Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Mineração

Cinco tributos pagos pela Vale geraram arrecadação de R$4 bi aos governos

O Estudo, que trabalha com dados entre 2015 e 2017, diz que cerca de R$ 755 milhões foram gerados para Parauapebas com a produção de minérios em Carajás
Continua depois da publicidade

Em reunião com imprensa que aconteceu durante a tarde desta segunda-feira, diretores da Vale apresentaram um balanço do primeiro trimestre das operações da mineradora na região. Segundo a mineradora, o Pará tem hoje 24.754 trabalhadores Vale, com estimativa de 260.598 empregos indiretos e induzidos em todo o Estado. O município de Parauapebas conta com 14 mil empregados Vale (entre próprios e de terceirizadas), que geram no município o valor de R$100 milhões em massa salarial mensalmente..

2015/2017

Nos últimos três anos (2015 a 2017), cerca de R$ 4 bilhões foram pagos à União, ao Estado do Pará e aos seis municípios paraenses em que a Vale e a Salobo Metais estão presentes. O total refere-se ao pagamento de quatro dos vários tributos que incidem sobre a atividade empresarial entre elas, a Taxa Estadual de Recursos Minerais (TFRM), a Taxa Estadual de Uso de Recursos Hídricos (TFRH), o ICMS (Imposto sobre Circulação de Bens e Serviços) e o ISS (Imposto sobre Serviços), além da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM).

A União recebeu mais de R$ 149 milhões oriundos da CFEM. Já para o Governo do Pará foram recolhidos mais de R$ 3 bilhões em ICMS, TFRM, TFRH e CFEM.

Fruto do recolhimento da CFEM e ISS ao município de Parauapebas, responsável por 37,7% das exportações do Pará, foram repassados mais de R$ 755 milhões e a Curionópolis, cerca de R$ 25 milhões. Já em Canaã, por meio da unidade de cobre do Sossego e do Complexo S11D (este com um ano de operação), foram recolhidos, de 2015 a 2017, mais de R$ 434 milhões.

No município de Marabá, onde se concentra a produção de cobre do Salobo, foram recolhidos R$ 270 milhões.

A produção de níquel em Ourilândia do Norte gerou por volta de R$ 12 milhões e São Félix do Xingu, cerca de R$ 4 milhões, o valor inclui CFEM e ISS.

Social

A Vale investe na formação e aperfeiçoamento da mão de obra local, para torná-la qualificada para acessar as oportunidades de emprego da região. Como exemplos temos o Programa de Formação Profissional. Em fevereiro último, 116 selecionados ingressaram na empresa através do Programa Jovem Aprendiz, incluindo 23 pessoas com deficiência.

A Vale assinou em março passado dois convênios com a Prefeitura de Parauapebas para investimentos sociais no município que ultrapassam R$10 milhões. Por meio de um dos convênios, a Vale doou R$3 milhões para a construção de escola que atenderá a mais de 1200 alunos.

Ainda em março, a comunidade Nova Carajás inaugurou a sua sede e o novo ateliê de costura com o apoio da Vale. Além disso, 22 mulheres foram capacitadas na área de corte e costura por meio de parceria com a Associação de Moradores. O projeto é fruto dos Comitês de Diálogo mantidos pela empresa com a comunidade.

Segundo a mineradora, ela mantém 25 projetos, em 9 comunidades, em Parauapebas, que beneficiaram 12 mil pessoas através do desenvolvimento de Planos de Relacionamento Social com tais comunidades.

Sobre a implantação efetiva do Centro Cultural doado pela Vale através de acordo judicial com o MPT, João Coral, gerente executivo de sustentabilidade da Vale, informou que pelo acordo a mineradora deverá gerir o espaço, mas um convênio que busca uma gestão compartilhada com a prefeitura de Parauapebas está sendo elaborado, prevendo que em até 90 dias ele seja assinado entre as partes, liberando o local para o uso da população.

Meio ambiente

As operações da Vale ocupam apenas 1,4% das Unidades de Conservação, e a mineradora informou investir anualmente R$20 milhões com equipes e estruturas para atuar 24 hora no combate ao garimpo ilegal, desmatamentos e preservação a incêndios florestais, ajudando a preservar, em parceria com o ICMBio, cerca de 765 mil hectares de floresta nativa.

