Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Prédio que seria da UPA em Marabá vai receber vários serviços de saúde

Centro de Especialidades, TFD, SAMU, serviços de imagem e regulação agora vão funcionar em um só lugar
Continua depois da publicidade

Na manhã desta quarta-feira, 6 de junho, um grupo de vereadores realizou uma visita ao prédio construído para abrigar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), localizado em área privilegiada na Avenida Transamazônica, Bairro Amapá, mas que não receber o serviço original porque a Prefeitura entendeu que o custo de manutenção de uma unidade deste porte é muito alto e se torna inviável para o município.

A visita contou com a participação da prefeita em exercício, Irismar Melo, e foi conduzida pelo secretário municipal de Saúde, Marcones Santos, e pela coordenadora de Média e Alta Complexidade da SMS, Dármina Duarte. Marcones antecipou aos vereadores que aquele prédio abrigará, a partir do final de julho, o Centro de Especialidades do Município, além do TFD (Tratamento Fora do Domicílio), Base Descentralizada do SAMU, Departamento de Regulação, serviços de imagem e, ainda, alguns procedimentos ortopédicos.

O secretário Marcones Santos ainda expôs aos parlamentares que o Governo Federal, através de Decreto, permitiu que os prédios destinados às UPA´s nos municípios pudessem ser utilizados para outras especificidades da área de saúde, sem que houvesse a obrigatoriedade do município devolver os recursos repassados pelo Governo Federal, que no caso de Marabá seria de R$ 1.950.000,00.

Ele ainda informou que o CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) ocupará o local que hoje funciona o Centro de Especialidades de Marabá, na Folha 31, ao lado da sede da FUNAI. O prédio que atualmente abriga o CTA, na Velha Marabá, será reformado para receber o Banco de Leite do Hospital Materno Infantil.

Notícias

Nota de esclarecimento sobre bloqueio de cheques do TFD

Continua depois da publicidade

Com relação ao bloqueio de cheques destinados ao pagamento de ajuda de custo para Tratamento Fora de Domicílio (TFD), a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), informa que:

O pagamento da ajuda de custo para TFD é uma prioridade e sempre é realizado regularmente por meio de cheques. Na sexta-feira (3/7) um cheque emitido no valor de R$ 100,00 foi compensado como R$ 25.200,00. Foi identificado que era um cheque fraudado e o pagamento dos demais foi suspenso provisoriamente.

No mesmo dia o banco devolveu para a conta da Semsa o valor de R$ 25.200,00 e a compensação dos demais cheques foi regularizada na segunda-feira (06/07). Por tanto, os pacientes que realizam TFD estão recebendo a ajuda de custo normalmente.

O responsável pela direção financeira da Semsa registrou, na segunda-feira (06/07), um boletim de ocorrência policial que seguirá para a abertura de inquérito. Além do referido cheque, outros dois, emitidos nos valores de R$ 75 e R$ 250 foram fraudados e alterados respectivamente para R$ 15.520,00 e R$ 22.000,00.