Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Direitos

Polícia Civil promove palestras sobre direitos da mulher em Parauapebas

Delegada Ana Carolina Abreu, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) foi quem ministrou as palestras

A Polícia Civil esteve presente em duas palestras realizadas neste final de semana em Parauapebas, em decorrência das comemorações pela semana alusiva ao Dia Internacional da Mulher. Com as temáticas sobre violência doméstica e aplicação da Lei Maria da Penha, a delegada Ana Carolina Abreu, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) do município prestou informações e esclarecimentos ao público em geral, em especial estudantes, presentes na Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e no Instituto Federal do Pará (IFPA), campus de Parauapebas.

O tema da palestra foi “Os Direitos da Mulher”. A DEAM de Parauapebas está presidindo uma extensa programação alusiva à Semana da Mulher desde o dia 3 deste mês, por meio de rodas de conversas com o tema “Coisa de Gênero”, voltadas às mulheres da comunidade e universitários.

No último dia 8, data do Dia Internacional da Mulher, a delegada coordenou um bate-papo com mulheres, na sede da DEAM para esclarecer dúvidas sobre a Lei Maria da Penha. Em outra palestra, realizada na sede da Faculdade Metropolitana, em Parauapebas, a titular da DEAM do município palestrou sobre violência de gênero, para alunos de Direito e Engenharia.

Educação

Convite: III Congresso de Zootecnia da Amazônia

A Universidade Federal Rural da Amazônia vai realizar, entre os dias 13 e 15 de outubro, no município de Parauapebas, o III Congresso de Zootecnia da Amazônia.

Juntamente a este evento será realizado o IV Seminário de Ensino de Zootecnia da Amazônia; II Encontro de Coordenadores de Pós-graduação em Zootecnia e o I Encontro de Zootecnistas da Amazônia.

Durante o evento serão apresentados palestras e minicursos (programação no site www.zootecnianaamazonia.com) e, em separado em cada fórum serão discutidas as seguintes questões:

  • IV Seminário de Ensino de Zootecnia da Amazônia: Direcionamentos do ensino em Zootecnia na Amazônia Legal, com o objetivo trocar experiências entre os cursos de graduação, fortalecer a Zootecnia nesta região e promover maior aproximação entre os cursos.
  • II Encontro de Coordenadores de Pós-graduação em Zootecnia:Direcionamentos dos programas de pós-graduação na Amazônia Legal, com o objetivo trocar experiências entre os cursos, fortalecer a área nesta região e promover maior aproximação entre os cursos.
  • I Encontro de Zootecnistas da Amazônia: Ações para valorização da profissão Zootecnista na região amazônica. Criação do Sindicado de Zootecnistas da Amazônia.

Assim, convidamos todos os profissionais de campo que atuam direta ou indiretamente na produção animal para participar deste evento!

Francislene Silveira Sucupira
Professora Adjunta da Universidade Federal Rural da Amazônia
Campus Parauapebas – PA

 

Inscrições para o concurso público da UFRA terminam amanhã

As inscrições para o concurso público da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) podem ser feitas até às 17 horas dessa quinta-feira (3) no site da organizadora do certame. O concurso destina-se a preencher vagas para cargos de níveis de classificação C, D e E, integrantes do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação do quadro permanente da instituição.

Para o campus de Parauapebas, as vagas são para nível técnico e nível superior.  O concurso oferta 154 vagas, sendo 138 para a ampla concorrência, 5 vagas reservadas para pessoas com deficiência e 11 reservadas para pessoas negras, para provimento de 40 cargos do quadro permanente da universidade. Os salários variam de R$ 1.739,04 a R$ 3.666,54, mais auxílio-alimentação no valor de R$ 458.

As taxas de inscrição vão de R$ 70 a R$ 90. O processo seletivo será composto de uma prova objetiva que será aplicada no dia 22 de maio, de 8h às 12h para os cargos de nível de classificação D; e de 14h30 às 18h30 para os cargos de níveis de classificação C e E. A prova objetiva será realizada nas cidades de Parauapebas, Castanhal e Belém.

Consta no edital que o prazo de validade do concurso será de dois anos, a contar da data de publicação do resultado final no Diário Oficial da União, prorrogável por igual período, de acordo com o inciso III do art. 37 da Constituição Federal de 1988.