Somente a Floresta Nacional de Carajás tem uma área de 412 mil hectares, o que corresponde a 577 mil campos de futebol, maior que países como Cobo Verde e Polinésia Francesa.

O viveiro mantido pela Vale em Carajás produziu 204.855 mudas de 125 espécies nativas em 2017. No mesmo ano, a mineradora adquiriu 2.062 sementes de espécies nativas junto a Cooperativa dos Extrativistas da Flona de Carajás (Cooex), gerando, assim, emprego e renda na região.

Compras locais

Segundo o diretor de Ferrosos Norte da Vale, Antonio Padovesi, a mineradora adquiriu cerca de R$945 milhões só no Estado do Pará no primeiro trimestre de 2018. Parauapebas (R$331 milhões), Marabá (R$282,9 milhões), Canaã dos Carajás (R$231,74 milhões), Ourilândia do Norte (R$21,89 milhões) e Belém (3,22 milhões) foram os municípios beneficiados.

Carajás

Ainda segundo Padovesi, a Vale continua fazendo pesquisas que potencializem suas reservas minerais registradas. O diretor informou que com o atual cenário e sem contar volumes minerais ainda não registrados, Carajás tem vida útil prevista para até 2.041, portanto, por mais 23 anos.

Legislativo

Vereadora apresenta dois projetos destinados a ressocializar adolescentes e jovens em risco de vulnerabilidade social em Marabá

As duas propostas, que nasceram na Defensoria Pública do Estado, em Marabá, pretendem amparar aquele que está cumprindo ou já cumpriu medida socioeducativa
Continua depois da publicidade

Por Eleutério Gomes – de Marabá   

Na sessão de quarta-feira (30) da Câmara Municipal de Marabá, a vereadora Irismar Nascimento Melo (PR) apresentou à Mesa Diretora dois importantes projetos de lei, ambos dirigidos ao amparo e à ressocialização e reintegração à sociedade, de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social. O primeiro propõe a outorga, pela Acim (Associação Comercial e Industrial de Marabá), do “Selo Ressocializar” a empresas que disponibilizarem vagas, dentro do Programa Menor Aprendiz, para aqueles que tenham cometido ato infracional e que estejam cumprindo medidas socioeducativas, “desde que atendam o perfil e critérios do programa”.

Pela proposta, o selo também será conferido a empresas que se propuserem ser padrinhos desses jovens de modo a incentivá-los à autonomia e ao empreendedorismo.

O Selo de qualificação empresarial – conforme o artigo 4º do projeto – terá a validade de um ano a partir de sua concessão, “com exceção das empresas que possuem termo de cooperação técnica com a Defensoria Pública, sendo que prevalecerá o prazo previsto no termo”.

Já a renovação do Selo poderá ser realizada mediante nova adesão na Defensoria Pública por meio do Núcleo de Atendimento Especializado da Criança e do Adolescente, que encaminhará a Associação Comercial para nova outorga.

O outro projeto também é destinado ao adolescente ou ao jovem em cumprimento de medida socioeducativa; e a jovens sentenciados em regime semiaberto ou egressos do Sistema Penitenciário.

A proposta prevê que, nas licitações promovidas por órgãos da Prefeitura de Marabá, para contratação de prestação de serviços que prevejam o fornecimento de mão de obra, deverá constar cláusula que assegure reserva de vagas para esses jovens. “Será de, no mínimo, 5% (cinco por cento) a quantidade de vagas reservadas, mesmo que na condição de aprendiz, aos adolescentes e jovens nas situações do caput”, diz o parágrafo primeiro do Artigo I do projeto.

Caso esse percentual não contemple no mínimo um sentenciado, a empresa contratada deverá reservar uma vaga. E, não havendo disponibilização de sentenciados pelos sistemas socioeducativo e penitenciário ou haja incompatibilidade com o serviço a ser desenvolvido, as vagas acima indicadas poderão ser preenchidas por qualquer cidadão.

Os dois projetos, embora autoria da vereadora Irismar, nasceram da ideia dos defensores públicos estaduais José Erickson Ferreira Rodrigues e Rilker Mikelson Viana, preocupados com a situação do adolescente ou jovem que, após ter cumprido medida socioeducativa ou pena, acabam se vendo desamparados e correm o sério risco de cair de novo nos braços do crime.

