Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

É crise?: depois de 27 anos, Prefeitura de Marabá deixa de realizar desfile da Pátria

Por Ulisses Pompeu – de Marabá

Alegando problemas financeiros, a Prefeitura de Marabá anunciou que não irá organizar o desfile em comemoração à Independência do Brasil, que acontece tradicionalmente na Avenida Antônio Maia por mais de 40 anos.

A última vez que o município deixou de organizar o desfile foi no longínquo ano de 1989, quando o voo Varig 254, que saiu de Marabá com destino a Belém, caiu na floresta no dia 3 de setembro, matando, entre outras pessoas, um primo do então prefeito Nagib Mutran, que decidiu não realizar o evento festivo em respeito à memória das 12 vítimas fatais do trágico acidente.

Em meio a um cenário caótico, retornando de um afastamento imposto pela Justiça e com o município atolado em dívidas e salários que atrasam nos últimos meses, o prefeito João Salame decidiu não promover o evento. Todavia, a 23ª Brigada de Infantaria de Selva decidiu organizar o desfile cívico-militar, não mais no local tradicional, mas na VP-3, Nova Marabá. O palanque principal estará localizado em frente à sede da Justiça Eleitoral, na Nova Marabá, um local sem sombra ao redor para quem for assistir ao evento.

O Desfile Cívico-Militar é uma oportunidade de estimular o espírito cívico e ampliar a interação com a sociedade marabaense. Além de homens do Exército, deverão participar também do desfile tropa da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e órgãos de segurança pública do município, algumas escolas e instituições de Marabá.

O Comando da 23ª Brigada de Infantaria de Selva recebe inscrições de entidades para participar do evento até as 14 horas do dia 5 de setembro, segunda-feira. Interessados podem entrar em contato pelo fone 3312-1005.

Deixe uma resposta