Vagas
As vagas são para os cargos de Assistente de laboratório, Assistente de Tecnologia da Informação, Auxiliar de Veterinária e Zootecnia, Assistente em Administração, Técnico de Laboratório nas áreas de Biologia, Bioquímica, Química, Tecnologia da Informação, Alimentos e Laticínios, Artes Gráficas, Contabilidade, Enfermagem, Telecomunicações, Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais.

Além de Administrador, Analista de Tecnologia da Informação nas funções de Desenvolvimento de Software, Infraestrutura de Redes, Arquiteto e Urbanista, Arquivista, Assistente Social, Bibliotecário-Documentalista, Biólogo, Economista, Engenheiro nas áreas de Agrônomo, Engenharia Agrícola, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Sanitária, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Estatístico, Nutricionista, Médico, Médico Veterinário, Pedagogo, Psicólogo, Produtor Cultural e Secretário Executivo.

Educação

Concurso público da UFRA oferta vagas para Parauapebas

A Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) oferta 154 vagas para cargos da carreira de técnico administrativo em educação no Pará. Para o campus de Parauapebas, as vagas são para nível técnico e superior. O processo seletivo será composto de uma prova objetiva que está prevista para o dia 22 de maio de 2016, em Belém, Castanhal e Parauapebas. Nos cargos de nível E, haverá também uma prova de títulos, de modo classificatório. 

Os cargos ofertados são: Assistente de laboratório (2), Assistente de Tecnologia da Informação (1), Auxiliar de Veterinária e Zootecnia (1), Assistente em Administração (50), Técnico de Laboratório nas áreas de Biologia (4), Bioquímica (1), Química (7), Tecnologia da Informação (8), Alimentos e Laticínios (1), Artes Gráficas (1), Contabilidade (2), Enfermagem (1), Telecomunicações (1), Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais (5).

Além de Administrador (10), Analista de Tecnologia da Informação nas funções de Desenvolvimento de Software (3), Infraestrutura de Redes (4), Arquiteto e Urbanista (1), Arquivista (1), Assistente Social (5), Bibliotecário-Documentalista (4), Biólogo (3), Economista (1), Engenheiro nas áreas de Agrônomo (1), Engenharia Agrícola (1), Engenharia Ambiental (1), Engenharia Civil (1), Engenharia de Produção (1), Engenharia Elétrica (1), Engenharia Florestal (3), Engenharia Sanitária (1), Engenheiro de Segurança do Trabalho (1), Estatístico (1), Nutricionista (1), Médico (1), Médico Veterinário (1), Pedagogo (7), Psicólogo (6), Produtor Cultural (1) e Secretário Executivo (7).

As taxas de inscrição vão de R$ 70 a R$ 90.  Cinco vagas são reservadas para pessoas com deficiência e 11 vagas são reservadas para negros. As vagas restantes são de ampla concorrência, conforme edital. As inscrições devem ser feitas até 3 de março de 2016, pelo site. 

Os salários variam de R$ 1.739,04 a R$ 3.666,54, mais auxílio-alimentação no valor de R$ 458. O prazo de validade do concurso público será de 2 anos, a contar da data de publicação do resultado final no Diário Oficial da União, prorrogável por igual período.

Parauapebas: alunos dos cursos de Agronomia e Zootecnia da UFRA colam grau neste sábado

colacao-de-grauAmanhã, 23, às 18h, no auditório do Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), nove alunos do curso de Zootecnia e dois de Agronomia, da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), colarão grau.

Participarão da cerimônia de Outorga de Grau, o pró-reitor de ensino da UFRA, Marcel do Nascimento Botelho; os coordenadores dos cursos de Agronomia e Zootecnia do campus da UFRA em Parauapebas, Valdete Silva e Rafael Mezzomo, respectivamente, além da secretária de Educação, Leila Lobato.

Ufra e Unifesspa divulgam listão dos aprovados no vestibular nesta segunda-feira,18

O resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) nesta segunda-feira (18). Com a divulgação dos selecionados, a Universidade Rural da Amazônica (Ufra) e Universidade Federal do Sul e Sudeste do Estado (Unifesspa) divulgam a listão dos aprovados.

No total, a  Ufra oferta 1.850 vagas em cursos de graduação para ingresso em 2016, todas por meio do Sisu. As vagas são distribuídas em 34 cursos, nos campus de Belém, Capanema, Capitão Poço, Parauapebas, Paragominas e Tome-Açu. Em Parauapebas, ao todo, a Universidade oferta 250 vagas, nos de Agronomia, Engenharia Florestal, Administração, Engenharia de Produção e Zootecnia.