A vereadora Irismar Melo, por seu turno, também sensibilizada com a situação, conversou com empresas e secretarias municipais envolvidas na questão e abraçou a causa.

Parauapebas

Vitória!

Continua depois da publicidade

Parauapebas completa no próximo dia 10 de maio seu 27º aniversário de emancipação política. Uma jovem cidade, assim como jovem é a sua população.

IMG-20150317-WA0047

Como é bom ver a cidade e as famílias parauapebenses crescerem e alcançarem seus objetivos, como foi o caso da família do casal amigo Joaquim Simão e Helena. Com dois filhos nascidos em Parauapebas, Joaquim e Helena estão como se diz na gíria popular, com a missão cumprida. Depois de formar o jovem Jefferson em odontologia, agora foi a fez de Jeffany  Silva Santos se formar em medicina e deixar a família e amigos com um sorriso de orelha a orelha,

IMG-20150317-WA0050

Uma pena que boa parte de nossos filhos ainda têm que deixar o convívio de nossos lares para tentar melhor sorte fora do município quando o tocante é educação superior. Que bom que vários deles conseguem seus objetivos. Parabéns Joaquim e Helena, vocês assim como as outras famílias que conseguem formar seus filhos, são vitoriosos!

Parauapebas

Social: Oriovaldo Mateus toma posse na ACIP

Continua depois da publicidade

DSC_0025

Aconteceu na última sexta-feira (22) a posse de Oriovaldo Mateus como presidente da ACIP – Associação Comercial e Industrial de Parauapebas  ( biênio 2013/2014),  em evento bastante concorrido. Na foto acima o reeleito presidente posa com Marcelo Aires (Siproduz) e a odontóloga Marília Menina, que estão com casamento marcado para o dia 06 de abril.

Chegou Alexya!!!

Continua depois da publicidade

image

Essa fofa ai da foto é Alexya Santis Villar, filha do casal André Villar e Mayra Santis Villar. Alexya acaba de vir ao mundo, deixando o casal, amigos e parentes muito felizes.

Parabéns queridos Mayra e André! Vida longa à Alexya!!! 

Parauapebas

Casamento de Fábio e Quésia

Continua depois da publicidade

Quesia

O Blogger parabeniza Fábio e Dra. Quésia, os dois se casaram ontem em uma bonita cerimônia celebrada pelo apóstolo Eliezer, da Igreja Batista Missionária de Parauapebas. Ele é ministro do Louvor da IBMP e ela é Procuradora do Município. O evento contou com a presença de boa parte da sociedade parauapebense, de colegas de trabalho e membros da igreja. Felicidades ao casal!

Foto: Blog do Alderi

Parauapebas

Mhayssa Pâmela

Continua depois da publicidade

PâmelaMhayssa Pâmela, a linda morena da foto acima, tem 17 anos, é natural de Xinguara, evangélica, 67 quilos,1,80 metro de altura, residente e domiciliada em Parauapebas e é o que se pode chamar de uma jovem acostumada a vencer. Em 2008 foi eleita Rainha FAX 2008, concurso realizado na exposição agropecuária de Xinguara; em 2010 foi a vencedora do Garota Bosque, em Curionópolis; em 2011 foi eleita  Rainha da XXV Expoama, em Marabá.

Agora, Pâmela quer realizar um antigo sonho, disputar o Concurso Miss Pará 2012. Ela será a representante de Parauapebas no concurso que abre uma vaga para o Concurso Miss Brasil. Uma coisa não se pode negar : estaremos muito bem representados!

Foto: folhadoSudesteonline.com

Parauapebas

Unique Shopping: Planet Park já está pronto para inauguração

Continua depois da publicidade

Telmo Mendes e Willians Neves, diretor Operacional da Planet Park Na foto, Telmo Mendes, superintendente do Unique Shopping, acompanhado de Willians Neves Fonseca, Diretor Operacional da Planet Park, que foi à Parauapebas realizar os últimos ajustes para a instalação do complexo de entretenimento.

Todos os brinquedos do park já foram montados, testados e estão prontos para fazer a alegria de toda a família na abertura do shopping, que acontece no próximo dia 18.