Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Estação Cidadania amplia serviços à população de Parauapebas e municípios vizinhos

Esta é a segunda Estação Cidadania da região. A primeira é a de Marabá. A iniciativa garante maior integração de serviços públicos do Governo do Estado e também conta com a presença de órgãos federais e municipais.
Continua depois da publicidade

Fiz questão de trazer minha filha para seu primeiro exercício de cidadania, que é ter uma carteira de identidade, ainda mais em um local como este, que permite resolvermos várias pendências com mais conforto e praticidade”, comemorou Genival de Oliveira, 40 anos, pai da pequena Gabrielle, de 8 anos. A família de seu Genival é uma das milhares que serão beneficiadas no município de Parauapebas, no sudeste paraense, com orientações e serviços de diversos órgãos estaduais em um único local: a Estação Cidadania. O espaço, localizado no Shopping Karajás, foi entregue oficialmente à população na manhã deste sábado, 19. A cerimônia contou com a presença de secretários de Estado e parlamentares, entre outras autoridades locais.

Esta é a segunda Estação Cidadania da região. A primeira é a de Marabá. A iniciativa garante maior integração de serviços públicos do Governo do Estado e também conta com a presença de órgãos federais e municipais. “Dez municípios da região serão atendidos com esta unidade. Nesses sete anos e meio da gestão do governador Simão Jatene, mais de 2,7 milhões de atendimentos foram realizados. É mais acesso à cidadania, facilidade na prestação de serviços, sobretudo trazendo dignidade e qualidade de atendimento ao cidadão”, afirmou Alice Viana, titular da Secretaria de Estado de Administração (Sead).

Ao todo, dez órgãos estaduais e um federal, distribuídos em uma área de 631 metros quadrados, disponibilizam atendimento no novo espaço coordenado pela Sead. Além da emissão de documentos como identidade, carteira de trabalho e primeira habilitação, a população terá acesso a serviços do Banco do Estado do Pará (Banpará), Procon/Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa), Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep), Fundação Pro Paz, Agências de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon) e de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) e Superintendência Regional do Trabalho (SRTb).

Serviço – Estações Cidadania no Estado :

Belém:

– Jurunas: Rua São Silvestre, 1330. Esquina Com Trav. Tupinambás – Atendimento: de segunda a sexta-feira – de 8h às 14h.
– Guamá: Av. José Bonifácio, 2308 – Atendimento: de segunda a sexta-feira – 8h às 14h.
– Pátio Belém: Avenida Padre Eutíquio, entre Tamandaré e Veiga Cabral – Atendimento: de segunda a sexta-feira – 8h às 18h.
– Shopping Bosque Grão Pará, Av. Centenário, 1052 – Atendimento: de segunda a sexta-feira, de 8h às 18h.

Marabá:
Shopping Pátio Marabá – Folha 32. Quadra 9. Lote 2. Nova Marabá – Atendimento: de segunda a sexta-feira – 8h às 18h.

Santarém:
Av. Rui Barbosa, 62. Prainha – Atendimento: de segunda a sexta-feira – de 8h às 14h

Parauapebas:
Shopping Karajás – Rodovia Municipal Faruk Salmem, Km 7, s/nº – bairro Cidade Nova – Atendimento de segunda a sexta – 8h às 18h.

Cotidiano

Novidades no serviço de táxi em Marabá: lotação passa para R$ 4,25 na segunda-feira e rádio táxi tem aplicativo semelhante ao Uber

A tarifa foi reajustada para que não haja concorrência desleal com o transporte coletivo, conforme institui a legislação vigente
Continua depois da publicidade

Por Eleutério Gomes – de Marabá

A partir da próxima segunda-feira (17), a tarifa do táxi-lotação em Marabá passa a valer R$ 4,25, o que representa um reajuste de 13,33% sobre o valor atual que, até domingo (16), é de R$ 3,75. Segundo Rogério dos Santos Soares, presidente da ATLM (Associação de Táxi-Lotação de Marabá), o reajuste foi estabelecido pelo Poder  público Municipal, em obediência à lei que instituiu esse serviço alternativo, para que não haja concorrência desleal com o transporte coletivo urbano, cuja tarifa, no início deste ano, passou de R$ 2,50 para R$ 3,20. Entretanto, Rogério conta que o reajuste de 13,33% foi negociado com a prefeitura a fim de “não pesar muito” no bolso  do passageiro: “Se fôssemos aplicar o percentual do aumento da passagem do ônibus, 28%, o táxi-lotação ficaria em R$4,80”, detalha ele.