A novidade deste ano é o curso de Licenciatura em Letras com habilitação em Língua Brasileira de Sinais (Libras), que oferta 30 vagas em Belém, com duração de 10 semestres.

Na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) oferta um total de 710 vagas nos cursos; Administração e Ciências Contábeis no Campus de Rondon do Pará; Letras/Língua Portuguesa no Campus de São Félix do Xingu; História no Campus de Xinguara; e Agronomia, Ciências Econômicas, Letras/Inglês, Ciências Sociais, Direito, Engenharia Civil, Engenharia de Materiais, Engenharia de Minas e Meio Ambiente, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Física, Geografia, Geologia, Matemática, Pedagogia e Química.

As vagas são ofertadas nos campi de Marabá, Rondon do Pará, São Félix do Xingu, Xinguara e Marabá. Os candidatos selecionados deverão fazer a matrícula nos dias 22, 25 e 26 de janeiro.

Para consultar o resultado do Sisu, basta o estudante acessar o site. Para isso, os candidatos devem ter em mãos o número de inscrição e a senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015.

Alunos da UFRA em Parauapebas seguem sem aula há mais de 4 meses

IMG_9891

Alunos da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) em Parauapebas continuam sem aula devido à greve dos servidores iniciada no fim do primeiro semestre deste ano. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Federais de Ensino Superior no Estado do Pará (Sindtifes), entre as principais exigências está o reajuste salarial de 27,3% para os servidores.

Para o estudante de engenharia ambiental Vinícius Nogueira, o atraso nas aulas é frustrante. “Entrei em fevereiro com a expectativa de me formar nos cinco anos, mas já peguei uma greve. Tenho notas que não foram divulgadas e trabalhos a serem apresentados”, desabafa.

Já Eliemerson Almeida, aluno do curso de engenharia de produção, ainda nem conheceu a sala de aula da instituição. Eliemerson, que também é enfermeiro no hospital municipal, foi aprovado no início de 2015 e suas aulas deveriam ter começado em agosto. “Tinha ansiedade em conhecer o curso e voltar aos estudos. A situação atrapalha muito porque trabalho em regime de escala e não posso me comprometer com nada, justamente por causa da dúvida de quando vão começar as aulas”, explica.

Em Parauapebas, de acordo com Kaliandra Alves, diretora do campus, uma assembleia acontecerá no próximo dia 21 de outubro, onde servidores da Ufra provavelmente decidirão quando o retorno das aulas acontecerá.

Parauapebas

Em Parauapebas, Meio Ambiente e UFRA realizam censo das plantas nos canteiros da cidade.

Uma equipe da secretaria municipal de Meio Ambiente-Semma, através do departamento de Convênios e Projetos, em parceria com a Universidade Federal Rural da Amazônia-UFRA, mais os estagiários do curso de Engenharia Florestal estão realizando, pela primeira vez em Parauapebas, um inventário florestal quali-quantitativo em todas as árvores dos canteiros centrais da PA-275.

Planta

A importância desse verdadeiro censo florestal se dá num momento em que a Semma está prestes a lançar o seu Manual der Arborização Urbana de Parauapebas. E, por conta deste objetivo, os técnicos finalizarão um diagnóstico que resultará em quantos indivíduos (quantas árvores), suas famílias botânicas, seus gêneros distintos além da qualidade fitossanitária de cada uma das plantas.

Já é possível saber que, naqueles canteiros estão com boa saúde, 884 plantas, distribuídas em 14 famílias botânicas e 27 gêneros distintos. Entretanto, alerta a bióloga Shayanna Mitre, que apesar da boa fitossanidade das plantas visitadas, elas apresentam “baixa diversidade florística que é um aspecto negativo, que pode ser melhorado a partir de um programa de enriquecimento dos canteiros utilizando-se espécies nativas para aumentar a heterogeneidade de espécies”, ensina a bióloga do departamento de Convênios e Projetos.

Para Shayanna, o estudo faz parte de uma das etapas de planejamento da elaboração do Manual de Arborização. Segundo a bióloga,  “é imprescindível diagnosticar a situação atual e fornecer os parâmetros para correção dos problemas que forem identificados pelos especialistas. O Manual dará as diretrizes da arborização futura de Parauapebas, adequadas a cada necessidade, além de fornecer informações que, adotadas pelo poder público, resultarão no enriquecimento das áreas verdes da cidade”, enfatizou. (Por Agenor Garcia. Foto: UFRA/Semma).