Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Série D: São Raimundo e Independente estrearam empatando contra times de Rondônia

Valendo pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série D, Pantera e Galo Elétrico abriram com empates

São Raimundo e Independente estrearam com empates no Campeonato Brasileiro da Série D neste domingo (22). O primeiro a entrar em campo foi o Pantera santareno, que empatou diante do Real Ariquemes-RO, em 1 a 1, no Estádio Colosso do Tapajós, em Santarém. Em relação ao Galo Elétrico, o time de Tucuruí encarou o Barcelona-RO e também ficou no empate, em 1 a 1, no Estádio Portal da Amazônia, em Vilhena.

São Raimundo 1 x 1 Real Ariquemes

Pela primeira rodada do Grupo A3 da Série D, o time do São Raimundo, quarto colocado do Parazão, encarou de frente, o Real Ariquemes, equipe de Rondônia. O Pantera abriu o placar aos 15 minutos de bola rolando, quando Kleyton mandou um chutaço de fora da área, não dando chance ao goleiro Jeferson, 1 a 0 São Raimundo. O Furacão de Rondônia quase empatou com Pacujá, que disparou e a bola passou perto da meta alvinegra.

Na segunda tentativa do Real Ariquemes, a bola foi morrer no fundo do barbante: Leleco aproveitou o cochilo da zaga e marcou mandando no canto esquerdo do goleiro Jader, aos 25 minutos, 1 a 1, no Estádio Barbalhão. Em mais uma bola perigosa na área do São Raimundo, o goleiro Jader teve que se virar para fazer a defesa. Na segunda etapa, Valtinho cobrou falta e a bola passou assustando a meta do goleiro Jader.

A bola parada virou arma do São Raimundo também, e Léo cobrou uma falta quase que frontal, o goleiro Jeferson salvou o Furacão. Com poucas chegadas das equipes, a partida terminou empatada em 1 a 1. A renda do jogo entre São Raimundo e Real Ariquemes foi de R$ 12.550, com um público total de 1.271 pessoas, sendo 652 pagantes e 619 não pagantes.

Na outra partida do grupo, o Nacional-AM venceu o São Raimundo-RR, por 3 a 0, no Estádio da Colina, em Manaus.

Barcelona 1 x 1 Independente

O confronto entre Pará e Rondônia seguiu neste domingo com a partida entre Barcelona e Independente, no Estádio Portal da Amazônia, em Vilhena, valendo pelo Grupo A2 da Série D. O Galo Elétrico quase abriu o marcador, depois de uma bela troca de passes, o lateral-direito Bruno Limão acertou a trave. Depois da bola na área, o baixinho Leandrinho quase marcou de cabeça para o Independente, a bola passou assustando.

Só dava Galo Elétrico, em outra jogada, Bruno Limão cruzou quase na marca do pênalti para a chegada de Wegno, que bateu e perdeu uma grande chance de inaugurar o marcador. Escanteio para o Independente, Wegno emendou para o gol e a bola explodiu na trave do Barça. Ray Gol fez um carnaval na zaga adversária, driblou três marcadores, mas chutou para fora, outra chance desperdiçada pela equipe paraense.

Aquele famoso ditado do futebol, de quem não faz leva, aconteceu no Estádio Portal da Amazônia. Na primeira chegada do time da casa, Fagner apareceu na área e abriu o marcador para o Barcelona, aos 41 minutos do primeiro tempo, 1 a 0. Na segunda etapa, o time de Tucuruí teve a chance do empate nos pés de Tetê, mas o atleta do Galo Elétrico errou o chute na cara do gol. Na outra tentativa, Tetê chutou e a bola tocou na mão do jogador do Barça dentro da área e o árbitro marcou pênalti. O atacante Wegno cobrou e não deu chance ao goleiro Rocha, 1 a 1, aos 27 minutos.

O Independente cresceu na partida e em uma cobrança de falta de Tetê, o goleiro Rocha fez uma grande defesa salvando o time da casa. O técnico Sinomar Naves colocou o time para cima e em um chute forte, o goleiro Rocha fez outra defesa difícil. Em um contra-ataque do Barcelona, Robinho chutou para a boa defesa do goleiro Dida. O jogador Xavão cometeu falta e recebeu cartão vermelho, deixando o time de Rondônia com um a menos, aos 44 minutos. O Galo Elétrico era só pressão, e após  levantamento na área, o lateral-esquerdo João Victor cabeceou para a defesa do goleiro Rocha. Em seguida, outra expulsão para os donos da casa, desta vez o vermelho foi para Emerson, aos 47 minutos. Apesar de ter dois jogadores a mais, o time de Tucuruí não conseguir chegar ao gol da virada e a partida terminou mesmo no empate
em 1 a 1. A renda do jogo foi de R$ 2.630,00, para um público pagante de 263 torcedores.