Hoje, em Marabá, circulam 78 veículos nesse serviço alternativo de transporte, criado em 2010, inicialmente, para servir aos usuários do Bairro Liberdade – Núcleo Cidade Nova -, que sofriam com a demora e a escassez dos ônibus urbanos. Porém, com a precariedade do transporte coletivo em toda a cidade, o lotação foi ganhando clientes em todos os núcleos e atualmente são sete rotas: Liberdade-Marabá Pioneira; Marabá Pioneira-Nova Marabá; Liberdade-Nova Marabá; Novo Horizonte-Velha Marabá; Novo-Horizonte- Nova Marabá; São Félix e Morada Nova.

De acordo com Rogério Soares, são constantes os pedidos de usuários para que a frota e as rotas sejam aumentadas, mas, para que isso aconteça, é necessário que a prefeitura faça um estudo de demanda e que a lei seja modificada. Sobre a idade da frota, o presidente da ATLM diz que atualmente 85%foi renovada e os demais 15% também serão trocados por carros novos em breve, porque são veículos velhos que não passaram pela aprovação dos órgãos de trânsito. “ Todos os nossos motoristas fizeram curso para o transporte de passageiros e os nossos carros têm ar- condicionado”, afirma ele.

“Uber” tupiniquim

As novidades no serviço de táxi em Marabá não param por aí. Na última semana, a Cooperativa de Rádio Táxi se tornou pioneira no Estado ao lançar seu aplicativo, o AppRadioTaxi, disponível para as plataformas Android e IOS, na Play Store. O investimento, segundo o presidente da cooperativa, João Batista da Silva, foi de R$ 100 mil e os estudos para lançar o aplicativo levaram um ano.

Agora, quando o cliente acessa o aplicativo já fica sabendo qual o táxi que está mais próximo e não perde muito tempo aguardando para ser atendido. A diferença do Uber é que no rádio táxi prevalece a tabela de preços de corridas, esta estabelecida em lei.

Setor de Serviços

Rio de Janeiro, Mato Grosso e Pará apresentam as maiores quedas mensais em Setembro de 2016

Confira todos os detalhes sobre o desempenho do setor de serviços no Brasil em setembro de 2016.
Continua depois da publicidade

De acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) realizada mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em relação aos resultados regionais do setor de serviços de setembro frente a agosto, as maiores variações negativas de volume de serviços prestados foram registradas no Rio de Janeiro (-5,8%), Mato Grosso (-5,3%) e Pará (-3,2%).. Por outro lado, as maiores variações negativas ocorreram em Rondônia (6,5%), Sergipe (6,2%) e Espírito Santo (4,3%).

Nas Atividades turísticas com ajuste sazonal, segundo os estados selecionados, as variações positivas de volume foram observadas em São Paulo (6,4%), Distrito Federal (5,0%), Bahia (4,9%), Espírito Santo (3,9%), Pernambuco (3,6%), Ceará (3,5%), Rio Grande do Sul (2,9%), Minas Gerais (2,5%), Paraná (1,4%) e Goiás (0,3%). As negativas foram registradas no Rio de Janeiro (-5,2%) e Santa Catarina (-5,1%).

Resumo da Pesquisa Mensal de Serviços em Setembro de 2016

Em setembro de 2016, o volume dos serviços recuou 0,3% quando comparado a agosto, na série livre de influências sazonais, após retração de 1,4% em agosto (dado revisado) e avanço de 0,6% em julho (dado revisado). Na série sem ajuste sazonal, no confronto com igual mês do ano anterior, o setor apontou queda de 4,9%, a maior para o mês de setembro na série iniciada em janeiro de 2012, e a 18ª taxa negativa consecutiva nesse tipo de comparação. Com esses resultados, a taxa acumulada nos primeiros nove meses ficou em -4,7% e, nos últimos 12 meses, em -5,0%.

Clique aqui e confira todos os detalhes sobre o desempenho do setor de serviços no Brasil em Setembro de 2016.