, garantindo a vitória para o time de Tucuruí. Placar final: Independente 1 x 0 Plácido de Castro.

“Nós fizemos um excelente jogo, tivemos um volume bem maior que o adversário, nós tivemos uma intensidade muito boa, tanto no primeiro tempo como no segundo. Depois de termos construído o resultado, o placar de 1 a 0, mesmo a equipe adversária esboçando uma reação e se jogando para cima da gente, tivemos a oportunidade de ter matado o jogo e até de um placar dilatado pela função de tudo que nós construímos, mas faltou um pouco de tranquilidade para que a gente pudesse ter transformado em gols, todas as oportunidades que foram criadas”, afirmou Sinomar Naves, técnico do Independente.

Por Fábio Relvas
Fotos: Lindoberto Filho