Na outra partida do grupo, Plácido de Castro-AC e Santos-AP, empataram em 2 a 2, no Estádio Ferreirão, no Acre.

Classificação do Campeonato Brasileiro da Série D

Grupo A2

1° Plácido de Castro-AC: 1 ponto
1° Santos-AP: 1 ponto
3° Barcelona-RO: 1 ponto
3° Independente-PA: 1 pontos

Grupo A3

1° Nacional-AM: 3 pontos
2° Real Ariquemes-RO: 1 ponto
2° São Raimundo-PA: 1 ponto
4° São Raimundo-RR: 0 ponto

Próximos jogos:

2ª rodada do Grupo A2

 – Independente x Plácido de Castro – domingo (29/04), às 16h, no Estádio Navegantão, em Tucuruí

 – Santos x Barcelona – domingo (29/04), às 16h, no Estádio Zerão, em Macapá

2ª rodada do Grupo A3

 – São Raimundo-RR x São Raimundo-PA – sexta-feira (27/04), às 21h, no Estádio Vila Olímpica, em Boa Vista

 – Real Ariquemes x Nacional –domingo (29/04), às 18h, no Estádio Valerião, em Ariquemes

Por Fabio Relvas

Esportes

Com elenco reforçado Independente se prepara para a Série D

Depois de ter apresentado a equipe, os treinos estão a todo vapor.

O Independente de Tucuruí estreia no Campeonato Brasileiro da Série D no próximo domingo dia 22, contra o Barcelona de Roraima. O Jogo de abertura do grupo A2 acontece às 18h no estádio Portal da Amazônia. E para que o time paraense possa estrear bem, a diretoria do Galo Elétrico se arma para o primeiro desafio na Série D.

Para tentar pontuar fora de casa e buscar o acesso para a Terceirona, o clube anunciou um pacotão de reforços para a campanha. Oito jogadores foram contratados pela diretoria do Galo, incluindo o técnico Sinomar Naves. Chegaram para reforçar o time de Tucuruí, por exemplo, o goleiro Roger Kath e o volante Dadá, ambos disputaram o Parazão pelo Castanhal.

Os jogadores Bruno Limão, João Victor e Tetê, ambos jogaram o certame estadual pelo São Raimundo, de Santarém também devem aportar na capital da energia. O zagueiro Igor João, que estava no Macaé-RJ foi contratado pelo Independente. Além destes atletas, os atacantes Fidélis (ex-Paragominas) e Pecel (ex-Bragantino) também reforçam o time tucuruiense.

Depois de ter apresentado a equipe, os treinos estão a todo vapor. Sem folgas aos finais de semana, o técnico Sinomar Naves prepara a equipe para não ser surpreendida na estreia. ” Estamos fazendo de tudo para preparar a equipe para que não sejamos surpreendidos pelo adversário. A distância também é um problema, o deslocamento desgasta. Mas estamos trabalhando e temos a confiança de que o time vai se superar”, disse o técnico.

Confira os nomes dos jogadores que irão disputar o Brasileirão série D, no Galo Elétrico.

GOLEIROS
– Capitão
– Dida Tucuruí
– Roger Kath ( ex Castanhal )

ZAGUEIROS
– Charles
– Ezequias
– Eduardo
– Igor João ( ex Macaé )

LATERAIS
– Bruno Limão ( ex São Raimundo )
– Igor
– Leo Rosa
– João Victor ( ex São Raimundo )
– Mocajuba

VOLANTES
– Chicão
– Dadá ( ex Castanhal )
– Guly Aguiar
– Leandrinho
– Tetê ( ex São Raimundo )
– Thayson

MEIAS
– Alexandre Santanna
– Leandro Cabecinha

ATACANTES
– Betinho
– Fidélis ( ex Pagominas )
– Pecel ( ex Bragantino )
– Raí Gol
– Wegno

Esporte

Sinomar Naves é o novo técnico do Independente Tucuruí

Em sua segunda passagem pelo Galo Elétrico, Sinomar vai ter de reorganizar o time para a disputa Campeonato Brasileiro Série D 2018.

O bom filho a casa torna! Sinomar Naves é o novo técnico do Independente Atlético Clube. Anunciado pela diretoria do Galo Elétrico nesta terça-feira (3), o técnico de 64 anos, campeão paraense em 2011 com o clube tucuruiense retorna para conduzir a campanha no Campeonato Brasileiro Série D 2018.

A apresentação do “professor” acontece na manhã de quinta-feira às 9h, no estádio Navegantão em Tucuruí. Junto com Sinomar, o Galo apresenta ainda a nova comissão técnica formada pelo auxiliar técnico Sinomar Jr, o preparador físico, Robson Melo, e o preparador de goleiros Nasser.

Em sua segunda passagem pelo Galo Elétrico, Sinomar vai ter de reorganizar o time após a saída do seu antecessor Júnior Amorim, que deixou o clube após a fraca campanha no Paraense deste ano.

A disputa pelo Brasileiro Série D começa no dia 21 de abril, com cinco jogos. A primeira rodada completa tem 34 confrontos em todos os cantos do país.

O Independente está no Grupo A2, junto como Plácido de Castro-AC, Santos-AP e Barcelona-RO, e estreia no domingo 22 de abril, às 18h fora de casa contra o Barcelona-RO.

Marabá

Série D: virada incrível garante liderança do grupo ao Águia de Marabá

A bola mal rolou em Macapá e Jean Marabaixo já estava nas redes no estádio Zerão em Macapá, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. Em cobrança de escanteio do volante Pretão, o atacante subiu mais que todo mundo para testar no fundo das redes. Um minuto depois, aos 15, na saída de bola, foi a vez de Fabinho roubar a bola e lançar para Denílson, que recebeu, ajeitou o corpo e bateu cruzado na saída de Bruno Colaço, fazendo 2 a 0 para o Santos, do Amapá contra o Águia de Marabá.

Ainda no primeiro tempo o Águia conseguiu descontar com o lateral Léo Rosa. Em cobrança de falta na intermediária, o jogador acertou uma linda finalização sem chances para o goleiro Axel. A pressão dos Santos seguiu firme em busca do terceiro gol para dar uma tranqüilidade ao time mandante, mas sem sucesso.

Na segunda etapa quem voltou melhor aos gramados foi o time de Marabá. Em levantamento na grande área, a zaga adversária bate cabeça, e Flamel aproveita a falha para chutar firme e deixar tudo igual no Zerão. Antes do apito final, aos 43 minutos, Vando também se aproveitou de uma vacilo da zaga para virar o confronto fora de casa.  Final, Santos 2 x 3 Águia de Marabá, que agora é líder do grupo A4

Próximos jogos

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima rodada, desta vez no estádio Zinho de Oliveira, em Marabá, pela 4ª rodada da Série D. O jogo está marcado para as 17 horas de sábado.

Ficha técnica

Santos-AP  – Axel; Darlan (Bruno), Dedé, Jefferson e Batata; Pretão (Renan), Denílson (Kênnio), Renato e Rafinha; Jean Marabaixo e Fabinho.Técnico: Luciano Marabá

Águia-PA – Bruno Colaço; Léo Rosa, Bernardo, Ezequias e Edinaldo; Ismael, Alexandre (Erick), Esdras e Flamel; Danilo (Vando) e Valadares (Tiago).Técnico: João Galvão.

Gols – Santos-AP: Jean Marabaixo 14′ 1T, Denilson 15′ 1T / Águia-PA: Léo Rosas 26′ 1T, Flamel 24′ 2T, Vando 43′ 2T

Cartões Amarelos – Santos-AP: Rafinha, Fabinho / Águia-PA: Flamel

Série D: Águia vence Tocantinópolis por 1 a 0

O Águia de Marabá venceu neste domingo (12) o Tocantinópolis por 1 a 0, no estádio Zinho de Oliveira, em sua estreia na Série D do Campeonato Brasileiro 2016.

O Águia de Marabá iniciou a partida em ritmo forte, dominando as ações ofensivas. Porém, aos poucos, o Tocantinópolis equilibrou o duelo e passou a chegar com perigo, mas o goleiro Bruno Colaço foi bem em três oportunidades.

Aos 38’, o Águia conseguiu abrir o placar. Após levantamento na área, a zaga não conseguiu afastar e Esdras abriu o placar para os donos da casa.

Na segunda etapa, os refletores do estádio Zinho de Oliveira pararam de funcionar devido a uma pane no sistema elétrico. Após 15 minutos, com a volta da energia, o Tocantinópolis passou a pressionar o Águia em seu campo de defesa, mas o goleiro Bruno Colaço garantiu a vitória do Azulão.

Águia de Marabá: Bruno Colaço; Leandrinho, Ezequias, Bernardo e Edinaldo; Mael, Esdras (Eric), Alexandre (Tiago) e Flamel; Danillo Galvão e Valdanes (Marconi).

Tocantinópolis: Gustavo Recife; Guilherme, Jackson, Alisson, Kelton Farias; Izaquiel, Sávio, Dutra (Ismael) e Gama; Wesley (Kewton)e Renato (Waldimar).

Com o resultado, o Águia assumiu a liderança do grupo A4 com três pontos. O Tocantinópolis fica com a lanterna da chave, já que no outro jogo do grupo Santos-AP e Moto Club empataram sem gols.

Na próxima rodada, o Águia retorna a campo para enfrentar o Moto Club-MA no Castelão, em São Luís. Já o Tocantinópolis recebe o Santos-AP, no estádio Ribeirão.

Pará

Futebol: Série D do Brasileirão começa no domingo. Pará terá três representantes.

Começa no próximo domingo (12) a Série D do Campeonato Brasileiro, que este ano contará com 68 equipes divididas em 16 grupos com quatro clubes cada. O Pará será representado pelas equipes do Águia de Marabá, São Francisco e São Raimundo, de Santarém.

O Águia está no Grupo A4, que conta ainda com Moto Clube-MA, Santos-AP e Tocantinópolis-TO. A estreia será no dia 12 de junho, às 16 horas no Zinho de Oliveira, em Marabá, contra o Tocantinópolis.

O São Francisco está no Grupo A2, com Baré-RR, Palmas-TO e Princesa do Solimões-AM. A equipe paraense estreia fora de casa, contra o Palmas, no Estádio Nilton Santos, em Palmas, às 16 horas do dia 12 de junho.

Já o São Raimundo está no Grupo A3, que tem Náutico-RR, Rio Branco-AC e Rondoniense-RO. O São Raimundo estreia dia 12 de junho, às 16 horas, no Estádio Colosso do Tapajós, em Santarém, contra a equipe do Rondoniense-RO.

Na primeira fase os 68 clubes foram organizados regionalmente. Os times jogam contra os outros do grupo, em turno e returno, num total de seis rodadas. Os primeiros colocados de cada grupo, além dos 15 melhores segundo colocados, estarão classificados para segunda fase. Desta fase em diante, todas serão em mata-mata, com o clube de melhor campanha sempre realizando a partida decisiva em seus domínios. Os quatro semifinalistas conquistarão o direito de disputar a Série C de 2017. Os vencedores das semifinais jogam as finais também em ida e volta, e aquele com o melhor resultado agregado será o campeão da Série D de 2016.

Para agradar federações, CBF coloca mais 20 times na Série D

A Série D do Campeonato Brasileiro deste ano não contará mais com 48 clubes, o que havia sido revelado no último dia 15. A CBF publicou nesta terça-feira, através do seu site oficial, que a competição, agora, contará com 68 times. Tal mudança teria ocorrido após a pressão feita por persas federações que não ficaram satisfeitas com a pisão de vagas feita pela entidade na primeira ampliação da competição – que desde a primeira edição, em 2009, nunca teve mais de 41 participantes.

Com o novo acréscimo de, desta vez 20 clubes, o estado de São Paulo seguirá tendo quatro vagas. Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Goiás e Bahia aparecem na sequência com três.

Já Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas, Sergipe, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Maranhão, Paraíba, Distrito Federal, Amazonas, Acre, Piauí, Tocantins, Amapá, Roraima e Rondônia contarão com dois representantes na edição deste ano da Quarta Divisão.

No até então único acréscimo de times, o estado de São Paulo havia ganho dois representantes. Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte e Pará haviam ganho um. A CBF havia se baseado no Ranking Nacional das Federações de 2016 para definir tal distribuição.

Regulamento com 68 clubes
Segundo o site da CBF, os 68 times serão divididos em 17 grupos de quatro integrantes cada. Avançarão à próxima fase o primeiro colocado de cada chave, além dos 15 melhores segundos colocados, totalizando 32 equipes.

A fase seguinte será no formato mata-mata, com jogos de ida e volta. A tendência é que tais confrontos também sejam regionalizados, assim como ocorrerá com os grupos da primeira fase. A CBF ainda publicará a tabela inicial da competição, assim como os documentos técnicos do certame, que tem data prevista de iniciar no dia 29 de maio

Série D: Remo só empata com Botafogo (SP) e vê sonho do título escapar dentro do Mangueirão

Remo-PA e Botafogo-SP se enfrentaram pelo jogo de volta da semifinal da Série D neste domingo (1º), no Mangueirão, em Belém do Pará. A partida terminou em 0 a 0, e com a classificação da equipe paulista, já que vencera o jogo de ida por 1 a 0. Agora, o Tricolor de Ribeirão aguarda definição de data e local para a finalíssima do torneio, contra o River, do Piauí.

Remo x Botafogo

Com o resultado, o Botafogo-SP enfrenta o River-PI. A primeira partida será disputada com domínios tricolor, mas como foi punido com perda de dois mandos de campo o duelo não deve ser realizado no Estádio Santa Cruz. Enquanto isto, o time do Piauí decide em casa.

O Jogo

O confronto começou movimentado e com grandes emoções. Pelo lado do Remo, o destaque foi o goleiro Fernando Henrique que salvou o time azuilino, e segurou a igualdade no marcador para o Leão paraense. Pelo Botafogo-SP, Neneca foi primordial para a equipe paulista.

Logo nos primeiros minutos, o time de Marcelo Veiga assustava a torcida azulina. O Pantera chegava com Samuel Santos pela direita, mas sem perigo ao goleiro remista. Aos 10, o zagueiro Caio Ruan quase marcou contra a meta botafoguense ao cortar cobrança de falta de Eduardo Ramos. A bola acertou a trave do goleiro Neneca. Um minuto depois, Ciro apareceu sozinho depois do escanteio, mas cabeceou para fora, e perdeu a oportunidade de colocar o Remo na frente.

Bem melhor em campo, aos 33, Canela arriscou de fora de área e quase abriu o marcador para o Botafogo-SP. Ao final do primeiro tempo, o Tricolor de Ribeirão caiu um pouco de ritmo e deu chances para o Remo gostar da partida. Com isto, Neneca apareceu e segurou a igualdade no placar.

A segunda etapa ganhou traços dramáticos dentro de campo. Fora das quatro linhas, a torcida do Remo gritava cantos de incentivo e apoio, mas não foi suficiente para embalar a equipe no gramado.

Aos 17, Mirita quase abriu o placar após cobrança de falta de Vitinho na primeira trave. Bem posicionado, Fernando Henrique salvou o Remo. Um minuto mais tarde foi a vez de Francis. O atacante fez ótima jogada pela direita, passou pelo zagueiro Max e bateu no canto esquerdo do arqueiro remista, mas o goleiro defendeu com os pés.

Aos 21, Vitinho quase abriu o placar. Depois de jogada de Francis, o meia botafoguense desviou de cabeça, mas Fernando Henrique, novamente, evitou o gol para os paulistas. Com o passar do tempo, o Remo ficava nervoso dentro de campo e errava no último passe. A equipe do técnico Cacaio atacava com perigo, mas não se descuidava da defesa.

Nos minutos finais, o Remo deixou o nervosismo tomar conta dentro de campo. O time não conseguia acertar o último passe. No último lance de perigo na partida, Léo Paraíba arriscou, mas a zaga afastou o perigo

FICHA TÉCNICA

  • Público: 18.914
  • Renda: R$ 608.315,00
  • Local: Estádio Mangueirão
  • Remo: Fernando Henrique; Henrique, Ciro Sena (Léo Paraíba) e Max; Levy, Ilaílson, Felipe Macena (Silvio), Eduardo Ramos e Mateus Müller; Welthon (Rafael Paty) e Kiros. Técnico: Cacaio
  • Botafogo (SP): Neneca; Samuel Santos, Caio Ruan, Mirita e Augusto Ramos (Daniel Borges); Dudu (Carlos Henrique), Rodrigo Thiesen, Diego Pituca, Vitinho e Francis; Canela (Matheus Mancini). Técnico: Marcelo Veiga.